Anais de Resumos - XXIV CBC

XXIV CBC



Artigo





1. Abordagens contemporâneas de custos



A COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS DO SISTEMA DE TRANSPORTE COLETIVO EM MUNICÍPIOS

Walison Reis REIS (UNB) - Brasil
E-mail: walisonwreis@gmail.com

Abimael de Jesus Barros COSTA (UnB) - Brasil
E-mail: acosta@unb.br

O sistema de transporte coletivo urbano compõe o arcabouço de políticas públicas brasileiro. Nesse sentido, a gratuidade no transporte público é parte integrante das políticas públicas e um direito constitucional. Portanto, este estudo investiga como o custo das gratuidades compõe a tarifa do sistema de transporte coletivo. Para corroborar com a metodologia deste trabalho, foram empregados os conceitos da Teoria Econômica da Regulação, bem como abordagens da Teoria da Modicidade Tarifária. Assim, é realizada uma abordagem qualitativa descritiva por meio de coleta de dados do custos do sistema de transporte urbano de sete municípios das capitais brasileiras. Para tanto, analisou-se os modelos de formação de custo do sistema de transporte coletivo urbano utilizados pelos municípios. Com isso, os achados da pesquisa identificaram que as fontes de financiamento são insuficientes para arcar com os custos da gratuidade, no caso do Município de São Paulo implementou em 2017 gratuidade para desempregados. Desta forma, o usuário pagante arca com mais esse custo, conforme consubstanciado nos métodos tarifários, gerando um paradoxo social, visto que em média o impacto médio é de 28,75% da tarifa de transporte urbano. Logo, sugere-se alternativas para as fontes de financiamento e exclusão do cálculo tarifário os custos com a gratuidade.

Palavras-Chave:Transportes; Custos; Gratuidade; Tarifa; Municípios.


A INFLUÊNCIA DA COMPOSIÇÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO NA EVIDENCIAÇÃO AMBIENTAL: UMA ANÁLISE NAS EMPRESAS BRASILEIRAS

Sheila Mendes FERNANDES (UFSC) - Brasil
E-mail: sheilamenfer@gmail.com

RAISA Gonçalves NUNES (UFSC) - Brasil
E-mail: nunesraisa3@gmail.com

Antonio Cezar BORNIA (UFSC) - Brasil
E-mail: cezar.bornia@gmail.com

Este estudo objetivou verificar a influência das características do conselho de administração no nível de evidenciação ambiental. Foi utilizada uma amostra de 100 empresas listadas na BM&FBovespa. O nível de informação ambiental foi obtido por meio da análise de conteúdo nos relatórios de sustentabilidade e websiste das empresas. Utilizou-se um modelo de regressão múltipla para verificar a influência das variáveis: tamanho do conselho, diversidade de gênero, quantidade de membros independentes e idade dos conselheiros. Os resultados mostraram que apenas a quantidade de conselheiros independentes apresentou significância estatística de 10%, sugerindo que uma proporção maior de conselheiros independentes pode melhorar o monitoramento e o controle da administração, fortalecer a governança corporativa, impulsionar o envolvimento da empresa com as questões ambientais e, consequentemente aumentar o nível de informações ambientais evidenciadas voluntariamente pelas empresas.

Palavras-Chave:Evidenciação ambiental. Característica do conselho de administração. Empresas brasileiras.


ANÁLISE DO DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO PRÉ E PÓS FUSÃO ATRAVÉS DE INDICADORES DE RENTABILIDADE E ENDIVIDAMENTO: UM ESTUDO DE CASO NA LATAM AIRLINES

Felipe Cunha DE MELO (UFSC) - Brasil
E-mail: felipe.cunham@gmail.com

Loreci João BORGES (UFSC) - Brasil
E-mail: ljb@ljb.com.br

A competitividade atual do mercado, fato presente na economia mundial, influencia o planejamento e a realização dos objetivos as organizações. O processo de fusão, ponto principal desta pesquisa, vem ganhando espaço e influenciando os gestores das empresas, que instigados pelo fenômeno da globalização mundial, precisam adotar novas estratégias para manter a concorrência com as demais companhias do setor. Sendo assim, o objetivo deste estudo foi analisar o caso específico da LATAM, decorrente da fusão horizontal entre a empresa chilena Línea Aérea Nacional de Chile (LAN) e a brasileira Táxi Aéreo Marília (TAM), que mesmo após a integração, as empresas bases não se extinguiram e mantiveram toda a sua estrutura funcional. Por meio da presente pesquisa, calculou-se os indicadores de rentabilidade e de endividamento, conceituando os períodos anteriores (2009, 2010 e 2011) e posteriores (2013, 2014 e 2015) à fusão, onde analisou-se o comportamento dos índices e da viabilidade econômica da empresa. Observou-se, diante de dados concretos, que a fusão foi economicamente apropriada, mas não apresentou um resultado completamente satisfatório para a empresa. Apesar disso, melhorou sua rentabilidade e o endividamento do grupo como um todo.

Palavras-Chave:Fusões De Empresas; Indicadores Econômico-Financeiros; Caso LATAM


ANÁLISE DOS CUSTOS NO PROCESSO DE IMPORTAÇÃO: VIABILIDADE DE COMPRA DE MATÉRIA-PRIMA NO MERCADO EXTERNO PARA UMA INDÚSTRIA DE PLÁSTICOS DA SERRA GAÚCHA

Fernando BEN (UCS) - Brasil
E-mail: fben@ucs.br

Morgana Jordani AIMI (UCS) - Brasil
E-mail: morgana.aimi@gmail.com

Buscando melhor qualidade e/ou custo para seus produtos, muitas empresas recorrem ao mercado internacional. Para que se possa decidir com rapidez e segurança se a prática da importação é realmente vantajosa, os custos da operação devem ser mensurados. O presente estudo tem por objetivo evidenciar todas as variáveis que devem ser consideradas para a correta mensuração dos custos em processos de importação, mostrando a relevância da análise dos mesmos para a melhor tomada de decisão por parte da empresa. Para tanto, realizou-se estudo qualitativo de nível exploratório. A fundamentação teórica do estudo relacionou o funcionamento de um processo de importação e como os custos envolvidos em cada uma de suas etapas devem ser classificados, mensurados e analisados. No estudo de caso, os custos que compõem um processo de importação foram relacionados e aplicados em uma ferramenta desenvolvida para este projeto. Ao final do estudo, foi realizada análise comparativa entre os custos de produto nacional e importado. Como resultado do trabalho, foi comprovada a vantagem econômica da importação da matéria-prima estudada pela indústria de plásticos, quando comparada com a mesma compra no mercado interno.

Palavras-Chave:Gestão de Custos. Importação. Tomada de Decisão.


ANÁLISE DOS INVESTIMENTOS EM RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DAS EMPRESAS DO ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL LISTADAS NA BM&FBOVESPA

Luciana Maria SILVA (UEPB) - Brasil
E-mail: lucianamsilva23@gmail.com

Roseane Patrícia ARAÚJO SILVA (UEPB) - Brasil
E-mail: rosepat5@hotmail.com

Isabel Joselita Barbosa da Rocha ALVES (UEPB) - Brasil
E-mail: beljrocha@gmail.com

Kallyse Priscila Soares de OLIVEIRA (UFPB/UFERSA) - Brasil
E-mail: kallysepriscila@hotmail.com

Resumo A divulgação voluntária de conteúdo de cunho ambiental e social tem sido uma tendência seguida pelas companhias no contexto organizacional. O desenvolvimento da Responsabilidade Social Corporativa na gestão empresarial é reflexo de cobranças sociais mais severas quanto à adoção de uma postura ética sustentável e socialmente responsável por parte das empresas. Nesse sentido, este estudo analisa os investimentos socioambientais de dezesseis empresas que integraram todas as versões do ISE (Índice de Sustentabilidade Empresarial) no período compreendido entre 2011 a 2015. Realizou-se uma pesquisa exploratória e bibliográfica, de caráter descritivo e abordagem quantitativa, com base em dados extraídos dos Balanços Sociais e Índices Remissivos da GRI (Global Reporting Initiative) constantes nos relatórios anuais e de sustentabilidade dessas companhias. Os resultados indicaram que os setores que apresentaram os menores investimentos socioambientais, buscaram compensar os baixos investimentos apresentando um maior nível de disclosure socioambiental, fato esse que pode ser justificado pela Teoria da Legitimidade. O estudo também evidenciou a predominância de investimentos e disclosure dos indicadores sociais como estratégia de legitimação utilizada por essas organizações.

Palavras-Chave:Balanço Social. Global Reporting Initiative. Teoria da Legitimidade.


AUDITORIA POR MEIO DE INDICADORES DE DESEMPENHO NA GESTÃO PÚBLICA MUNICIPAL: UTILIZAÇÃO PELOS TRIBUNAIS DE CONTAS BRASILEIRO

Gilberto Crispim SILVA (UFG) - Brasil
E-mail: crispim.silva@uol.com.br

Luiz ALBERTON (UFSC) - Brasil
E-mail: luiz.alberton@ufsc.br

Celma Duque FERREIRA (UFG) - Brasil
E-mail: celmaduke@hotmail.com

Cleber BROIETTI (UFSC) - Brasil
E-mail: cleberbroietti@gmail.com

João Antônio SALVADOR DE SOUZA (UFSC) - Brasil
E-mail: jass26salvador@gmail.com

O estudo tem o objetivo de identificar de que forma os indicadores de avaliação de desempenho são utilizados na auditoria pelos tribunais de contas para medir o desempenho da gestão pública municipal. Para isso, foi aplicado questionário estruturado aos auditores responsáveis pelas contas externas, dos TCMs, TCEs e do TC/DF, e também, análise nos pareceres com rejeição para identificar a fundamentação da indicação de rejeição. A pesquisa obteve respostas de 18 tribunais o que representa uma amostra de 67% do total de TCs. Os resultados apontam que 22% dos TCs responderam que utilizam algum tipo de indicador nas auditorias das contas públicas municipais e 78% com base na conformidade legal. O Brasil, um país legalista no que tange a administração pública, só é realizado o que a lei estabelece, pode haver uma limitação no uso de IDs na auditoria de contas do poder executivo municipal, apesar de sugestões do TCU, Secretaria de Planejamento e do STN sobre o uso voluntário de indicadores pelos TCs. O estudo concluiu que os indicadores de avaliação de desempenho não são utilizados nas auditorias realizadas na prestação de contas dos governos municipais pelos TCs. As auditorias são exclusivamente balizadas em dispositivos jurídicos constantes no bojo da Carta Magna, da LRF e outras pertinentes. Quanto a motivação da emissão de pareceres com rejeição, emitidos no período de 2011-2016, são fundamentados em atos legalistas, ou seja, nenhuma menção aos IDs da gestão pública.

Palavras-Chave:Indicadores de desempenho; Auditoria; Tribunal de contas; Gestão pública.


CONTRATOS DE OBRA: UMA ANÁLISE A PARTIR DA PERSPECTIVA DOS CUSTOS DE TRANSAÇÃO

Michele URRUTIA HEINZ (FURG) - Brasil
E-mail: michelleurrutia@bol.com.br

Ana Paula Capuano da CRUZ (FURG) - Brasil
E-mail: anapaulacapuanocruz@hotmail.com

Marco Aurélio Gomes BARBOSA (FURG) - Brasil
E-mail: marcobarbosa@furg.br

Esta pesquisa buscou identificar os custos de transação existentes nos contratos de licitação de obra firmados por uma Universidade Federal, a partir dos conceitos de racionalidade limitada, oportunismo e incerteza dos agentes. Foi realizada uma pesquisa qualitativa, por meio da técnica de análise de conteúdo dos seguintes documentos: contrato, termo aditivo e parecer jurídico. Os documentos que serviram de base à pesquisa foram extraídos de uma amostra de 30 processos de contratação de obra, iniciados e finalizados no período de 2007 a 2016, período este, caracterizado por expressivo crescimento orçamentário na instituição pesquisada, em virtude do programa de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (REUNI). Os achados indicam que aproximadamente 76% dos contratos analisados encontram-se incompletos, evidenciando a existência de custos de transação, derivados de falhas contratuais, que em sua maioria decorreram de alterações de prazo e do objeto, consequentes da racionalidade limitada e incerteza dos agentes, que facilitam a presença do oportunismo, uma vez que a minuta de contrato utilizada é padrão para todos os contratos firmados, e os fornecedores contratados eventualmente se repetem, o que sugere que possuem conhecimento prévio sobre os procedimentos adotados pela Instituição.

Palavras-Chave:Contratos de obra. Falhas contratuais. Custos de Transação.


CUSTO DA COMPLEXIDADE INFORMACIONAL E LEGIBILIDADE DOS RELATÓRIOS DE AUDITORIA

William Aparecido Maciel da SILVA (UFU) - Brasil
E-mail: w.aparecidomaciel@hotmail.com

Lucas Fernandes ROCHA (UFU) - Brasil
E-mail: luksfernandes@hotmail.com

João Antônio DE SOUZA TRINDADE (UFU) - Brasil
E-mail: jdetrindade@gmail.com

Donizete REINA (UFES) - Brasil
E-mail: dreina2@hotmail.com

Marcelo TAVARES (UFU) - Brasil
E-mail: mtavares@ufu.br

A responsabilidade do auditor é obter provas de auditoria através do teste da mensuração contábil subjacente às demonstrações financeiras preparadas pela administração, bem como pela obtenção de outras evidências de auditoria (ZUCA, 2015). Tais provas, são muitas vezes simplificadas por meio da apresentação do relatório do auditor. Desta forma, o objetivo desse estudo foi analisar o custo da complexidade informacional e de legibilidade das divulgações dos relatórios de auditoria das empresas que adotaram as normas do IFRS no período pré-adoção e período de adoção do IFRS de forma obrigatória. As ferramentas estatísticas empregadas no estudo foram utilizadas os testes não paramétrico de Kruskal-Wallis, teste t para amostras independentes e teste t para uma amostra, os testes estatísticos foram divididos de maneira que pudesse analisar as legibilidade de cada relatório por auditoria, e a legibilidade das ressalva, foi coletado uma amostra de 1.244 relatórios de auditoria entre os período de 2005 a 2016 das empresas listadas no Novo Mercado do BM&FBovespa. Quanto aos resultados, identificou-se que em média existe uma menor legibilidade, ou seja, maior complexidade das informações divulgadas nos relatórios de auditoria após adoção do IFRS; existe diferença entre as médias dos resultados gerados pelo Fog Index, cada relatório elaborado pelas auditorias tem seu grau de complexidade no período que antecede a adoração do IFRS; e, em média os relatórios com ressalva tendem a apresentar maior complexidade na informação para ambos períodos antes e após adoção do IFRS. Todavia, não foi identificado um custo em termos monetários para as empresas.

Palavras-Chave:Custo da Complexidade Informacional; Relatório da Auditoria; Legibilidade.


CUSTOS COM SEGURANÇA PRIVADA NO SETOR BANCÁRIO X INSEGURANÇA NO BRASIL

Francisca JULIANA DE ANDRADE ARAÚJO (UFC) - Brasil
E-mail: juliana18andrade@hotmail.com

Maria Naiula Monteiro PESSOA (UFC) - Brasil
E-mail: naiula@ufc.br

Jandeson Dantas da SILVA (UERN) - Brasil
E-mail: jandeson.dantas@hotmail.com

Augusto Cézar Aquino CABRAL (UFC) - Brasil
E-mail: cabral@ufc.br

Resumo O presente estudo teve como objetivo geral investigar a relação entre custos com segurança privada e ataques a bancos no Brasil. Para tanto, foi realizada uma pesquisa quantitativa, exploratória, descritiva e documental, considerando o horizonte temporal de 2011 a 2015. A análise de dados foi realizada por meio das medidas de estatística descritiva, análise de clusters, análise de variância e correlação de Pearson. Os resultados indicaram que os arrombamentos a bancos no Brasil seguiram crescentes até 2014, mas em 2015 sofreram uma redução de 59%, enquanto os assaltos cresceram até 2013, caíram em 2014, mas voltaram a crescer em 2015. No que se refere aos custos com segurança privada nas instituições bancárias, constatou-se uma queda em 2012; porém, nos anos seguintes, esses custos seguiram crescentes. A correlação de Pearson não demonstrou relação significativa entre os custos com segurança privada e ataques a bancos no Brasil. Desse modo, não se pode afirmar que os custos com segurança privada das instituições bancárias estão associados, estatisticamente, nem com os assaltos nem com os arrombamentos a bancos no Brasil. Porém, os resultados desse estudo contribuíram para preencher uma lacuna da literatura empírica, sobretudo referente ao contexto brasileiro de ataques a bancos, uma vez que foi realizado um mapeamento de ataques por estado, possibilitando uma visão geral dos delitos no país e a concentração das ações em alguns estados, principalmente do nordeste brasileiro. Além de contribuições teóricas e empíricas referente aos custos com segurança privada nas instituições bancárias.

