ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE SEGUNDO A SUA MODALIDADE

Isamara Silva Cota, Fabiana Lopes da Silva, Marta Cristina Pelucio Grecco

Resumo


O setor de saúde suplementar no Brasil tem uma importância fundamental, pela função social que exerce e pela relevância econômico-financeira que o setor representa. Monitorar o setor a
assegurar que o mesmo seja sustentável e perene é um dos principais objetivos da ANS – Agencia Nacional de Saúde Suplementar, que atua por meio da regulação econômica, visando corrigir as distorções quanto à seleção de riscos, praticada pelas operadoras, e preservar a competitividade do mercado. Diante do exposto, o objetivo de investigar o comportamento dos indicadores econômicos, considerando a modalidade da operadora. Os resultados apresentados demonstram que a estrutura de operação, formação da carteira, formação da rede, entre outras características que variam de acordo com a modalidade, influenciam nos indicadores. Pode-se verificar que as operadoras estão cada vez mais com dificuldades de performance de carteiras, seja em função dos aumentos expressivos dos custos assistências, seja pelo envelhecimento, tal qual ocorre na previdência. Outro fator relevante é que com o aumento do desemprego, o impacto é direto na carteira de planos empresariais, ofertados aos funcionários das empresas.

Palavras-chave


Regulação. Indicadores de Desempenho. Operadoras de Planos de Saúde.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235