A análise da cadeia de valor como instrumento de vantagem competitiva: um estudo de caso na indústria salineira

Jorge Eduardo de Medeiros Lopes, Daniele da Rocha Carvalho, Aneide Oliveira Araújo

Resumo


A necessidade de controle e redução de custos sempre foi e será tema de muitas discussões. Dentro desse contexto destaca-se a análise e o controle da cadeia de valor como instrumento da gestão estratégica de custos; dessa forma, as empresas se utilizam proativamente das sinergias existentes entre a cadeia de suas atividades produtivas para obter benefícios mútuos
e contínuos. O objetivo deste artigo é identificar, sob a ótica da análise estratégica de custos, os elementos da cadeia de valor, tanto de forma qualitativa quanto quantitativa, da indústria salineira localizada no estado do Rio Grande do Norte, bem como verificar se existem sinergias positivas entre seus integrantes. Utilizando a metodologia proposta por Porter (1989) e Shank e Govindarajan (1997), foi realizado um estudo de caso numa empresa de grande porte do setor salineiro, identificando-se: (1) as atividades da cadeia de valor da empresa, tanto de forma qualitativa quanto quantitativa; (2) as atividades de valor da cadeia responsáveis pelas maiores margens de lucratividade; e, (3) as estratégias que a empresa
utiliza para otimizar as sinergias dessas atividades. Constatou-se que a utilização de estratégias conjuntas entre as empresas da mesma cadeia produtiva produz resultados satisfatórios, principalmente quanto à estratégia de liderança em custos; bem como que a empresa objeto do estudo conhece a importância da gestão da cadeia de valor e a utiliza como
instrumento de estratégia competitiva.

Palavras-chave


Indústria salineira

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235