Palavras-Chave:Custos com segurança privada. Ataques a bancos. Prevenção Situacional do Crime.


CUSTOS DA QUALIDADE EM MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO APL DO VESTUÁRIO: UMA ANÁLISE EMPÍRICA

Juliane Andressa PAVÃO (UNESPAR) - Brasil
E-mail: julianepavao@hotmail.com

Reinaldo Rodrigues CAMACHO (UEM) - Brasil
E-mail: rcamacho@usp.br

Esta pesquisa teve como objetivo analisar a forma como os custos da qualidade são gerenciados em micro e pequenas empresas do Arranjo Produtivo Local (APL) do vestuário dos municípios de Cianorte e Maringá, no Estado do Paraná. Trata-se de um estudo quantitativo e descritivo, que se utilizou da estratégia de pesquisa levantamento e do questionário para coleta de dados. Foram investigadas 113 empresas, sendo que os dados foram analisados por meio da análise descritiva e análise não paramétrica de Mann-Whitney. Os achados evidenciam que micro e pequenas empresas preocupam-se com a qualidade dos produtos, uma vez que os custos de prevenção e avaliação possuem maior ocorrência em comparação com a ocorrência dos custos de falhas internas e falhas externas. Constatou-se também que existem algumas diferenças quando se trata da ocorrência dos custos da qualidade entre as micro e as pequenas empresas investigadas. Por meio dos testes estatísticos foi possível verificar que todos os custos classificados como de prevenção, mais o custo de falha interna ‘desconto no preço de venda de produtos defeituosos’ e o custo de falha externa com a ‘devolução de produtos defeituosos’ ocorrem de forma diferente em empresas de micro e pequeno porte. E que essa diferença se dá por que nas empresas de pequeno porte há maior ocorrência destes custos, em comparação com as micro empresas.

Palavras-Chave:Custos da qualidade. APL do vestuário. Micro e pequenas empresas.


CUSTOS LOGÍSTICOS NO BRASIL: AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO LOGÍSTICO BRASILEIRO NO COMÉRCIO INTERNACIONAL NA ÚLTIMA DÉCADA (2007-2016)

Ângela Rozane Leal DE SOUZA (UFRGS) - Brasil
E-mail: angela.rsl@gmail.com

Maurício Caminha Leal BOUCHUT (UFRGS) - Brasil
E-mail: mbouchut@hotmail.com

A gestão dos custos logísticos, através de sistemas utilizados para avaliação da evolução desses gastos, bem como os históricos das evoluções de tais custos, são ferramentas que podem auxiliar os gestores na tomada de decisão quanto à redução destes e aumento da competitividade. Nesse contexto, o objetivo geral do presente artigo é fornecer uma análise da evolução do desempenho logístico do Brasil no comércio internacional na última década. Desta forma, as questões-problema deste estudo são: (a) como se deu a evolução dos indicadores de desempenho logística (LPI) do Brasil entre 2007 e 2016? (b) qual é o posicionamento atual do Brasil, em termos de competitividade logística, perante seus principais concorrentes no comércio exterior? Para tais fins, analisam-se os relatórios binuais, publicados pelo Banco Mundial e seus indicadores e variáveis reportadas ao longo das cinco publicações (entre 2007 e 2016) para cerca de 160 países. A partir da metodologia aplicada, realizou-se uma análise de clusters para comparar os indicadores logísticos do Brasil com grupos de países relacionados. Os resultados apontam que, apesar do Brasil ocupar no ranking mundial uma posição abaixo de outros países de menor disponibilidade de recursos econômicos (55º posição), o LPI brasileiro apresentou ligeira evolução no período entre 2007 e 2016. Identificaram-se, na ordem, situações críticas nas evoluções dos indicadores de: desembaraço aduaneiro; embarques internacionais; qualidade/competência logística; e, infraestrutura, principais entraves no potencial logístico brasileiro.

Palavras-Chave:Custos logísticos. Infraestrutura logística. Competitividade. Comércio internacional. Cadeia de Suprimentos.


CUSTOS LOGÍSTICOS: MAPEAMENTO DO SETOR METAL-MECÂNICO DE SANTA CATARINA

Rodolfo Barros REAL (UFSC) - Brasil
E-mail: rodolforeall@gmail.com

Marisa NILSON (UFSC) - Brasil
E-mail: isanilson80@gmail.com

Eduarda Dutra SOUZA (UFSC) - Brasil
E-mail: eduardadutradesouza@gmail.com

Carlos Manuel Taboada Rodriguez () -
E-mail: tabcarlos@gmail.com

A logística no cenário das empresas modernas representa fator-chave de competitividade, sendo responsável pelo fluxo de produtos desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o objetivo de atender aos requisitos dos clientes pelo menor custo possível. A redução dos custos logísticos associados ao transporte, aos estoques, à armazenagem e à administração é essencial para a melhoria do desempenho das empresas e, em contexto mais amplo, do Produto Interno Bruto (PIB) dos países. Assim, objetivo deste estudo é determinar os custos logísticos em indústrias do setor metal-mecânico do norte de Santa Catarina, a fim de identificar a proporção dos custos logísticos em relação ao faturamento bruto das empresas. Os dados levantados foram obtidos por meio de survey exploratória. Com base na análise e interpretação dos dados das empresas foi possível caracterizar o panorama logístico da amostra e apurar os custos logísticos dos processos, dos canais de suprimento e distribuição, além do custo logístico total. Os resultados observados mostraram que comparativamente às pesquisas de fontes pertinentes sobre o tema, o custo logístico total em relação ao faturamento encontra-se abaixo do setor em nível nacional, e próximo da média geral brasileira. O transporte, por sua vez, ainda é o processo que representa a maior proporção dos custos, seguido pelos estoques.

Palavras-Chave:Logística. Custos Logísticos. Setor Metal-mecânico


CUSTOS POLÍTICOS E POLÍTICAS DE CONTROLE AO TABAGISMO E RESULTADOS FINANCEIROS DAS EMPRESAS: UM ESTUDO DE CASO NA EMPRESA SOUZA CRUZ S/A

Jose Tiago ANGELICO (UFCG) - Brasil
E-mail: tiagoangelico_cz2@hotmail.com

Gianinni Martins Pereira CIRNE (UFCG) - Brasil
E-mail: gianinni.martins@gmail.com

Fabiano Ferreira BATISTA (UFPB/UFCG) - Brasil
E-mail: fabianoferreirabatista@yahoo.com.br

Francisco Jean Carlos SOUZA SAMPAIO (UERN e UFCG) - Brasil
E-mail: sampaiojean@yahoo.com.br

Francisco Daênnio CASIMIRO DE OLIVEIRA (UFCG) - Brasil
E-mail: daennioc@gmail.com

José Ribamar Marques de CARVALHO (Profiap/UFCG) - Brasil
E-mail: profribamar@gmail.com

O Brasil é um país atuante nas políticas públicas de combate ao tabagismo que impactam a demanda e a oferta do produto visando reduzir os danos causados à saúde pública, balanceando, desta forma, os males sociais causados por tais substâncias. Por outro lado, é o maior produtor e segundo maior exportador desse produto no mundo. O objetivo deste trabalho é analisar se os custos políticos advindos das políticas públicas exercem impacto no desempenho da empresa Souza Cruz S.A, para tanto foi estudado o período de 2000 a 2015. Através do estudo de eventos, foram analisadas as proxies: lucro líquido, comportamento de ações, volume de produção de vendas e representatividade no mercado, sob a ótica de que a referida interferência governamental teve impacto nessas variáveis. Encontraram-se evidências de que as políticas públicas de combate ao tabagismo não tiveram relação direta com a variação das ações. Observou-se ainda um aumento significativo do lucro líquido no decorrer dos anos, mesmo com o comportamento reverso da produção vendida, além do aumento da representatividade no mercado, indicando que as políticas públicas foram eficazes no combate ao tabagismo, sem influenciar negativamente no mercado. Mostrando que as interferências governamentais dos custos políticos advindos das políticas públicas, foram eficientes sem trazer impactos financeiros negativos à empresa.

Palavras-Chave:Tabagismo. Políticas Públicas. Desempenho.


CUSTOS SOCIOAMBIENTAIS: A QUANTIFICAÇÃO FINANCEIRA DOS CRÉDITOS DE CARBONO NA AGRICULTURA E A SUSTENTABILIDADE NA RELAÇÃO DA AGROENERGIA PRODUZIDA COM A MATRIZ ENERGÉTICA UTILIZADA

Marcos ANDRADE (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: marcos.consultor@hotmail.com

Armin FEIDEN (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: armin.feiden@gmail.com

O presente estudo objetiva quantificar o valor financeiro dos créditos de carbono gerados na substituição do óleo diesel por biocombustível na atividade agrícola, analisando-se a matriz energética e as fontes de energia utilizadas na agricultura. A redução na emissão de gases de efeito estufa e a retenção de carbono geram créditos que podem ser comercializados mediante retorno financeiro. Diante disso, levantou-se a seguinte problemática: Os créditos de carbono podem estimular a mudança no modelo de produção agrícola, para que haja redução na emissão e aumento na retenção de carbono no meio rural? Além do retorno financeiro pela comercialização dos créditos, a agricultura de baixo carbono pode se beneficiar de benefícios indiretos como linhas de financiamento com juros subsidiados e acesso a mercados mais exigentes. A metodologia utilizada foi a pesquisa exploratória, bibliográfica e internet, mediante obtenção de dados a respeito dos créditos de carbono e das emissões de gases, para a partir disto desenvolver uma análise aplicando a abordagem qualitativa e quantitativa, mensurando-se o valor financeiro dos créditos de carbono gerados na agricultura. Mediante estas análises, possibilitou-se concluir que as ações socioambientais decorrentes da atividade agrícola produzem créditos de carbono que podem ser comercializados pelo agricultor.

Palavras-Chave:Matriz energética, Custos socioambientais, Créditos de carbono.


DESEMPENHO FINANCEIRO: UMA ANÁLISE COMPARATIVA ENTRE E-COMMERCE E COMÉRCIO TRADICIONAL

Renata Souza da COSTA (UFRJ) - Brasil
E-mail: renata.costa59@hotmail.com

David MENDES (UFRJ) - Brasil
E-mail: davidm2611@hotmail.com

Monica Zaidan GOMES (UFRJ) - Brasil
E-mail: mrossi@facc.ufrj.br

A partir da globalização, o aumento da utilização de internet fomentou o crescimento do e-commerce, incentivando diversas empresas a comercializarem em plataformas online. Há uma série de estudos que indicam benefícios econômico-financeiros ao investir nessa área tecnológica, no entanto, não havia ainda qualquer comparação dessa nova modalidade de varejo com o comércio tradicional no Brasil. Deste modo, o objetivo desse estudo é verificar se há diferença no desempenho financeiro de empresas varejistas brasileiras que comercializam apenas em lojas físicas das que atuam no e-commerce. A amostra foi composta por 52 empresas listadas no Ranking das ‘Melhores e Maiores’ da Revista Exame, de 2012 a 2016. Os índices escolhidos para a análise do desempenho financeiro foram rentabilidade do patrimônio líquido, crescimento das vendas, margem de vendas e giro do ativo. Para testar a diferença entre as médias de cada grupo, realizou-se o teste de Mann-Whitney, evidenciando que nenhum dos índices mostrou diferença estatística entre as empresas de comércio tradicional e de comércio eletrônico, a nível de 1% de significância. Esses resultados sugerem que apesar do comércio eletrônico estar ganhando espaço no mercado, apenas disponibilizar os produtos na internet não garante às empresas vantagem competitiva suficiente para aumentar seu desempenho financeiro. Este estudo é o ponto de partida para a melhor compreensão que outros fatores podem ser os responsáveis por melhorar o desempenho financeiro das empresas e, por isso, frisa-se a importância da estratégia competitiva baseada na interação de atividades do negócio juntamente com a devida gestão de custos.

Palavras-Chave:E-commerce. Comércio eletrônico. Desempenho financeiro. Varejo. Comércio tradicional.


DESEMPENHO LOGÍSTICO DO BRASIL NO MERCADO INTERNACIONAL: ANÁLISE DO ÍNDICE LPI

Camila Lima BAZANI (UFU) - Brasil
E-mail: camilabazani@gmail.com

Janser Moura PEREIRA (UFU) - Brasil
E-mail: janser@ufu.br

Edvalda Araujo LEAL (UFU) - Brasil
E-mail: edvalda@facic.ufu.br

O presente estudo objetivou avaliar o desempenho logístico do Brasil no mercado internacional entre o período de 2007 e 2016, com base no índice Logistic Performance Index (LPI) apresentado pelo Banco Mundial. Buscou-se diagnosticar as principais áreas que apresentam sintomas de ineficiência logística, evidenciando aspectos diferenciais e propondo alternativas a serem implementadas que contribuam para novos investimentos nas operações logísticas do mercado internacional. Ressalta-se que os objetivos propostos foram analisados à luz da teoria de posicionamento estratégico, compreendendo que a eficiência logística é um componente estratégico. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, onde, para análise dos dados, foram empregados os métodos estatísticos análise de cluster, comparação múltipla de médias, análise de regressão e correlação de Pearson. Os elementos necessários para o desenvolvimento desta pesquisa foram obtidos por meio da pesquisa documental com análise de relatórios do Banco Mundial e dados secundários, tendo como fonte básica as informações já coletadas e divulgadas pelo Banco Mundial, além de dados dos sistemas AliceWeb e UNComtrade. Pôde-se concluir que o Brasil figura como um país de desempenho logístico mediano, entretanto ainda está muito aquém da maioria de seus principais concorrentes. Seu pior desempenho logístico consiste na dimensão alfândega, enquanto seu melhor desempenho refere-se à previsibilidade. Verificou-se, ainda, que países desenvolvidos se encontram, majoritariamente, agrupados no cluster de elevado desempenho logístico. Por fim, constatou-se que há uma associação positiva entre desempenho logístico e volume de exportações, enquanto há uma associação negativa entre desempenho logístico e custos para importar e exportar.

Palavras-Chave:LPI. Brasil. Desempenho logístico. Vantagem competitiva.


DISCLOSURE DE CUSTOS AMBIENTAIS NAS EMPRESAS POTENCIALMENTE POLUIDORAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA

Paulo HENRIQUE LEAL (UNIFESSPA) - Brasil
E-mail: paulo.leal@unifesspa.edu.br

Jardson Edson GUEDES DA SILVA ALMEIDA (UNIFESSPA) - Brasil
E-mail: jardsonguedes@gmail.com

Marlla Oliveira FEITOSA (UNIFESSPA) - Brasil
E-mail: marllacontadora@gmail.com

Thiago Alexandre ALMEIDA (UFCG) - Brasil
E-mail: thiagoalmeidapb@hotmail.com

Camila Rocha GUSMÃO (UNIFESSPA) - Brasil
E-mail: gusmao@unifesspa.edu.br

Rafael DA SILVA PEREIRA (UNIFESSPA) - Brasil
E-mail: apostinho@hotmail.com

O presente estudo teve objetivo de verificar a relação da divulgação de informações sobre custos ambientais com o desempenho, liquidez e endividamento nas empresas potencialmente poluidoras listadas na BM&FBovespa. Utilizou-se de pesquisa descritiva, por meio de pesquisa documental. A pesquisa caracterizou-se ainda como de natureza quantitativa, visto que foram utilizadas técnicas estatísticas quanto ao tratamento dos dados. A amostra inicial do estudo compreendeu 46 empresas, tendo sido excluídas 35 delas por não disporem das informações necessárias para o ano em análise, resultando em uma amostra final de 11 empresas. Os dados foram coletados nos relatórios de sustentabilidade das empresas da amostra publicados no website da BM&FBovespa, bem como das próprias empresas, referente ao ano de 2016. Utilizou-se a técnica de análise de conteúdo, buscando os termos por palavras-chave, os quais foram submetidos a tratamento estatístico, compreendendo análise de estatística descritiva, análise de correlação e regressão linear. Como resultados, verificou-se que todas as empresas da amostra divulgaram pelo menos um dos itens de custos ambientais objeto de estudo. Em relação a associação entre a divulgação dos custos ambientais com as variáveis desempenho da empresa, liquidez da empresa e endividamento da empresa, o estudo verificou relação positiva entre a referida divulgação com o desempenho da empresa, sugerindo que as empresas que apresentam maiores níveis de desempenho tendem a apresentar maiores níveis de divulgação de informações sobre custos de natureza ambiental.

