A Ausência de Padronização e o seu Reflexo na Análise dos Balanços Sociais: um Estudo de Quatro Grandes Empresas Capixabas

Mirian Albert Pires, Fernando José Arrigoni

Resumo


O presente trabalho tem por objetivo verificar a possibilidade de análise do Balanço Social através da extração de indicadores, os quais devem ser comparados com os da própria entidade, em períodos diferentes e, com os de outras entidades, referentes ao mesmo exercício social. Para tanto, foram analisados os Balanços Sociais de quatro empresas de grande porte, todas elas sediadas no estado do Espírito Santo. São elas: Companhia Siderúrgica Tubarão, Aracruz Celulose, Companhia Vale do Rio Doce e Espírito Santo Centrais Elétricas. O estudo baseia-se na pesquisa bibliográfica para a fundamentação teórica e na documental, onde são analisados e confrontados os Balanços Sociais referentes aos exercícios sociais de 1998 a 2001 das referidas empresas. Após as análises de cada Balanço Social isoladamente, verificou-se a parcial impossibilidade de compará-lo com os de outras empresas, em períodos coincidentes. Também não tem sido totalmente possível tecer esse paralelo entre Balanços Sociais da mesma empresa, só que em períodos diferentes. Sugere-se, então, uma padronização, por mínima que seja, que torne possível a extração, análise, comparação e verificação da evolução dos indicadores.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235