A cultura organizacional como mecanismo de controle: o caso da adoção do contrato de gestão na Marinha do Brasil

Anderson Soares Silva, ANA CAROLINA PIMENTEL DUARTE DA FONSECA

Resumo


A eficiência do Estado vem assumindo, cada vez mais, um papel de relevância dentro da nossa sociedade nos últimos anos. Assim, alguns temas, antes pouco prováveis, como Planejamento Estratégico e Controle Gerencial, assumem uma dimensão de realidade já no curto-prazo dentro da Administração Pública. Neste contexto, entra em cena o contrato de gestão, como um dos meios de substituir os controles formais por controles baseados em resultados. O presente artigo teve por objetivo central descrever como a ênfase dada ao fortalecimento da cultura organizacional baseada na qualidade atuou como mecanismo de controle por parte de uma Organização Militar Prestadora de Serviços da Marinha do Brasil, a partir da adoção do contrato de gestão. Para tanto, realizou-se um estudo de caso através da análise detalhada do desenho do sistema de controle gerencial da referida organização, com ênfase na perspectiva cultural, de acordo com Gomes e Salas (1999). Por fim, foi possível depreender, dos resultados encontrados, que os diversos mecanismos de controle utilizados se basearam na identificação dos membros da organização com a cultura organizacional, contribuindo de forma significativa para o alcance das metas previstas no contrato de gestão, fato este que veio a confirmar o pensamento de Gomes e Salas (1999).

Palavras-chave


Comportamento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235