Palavras-Chave:Custos ambientais. Disclosure. Empresas potencialmente poluidoras


EFEITOS DA GESTÃO INTERNA DE CUSTOS NO DESENVOLVIMENTO DA CAPACIDADE ABSORTIVA E DA GESTÃO DE CUSTOS INTERORGANIZACIONAIS

Andressa MICHELS (UNOESC) - Brasil
E-mail: mana.michels@hotmail.com

Vinícius Costa da Silva ZONATTO (FURB) - Brasil
E-mail: viniciuszonatto@gmail.com

Esta pesquisa avalia os efeitos dos recursos de gestão interna de custos no desenvolvimento da capacidade absortiva e da gestão de custos interorganizacionais. Pesquisa descritiva, realizada com abordagem quantitativa dos dados com uma amostra de 100 gestores de organizações industriais brasileiras que possuem responsabilidade pelo setor de custos nas empresas pesquisadas. Para a análise dos dados foi utilizada a estatística descritiva e método multivariado da análise de trajetórias (path analysis). Os resultados indicam que o desenvolvimento de recursos de gestão interna de custos influencia positivamente a capacidade absortiva destas empresas, em relação a gestão e uso de informações de custos em seus processos de gestão. Do mesmo modo, influencia positivamente a adoção de práticas de gestão externa de custos, denominadas de gestão de custos interorganizacionais, sendo esta influência de maneira direta e indireta (a partir do desenvolvimento da capacidade absortiva das empresas). Estes achados corroboram com as concepções teóricas preconizadas pela Visão da Firma Baseada em Recursos, que prescreve que o desenvolvimento de recursos estratégicos contribui para o desenvolvimento das capacidades organizacionais. Contudo, também revelam que nem todas as empresas conseguem desenvolver estes recursos, o que compromete o desenvolvimento de sua capacidade de gestão e a adoção de práticas de gestão de custos interorganizacionais. Assim, conclui-se que o desenvolvimento de tais recursos se constituem facilitadores da adoção de práticas de gestão de custos sob a perspectiva interorganizacional.

Palavras-Chave:Gestão interna de custos. Capacidade de absorção. Gestão de Custos Interorganizacionais.


EFICIÊNCIA NOS CUSTOS EM HOSPITAIS: UM ESTUDO SOBRE O SISTEMA DIAGNOSIS RELATED GROUPS (DRG)

Lucas FACCIUTO ROSCHEL (UFSC) - Brasil
E-mail: lucas_roschel@hotmail.com

Luísa Karam de MATTOS (UFSC) - Brasil
E-mail: luisakmattos@gmail.com

Rogério João LUNKES (UFSC) - Brasil
E-mail: rogeriolunkes@hotmail.com

O sistema de classificação de pacientes hospitalares Diagnosis Related Groups (DRG) tem sido utilizado por diversos países como o principal meio de pagamento prospectivo aos hospitais. O DRG tem como premissas o apoio na gestão de custos, melhorias na eficiência dos custos hospitalares e diminuição do tempo de internação dos pacientes. Esta pesquisa tem por objetivo analisar o estado da arte científica sobre a eficiência nos custos em hospitais com o uso do Diagnosis Related Groups, a partir de artigos de periódicos internacionais que utilizaram modelos de regressão. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e análise interpretativa. Os resultados demonstram que os países desenvolvidos possuem o domínio da produção acadêmica neste tema. Porém, ainda há um grande espaço para aprimoramentos e novas pesquisas, bem como adaptações do DRG para os países em desenvolvimento. Também foi verificado que o DRG já foi implantado com sucesso em diversos países, e sugere-se sua aplicação nos hospitais brasileiros. Com isso, será possível ter maior controle sobre os custos, e realizar um modelo de pagamento por classificações e grupos, ou seja, que é baseado na taxa básica multiplicada por um peso relativo em peso específico para cada DRG. Portanto, os resultados desta pesquisa apontam que o DRG gerou efeito positivo para explicar o período de permanência nos hospitais e as variações nos custos.

Palavras-Chave:Diagnosis related groups. Custos. Eficiência. Revisão sistemática.


ESTRUTURA DE CAPITAL: UMA ANÁLISE EMPÍRICA DE SEUS FATORES DETERMINANTES E AJUSTE A LONGO PRAZO

Mônica Campos DA SILVA (UFMT) - Brasil
E-mail: monica.campos_cic@hotmail.com

Rodolfo Coelho Prates () -
E-mail: rodprates@hotmail.com

Jorge Eduardo SCARPIN (UFPR) - Brasil
E-mail: jscarpin@gmail.com

Diversas abordagens teóricas têm sido discutidas e testadas desde o artigo seminal de Modigliane e Miller (1958), foram alcançados diversos avanços desde então, mais ainda inexiste um consenso sobre a relevância da estrutura de capital no que tange à determinação do valor da entidade, ou ainda sobre a forma de financiamento ideal perseguida por cada organização. O objetivo deste estudo é analisar os determinantes da estrutura de capital das empresas listadas na BM&FBovespa no período de 2007 a 2016 e verificar a velocidade de ajuste das empresas em direção ao nível ótimo de alavancagem. Esse estudo trata-se de uma adaptação do artigo de Ozkan (2001), cujo trabalho é a principal referência para a escolha das variáveis e testes econométricos realizados. Utilizamos a metodologia de Dados em Painel com modelos estáticos e dinâmicos. Os resultados do modelo estático demostraram que as variáveis tamanho e rentabilidade são positivas e significantes para explicar o nível de endividamento das empresas, confirmando a expectativa da teoria trade-off, contudo no modelo dinâmico o sinal para a variável rentabilidade foi negativo, confirmando a expectativa da teoria Pecking Order, a avaliação de que o endividamento anterior determina o endividamento atual não pode ser confirmada, assim não foi possível a identificação da velocidade do processo de ajuste para as companhias, sugerindo um comportamento de Pecking Order pelos administradores na decisão de financiamento do seu capital motivamos por fatores de mercado como custos de transação e assimetria informacional.

Palavras-Chave:Trade-off. Pecking Order. Custo de ajuste de estrutura de capital. Dados em Painel Dinâmico.


IMPACTO DA INOVAÇÃO SOCIAL NOS CUSTOS DE TRANSAÇÃO: UMA ANÁLISE DOS BENEFÍCIOS DA CONSTITUIÇÃO DO CONDOMÍNIO DE AGROENERGIA PARA A AGRICULTURA FAMILIAR

Tatiane ANTONOVZ (UFPR) - Brasil
E-mail: tatiane152@hotmail.com

Mayla Cristina COSTA (UFPR) - Brasil
E-mail: mayla.c.costa@gmail.com

O presente artigo foi elaborado com base no pressuposto de que a inovação social promove maior eficácia e eficiência no ambiente coletivo e também é um meio mais econômico de constituição de governança composta por distintos atores sociais. A pesquisa teve como objetivo verificar quais são as implicações nos custos de transação do processo de inovação social decorrente da constituição do Condomínio de Agroenergia para a Agricultura Familiar de Sanga Ajuricaba. O estudo é classificado como descritivo e exploratório, para sua elaboração foram utilizados dados de órgãos oficiais, fontes secundárias e literatura especializada sobre a área em questão. Os resultados demonstram que a constituição do condomínio trouxe diferentes implicações positivas para as famílias, para o meio ambiente e para o desenvolvimento tecnológico do biogás. Foi possível compreender que este tipo de arranjo é viável sob diferentes pontos de vista e que o uso de biocombustíveis é uma alternativa para o cenário energético brasileiro de forma específica, por apresentar redução nos custos de transação relacionados com a implementação deste tipo inovação, que antes era inacessível devido às suas peculiaridades e especificidades. Entretanto, ainda apresentam-se alguns desafios, como questões relativas ao melhor aproveitamento dos resíduos resultantes da biodigestão e que atualmente são utilizados como biofertlizantes, porém este é um processo ainda em desenvolvimento, com alto custo se comparado ao uso de fertilizantes tradicionais. Existem desafios também quanto à normatização da distribuição da energia gerada pelo biogás e desenvolvimento de tecnologia para geração deste tipo de fonte energética, ainda pouco explorada no país

Palavras-Chave:Inovação social, agronegócio, custos de transação


IMPACTOS DA TECNOLOGIA NO ESTABELECIMENTO DOS PREÇOS

Juliana Ventura AMARAL (USP) - Brasil
E-mail: juliana.ventura.amaral@usp.br

Reinaldo GUERREIRO (USP) - Brasil
E-mail: reiguerr@usp.br

A tecnologia e a digitalização de produtos trouxeram novos modelos de negócios e impactaram os processos de estabelecimento dos preços. As empresas mais expostas ao novo contexto digital viram que as tradicionais técnicas de definição dos preços (pautadas no valor, na concorrência e nos custos) passaram a ser inviáveis e identificaram a necessidade de aprimorá-las ou até mesmo de substituírem-nas por uma técnica inovadora: técnica freemium. Este artigo, elaborado na forma de ensaio teórico, relacionou as principais modificações necessárias às tradicionais técnicas de determinação dos preços e discutiu os conceitos centrais da técnica freemium. Ao promover essa discussão, este trabalho contribui com a teoria, por estruturar e fomentar debates sobre a atual conjuntura do estabelecimento dos preços, e auxilia os pesquisadores, evidenciando aspectos que devem ser considerados na elaboração dos seus futuros estudos.

Palavras-Chave:Tecnologia. Comércio Digital. Preços. Freemium.


INDICADORES DE CAPITAL NATURAL DAS EMPRESAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA PERTENCENTES AO ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL (ISE): UMA EVIDÊNCIA DESDE O RELATO INTEGRADO

Camila CARDOSO (UEPB) - Brasil
E-mail: cardosocamilaa@gmail.com

Roseane Patrícia ARAÚJO SILVA (UEPB) - Brasil
E-mail: rosepat5@hotmail.com

Isabel Joselita Barbosa da Rocha ALVES (UEPB) - Brasil
E-mail: beljrocha@gmail.com

Kallyse Priscila Soares de OLIVEIRA (UFPB/UFERSA) - Brasil
E-mail: kallysepriscila@hotmail.com

Em decorrência do processo de busca pela harmonização das informações financeiras e não financeiras, o Relato Integrado, é um tema que vem sendo abordado nos últimos anos, e reúne cada vez mais argumentos para que as empresas possam reconhecê-lo como um instrumento gerencial que irá melhorar suas relações com investidores, acionistas e com a sociedade como um todo. Diante o exposto, é perceptível a mudança no perfil dos consumidores, que passaram a exigir das empresas, a incorporação da responsabilidade em favor da causa ambiental. Frente a esse cenário, as organizações passaram a rever seu relacionamento com o meio ambiente, visando melhorar a sua relação com os stakeholders. Nesse sentido, o presente estudo buscou analisar qual o atendimento dos relatórios de sustentabilidade acerca dos indicadores-chave de Capital Natural, em um período delimitado de 2013 a 2015. Para tanto, optou-se por um estudo longitudinal, de caráter exploratório e descritivo, delineado por pesquisa bibliográfica de natureza quantitativa. Após a avaliação e interpretação dos resultados, observou-se que as empresas vêm se preocupando em divulgar em seus relatórios o envolvimento com a sustentabilidade e o uso responsável dos recursos naturais, apresentando destaque para o setor de Consumo não cíclico (85,7%), o qual teve participação em todos os indicadores, mesmo com sua baixa representatividade de empresas, contrastando, assim, com o setor Financeiro (69,6%), caracterizado como o setor que apresentou menores resultados acerca do Capital Natural.

Palavras-Chave:Relato Integrado. Capital Natural. Sustentabilidade.


INFLUÊNCIA DA SUSTENTABILIDADE NO DESEMPENHO FINANCEIRO DAS EMPRESAS PERTENCENTES AO ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL

CLAIRTON Pires FÉLIX (UFSM) - Brasil
E-mail: cp.felix@bol.com.br

Alberto GRANZOTTO (UFSM) - Brasil
E-mail: betorg@ymail.com

Igor Bernardi SONZA (UFSM) - Brasil
E-mail: igorsonza@gmail.com

O presente trabalho tem como objetivo analisar qual a influência dos gastos com responsabilidade social no desempenho financeiro das empresas industriais pertencente ao Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Através da verificação desta relação, pretendeu-se verificar se as empresas industriais, ao utilizarem medidas ambientalmente corretas, ainda podem obter retornos financeiros consideráveis. A amostra foi constituída por 52 empresas industriais de capital aberto negociadas na BM&FBOVESPA e que compõem o ISE, no período compreendendo entre 2005 a 2015. Os resultados demonstraram que os gastos com responsabilidade social são inversamente relacionados ao desempenho financeiro. Cabe ressaltar que os resultados do estudo apontaram para outros benefícios que vão além do retorno financeiro.

Palavras-Chave:Custos Sustentáveis, Desempenho Financeiro, Responsabilidade Social Empresarial,


INTEGRAÇÃO ENTRE GESTÃO DOS CUSTOS DA QUALIDADE E O CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES: UM ESTUDO NO SETOR DE CONTROLE DE QUALIDADE EM UMA EMPRESA DO RAMO DE LATICÍNIOS

Thiago Augusto SCARDELATO (UEM) - Brasil
E-mail: thiagoscardelato@gmail.com

Juliane Andressa PAVÃO (UNESPAR) - Brasil
E-mail: julianepavao@hotmail.com

Reinaldo Rodrigues CAMACHO (UEM) - Brasil
E-mail: rcamacho@usp.br

Em um ambiente competitivo é importante promover produtividade, eliminar desperdícios, reduzir o tempo de produção, reduzir o custo e melhorar a qualidade. Segundo Tsai (1998), isto é possível por meio da integração entre os custos da qualidade e o custeio baseado em atividades. Assim, o estudo teve como objetivo identificar as atividades relevantes do departamento de controle de qualidade da empresa, calcular o custo de cada uma das atividades, e ainda, classificar as atividades de acordo com a classificação de Feigenbaum (2014). Este estudo descritivo e qualitativo foi desenvolvido por meio de um estudo de caso único no departamento de controle de qualidade em uma empresa do ramo de laticínios, e teve como coleta e triangulação de dados por meio de questionários, entrevistas, análise documental e observação. Conclui-se que ocorre na empresa por mês R$ 37.331,14 de custos da qualidade, sendo que destes, aproximadamente 33% são custos de avaliação e 67% são custos de prevenção. Os custos de falhas internas e externas foram identificados, porém não foi possível quantificá-los. A aplicação da tipologia de Feigenbaum (1994) às atividades relevantes do setor de controle de qualidade possibilitou a visualização dos investimentos da empresa com custos relacionados a prevenção de falhas internas e custos consumidos para a avaliação dos produtos e processos também gerados com o objetivo de evitar falhas, desta vez, internas e externas.

Palavras-Chave:Custos da Qualidade. Custeio Baseado em Atividades. Controle de qualidade.


O COMPORTAMENTO DOS SISTEMAS DE CUSTOS NOS SETORES PÚBLICO E PRIVADO: ANÁLISE DE UM FRAGMENTO DA LITERATURA COM ESTUDOS TEÓRICOS E EMPÍRICOS

Cristiano Sausen SOARES (UFSC) - Brasil
E-mail: cristianocontador@hotmail.com

Fabricia Silva da ROSA (UFSC) - Brasil
E-mail: fabriciasrosa@hotmail.com

Com o objetivo de analisar os estudos teóricos e empíricos realizados sobre sistemas de custos, a partir da perspectiva dos setores público e privado, foi selecionado um fragmento da literatura, com o uso do Proknow-C, formou-se um Portfólio Bibliográfico (PB) de 28 artigos teóricos e 39 empíricos. Com um estudo qualitativo e descritivo, por meio de uma análise bibliométrica, as variáveis investigadas foram: autores e periódicos em destaque; e contexto organizacional; paradigma da pesquisa; teorias de base e elementos que apontam características, funções e processos para evidenciação do comportamento dos sistemas de custos. Com base nos resultados, Kaplan destaca-se entre os autores, sendo aquele que contribui com mais artigos no PB, sendo referência aos demais estudos. Destaca-se os periódicos Management Accounting Review (MAR) e Revista de Administração Pública (RAP), considerando-se a quantidade de artigos do PB publicados e suas referências. Em relação aos setores, aponta-se a necessidade de mais estudos na área pública. Em relação aos paradigmas de pesquisa, é apontado o paradigma positivista como predominante, enquanto observa-se a quantidade expressiva de estudos que não empregam teorias de base. Por fim, os elementos identificados nos conceitos utilizados nos setores público e privado ressaltam as diferenças entre ambos, sendo apontado os aspectos evolutivos dos sistemas de custos no contexto público e privado, surgindo oportunidades de pesquisa quanto a implantação e uso das informações de custos na gestão das organizações.

