A CONSTRUÇÃO DO PLANO AGREGADO ESTRATÉGICO DE PRODUÇÃO UMA ABORDAGEM CRÍTICA E OPERACIONAL

José Antonio Valle Antunes Júnior, Luís Henrique Rodrigues, Flávio Pizzato

Resumo


O presente artigo propõe uma abordagem crítica e operacional da problemática da construção do chamado Plano Agregado Estratégico da Produção. Partindo das noções básicas propostas pela Teoria das Restrições, são aprofundados alguns aspectos críticos para a construção do Plano Agregado Estratégico da Produção. São ressaltados um conjunto de elementos estratégicos entre os quais pode-se incluir: introdução de novos produtos, ciclos de vida dos produtos, mercados, critérios estratégicos, prioridades dos clientes. Na sequência, o trabalho propõe formas objetivas de operacionalizar as proposições teóricas expostas. Para isso, propõe-se a utilização de softwares utilizando-se simultaneamente: i) os princípios, conceitos e pressupostos teóricos expostos neste artigo; ii) Técnicas de Pesquisa Operacional visando elaborar as modelagens que se fazem necessárias para tratar o problema. Finalmente, utilizando como referência para ilustrar a potencialidade da utilização da abordagem proposta o software PROFMIX, são discutidos os tópicos relevantes relativos a geração do Plano Agregado Estratégico de Produção e a efetivação da Análise de Investimentos nos Sistemas Produtivos tendo por base uma perspectiva de sistema.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235