UTILIZAÇÃO COMBINADA DO UEP E DA TOC EM UMA INDÚSTRIA FITNESS

Nilton CEZAR CARRARO, Marco Aurélio Batista de Sousa, Silvio Paula Ribeiro, Viviane da Costa Freitag, Fladimir Fernandes dos Santos, Rafael Sanaiotte Pinheiro

Resumo


Sem a gestão de custos as pequenas empresas ficam vulneráveis na formação dos preços de venda e na apuração de seus resultados, foi o que demonstrou as pesquisas de Ortigara (2006) e Ferreira et al. (2012). Logo, este trabalho teve como objetivo demonstrar a viabilidade da utilização combinada do método de Unidade de Esforço de Produção (UEP) e da Teoria das Restrições (TOC) como forma de apurar os custos de transformação e administrar os fatores limitantes da produção. Para tanto foi realizada uma revisão bibliográfica no sentido de captar trabalhos correlatos que fundamentassem esse objetivo, e obtendo indicadores positivos, foi proposta a execução em um estudo de caso em uma pequena indústria de equipamentos fitness localizada no centro do Estado de São Paulo. Além dos cálculos requisitados pelos métodos em si, apresentados em oito tabelas que poderão ser convertidas em uma única planilha eletrônica integrada, incorporou uma análise estatística com o coeficiente de variação de Pearson, que serviu para tratar as variações dos custos de transformação. Ficou evidenciado que o trabalho mais pesado na gestão de custos no tocante a utilização destes dois métodos restringe-se a fase de implantação, que deverá ser retomada apenas quando a empresa modificar seus produtos, processos ou o seu desempenho em relação ao tempo de produção. Portanto a viabilidade foi provada e um dos principais resultados está na visão sobre o ganho hora que pode ser diferente do ganho por produto, levando a decisões mais profícuas em relação à restrição apresentada pelo sistema.

Palavras-chave


Esforço. Restrição. Ganho.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235