Palavras-Chave:Sistemas de Custos. Setor público. Setor privado.


O CUSTO TRIBUTÁRIO COM O INGRESSO DE NOVAS TECNOLOGIAS

Francisco Apoliano ALBUQUERQUE (UVA) - Brasil
E-mail: oraculo49@yahoo.com.br

O desenvolvimento tecnológico proporcionou inúmeras e irrefutáveis transformações na sociedade e na economia de todas as nações. A tecnologia não é apenas uma meta a ser atingida, num determinado prazo. Ela é, compulsoriamente, uma ferramenta essencial na competitividade, seja de empresas, instituições, ou profissionais autônomos. Ninguém pode prescindir das novas ferramentas tecnológicas, sem correr o risco de perder competitividade, de elevar custos e perder mercados. Portanto, a tecnologia não pode ser buscada apenas como modismo, sem avaliação das adequações às atividades desempenhadas por qualquer tipo de agente e, principalmente, sem avaliação dos custos ou da relação custo/benefício, de que dela pode resultar, sabendo-se que a carga tributária no País é uma das mais pesadas do mundo, influenciando diretamente nos custos da formação de preços. O presente trabalho tem como objetivo mostrar o impacto que os tributos pode ocasionar aos entes econômicos que optarem por modernizar suas ações sejam nas atividades-meio, sejam nas atividades-fins, procurando demonstrar as causas e efeitos da carga tributária na introdução de novas tecnologias, na organização, podendo, no primeiro momento, ao invés de baratear custos, aumenta-los, se não eficientemente aplicadas.

Palavras-Chave:Custo tributário. Novas tecnologias. Modernizar.


O IMPACTO NOS CUSTOS AMBIENTAIS DOS RESÍDUOS GERADOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Ana paula da rosa DEZORDI (UNIJUI) - Brasil
E-mail: annna.darosa@gmail.com

Euselia Paveglio VIEIRA (UNIJUI) - Brasil
E-mail: euselia@unijui.edu.br

jorge oneide SAUSEN (UNIJUI) - Brasil
E-mail: josausen@unijui.edu.br

A construção civil é o ramo de atividade que mais cresceu nesses últimos anos, e com ela acendeu também os impactos dos resíduos sólidos gerados pelas construções. Nesse contexto o presente artigo tem o objetivo de apurar os custos ambientais dos resíduos gerados nos canteiros de obras, bem como o tratamento e destinos dos mesmos, juntamente com a legislação vigente, buscando também verificar o impacto na composição do custo total da obra. Utilizando-se da pesquisa descritiva e qualitativa, foi realizado um levantamento dos resíduos sólidos gerados por duas obras de uma construtora localizada na região noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, oportunizando a identificação dos procedimentos de custeio, descarte e a possível reutilização dos mesmos, causando o menor impacto ambiental. Conclui-se que os resíduos gerados são de grande significância financeira no contexto da obra, e que a legislação do CONAMA responsável pelos descartes, manejo e reutilização dos resíduos sólidos não é aplicada nas duas obras em estudo.

Palavras-Chave:Construção civil. Resíduos sólidos. Custos ambientais. Legislação vigente.


OPORTUNIDADES DE PESQUISA EM COMPORTAMENTO DOS CUSTOS

Luiza Santangelo REIS (UFSC) - Brasil
E-mail: luizasantangeloreis@hotmail.com

Altair BORGERT (UFSC) - Brasil
E-mail: altair@borgert.com.br

Esta pesquisa investiga e sintetiza o que a literatura sobre comportamento dos custos disponibiliza em termos de conhecimento teórico e empírico por meio da análise de autores, rede de colaboração e aspectos conceituais por ano de publicação, sumarizado no mapa da literatura e oportunidades para pesquisas futuras. Tal objetivo permite a construção de conhecimento tanto para os autores quanto para a comunidade acadêmica e foi desenvolvido com o aporte do instrumento de intervenção estruturado ProKnow-C. Dentre os 60 artigos analisados, os autores de maior destaque foram Dan Weiss, Dimitri Byzalov, Naomi Soderstrom, Altair Borgert e, em especial, Rajiv D. Banker. A análise da ordenação cronológica revelou que, em muitos momentos, houve um aprimoramento na literatura em termos teóricos após os achados empíricos, a exemplo do próprio surgimento da abordagem de assimetria dos custos. Também, foi possível evidenciar, por meio do Mapa da Literatura, os caminhos seguidos pelos pesquisadores para o desenvolvimento literário na área. Quanto às potencialidades para pesquisas futuras, apresentam-se 5 oportunidades de pesquisa referentes a 3 eixos: continuidade das pesquisas, resolução de críticas e mudança de abordagem.

Palavras-Chave:Comportamento dos custos. Assimetria dos Custos. Cost stickiness


OS CUSTOS DE ENERGIA ELÉTRICA DAS EMPRESAS DE SANTA CATARINA E A VIABILIDADE ECONÔMICA DE MIGRAÇÃO PARA O AMBIENTE DE CONTRATAÇÃO LIVRE.

Roger Andreani MARTIGNAGO (UFSC) - Brasil
E-mail: rogito1711@gmail.com

Joisse Antonio LORANDI (UFSC) - Brasil
E-mail: lorandi@cse.ufsc.br

Marcelo MACHADO DE FREITAS (UFSC) - Brasil
E-mail: mmf.marcelofreitas@gmail.com

O objetivo do artigo é identificar se o mercado livre de energia é uma opção economicamente viável para as empresas de pequeno e médio porte de Santa Catarina. O estudo é realizado por meio de pesquisa com abordagem quantitativa, mediante coleta de dados em uma empresa gestora de energia localizada no município de Blumenau. Foi analisado o perfil de consumo de 41 empresas com a finalidade de identificar, por meio de uma simulação, a viabilidade econômica de migração para o mercado livre de energia elétrica. Com a preocupação de atender à necessidade das empresas interessadas em reduzir seus gastos energéticos, demonstra-se, por meio de fundamentos teóricos e regras que regem o mercado, os cálculos e resultados obtidos. O resultado da pesquisa demonstra que em vista dos atuais preços apresentados pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), que se equiparam com os praticados pela Celesc, as empresas de pequeno e médio portes encontram dificuldades em optar pela migração, salvo as que possuem consumo elevado em horário de ponta e alta contratação de demanda, onde os valores referentes a distribuição e disponibilidade recebem benefícios devido ao consumo de energia incentivada.

Palavras-Chave:Custo de Energia; Energia Elétrica; Setor Elétrico; Consumidor Especial.


PRÁTICAS DE CONTABILIDADE GERENCIAL ADOTADAS POR EMPRESAS INOVADORAS

Fabiana FRIGO SOUZA (UFSC) - Brasil
E-mail: fabiiana_fs@hotmail.com

Valdirene GASPARETTO (UFSC) - Brasil
E-mail: valdirene.gasparetto@ufsc.br

Este estudo tem como objetivo verificar quais as práticas de contabilidade gerencial utilizadas por empresas inovadoras, por meio de um levantamento com abordagem quantitativa aplicado a uma população de 787 empresas que receberam auxílio financeiro para o desenvolvimento de inovações. Após a aplicação dos questionários obteve-se uma amostra de 79 empresas e os dados do levantamento foram submetidos à análise descritiva e de cluster. A pesquisa foi direcionada à pessoa responsável pelas informações gerenciais e os respondentes foram, principalmente, diretores e gerentes, enquanto controllers corresponderam a 9%. Em relação ao perfil das organizações, a maior parte possui, formalmente constituído, departamento responsável pelas informações da contabilidade gerencial, sendo a maioria empresas de pequeno porte ou médias empresas. Quanto à adoção das práticas de contabilidade gerencial (CG), identificou-se a utilização com maior intensidade de práticas tradicionais de segundo estágio, como o ponto de equilíbrio, orçamento e análise da lucratividade por produto, corroborando com as pesquisas da área. Adicionalmente, verificou-se diferenciação nos níveis de utilização das práticas entre as organizações com característica inovadora em intensidades diferentes, dado que as empresas mais inovadoras utilizam com maior intensidade a maioria das práticas modernas de CG, inferindo-se que quanto maior a característica inovadora das organizações, mais estas tendem a utilizar com maior intensidade práticas modernas de CG.

Palavras-Chave:Contabilidade. Contabilidade Gerencial. Inovação.


PRÁTICAS DE GESTÃO DE CUSTOS E DESPESAS LOGÍSTICAS EM UMA INDÚSTRIA NORTE-AMERICANA NO BRASIL

Vanderlei GOLLO (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: vande_gollo@hotmail.com

Leonardo Mateus BAZI (UNOCHAPECO) - Brasil
E-mail: leonardo_cco@unochapeco.edu.br

Sady MAZZIONI (73256650910) - Brasil
E-mail: sady@unochapeco.edu.br

Silvana Dalmutt KRUGER (Unochapecó/ UFSC) - Brasil
E-mail: silvanak@unochapeco.edu.br

Diante da crescente globalização do mercado no século XXI, os processos logísticos devem ser analisados como ferramentas estratégicas na formação dos custos. Como forma de verificar esse fato, o estudo tem por objetivo analisar as práticas de gestão de custos e despesas logísticas em uma indústria estadunidense de petfood com atuação no Brasil. A pesquisa é caracterizada por um estudo de caso desenvolvido em uma indústria do interior do estado de Santa Catarina pertencente a uma multinacional estadunidense. A pesquisa possui caráter descritivo e uma abordagem qualitativa. A empresa atualmente efetua vendas para a maioria das regiões do Brasil e países vizinhos como Chile, Colômbia e Paraguai. Além disso, importa parte de seus suprimentos da China e Estados Unidos. Por possuir processos descentralizados, os resultados demonstraram que a empresa possui custos e despesas com logística superiores a 10% de seu faturamento mensal. Porém, os níveis de gestão de custos logísticos são considerados satisfatórios e similares aos apresentados por estudos similares. Foi identificada a utilização de ferramentas de gestão dos custos e despesas logísticas, a exemplo da gestão estratégica de custos, product profitability e customer profitability analysis. Recomenda-se que à medida que a empresa crescer, esses processos sejam revisados para uma melhor reflexão no custo total dos produtos.

Palavras-Chave:Custos logísticos. Gestão estratégica de custos. Activity Based Costing.


QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DOS EXECUTIVOS E COMO ELES SÃO REMUNERADOS?

Jean Carlo RISSATTI (UFSC) - Brasil
E-mail: rissatti.jean@gmail.com

João Antônio SALVADOR DE SOUZA (UFSC) - Brasil
E-mail: jass26salvador@gmail.com

Ernesto Fernando Rodrigues VICENTE (UFSC) - Brasil
E-mail: ernesto.vicente@ufsc.br

José Alonso BORBA (UFSC) - Brasil
E-mail: j.alonso@ufsc.br

Utilizados como mecanismos para minimizar o conflito de interesses, os instrumentos de remuneração executiva estão associados às metas das empresas bem como as características dos gestores. Este artigo tem como objetivo identificar os tipos de remuneração executiva no mercado acionário brasileiro e qual a relação destes com as características dos gestores. A amostra do estudo foi composta pelas companhias abertas que integravam o índice Ibovespa de 2017. Os dados perfizeram o período de 2013 a 2016, sendo as variáveis de remuneração e característica dos conselheiros coletadas manualmente dos formulários de referência divulgados pelas companhias. Para analisar as informações foram utilizadas tabelas dinâmicas, análise gráfica e medidas de intensidade de relação entre variáveis (Pearson e Spearman). Foram identificados cinco instrumentos que compõem a remuneração fixa e sete que integram a remuneração variável. As evidências indicam que a remuneração baseada em ações aumentou entre os anos analisados. Foram analisados 1.045 executivos em 2013, 1.026 em 2014, 1.005 em 2015 e 1.015 em 2016. Dentre as características dos membros dos conselhos, foi possível verificar que a presença feminina torna os conselhos mais conservadores quanto de sua remuneração, optando assim, pela remuneração fixa ao invés de instrumentos variáveis. Também há indícios de que conselheiros com maior grau de instrução são avessos ao pagamento baseado em ações. Os achados são úteis para os participantes do mercado, que podem relacionar seus investimentos em perspectivas de curto ou longo prazo, devido o perfil dos executivos e seus tipos de remunerações.

Palavras-Chave:Conflito de interesses, Remuneração executiva, Pagamento baseado em ações


RELATO INTEGRADO: DIVULGAÇÃO DOS CAPITAIS HUMANO E FINANCEIRO EM INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS SOB A ÓTICA DA TEORIA DA SINALIZAÇÃO

Camila CARDOSO (UEPB) - Brasil
E-mail: cardosocamilaa@gmail.com

Luciana Maria SILVA (UEPB) - Brasil
E-mail: lucianamsilva23@gmail.com

Roseane Patrícia ARAÚJO SILVA (UEPB) - Brasil
E-mail: rosepat5@hotmail.com

O International Integrated Reporting Council (IIRC) constitui um grupo composto por órgãos reguladores, empresas, investidores, organizações não governamentais e profissionais de contabilidade, que partilham o interesse de melhorar a comunicação corporativa por meio de um relatório único que agregue informações financeiras e não financeiras. Diante desse novo modelo de comunicação empresarial, o presente estudo buscou aferir o nível de aderência aos indicadores-chave de desempenho (KPIs) dos capitais humano e financeiro de quatro instituições bancárias que integram alguns dos bancos brasileiros com maior valor de mercado. Nesse sentido, realizou-se uma pesquisa documental, descritiva e longitudinal, por meio da análise de conteúdo dos relatórios das empresas em estudo através de um checklist composto por 14 indicadores-chave, que resultaram no Índice de Divulgação de Capital por empresa. De modo geral, os resultados apontaram bons índices de divulgação, os quais variaram de alto a moderadamente alto. Relativamente ao Capital Humano, metade das empresas estudadas apresentaram índices de divulgação com classificação alta, apresentando esta mesma classificação o Capital Financeiro das empresas em análise. Os resultados encontrados corroboram com a Teoria da Sinalização quanto a ideia de que empresas com boa performance procuram enfatizar seu desempenho por meio do disclosure de informações voluntárias.

Palavras-Chave:Relato Integrado. Capital Humano. Capital Financeiro. Teoria da Sinalização


RENTABILIDADE E CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS: UMA ANÁLISE DAS EMPRESAS FAMILIARES E NÃO FAMILIARES DO SETOR DE CONSTRUÇÃO CIVIL NO BRASIL

Rafael Felipe COSTA (UFRN) - Brasil
E-mail: rafaelfelipecosta@hotmail.com

Lis Daiana Bessa TAVEIRA (UFVJM) - Brasil
E-mail: lisbessa@hotmail.com

Roberto Silva da PENHA (UFMG) - Brasil
E-mail: robertorrcontabilidade@hotmail.com

O setor de construção civil possui uma representatividade expressiva no Produto Interno Bruto (PIB), além de ser um setor que acompanha de forma muito próximo os ciclos de expansão e estagnação da economia. O presente estudo teve como objetivo identificar, por meio de análise descritiva dos indicadores financeiros mais relevantes, a performance financeira das empresas do segmento de construção civil listadas na BM&FBovespa. A pesquisa tem característica descritiva, com uma amostra 19 empresas do segmento de construção civil listadas na BM&FBovespa, separadas em dois grupos (familiares e não familiares), nas quais foram utilizadas as demonstrações contábeis dos últimos cinco anos (2011 a 2015) para calcular 6 indicadores contábeis e, através da estatística descritiva foram gerados os resultados para análise. Tais resultados mensuraram que o grupo familiar obteve melhor desempenho, em relação ao grupo não familiar, em todos os indicadores, principalmente nos últimos dois anos, mostrando-se mais resistente à atual recessão econômica. Outro fator relevante foi quanto à relação do Tamanho (Receita Líquida) e Lucro Líquido, onde a média do tamanho do grupo familiar em todos os anos foi menor que do não familiar, porém apresentou média superior e positiva quanto ao lucro líquido, enquanto o grupo não familiar obteve prejuízo médio nos últimos 5 anos.

Palavras-Chave:Rentabilidade. Custo de capital de terceiros. Empresa familiar.


RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL E CUSTO DA DÍVIDA: ANÁLISE EM COMPANHIAS ABERTAS LISTADAS NA B3 S.A.

