PRODUÇÃO DE FLORES TROPICAIS: UMA ANÁLISE ECONÔMICA NA AGRICULTURA FAMILIAR EM MATO GROSSO

Josiane Silva Costa dos Santos, Cleci Grzebieluckas, André Socoloski, Raimundo Cunha França

Resumo


A floricultura tropical tem ganhado espaço na produção do estado de Mato Grosso, por possuir características como resistência, formas variadas, cores vibrantes além de espécies nativas no estado, sendo uma alternativa para agricultores familiares. O objetivo do estudo foi analisar a viabilidade econômica da produção das flores tropicais alpínia (Alpínia purpurata), bastão do imperador (Etlingera elatior) e helicônia (Heliconia) em uma propriedade rural de Mato Grosso. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, e teve como instrumentos de coleta roteiro estruturado, entrevistas semi-estruturadas e observação direta. As ferramentas de análise foram Valor Presente Líquido (VPL), a Taxa Interna de Retorno (TIR) e o Tempo de Retorno do Capital (Payback). A Taxa Mínima de Atratividade (TMA) foi 11,15% a.a. A análise foi com base em um hectare de terra, baseada na produção de um ano e simulando diferentes cenários no período de 10 anos. Os resultados indicaram que as três espécies são viáveis economicamente, com destaque para o bastão do imperador que teve maior produção no período e consequentemente VPL e TIR superiores em relação a alpínia e a helicônia.

Palavras-chave


Viabilidade econômica. Floricultura tropical. Custos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235