A heurística da ancoragem e a tomada de decisão sob risco em investimentos imobiliários

Anderson Dorow, Jurandir Sell Macedo Junior, Patrícia Nunes, Donizete Reina, Diane Rossi Maximiano Reina

Resumo


As Finanças Modernas, com base nos pressupostos da Teoria da Utilidade Esperada (TUE) defendem a racionalidade dos agentes econômicos, observando, que as pessoas ao tomarem decisões de investimentos arriscadas, apresentam aversão ao risco. Todavia, testes empíricos demonstram que os agentes econômicos tendem apresentar episódios de racionalidade limitada. Assim, este artigo buscou investigar qual o efeito da heurística da Ancoragem em estimativas numéricas sob a perspectiva da avaliação em investimentos imobiliários. O estudo é baseado em um quase experimento realizado por meio de testes estatísticos quantitativos analíticos, a pesquisa é positivista e descritiva e utiliza fonte primária e secundária de dados. A investigação ocorreu com base nas pesquisas de Jacowitz e Kahneman (1995), envolvendo o efeito da heurística da ancoragem e estimativas de avaliações imobiliárias, Northcraft e Neale (1987). Como resultados destaca-se: os cálculos dos IA – índice de ancoragem - mostraram que os efeitos da ancoragem em investimentos imobiliários são notórios, contudo, devem ser analisados com cautela; o teste de correlação, mostrou que mesmo um valor arbitrário pode influenciar as estimativas numéricas de pessoas quando avaliam investimentos e que a ancoragem não é restrita a respostas numéricas. Conclui-se que esses resultados mostram similaridades com o contexto internacional, como exemplos: “uma racionalidade limitada em tomadas de decisões de estimativas numéricas (SIMON, 1957; NORTHCRAFT E NEALE, 1987; BAZERMAN, 1994, KAHNEMAN E TVERSKY, 1974)”; e “pequena tendência de que as respostas, que são mais fortemente afetadas por uma âncora, sejam feitas com relativamente menos confiança (JACOWITZ E KAHNEMAN, 1995, THORSTEINSON ET AL, 2008)”.

Palavras-chave


Tomada de decisão sob risco

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235