Aline Luiza Brusco PLETSCH (Unochapecó) - Brasil
E-mail: aline_b@unochapeco.edu.br

Antonio ZANIN (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: zanin@unochapeco.edu.br

Geovanne DIAS DE MOURA (Unochapecó) - Brasil
E-mail: geomoura@terra.com.br

O estudo objetivou verificar a influência da responsabilidade socioambiental no custo da dívida das empresas listadas na B3 S.A. Para tal, realizou-se pesquisa descritiva, documental e abordagem quantitativa dos dados. A amostra foi composta por 294 companhias abertas que possuíam dados disponíveis para todas as variáveis da pesquisa no período de 2010 a 2016. Em relação ao custo da dívida, em consonância com estudos anteriores (LIMA, 2009; BARROS; SILVA; VOESE, 2015; FONSECA; SILVEIRA, 2016), foi calculado, para cada empresa, a razão entre as despesas financeiras e o passivo oneroso em cada ano. Quanto à responsabilidade socioambiental, foi adotado com proxy o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE). Os resultados revelaram que os dados não apresentaram uma tendência única de comportamento no decorrer do período investigado, e que as empresas listadas no ISE apresentaram indicadores menores do que as demais companhias listadas na B3 S.A. Na análise das variáveis, percebeu-se que a responsabilidade socioambiental não apresentou significância em relação ao custo da dívida.

Palavras-Chave:Responsabilidade socioambiental. Custo da dívida. Companhias abertas.




2. Casos Empresariais



A UTILIZAÇÃO DE DIRECIONADORES DE CUSTOS NA COPEL TELECOMUNICAÇÕES

Gianfrancisco Kazmarek CAVICHIOLO (Copel Telecom SA) - Brasil
E-mail: gian.cavichiolo@copel.com

BOLIVAR ALENCAR RIBEIRO (COPEL TELECOM) - Brasil
E-mail: bolivar.ribeiro@copel.com

A partir de 2016 a Copel Telecomunicações passou a fazer uso de direcionadores de custos para a definição de metas anuais. Essa utilização visa que a cultura da empresa esteja focada na produtividade, tendo uma relação de se produzir (prestar serviços) mais utilizando cada vez melhor os recursos em menos tempo. Os direcionadores atuam como a ferramenta de mensuração do custo em relação a quantidade física produzida. A difusão dessa cultura na empresa proporciona melhores resultados visto que o foco das pessoas está na otimização e não na redução de custos por si só.

Palavras-Chave:Direcionadores de Custos; Produtividade; Copel Telecomunicações;


ANÁLISE DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE CONTROLE GERENCIAL NO RESTAURANTE DA ASSOCIAÇÃO DOS PROFESSORES DA UFRN

Aneide Oliveira ARAÚJO (UFRN) - Brasil
E-mail: aneide@ufrnet.br

Edly Heloiza André da FONSECA (UFRN) - Brasil
E-mail: ed_eloisa@hotmail.com

Daniele da Rocha CARVALHO (UFRN) - Brasil
E-mail: drc_rn@yahoo.com.br

Maria Da Luz Gois CAMPOS (UFRN) - Brasil
E-mail: edly.heloiza@gmail.com

O objetivo do trabalho foi avaliar o estágio de implantação do sistema de gestão implantado no restaurante da Associação dos Professores da UFRN. Trata-se de um diagnóstico realizado por meio de um checklist a respeito do processo de utilização dos controles internos gerencias. Como resultado foi observado, que uma das maiores dificuldades da organização é a falta de um planejamento orçamentário, bem como, um profissional capacitado para analisar os dados gerenciais obtidos do sistema e orientar os gestores quanto à sua utilização.

Palavras-Chave:Sistema de gestão. Planejamento orçamentário


CASO: MAQUILADORA

Ricardo LAPORTA POMI (AURCO) - Uruguai
E-mail: ricardo@igc.com.uy

Modelo aplicado por ABC e ERP em Custos fornece informações sobre: - estrutura de custos por cliente por serviços componentes; - preços de venda para clientes com base em custo de serviços componentes.

Palavras-Chave:ABC - drivers - ERP Custos


FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDAS DE EMPRESA “BIG FRUTAS”

Nicole Regina SOUZA ROVARIS (Unioeste) - Brasil
E-mail: nirovaris@gmail.com

Sidnei Celerino da SILVA (Unioeste) - Brasil
E-mail: sidneicelerino@yahoo.com.br

Emanuel Campigotto SANDRI (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: emanuel.sandri@hotmail.com

O presente trabalho apresenta a utilização de uma ferramenta gerencial aplicada em uma empresa do ramo atacadista de hortifrutigranjeiros no ano de 2014 como forma de mostrar a relevância das informações contábeis no ambiente decisório. Por meio de um estudo de caso, apresenta como objetivo avaliar como a ferramenta gerencial denominada formação do preço de venda pode auxilia no processo decisório. A ferramenta é composta pela formação do preço de venda por meio de mark up e margem de contribuição objetivada. A partir da aplicação desta ferramenta, observa-se a relevância desta no processo gerencial.

Palavras-Chave:Preço de venda; Mark-up; Margem de Contribuição Objetivada


REDUÇÃO DE CUSTOS PROMOVIDA EM 2017 PELA SUPERINTENDÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO DO MINISTÉRIO DA FAZENDA EM SANTA CATARINA (SAMF/SC)

André FERRARI (MF) - Brasil
E-mail: andreferraribr@gmail.com

Gabriel Helmuth Sprung SASSE (SAMF/SC) - Brasil
E-mail: ghssasse@gmail.com

Giovani Azevedo SACILOTO (SAMF/MF) - Brasil
E-mail: giovani.saciloto@fazenda.gov.br

João Batista Simon FLAUSINO (SAMF/SC) - Brasil
E-mail: jbsimon@hotmail.com

Marcelo Luiz AGUIAR (SAMF) - Brasil
E-mail: marcelo.aguiar@fazenda.gov.br

PAULO HENRIQUE SILVA (SAMF-SC) - Brasil
E-mail: paulo-henrique.silva@fazenda.gov.br

O presente caso apresenta como a Superintendência de Administração do Ministério da Fazenda em Santa Catarina (SAMF/SC) conseguiu reduzir os custos orçamentários, em 32%, ao longo do ano de 2017

Palavras-Chave:Ministério da Fazenda, Redução de Custo, Santa Catarina, Custos Controláveis, Rateio


SISTEMA DE CUSTEIO E PRECIFICAÇÃO EM UMA EMPRESA DE CONCRETO PRÉ-FABRICADOS

Alexandre Lucas SCHWANKE (UFRGS) - Brasil
E-mail: alexandreschwanke@yahoo.com.br

Este trabalho foi realizado entre jun/2015 e mar/2016, em uma indústria de concreto pré-fabricado. A problemática em questão residia na falta de conhecimento apurado dos custos dos produtos. A empresa se utilizava de coeficientes médios na precificação, sem considerar as particularidades de cada produto, complexidade e processos de fabricação. A proposta foi a construção de um configurador de produtos e formação de preços, com revisão das regras de negócio, listas técnicas, roteiros e custos de produção. Como resultado, obteve-se melhoria significativa na precisão dos orçamentos de vendas, impactando na competitividade da empresa.

Palavras-Chave:Custos, Precificação, Configurador de Produtos




3. Contribuições teóricas para a determinação e a gestão de custos



A FOLGA ORGANIZACIONAL E AS METAS DE LUCROS NA ASSIMETRIA DE CUSTOS: UM ESTUDO SOBRE OS EFEITOS DA CRISE MUNDIAL DE 2008

Luana Sara BIZATTO (FURB) - Brasil
E-mail: luanasarabizatto@hotmail.com

Nelson HEIN (FURB) - Brasil
E-mail: hein@furb.br

O entendimento em relação ao comportamento dos custos contribui nas decisões da empresa para que, entre alguns de seus auxílios, propicie a maximização do nível de rentabilidade, além da manuntenção e sobrevivência das organizações, principalmente em situações de crise, como evidenciado por exemplo na crise mundial de 2008. Desta forma, a pesquisa tem como objetivo verificar se assimetria das receitas especialmente quando os gestores tem incentivos para cumprir metas de lucros influencia a assimetria dos custos das empresas listadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros - BM&FBovespa especificamente em período de crise. A pesquisa se caracteriza como descritiva, com abordagem quantitativa, na qual é utilizado uma adaptação do modelo de Kama e Weiss (2013) para atender ao objetivo da pesquisa. Os resultados apontam que a Folga Potencial, especialmente no período da crise mundial, influenciou significativamente na Assimetria dos Custos. Contudo, após o período de crise, a Folga Potencial não teve o mesmo impacto. Portanto, conforme resultados, as organizações podem atentar mais a Folga Potencial, com o intuito de reduzir os impactos negativos gerados em situações de crise. Como resultados adicionais, verificou-se também que a influência da assimetria das receitas, associada com incentivos de gestores para o cumprimento de metas de lucros na assimetria de custos é alterada significativamente no período da crise mundial. Enquanto a associação entre a assimetria das receitas interada com incentivos ao cumprimento de metas de lucros e assimetria de custos é negativa, com a consideração da crise mundial, verificou-se que essa associação torna-se positiva.

Palavras-Chave:olga Organizacional, Metas de Lucros, Assimetria de Custos, Crise Mundial de 2008.


A INFLUÊNCIA DA INCERTEZA TECNOLÓGICA NA FOLGA ORGANIZACIONAL SOBRE OS CUSTOS DAS EMPRESAS BRASILEIRAS

Luana Sara BIZATTO (FURB) - Brasil
E-mail: luanasarabizatto@hotmail.com

Thiago Bruno de Jesus SILVA (UFGD) - Brasil
E-mail: thiagob@oi.com.br

Nas últimas décadas há cada vez mais inovações tecnológicas, como também cada vez maiores mercados mais competitivos. Desta forma, as mudanças na tecnologia são constantes e a complexidade e a incerteza nos ambientes empresarias são elevadas, criando por consequências novos desafios quanto ao gerenciamento. Nesse sentido, a pesquisa objetiva verificar qual é a influência da folga organizacional sobre os custos quando há incerteza tecnológica das empresas listadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros – BM&FBovespa. A pesquisa se caracteriza como descritiva e com abordagem quantitativa, com a utilização da análise de regressão linear múltipla. Os resultados apontam que a folga organizacional influencia positivamente os custos quando há presente a incerteza tecnológica. Adicionalmente, a pesquisa também evidencia a importância que a folga organizacional pode apresentar à redução dos custos, apresentando uma associação negativa. Portanto, pode-se concluir que o excesso de recursos quando há maior nível de incerteza tecnológica possivelmente possa ser um dos fatores que elevam os custos.

Palavras-Chave:Incerteza Tecnológica, Folga organizacional, Custos.


AGREMIAÇÕES ESPORTIVAS DE FUTEBOL PROFISSIONAL: ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA EM PERIÓDICOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS, ENTRE 2012 E 2016.

ELIZABETE RITA NUNES PEREIRA (FAINOR) - Brasil
E-mail: betenunespereira@gmail.com

Kleber DA SILVA CAJAIBA (FAINOR) - Brasil
E-mail: cajaiba23@hotmail.com

O objetivo desta pesquisa é analisar as características dos artigos publicados sobre agremiações esportivas de futebol profissional, em revistas e periódicos nacionais de Ciências Contábeis, referenciados pelo Qualis-CAPES, no período de 2012 a 2016. A população compreendeu 2.645 periódicos, da área de avaliação: Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo, classificados por meio da Plataforma Sucupira. A amostra apurada foi de 20 artigos. Essa pesquisa é descritiva, quanto ao objetivo; no que se refere à estratégia é bibliométrico; e, quanto à abordagem é quantitativa. Os resultados apontaram que: o periódico mais ativo no período foi a Revista Contabilidade Vista & Revista; o ano de maior produção foi 2016; o autor mais citado foi Amaury José Rezende. Os autores mais prolíficos foram: Amaury José Rezende, Marke Geisy da Silva Dantas, Nadielli Maria dos Santos Galvão e Anna Beatriz Grangeiro Ribeiro Maia. As metodologias mais utilizadas foram: a descritiva, quanto aos objetivos; quantitativa, quanto à abordagem; e, quanto à estratégia o predomínio foi de pesquisa documental. A palavra-chave futebol foi utilizada em todos os artigos e os termos: ativo intangível, evidenciação, eficiência e auditoria aparecem em destaque, assim devem ser consideradas por pesquisadores e leitores interessados, quando das buscas eletrônicas por artigos da área. Por fim, os achados sugerem um aumento de interesse de pesquisadores no estudo da temática, notadamente, no ano de 2016.

Palavras-Chave:Análise bibliométrica. Clubes de futebol. Qualis-Capes.


ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DA FOLGA ORGANIZACIONAL NA ASSIMETRIA DOS CUSTOS: UM ESTUDO DA PRESENÇA DE INCENTIVOS PARA CUMPRIMENTO DE METAS DE LUCROS

Luana Sara BIZATTO (FURB) - Brasil
E-mail: luanasarabizatto@hotmail.com

Vinícius Costa da Silva ZONATTO (FURB) - Brasil
E-mail: viniciuszonatto@gmail.com

A compreensão do comportamento dos custos auxilia na manuntenção das empresas, sua sobrevivência, continuidade e tomada de decisões com o propósito de maximizar o nível de rentabilidade da organização, e a folga organizacional na organização visa diversos benefícios como a alcance de um lucro desejável. Na exploração desta temática, esta pesquisa objetiva analisar se a folga de recursos na organização reduz a assimetria dos custos, especialmente quando é buscado cumprir metas de lucros em empresas listadas na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros - BM&FBovespa. Para alcançar o objetivo, a pesquisa se caracteriza como descritiva, e com abordagem quantitativa, com adaptação do modelo de Kama e Weiss (2013). Os resultados mostram que a assimetria dos recebíveis, indicador representantivo da Folga Recuperável, está negativamente associado a assimetria dos custos, especialmente quando é presente o incentivo para o cumprimento de metas de lucros. Assim, conforme há elevação da receita, da qual propicia ajustes nos custos, devido a assimetria do custo estar associada a assimetria da receita, em tempos que o gestor intenta lucros, os recursos recuperáveis podem proporcionar a redução do comportamente assimétrico do custo. Ainda, concluiu-se como era esperado que a assimetria da receita de vendas reduzisse a assimetria dos custos, e que a Assimetria das Dívidas Correntes influencia positivamente a Assimetria dos Custos. Portanto, para a diminuição da Assimetria dos Custos, possivelmente a empresa pode recorrer a diminuição da Assimetria das Dívidas Correntes.

Palavras-Chave:Folga organizacional, Assimetria de custos, Metas de Lucros, Custos “Pegajosos”.


COMO A CONTABILIDADE PODE AUXILIAR O SETOR DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM PERÍODOS DE CRISE?

Stephane Louise BOCA SANTA (UFSC) - Brasil
E-mail: stephanelou.bs@gmail.com

Graziela Oliveira PADILHA (UFSC) - Brasil
E-mail: grazypadilha@gmail.com

Sérgio Murilo PETRI (UFSC) - Brasil
E-mail: sergio@deps.ufsc.br

Elisete Dahmer PFITSCHER (UFSC) - Brasil
E-mail: elisete.dahmer@ufsc.br

Este artigo tem como objetivo analisar na literatura pesquisas onde a contabilidade auxiliou empresas do setor da construção civil. A metodologia da pesquisa pode ser divida em enquadramento metodológico e trajetória metodológica. Considera-se esta uma pesquisa descritiva, com procedimentos técnicos, estudo bibliográfico e abordagem da pesquisa qualitativa. Utilizou-se para a análise dos dados a análise bibliométrica e de conteúdo. Foi possível concluir com esta pesquisa que as palavras mais citadas foram “custos” (19%), “gestão” (13%), e “setor” (13%). A contabilidade pode auxiliar o setor da construção civil com suas ferramentas e informações úteis aos gestores, visando auxiliar na tomada de decisão, principalmente com custos, controle, análise e auditoria. A pesquisa visa contribuir com a literatura referente ao tema, como também aos profissionais da contabilidade para que possam auxiliar as empresas do setor da construção civil, especificamente a tomada de decisão dos gestores destas.

Palavras-Chave:Contabilidade. Construção Civil. Análise de Conteúdo.


