CUSTOS SOCIOAMBIENTAIS: A QUANTIFICAÇÃO FINANCEIRA DOS CRÉDITOS DE CARBONO NA AGRICULTURA E A SUSTENTABILIDADE NA RELAÇÃO DA AGROENERGIA PRODUZIDA COM A MATRIZ ENERGÉTICA UTILIZADA

Marcos ANDRADE, Armin Feiden

Resumo


O presente estudo objetiva quantificar o valor financeiro dos créditos de carbono gerados na substituição do óleo diesel por biocombustível na atividade agrícola, analisando-se a matriz energética e as fontes de energia utilizadas na agricultura. A redução na emissão de gases de efeito estufa e a retenção de carbono geram créditos que podem ser comercializados mediante retorno financeiro. Diante disso, levantou-se a seguinte problemática: Os créditos de carbono podem estimular a mudança no modelo de produção agrícola, para que haja redução na emissão e aumento na retenção de carbono no meio rural? Além do retorno financeiro pela comercialização dos créditos, a agricultura de baixo carbono pode se beneficiar de benefícios indiretos como linhas de financiamento com juros subsidiados e acesso a mercados mais exigentes. A metodologia utilizada foi a pesquisa exploratória, bibliográfica e internet, mediante obtenção de dados a respeito dos créditos de carbono e das emissões de gases, para a partir disto desenvolver uma análise aplicando a abordagem qualitativa e quantitativa, mensurando-se o valor financeiro dos créditos de carbono gerados na agricultura. Mediante estas análises, possibilitou-se concluir que as ações socioambientais decorrentes da atividade agrícola produzem créditos de carbono que podem ser comercializados pelo agricultor.

Palavras-chave


Matriz energética, Custos socioambientais, Créditos de carbono.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235