Utilização do Conceito de Gestão Estratégica de Custos Dentro do Balanced Scorecard

Sidnei Vieira Marinho, Paulo Mauricio Selig

Resumo


Kaplan e Norton iniciaram em 1990, um estudo intitulado Measuring Performance in the Organization of the Future com a finalidade de desenvolver um novo modelo de medição de desempenho nas organizações. As discussões levaram ao que foi chamado de Balanced Scorecard (BSC). O nome refletia o equilíbrio entre objetivos de curto e longo prazos, entre medidas financeiras e não-financeiras, organizados em torno de quatro perspectivas distintas financeira, dos clientes, dos processos internos, e de aprendizado e crescimento. O BSC é uma das ferramentas mais procuradas pelas organizações voltadas para o futuro. Entretanto, sua efetiva utilização esbarra em lacunas que não foram devidamente abordadas por Kaplan e Norton no livro original. Uma das principais lacunas, encontra-se relacionada com a definição de metas que traduzam a estratégia de forma coerente. Nesse sentido, o presente trabalho pretende abordar o processo de definição de metas através da Gestão Estratégica de Custos, contribuindo desta forma para a correta operacionalização do Balanced Scorecard.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235