CONTROLADORIA: PERFIL BIBLIOMÉTRICO DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NACIONAL, ENTRE 2012 E 2016

Camila Alves DIAS (FAINOR) - Brasil
E-mail: camilaalvesdias@outlook.com

Kleber DA SILVA CAJAIBA (FAINOR) - Brasil
E-mail: cajaiba23@hotmail.com

Este trabalho teve como objetivo primordial analisar as características das publicações com o tema controladoria, em revistas brasileiras de contabilidade, que possuam Qualis B5 ou superior, no período de 2012 a 2016. Trata-se de uma pesquisa descritiva, quantitativa e bibliométrica. A análise foi feita a partir de uma amostra de 23 periódicos nacionais de Ciências Contábeis e 41 artigos. Os resultados apontam que: o ano de 2014 foi o mais produtivo e a Revista Ambiente Contábil foi o periódico mais ativo. A autora Ilsen Maria Beuren foi a mais prolífica e a mais citada nos trabalhos. Pesquisadores e leitores interessados no tema devem priorizar as palavras-chave: “controladoria”, “congresso”, “ensino”, “teoria” e “contabilidade” em suas buscas eletrônicas por artigos da área. Sobre os aspectos metodológicos, evidenciou-se que a maior parte das pesquisas é descritiva, com abordagem quantitativa e estratégia documental.

Palavras-Chave:Controladoria. Periódicos. Produção Científica


CUSTOS AMBIENTAIS ESTUDADOS SOBRE A ÓTICA DA BIBLIOMETRIA: ANÁLISE DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NOS PRINCIPAIS EVENTOS E REPOSITÓRIOS CIENTÍFICOS NACIONAIS E INTERNACIONAIS.

Marcella Alves SILVA (UFU) - Brasil
E-mail: marcella2106@gmail.com

Geovane Camilo SANTOS (PUCGO) - Brasil
E-mail: geovane_camilo@yahoo.com.br

O presente estudo objetivou mapear e analisar as principais publicações científicas que tratam de custos ambientais, no período de 2006 a 2016, nos anais e nos repositórios de artigos científicos. Para a realização do trabalho fez uso de pesquisa descritiva quanto aos objetivos, com abordagem qualitativa, bibliográfica e documental para os procedimentos e bibliométrica. A amostra foi constituída por 110 artigos concernentes à temática, sendo 62% vinculados a universidades brasileiras e 38% estrangeiras. Para a coleta de dados utilizou-se as seguintes palavras-chave nos sites dos congressos e repositórios de artigos, “custos ambientais; custos; ambientais; custo ambiental e enviromental cost”. Os resultados indicam que o ano de 2011 apresentou o maior número de publicações (17), ocorreu predominância do gênero masculino e a maioria dos estudos é vinculada à Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Em relação aos aspectos metodológicos empregados foi verificado que a maioria dos estudos usou o método de estudo de caso, com predominância de abordagem qualitativa, não sendo utilizadas técnicas estatísticas para a análise dos dados na maioria dos artigos. Em relação análise da produção, nos eventos científicos, a área temática Abordagem Contemporânea de Custo deteve a maior quantidade de estudos, e quanto aos periódicos, o destaque de revistas internacionais em detrimento das nacionais. Espera-se que os achados deste estudo contribuam para a evolução de pesquisas científicas quanto aos custos ambientais, especialmente relacionados à sua mensuração e identificação.

Palavras-Chave:Custos Ambientais. Bibliometria. Produção Científica.


DIAGNÓSTICO DAS PESQUISAS EM CUSTOS E ESTRATÉGIAS UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA NACIONAL

Henrique De Jesus MAGALHÃES (UFG) - Brasil
E-mail: hikidket@hotmail.com

Kleber Domingos ARAÚJO (UFG) - Brasil
E-mail: kleberfgv@yahoo.com.br

Este estudo explorou a produção acadêmica de dezoito revistas brasileiras de contabilidade ligadas a instituições de ensino superior durante o período de 2002 a 2016. O estudo bibliométrico baseou-se nas publicações com a temática em custos de dezoito revistas brasileiras. Foram analisados 307 artigos. Dentre os temas mais citados, encontram-se a Gestão Estratégica de Custos e o Custeio ABC. Observa-se também que há a predominância de artigos em parceria e que o autor Marcos Antônio de Souza se encontra com a maior participação nas publicações. Salienta-se, ainda, que as pesquisas exploratórias e qualitativas também se destacaram como de maior predominância nos artigos analisados.

Palavras-Chave:Custos, Gestão estratégica de custos, Contabilidade gerencial, Bibliometria.


UM ESTUDO SOBRE O ESTADO DA ARTE DOS CUSTOS ERGONÔMICOS COMO CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO E MELHORIA DO DESEMPENHO ORGANIZACIONAL NA INDÚSTRIA

Silvana DUARTE (UFMS) - Brasil
E-mail: silvana.duarte@ufms.br

Cinthia Vigiani ARGERINO DE CARVALHO (UFMS) - Brasil
E-mail: cvigiani@gmail.com

Anderson Luis do ESPIRITO SANTO (UFMS) - Brasil
E-mail: anderson_adm_@hotmail.com

Edison Di FABIO (UFMS) - Brasil
E-mail: picopescatur@gmail.com

Rosa de Barros Ferreira de Almeida () -
E-mail: adm_ufms2013@hotmail.com

Este artigo teve como objetivo selecionar, de forma estruturada, artigos relevantes com reconhecimento científico e, ao mesmo tempo, identificar características dessas publicações que possam contribuir cientificamente para o enriquecimento do tema proposto. O tema em estudo volta-se para os custos ergonômicos como critério de avaliação e melhoria do desempenho organizacional na indústria. O trabalho tem como instrumento teórico de intervenção o DevelopmentProcess–Constructivist (Proknow-C). Como resultado desse processo encontrou-se: a) um portfólio bibliográfico de 16 artigos alinhados com a visão adotada pelos pesquisadores que serviram de base referencial teórica desta pesquisa; b) o periódico AppliedErgonomicscomo aquele que apresenta o maior número de artigos científicos no portfólio bibliográfico; c) Ergonomics, Costs e Evaluation, como as palavras-chave mais recorrentes; e, d) os autores R. NathSen e P. H. P. Yeow e o artigo Flexibleworkspace design andergonomics training: Impactsonthepsychosocialworkenvironment, musculoskeletalhealth, andworkeffectivenessamongknowledgeworkers escrito pelos autores M. M. Robertson, Y. H. Huang, M. J. O'Neill e L. M. Schleifer, como destaques na área de conhecimento.

Palavras-Chave:Avaliação de desempenho. Custos. Ergonomia.




4. Custos aplicados ao setor privado e terceiro setor



A CULTURA DA ERVA-MATE (ILEX PARAGUARIENSIS) EM SISTEMA DE CULTIVO CONVENCIONAL E ORGÂNICO COMO ALTERNATIVA DE RENDA AO PEQUENO PROPRIETÁRIO RURAL

Claudio KAPP JUNIOR (UEPG) - Brasil
E-mail: juniorkapp@hotmail.com

Felipe Rafael ZARPELLON (UEPG) - Brasil
E-mail: felipezarpellon@hotmail.com

Luciano Luiz DALAZEN (PUCPR) - Brasil
E-mail: ldalazen@yahoo.com.br

Alceu SOUZA (PUC PR) - Brasil
E-mail: alceu.souza@pucpr.br

Este artigo analisa os custos de produção, as expectativas de retorno e os riscos percebidos para a exploração comercial de 1 ha de Erva-mate em sistema de cultivo convencional e orgânico na Região de Irati PR. Exploram-se o processo de agregação de valor na cadeia produtiva da erva-mate e os custos referentes à sua implantação, exploração e comercialização.Trata-se de uma pesquisa aplicada quanto à sua natureza, descritiva quanto ao seu objetivo, de construção de caso quanto à estratégia de abordagem do problema, de análise documental e entrevista não estruturada quanto aos procedimentos técnicos de coleta de dados e quantitativa quanto à análise dos dados. As informações de receitas, de investimentos e de custos foram sistematizadas em um fluxo de caixa, com horizonte de 15 anos, pelo seu valor mais provável. A análise via Metodologia Multi-índice, aponta que o cultivo orgânico apresenta melhor resultado financeiro quando comparado ao cultivo convencional, embora ambos não apresentem rentabilidade substantiva. O Mapa Perceptual evidenciou que o retorno esperado é compatível com os riscos percebidos excepto pelo Risco do Negócio. O uso do Método de Monte Carlo via software Crystal Ball, possibilitou tratar os principais parâmetros como variáveis aleatórias e gerar informações adicionais evidenciando que o cultivo orgânico apresenta retorno três vezes superior ao cultivo convencional.

Palavras-Chave:Erva-mate. Ilex paraguariensis St.-Hill. Agronegócios. Decisões de Investimentos. Orgânico.


A VIABILIDADE DA TERCEIRIZAÇÃO (OUTSOURCING) OU MANUTENÇÃO DA FROTA PRÓPRIA

Fabíola Graciele BESEN (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: fabiolagracielebesen@gmail.com

Tércio Vieira de ARAÚJO (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: professortercio@hotmail.com

Cesar Augusto BERTOLDI (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: cesarbertoldicb@gmail.com

Valdir SERAFIM JR (Unioeste) - Brasil
E-mail: jr_valdir@hotmail.com

O presente artigo tem como objetivo geral identificar qual a opção mais vantajosa para a empresa em estudo: terceirizar ou manter uma frota própria para o transporte de sua produção. A pesquisa se classifica como pesquisa bibliográfica e descritiva, quantitativa quanto à abordagem e a técnica utilizada foi o estudo de caso com análise documental. Com o custo por quilômetro rodado das duas opções foi possível fazer a comparação entre elas. Em comparação com o custo que a empresa tem em contratar uma transportadora terceirizada para a realização de distribuição do seu produto final que é de R$ 4,12 por quilômetro, com o custo que a empresa tem em manter uma frota para realizar a distribuição que é de R$ 5,37, verificou-se uma diferença de R$ 1,25 por quilômetro rodado. Sendo assim, a empresa tem como opção mais viável a contratação do serviço terceirizado para a distribuição do produto final, e a empresa optando pela opção mais viável, que é a terceirização do serviço estará minimizando o seu custo em R$ 1,25 por quilômetro.

Palavras-Chave:Terceirização. Logística. Viabilidade.


ANÁLISE COMPARATIVA DE CUSTOS E PRODUTIVIDADE DE LEITE EM DIFERENTES SISTEMAS DE PRODUÇÃO

Ariberto DALCHIAVON (UNOCHAPECO) - Brasil
E-mail: ariberto@unochapeco.edu.br

Denise Rose Bracht FANK (Unochapeco) - Brasil
E-mail: denisefank@hotmail.com

Eder LUIS HEBERLE (Unochapeco) - Brasil
E-mail: ederluisheberle@gmail.com

Antonio ZANIN (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: zanin@unochapeco.edu.br

Objetiva-se, neste estudo, comparar os custos e a produtividade na produção leiteira entre três sistemas de produção: o sistema tradicional (pastoreio) e os sistemas de confinamento, denominados free stall e compost barn. A metodologia utilizada na pesquisa caracteriza-se como estudos de casos comparados, de natureza descritiva e abordagem qualitativa dos dados. O estudo dos casos ocorreu em três propriedades rurais que produzem leite, localizadas no Oeste de Santa Catarina, sendo uma no sistema de manejo tradicional (pastagem em forma de piquetes/pastoreio), uma no sistema de confinamento (free stall) e outra no sistema de semi confinamento (compost barn). A coleta dos dados ocorreu nos meses de junho a julho de 2017, com o preenchimento de planilhas eletrônicas, contendo dados referentes ao imobilizado, receita de vendas, custos de produção e produtividade. A partir da análise dos dados, constatou-se que o sistema free stall proporciona uma leve margem de lucro no litro do leite produzido, em detrimento das outras cadeias. Vale salientar que a quantidade de leite produzido tanto pelo sistema free stall e compost barn não determina neste momento uma diferença pró cadeias citadas de um recebimento maior por litro, fator esse que pode ser pela produção não estar com sua capacidade máxima. Conclui-se que o sistema de manejo free stall proporciona um melhor resultado econômico para a atividade leiteira, porém com uma estrutura de produção maior que as outras propriedades analisadas nesta pesquisa.

Palavras-Chave:Custo produção leite. Sistema free stall. Sistema compost barn. Sistema tradicional.


ANÁLISE CUSTO/VOLUME/LUCRO APLICADA EM ESCOLA DE IDIOMAS

Rodney WERNKE (UNISUL) - Brasil
E-mail: rodney.wernke@unisul.br

Lucas dos Santos FACCENDA (UNISUL) - Brasil
E-mail: lucasfyazigi@gmail.com

Ivone JUNGES (UNISUL) - Brasil
E-mail: ivone.junges@unisul.br

Relata estudo de caso sobre a aplicação da Análise Custo/Volume/Lucro (CVL) em escola de idiomas. Buscou resposta para questão relacionada aos benefícios informativos proporcionados pela Análise CVL nesse tipo de estabelecimento e teve o objetivo de identificar as informações gerenciais que podem ser obtidas por meio dessa ferramenta nesse contexto empresarial. Quanto à metodologia, caracteriza-se como descritiva, com abordagem qualitativa e utilizou o procedimento de estudo de caso. No que tange aos resultados a pesquisa demonstrou que a utilização da Análise CVL permitiu aos administradores da entidade a obtenção de diversas informações de cunho gerencial que não dispunham até então. Ou seja, possibilitou conhecer a rentabilidade de cada turma individualmente; apurar quais turmas contribuíram mais para o resultado do período; determinar o ponto de equilíbrio das operações da escola e por turma (em valor monetário e em número de mensalidades); identificar a margem de segurança do negócio; elaborar uma demonstração do resultado em formato gerencial e mensurar a lucratividade mensal evidenciando a participação percentual de cada fator no resultado etc. Ao término da pesquisa concluiu-se pela aplicabilidade da Análise CVL nesse tipo de instituição de ensino sem maiores adaptações para adequação ao contexto visado.

Palavras-Chave:Escola de idiomas. Análise CVL. Estudo de caso.


ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA E FINANCEIRA EM CULTIVOS DE ROSAS COM DIFERENTES DOSAGENS DE NITROGÊNIO

Elizete Antunes TEIXEIRA (UFSJ) - Brasil
E-mail: elizete@ufsj.edu.br

Elka Fabiana Aparecida ALMEIDA (UFMG) - Brasil
E-mail: elkaflori@hotmail.com

Livia Mendes CARVALHO (EPAMIG) - Brasil
E-mail: carvalholm@hotmail.com

Fabrício Molica de MENDONÇA (UFSJ) - Brasil
E-mail: fabriciomolica@yahoo.com.br

Este trabalho teve como objetivo mensurar e analisar a viabilidade econômica e financeira em cultivos de rosas com e sem a associação de adubação verde calopogônio (Calopogonium mucunoides) para diferentes dosagens de adubação nitrogenada (N). Os dados foram coletados do experimento realizado na Fazenda Experimental Risoleta Neves - EPAMIG em São João del Rei-MG no período compreendido entre novembro de 2013 a novembro de 2014 e projetados para um hectare. O cultivo de rosas é importante para o agronegócio brasileiro, haja vista que pode gerar diversos empregos na produção, distribuição, atacado e varejo. Os resultados demonstraram por meio dos índices de viabilidade: o valor presente líquido -VPL, a taxa interna de retorno - TIR e o índice de lucratividade – IL que dentre os 16 tratamentos estudados, os tratamentos 6 e 7, ambos consorciados com o adubo verde e doses de nitrogênio (N) acima do recomendado em 160% e 190%, respectivamente, apresentaram mais viáveis. Concluiu-se que as taxas internas de retornos foram maiores nos tratamentos com a presença do adubo verde calopogônio (Calopogonium mucunoides) nas diferentes dosagens de nitrogênio (N).

Palavras-Chave:Cultivos de rosas; Dosagens de nitrogênio; Análise de viabilidade.


ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA-FINANCEIRA DAS ATIVIDADES LEITEIRA E SUINÍCOLA EM UMA PROPRIEDADE RURAL

Vanderlei GOLLO (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: vande_gollo@hotmail.com

Marcos VIAN (UNOCHAPECO) - Brasil
E-mail: marcosvian@unochapeco.edu.br

Fábio Jose DIEL (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: f_diel@hotmail.com

O objetivo deste estudo é verificar a viabilidade econômico-financeira das atividades leiteira e suinícola desenvolvidas em uma propriedade rural. A pesquisa se caracteriza quanto aos objetivos como exploratória, em relação aos procedimentos como estudo de caso e com abordagem qualitativa ao problema. Os dados foram coletados de janeiro a dezembro de 2016, após realizou-se a análise utilizando os índices TIR, TMA, VPL e Payback. Constatou-se que a atividade leiteira proporcionará retorno do investimento em um período de 3,22 anos e com ganho para o proprietário de R$ 137.153,00, em um período projetado de 10 anos, com taxa interna de retorno de 31,55% mostrando que a atividade leiteira é viável, isto devido principalmente pela quantidade comercializada utilizando-se da estrutura existente. Logo, para a atividade suinícola considerando o mesmo período de análise, apresenta-se inviável, as análises demonstraram que em um período de 10 anos não é possível recuperar o valor do capital investido, a VPL mostra-se negativa em R$ 48.446,37, obteve-se este resultado devido à quantidade e ao valor obtido por animal comercializado na estrutura e período analisado. Os resultados evidenciaram que a contabilidade é uma ferramenta essencial para gerenciamento de negócios e tomada de decisão. Por meio de seus indicadores é possível avaliar qual investimento proporcionará retorno para o investidor, auxiliando no processo decisório no meio rural.

