Goodwill Adquirido: Tratamento Contábil nas Normas Brasileiras, Norte-americanas e Internacionais

José Luiz Dos Santos, Paulo Schmidt, Nilson Perinazzo Machado, José Mário Matsumura Gomes, Paulo Roberto Pinheiro

Resumo


Tendo em vista a materialidade assumida pelos ativos intangíveis na composição do patrimônio das entidades na Era do conhecimento, em função basicamente das mudanças proporcionadas pela tecnologia da informação e das telecomunicações, bem como pelo processo de mundialização da economia, torna-se premente contextualizar o mais controvertido ativo intangível no âmbito internacional: o goodwill. Além disso, recentes alterações nas normas norte-americanas através da emissão do pronunciamento FAS nº 142/01 demonstram a relevância e a atualidade do tema. Nesse sentido, este artigo apresenta inicialmente o tratamento contábil do goodwill adquirido nas normas brasileiras, norte-americanas e internacionais, culminando em um segundo momento, com a apresentação das principais semelhanças e diferenças no tratamento contábil entre as normas estudadas, por intermédio de uma metodologia consubstanciada em uma pesquisa bibliográfica, sob o prisma do método de procedimento comparativo na modalidade descritiva. Finalmente, são levantadas algumas conclusões.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235