A Implantação do SICOGEA - Sistema Contábil Gerencial Ambiental em um Hospital

Fabricia Silva da Rosa, Elisete Dahmer Pfitscher, Marcianni Maria Steiger, João Paulo de Oliveira Nunes, Guilherme Julio da Silva

Resumo


Este trabalho tem o objetivo de analisar como a Contabilidade Ambiental pode auxiliar
na gestão de clínicas hospitalares de saúde. A metodologia adotada será um estudo de caso em
um hospital utilizando-se uma entrevista semi-estruturada com os envolvidos na área da
saúde. A trajetória metodológica divide-se em três fases: a primeira faz uma revisão teórica da
contabilidade e controladoria ambiental, tratamento dos resíduos hospitalares e controles de
resíduos tóxicos, seja por incineração ou autoclavagem, gestão ambiental e sistemas de
gestão. A segunda fase envolve um estudo de caso em que são realizadas primeiramente as
entrevistas, depois de estruturada a lista de verificação com 129 (cento e vinte nove) questões,
divididas em critérios e sub-critérios, que incluem fornecedores, tratamento com pacientes,
indicadores gerenciais, recursos humanos na organização. Na terceira fase apresenta-se o
plano resumido de ação contábil-ambiental. Assim, mostram-se as conclusões do trabalho e
identificam-se as prioridades de atendimento. Verifica-se que a contabilidade pode auxiliar no
processo de gestão ambiental nos hospitais e clínicas hospitalares de saúde, porém falta ainda
conscientização por parte dos gestores e, em uma instituição pública, onde as exigências são feitas pelas agências reguladoras, ANVISA e o MEC, fazem que os gestores passem a centralizar seus esforços nestas exigências.

Palavras-chave


Contabilidade Ambiental

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235