Palavras-Chave:Análise econômico-financeira. Viabilidade dos investimentos rurais. Atividade suinícola e leiteira.


ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRA DA ATIVIDADE SUINÍCOLA

Silvana Dalmutt KRUGER (Unochapecó/ UFSC) - Brasil
E-mail: silvanak@unochapeco.edu.br

Rovani SIEGA BACCIN (Unochapeco) - Brasil
E-mail: rovani.baccin@unochapeco.edu.br

Sady MAZZIONI (73256650910) - Brasil
E-mail: sady@unochapeco.edu.br

A pesquisa teve por objetivo identificar a viabilidade econômica e financeira da atividade suinícola desenvolvida em uma propriedade rural no município de Quilombo – SC. Quanto aos procedimentos metodológicos a pesquisa se caracteriza como descritiva, realizada por meio de um estudo de caso, com abordagem de cunho qualitativo. A partir do levantamento patrimonial e da mensuração dos custos de produção da atividade suinícola, realizado no período de janeiro de 2016 a dezembro de 2016, elaborou-se a demonstração de resultado da atividade, bem como identificou-se o tempo de retorno da atividade por meio do payback descontado, taxa interna de retorno e valor presente líquido. Os resultados do estudo evidenciam que foram comercializados 18.100 suínos no ano, gerando uma receita média de R$ 6,68, custo médio de R$ 4,87 e lucro R$ 1,81, por suíno vendido. A atividade suinícola gerou no ano de 2016 um lucro de R$ 424.377,03 com média mensal de resultado de R$ 32.746,42, com tempo de retorno dos investimentos sobre a atividade suinícola estimado em 4 anos e 10 meses. Os resultados demonstram a importância da atividade suinícola, tanto na geração de caixa e renda para a família, como pelo tempo de retorno dos investimentos realizados, evidenciando sua viabilidade econômica e financeira. De forma geral, os resultados evidenciam a importância da utilização da contabilidade e da análise de resultados no meio rural.

Palavras-Chave:Contabilidade rural. Atividade suinícola. Viabilidade econômico-financeira.


ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICO-FINANCEIRA DO CULTIVO DE PINUS TAEDA EM PROPRIEDADES RURAIS DO ALTO VALE DO ITAJAÍ - SC

Diego Rafael STÜPP (UDESC) - Brasil
E-mail: diegostupp@brturbo.com.br

Orlando Luiz HECK JÚNIOR (UDESC) - Brasil
E-mail: oheckjunior@gmail.com

Marino Luiz EYERKAUFER (UDESC) - Brasil
E-mail: marino.luiz@udesc.br

Este estudo teve como objetivo identificar todos os custos e receitas para posteriormente analisar a viabilidade econômico-financeira do cultivo do Pinus taeda L. (Pinaceae) em propriedades rurais do Alto Vale do Itajaí em Santa Catarina, com a finalidade de demonstrar uma opção de investimento para os agricultores da região. Esta é uma pesquisa documental e estudo de caso, com método dedutivo e dados quantitativos, alguns coletados por meio de entrevista e outros gerados pelo software SisPinus. O projeto se mostrou viável para o manejo com colheita aos 25 anos, porém um investimento arriscado. São várias incertezas no processo de projeção dos custos e receitas da produção do Pinus taeda e que afetarão diretamente a análise de viabilidade do projeto, dentre estas incertezas pode-se destacar: variação no preço de venda da madeira, na quantidade produzida, no custo do investimento e na taxa mínima de atratividade utilizada no projeto. Os resultados indicam que não há uma probabilidade de acontecimento satisfatória para o cálculo do Valor Presente Líquido positivo. Então como uma avaliação geral, a cultura se mostrou viável, porém com risco moderado, e com seu rendimento compatível com de algumas aplicações financeiras disponíveis no mercado.

Palavras-Chave:Reflorestamento. Projetos florestais. Análise de viabilidade.


ANÁLISE DAS VARIÁVEIS DE CUSTOS DE PRODUÇÃO DE SUÍNOS NAS REGIÕES NORDESTE, CENTRO-OESTE, SUDESTE E SUL

Bruno AFONSO MOREIRA (UFU) - Brasil
E-mail: bafonso475@gmail.com

Lara Cristina Francisco de ALMEIDA FEHR (UFU) - Brasil
E-mail: laracris.almeida@bol.com.br

Sérgio Lemos DUARTE (UFU) - Brasil
E-mail: sergioufu@gmail.com

Dada a importância do agronegócio para a economia nacional, o gerenciamento dos custos de suas atividades é essencial para o seu adequado funcionamento. Tratando-se da produção de suínos com participação relevante no agronegócio nacional e mundial, torna-se necessário conhecer as variáveis de custos com maior impacto no custo total de produção, já que estes interferem na rentabilidade dos produtores. O presente estudo teve como objetivo identificar e analisar as variáveis de custos de produção de suínos com maior impacto no custo total nas principais regiões produtoras do Brasil entre 2006 e 2016. Foi empregada a abordagem quantitativa, caracterizando-se em uma pesquisa descritiva, sendo utilizada a pesquisa documental para coleta dos dados. Utilizou-se, para a análise, a técnica de Regressão por meio da Simulação de Monte Carlo, com reamostragem Bootstrap. Os resultados das regiões consolidadas mostraram que a variável com maior impacto sobre o custo total da produção de suínos é a Mão de Obra e a com menor impacto é a Depreciação. Isso pode indicar que a produção de suínos no Brasil é uma atividade predominantemente manual. Na análise separada por região observou-se o mesmo resultado, exceto para a região Sudeste, que não apresentou coeficientes significativos para essas variáveis, apresentando o maior gasto com alimentação. A região Nordeste apresentou o coeficiente mais baixo para a variável Depreciação, indicando um baixo gasto com mecanização, o que de fato é característica da atividade nessa região, composta por propriedades de pequeno porte, devido à falta de capital e ao baixo investimento em tecnologia.

Palavras-Chave:Agronegócio. Suinocultura. Custos de Produção.


APLICAÇÃO DO MÉTODO DE CUSTEIO POR ABSORÇÃO COM DEPARTAMENTALIZAÇÃO EM UM SALÃO DE BELEZA

Aline Rodrigues SILVA (UFJF-GV) - Brasil
E-mail: alinerodriguesjlc@hotmail.com

Schirley Maria POLICÁRIO (UFJF campus GV) - Brasil
E-mail: schirleypoli@gmail.com

Raquel Berger DEORCE (UFJF campus GV) - Brasil
E-mail: berger.raquel@gmail.com

O presente trabalho tem como objetivo conhecer o método de custeio por absorção com departamentalização e apresentar a aplicação do mesmo em um salão de beleza com objetivo de conhecer o custo do serviço “escova” para cabelo curto, médio e longo. Para realização deste foi utilizado à pesquisa exploratória que tem por objetivo explorar, buscar informações sobre o tema proposto (MALHOTRA, 2012), e pesquisa descritiva que tem intuito de identificar, registrar e analisar um processo ou fenômeno que também pode ser entendida como um estudo de caso (SOARES, YAMAGUCHI, 2014). Aplicando o custeio por absorção com departamentalização de foi possível descobrir que os custos do serviço escova para cabelo curto, médio e longo correspondiam a 82,78%, 83,36% e 89,92%%, respectivamente da receita dos mesmos.

Palavras-Chave:Custeio por departamentalização. Salão de beleza. Custos diretos e indiretos


APURAÇÃO DE CUSTOS E RESULTADO JUNTO AO SETOR GASTRONÔMICO: UM ESTUDO DE CASO

Jonas Adriel DOS SANTOS (UFSM) - Brasil
E-mail: jonasadrieldossantos@gmail.com

Marivane Vestena ROSSATO (UFSM) - Brasil
E-mail: marivane@smail.ufsm.br

A inexistência de informações de custos no setor gastronômico dificulta o gestor tomar a melhor decisão para a continuidade de seu negócio. Com vistas a dar apoio ao empresário nesse processo, o caso estudado objetivou apurar se os preços de venda dos produtos oferecidos por um estabelecimento, que exerce duas atividades, a de restaurante e pizzaria, são capazes de cobrir os gastos totais de produção e gerar um resultado positivo no ano de 2015, no município de Venâncio Aires - RS. A pesquisa buscou levantar os custos e despesas associados às atividades do estabelecimento; apurar o custo unitário do quilo da refeição servida e de um rodízio; identificar os métodos utilizados na determinação do preço de venda e apurar o resultado operacional. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de natureza qualitativa. O estudo fez uso da análise de conteúdo, pesquisa documental, levantamento, observação e estudo de caso. Através de um mapa de apuração de custos, obteve-se informações como: o faturamento, o gasto com insumos e o custo do produto da atividade de restaurante e da atividade de pizzaria. Os principais resultados do estudo evidenciam um custo unitário do quilo da refeição servida no restaurante de R$ 16,40 e de um rodízio de pizzas no montante de R$ 15,01, sendo inferiores aos preços de venda praticados. O estabelecimento gerou um resultado positivo médio mensal de R$ 25.228,57.

Palavras-Chave:Apuração de Custos. Gastronomia. Restaurante e Pizzaria.


CONTINGÊNCIAS QUE AFETAM O SISTEMA INFORMACIONAL DE CUSTOS: UM ESTUDO DE CASO EM UM HOSPITAL PRIVADO

Nicole Regina SOUZA ROVARIS (Unioeste) - Brasil
E-mail: nirovaris@gmail.com

Tabatha Caroline BONAFIN DOS SANTOS (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: tabatha.cb@hotmail.com

Denis DALL' ASTA (Unioeste) - Brasil
E-mail: denis.asta@unioeste.br

Clóvis FIIRST (Unioeste) - Brasil
E-mail: cfiirst@gmail.com

Dione Olesczuk SOUTES (Unioeste) - Brasil
E-mail: dioneosoutes@gmail.com

O presente artigo teve como objetivo identificar como os fatores ambientais e organizacionais, que na percepção de gestores e colaboradores interferem na implantação de um sistema informacional de custos de um hospital privado à luz da Teoria da Contingência, bem como explicar como os fatores contingenciais podem explicar as limitações da implantação de sistema de informação de custos em um hospital privado no oeste do Paraná. Para tanto, foram realizadas entrevistas semiestruturadas com o gestor do hospital e os coordenadores dos setores de: faturamento, custos, qualidade, lavanderia, recepção e internamento, nutrição e compras. Os principais resultados indicaram que dentre os fatores contingencias elencados na literatura com base na Teoria da Contingência (estratégia, estrutura, ambiente, tecnologia e tamanho), os fatores contingenciais que afetam o sistema informacional de custos do hospital foram: a estrutura, o ambiente interno e externo, especialmente a legislação, a tecnologia e o tamanho, exceto a estratégia, pois ocorre independente do sistema de custos. Deste modo, conclui-se que a Teoria da Contingência contribuiu para compreender como os fatores contingenciais afetam a gestão de custos de um hospital, especialmente, o sistema informacional de custos, reforçando que não existe uma única e melhor maneira de administrar, pois tudo depende das circunstâncias e características inerentes a cada organização, visto que são vários fatores que interferem nesse processo.

Palavras-Chave:Teoria Contingencial; Custos; Hospitais


CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES E TEMPO (TDABC): UM ESTUDO EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR DO SUL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

Miriam Aparecida Silveira MAZZUCO (FURB) - Brasil
E-mail: miriam.asilveira@gmail.com

Pollyanna Gracy WRONSKI (FURB) - Brasil
E-mail: falecomapolly@hotmail.com

Vinícius Costa da Silva ZONATTO (FURB) - Brasil
E-mail: viniciuszonatto@gmail.com

Ao longo do tempo a contabilidade de custos vem tentando adaptar-se às necessidades de mudanças das empresas e do mercado, estas mudanças também afetam as instituições de ensino superior (IES) principalmente as consideradas privadas. O método TDABC surge como uma alternativa simplificada do ABC, este considerado um sistema de custeio complexo e caro. Neste contexto o objetivo deste artigo é analisar a aplicabilidade do método de custeio baseado em atividades e tempo (TDABC) em uma IES do sul do estado de Santa Catarina. A pesquisa classifica-se como empírica-descritiva, análise documental, com abordagem qualitativa e estudo de caso. Os resultados apontam que o método aplica-se com muita eficiência à IES/SC analisada, levando a um gerenciamento apropriado dos custos e atividades da instituição, e ainda, quando comparado ao custeio por absorção, no qual os custos indiretos são rateados arbitrariamente, neste artefato fez-se um rateio dos custos baseado na percepção dos respondentes nas entrevistas sobre as horas despendidas para cada curso, o que o torna um método mais próximo da realidade.

Palavras-Chave:Custos. Método de custeio. TDABC


CUSTOS COMO FERRAMENTA GERENCIAL: ESTUDO DE CASO EM UMA COOPERATIVA DE LATICÍNIOS

Paloma Flávia Vasconcelos GOMES (UFJF) - Brasil
E-mail: palomaflaviacp@hotmail.com

Antônio Augusto Brion CARDOSO (UFJF - Campus GV) - Brasil
E-mail: gutobrion@gmail.com

ALine Gomes Peixoto GOUVEIA (UFJF) - Brasil
E-mail: aline.gouveia@ufv.br

Tarrara Alves HORSTH (UFJF GV) - Brasil
E-mail: tarraraas@gmail.com

Ingrid Moreira SIQUEIRA (UFJF-GV) - Brasil
E-mail: ingrid.moreiraa@outlook.com

A contabilidade de custos tem como uma das suas finalidades, fornecer a seus usuários acesso a informações econômico-financeiras acerca de entidades com as quais têm relação. Por meio da aplicação dos variados métodos de custeio, por absorção, custeio direto (ou variável), custeio padrão e o custeio baseado em atividades (ABC), conseguem, além de promover o controle do processo produtivo ou das etapas da prestação dos serviços de uma entidade, abastecer os gestores de informações relevantes à tomada de decisão. Nessa perspectiva, o presente estudo tem como objetivo adaptar o custeio por absorção em uma cooperativa de laticínios localizada no interior de Minas Gerais. Para atingir o objetivo, foram identificados e classificados os gastos em custos e despesas e posteriormente, classificados os custos em diretos e indiretos. Com base nesta classificação, foi possível identificar os melhores critérios de rateio dos custos indiretos para então determinar o custo do quilo dos queijos prato e muçarela, que hoje correspondem a quase 90% da produção desta cooperativa. Ao final apurou-se os custos por quilo dos queijos prato e muçarela, respectivamente, R$ 15,7242 e R$ 15,9281, majoritariamente compostos pelo custo direto com o leite, além de avaliar o impacto da variação do custo deste insumo no produto final e no preço de venda.

Palavras-Chave:Cooperativa. Custeio por Absorção. Custo Unitário. Leite


CUSTOS E GESTAO E PRODUCAO CINEMATOGRÁFICA

Ricardo LAPORTA POMI (AURCO) - Uruguai
E-mail: ricardo@igc.com.uy

Con motivo de colaborar y apoyar las tareas de presupuestación y control de un cortometraje, se toma contacto con la interesante y necesaria industria del cine, a vez que se dimensiona la ardua, desafiante y riesgosa tarea que implica la creación y desarrollo de una “producción cinematográfica”. Esta experiencia ha permitido descubrir que la actividad cinematográfica no escapa a las reglas generales de una correcta Administración y Gestión: planificación, presupuestación, control y evaluación. En particular, el trabajo se centra sobre los aspectos relativos a la “Producción” Cinematográfica y como los conocimientos y técnicas de Costos y Gestión, contribuyen a facilitar y profesionalizar esta tarea.

Palavras-Chave:Produção de filmes, custos, gestão, orçamento, controle.


EVIDÊNCIAS DA ACCOUNTABILITY EM OSCIPS: UMA ANÁLISE DOS EXAMES DE AUDITORIA REALIZADOS PELO TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO

Lorena lucena FURTADO (UFPR) - Brasil
E-mail: lorenlucena@gmail.com

Josiane Gattis Corrêa GIACOMELLI (Uniasselvi) - Brasil
E-mail: giacomellijosiane@gmail.com

Vicente PACHECO (UFPR) - Brasil
E-mail: vpacheco@ufpr.br

Este trabalho apresenta um estudo quanto a evidência da Accountability em exames de auditoria realizados pelo Tribunal de Contas da União (TCU) junto aos termos de parceria firmados com OSCIPs (Organizações Sociais com Propósito Específico), no período de 2003 a 2016. A análise de conteúdo foi adotada enquanto técnica para análise dos acórdãos do TCU concernentes às auditorias executadas nas prestações de contas que envolviam parceria para execução de serviços de caráter público, entre entes governamentais e OSCIPs: a pesquisa identificou 77 acórdãos com irregularidades no período de 2005 a 2016, sendo contemplado um total de 62 OSCIPs envolvidas em tais desvios de conduta. Os resultados apontam para irregularidades quanto ao desconhecimento na elaboração de prestação de contas, a falta de controles administrativos adequados na execução dos recursos e em algumas situações, achados de superfaturamento financeiro e desvio de finalidades do projeto. Ainda, conclui-se que o controle das normas e leis vem a ser a principal vertente de análise do TCU quanto aos aspectos da Accountability, carecendo de melhores evidenciações sobre o desempenho destas organizações e transparência na execução dos projetos.

Palavras-Chave:OSCIPs. Accountability. Auditoria. Recursos Públicos.


GESTÃO DE CUSTOS APLICADA AO TERCEIRO SETOR: ESTUDO DE CASO NA APAE DE GOVERNADOR VALADARES.

Alef Ferreira RAMOS (UFJF-GV) - Brasil
E-mail: alefgt16@hotmail.com

Schirley Maria POLICÁRIO (UFJF campus GV) - Brasil
E-mail: schirleypoli@gmail.com

ALine Gomes Peixoto GOUVEIA (UFJF) - Brasil
E-mail: aline.gouveia@ufv.br

Raquel Berger DEORCE (UFJF campus GV) - Brasil
E-mail: berger.raquel@gmail.com

O Terceiro Setor é composto por instituições privadas de interesse público, sem fins lucrativos e que prestam serviços à sociedade, como a Associação de Paes e Amigos dos Excepcionais (APAE), que visa o bem-estar da pessoa portadora de deficiência. Normalmente estas entidades apresentam dificuldades de gerir financeiramente suas atividades, o que envolve planejamento, controle e tomada de decisão. Neste sentido, o estudo teve como objetivo identificar e analisar o custo por assistido das crianças de zero a cinco anos e onze meses da Associação de Paes e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Governador Valadares. Considerou-se esta faixa como base para as demais, uma vez que o acompanhamento se estende geralmente até o falecimento do assistido. O estudo foi realizado como descritivo, de abordagem qualitativa e sob a forma de estudo de caso. Após a separação detalhada dos custos, constatou-se que o custo unitário para manter o assistido da faixa etária analisada é de R$152,59 mensal. A apuração serve de base para a comparabilidade tanto entre as faixas quanto para a evolução do custo destes assistidos ao longo do tempo. Os resultados possibilitam à APAE analisar quais elementos são passíveis de ajustes para a diminuição do custo na faixa etária analisada, propiciando o melhor gerenciamento dos recursos e garantia da prestação de serviços e bem-estar social.

Palavras-Chave:Gestão de Custo. Método de Custeio. Terceiro Setor


GESTÃO DE CUSTOS NA PECUÁRIA: ESTUDO DE CASO EM UMA PROPRIEDADE RURAL DO RIO GRANDE DO SUL

Giulia ANTONIOLI (FAT) - Brasil
E-mail: giuliaantonioli850@gmail.com

Edson Pedro ZAMBON (FAT) - Brasil
E-mail: edson_zambon@hotmail.com

O estudo tem como objetivo identificar e analisar os custos da engorda do gado de corte em uma propriedade pecuária no Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo de caso com coleta de dados por entrevistas, análise documental e observação (visitas in loco). Os resultados revelam o custo direto total por cabeça de gado de R$ 1.717,10, o equivalente a um custo médio de R$ 4,29 por kg produzido. Verifica-se que a composição dos custos diretos compreende 52% da aquisição da novilha (matriz), 29% alimentação com ração, 10% com pastagens e 9% com tratamentos (medicamentos). Considerando os impostos sobre a venda e custos fixos o produtor obtém, em média, um lucro de R$ 344,63 por cabeça, representando uma margem direta de 18% o que se considera compatível com a margem do mercado, que é de 17%.

Palavras-Chave:Gestão. Custos. Pecuária.


HONORÁRIOS CONTÁBEIS CALCULADOS DE ACORDO COM O CUSTEIO POR ABSORÇÃO: UMA COMPARAÇÃO COM OS VALORES EFETIVAMENTE COBRADOS POR UM ESCRITÓRIO DE CONTABILIDADE NO DISTRITO FEDERAL

Ana Kathia Diniz SANCHES (UCB) - Brasil
E-mail: anakathiadiniz@hotmail.com

Aline Fonseca Bias BRITTO (UCB) - Brasil
E-mail: alinefbias@gmail.com

Lucineide Barboza DA SILVA (UCB) - Brasil
E-mail: neide_barboza@hotmail.com

Antônio Maria Henri Beyle ARAÚJO (UCB) - Brasil
E-mail: henri.beyle@uol.com.br

As constantes mudanças no mercado, incluindo o setor de prestação de serviços contábeis, exigem que as decisões sejam cada vez mais criteriosas e fundamentadas. A precificação influencia diretamente os resultados da empresa. Por isso, em vez de ser realizada por meio de procedimentos empíricos, a precificação deve recorrer a metodologias de cunho científico, tais como os métodos de custeio. Muitas vezes, por questões até mesmo externas à empresa, como, por exemplo, o mercado concorrente, não é possível definir preços de produtos ou serviços por meio da análise de custos, mas tal análise será sempre útil para avaliar outros pontos relevantes do desempenho da empresa. Este estudo tem por objetivo identificar os custos incorridos na prestação de serviços contábeis por um escritório de contabilidade localizado no Distrito Federal a cinco de seus clientes, com vistas à formação de preços de venda desses serviços. O método utilizado para a apuração dos custos foi o custeio por absorção, tendo sido utilizado o conceito de mark-up no processo de precificação. Calculados os preços de venda, estes foram comparados aos preços praticados pela empresa em questão. O resultado do estudo evidenciou que a maior parte das empresas clientes paga um valor insuficiente para cobrir os custos, as despesas e a tributação e ainda proporcionar o lucro desejado. Espera-se que o artigo auxilie na tomada de decisões e sirva como base também para outras entidades que queiram se utilizar de métodos de custeio para conhecer seus custos, adequar seus preços e maximizar o seu lucro.

Palavras-Chave:Custos. Custeio por absorção. Precificação. Serviços. Mark-up.


INDICADORES ECONÔMICO-FINANCEIROS DA PRODUÇÃO LEITEIRA EM PROPRIEDADES RURAIS DO MUNICÍPIO DE SÃO LOURENÇO DO OESTE - SC

Fabio Junior SIMIONATTO (Unochapecó) - Brasil
E-mail: simionatto@unochapeco.edu.br

Silvana Dalmutt KRUGER (Unochapecó/ UFSC) - Brasil
E-mail: silvanak@unochapeco.edu.br

Sady MAZZIONI (73256650910) - Brasil
E-mail: sady@unochapeco.edu.br

O objetivo do estudo é comparar indicadores econômico-financeiros da produção leiteira em propriedades rurais do município de São Lourenço do Oeste. Os procedimentos metodológicos caracterizam a pesquisa como exploratória, realizada por meio de pesquisa de campo e análise de cunho quantitativo. A coleta ocorreu por meio de visitas e da aplicação de questionários para uma amostra de 30 propriedades rurais do município de São Lourenço do Oeste (SC), permitindo a comparação dos indicadores econômico-financeiros da produção leiteira. Os indicadores observados indicam que a menor produtividade diária de leite foi de 43 litros e a maior de 564 litros. Em relação à receita, a variação foi de R$ 0,87 a R$ 1,48, por litro vendido. O custo por litro variou de R$ 0,34 a R$ 1,01 enquanto o lucro por litro oscilou de R$ 0,20 a R$ 0,79. No período analisado a propriedade rural com melhor resultado possui 34 matrizes em lactação, receita de R$ 1,48 por litro de leite, gerando uma receita média mensal de R$ 24.716,00, os custos de produção mensal somaram R$ 11.727,38, com lucro médio mensal de R$ 12.988,62. De modo geral, os resultados demostram que o lucro não depende da receita, mas da variação de custos do manejo e dos investimentos. Adicionalmente, evidenciou-se a relevância da análise de custos e da gestão contábil no meio rural.

Palavras-Chave:Produção Leiteira. Custos de produção. Indicadores econômico-financeiros.


MÉTODO DE CUSTEIO UEP - UNIDADE DE ESFORÇO DE PRODUÇÃO: ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA CERÂMICA DO PLANALTO NORTE CATARINENSE

Kátia Adrieli VICHINHESKI (UnC) - Brasil
E-mail: katia@unc.br

Luciano BENDLIN (UnC) - Brasil
E-mail: bendlin@unc.br

Ricardo Ratkovski FERREIRA (Unc) - Brasil
E-mail: ricardoferreira-mfa@hotmail.com

Jennifer Pires FERREIRA (UNC) - Brasil
E-mail: jenniferpires@rocketmail.com

Esta pesquisa tem como objetivo geral analisar a aplicação do Método da Unidade de Esforço de Produção (UEP), em uma indústria cerâmica localizada no Planalto Norte. Buscou-se com propósito central verificação do processo produtivo, evidenciando os custos em cada etapa de produção, possibilitando uma melhor mensuração de custos dos produtos. O presente estudo baseia-se em um assunto abordado em outros artigos já publicados, buscando de maneira cuidadosa a coleta e aplicação dos dados encontrados para adequação ao seguimento da empresa pesquisada. Devido à magnitude do tema, para tais objetivos a metodologia usada classifica-se de forma descritiva, através de um estudo de caso. Em relação apresentação e análise dos resultados o método proporciona uma melhor visão dos gastos alocados a cada produto. O gestor pode utilizar esses dados para cortes de custos ou potencializar a produção de determinado produto, buscando otimizar os resultados, contribuindo para a visão geral da empresa nos aspectos internos e em relação aos concorrentes.

Palavras-Chave:Método UEP; indústria cerâmica; gestão de custos.


MÉTODO DE CUSTEIO UEP: APLICAÇÃO EM UM SISTEMA DE PRODUÇÃO CONTÍNUA

Ricardo BATTINI (UDESC) - Brasil
E-mail: ricardobattini@gmail.com

Sérgio MARIAN (UDESC) - Brasil
E-mail: sergio.marian@udesc.br

Marines LUCIA BOFF (UDESC) - Brasil
E-mail: marines.boff@udesc.br

Caroline Sulzbach PLETSCH (UDESC) - Brasil
E-mail: carol_spletsch@yahoo.com.br

O presente trabalho tem por objetivo analisar a aplicação do método de custeio UEP em uma empresa de pequeno porte do setor metal-mecânico que baseia parte de sua produção em um sistema de produção contínua. Com isso, buscou-se identificar características específicas relacionadas aos procedimentos de implantação e operacionalização do método. Para a aplicação prática, utilizou-se da pesquisa documental, obtendo informações diretamente nos registros de produção da empresa objeto de estudo, e, como complemento, realizaram-se entrevistas não estruturadas com os envolvidos no processo produtivo. Conforme esperado, os resultados apresentaram detalhes específicos relacionados ao tipo de sistema de produção, sendo: maior facilidade na apuração dos tempos de exposição dos produtos aos postos operativos, a possibilidade de existência de postos operativos compartilhados e uma melhor definição sobre o que é o potencial produtivo descrito pelo método UEP. Como resultado para a empresa, concluiu-se pela aplicabilidade do método ao referido sistema de produção, retornando resultados mais precisos para a definição dos custos de transformação e para a gestão dos resultados individuais dos produtos.

Palavras-Chave:Sistema de Produção Contínua, Setor Metal-Mecânico, Unidades de Esforço de Produção - UEP


REFLEXOS DA TECNOLOGIA DE AUTOMAÇÃO NOS RESULTADOS ECONÔMICOS DE AVIÁRIOS INTEGRADOS A UMA EMPRESA DO RAMO AVÍCOLA

Thamara OLIVEIRA DOS SANTOS (UNESC) - Brasil
E-mail: thamara-jc@hotmail.com

Eduardo TRAMONTIN CASTANHA (UNESC) - Brasil
E-mail: eduardo_tramontin@hotmail.com

Januário José MONTEIRO (UNESC) - Brasil
E-mail: januariomonteiromonteiro@gmail.com

Anderson Correa BENFATTO (Unesc) - Brasil
E-mail: andersonbenfatto@gmail.com

Andréia CITTADIN (UNESC) - Brasil
E-mail: zerobertods@gmail.com

As inovações dos meios de produção que oportunizam maior agilidade, padrão e qualidade aos processos estão em constante desenvolvimento. Essas transformações impactam o ramo avícola, entre outros setores, tendo em vista que novos equipamentos e técnicas estão sendo criados com o propósito de melhorar o processo produtivo. Aliado a este fator, a contabilidade de custos busca subsidiar a tomada de decisão nesses empreendimentos, pois fornece informações relacionadas aos processos produtivos e de geração de lucros. Deste modo, o estudo tem como objetivo analisar os efeitos da tecnologia de automação de dois aviários integrados a uma empresa do ramo avícola. A pesquisa se caracteriza como descritiva, com uma abordagem qualitativa. Foi efetuado um estudo de caso para coletar e analisar os dados recebidos dos proprietários, mediante entrevistas e pesquisa documental, com base no ano de 2016. A margem de contribuição dos dois aviários é semelhante, uma vez que possuem apenas o FUNRURAL como gasto variável. Contudo, o aviário manual apresenta menor resultado em virtude da produção inferior e do preço de venda pago pela empresa integradora. Os resultados apontam que, mesmo com o elevado investimento inicial do aviário automatizado, os lucros obtidos são significativamente maiores que os alcançados pelo aviário manual. Infere-se que a inovação dos equipamentos utilizados na produção no aviário automatizado trouxe às aves conforto, aumento da produção e qualidade dos ovos incubáveis. Conclui-se que o investimento em inovação tecnológica nesse tipo de atividade contribui para melhoria da qualidade dos ovos e, consequentemente, traz melhores resultados econômicos.

Palavras-Chave:Gestão de custos. Análise custo, volume, lucro. Avicultura. Aviários integrados.


SISTEMA DE CUSTEIO PARA COMÉRCIO DE CERVEJAS POR MEIO DE BEER TRUCK

Guilherme STECANELLA SOUQUE (UFRGS) - Brasil
E-mail: guilherme.souque@gmail.com

Cláudio José MÜLLER (UFRGS) - Brasil
E-mail: cmuller@producao.ufrgs.br

Este trabalho tem como objetivo a identificação dos custos atrelados ao comércio ambulante de cervejas especiais, por meio de Beer Trucks e, a partir do mapeamento desses custos, realizar a confecção de um sistema de custeio que possibilite a tomada de decisões rápidas e a organização dos gastos. Partindo-se dos métodos de custeio, optou-se pelo Centro de Custos por assim entender que seja o melhor formato de organização. Com o sistema implantado em uma empresa do ramo, foi possível identificar os custos indiretos que afetam o faturamento da empresa, e a identificação do lucro real sobre a receita bruta.

Palavras-Chave:Sistema de Custeio; Centro de Custos; Beer Truck; Cervejas Especiais; Venda Ambulante.




5. Custos aplicados ao setor público



A EFICIÊNCIA NA ALOCAÇÃO DOS RECURSOS DE ESCOLAS MUNICIPAIS DE LUZIÂNIA/GO: UM ESTUDO A PARTIR DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS (DEA)

Camila Moliani FERRI (UEL) - Brasil
E-mail: camila_moliani@hotmail.com

Renata Storti PEREIRA (UEL) - Brasil
E-mail: restorti@hotmail.com

Saulo Fabiano Amancio VIEIRA (UEL) - Brasil
E-mail: saulofav@gmail.com

Izabela Calegario VISENTIN (UNIDESC) - Brasil
E-mail: izabela.calegario@unidesc.edu.br

O artigo teve como objetivo analisar a eficiência das unidades escolares municipais de Luziânia/GO mediante Análise Envoltória de Dados (DEA). Para tanto, contempla referencial sobre contabilidade de custos na administração pública e sobre a DEA, bem como sua aplicação em outros estudos. O presente estudo é quantitativo, censitário e descritivo, realizado no município de Luziânia/GO. Foram coletadas as informações de custos, nível socioeconômico e estrutura pedagógica. Como resultado da análise feita por meio da DEA, observou-se que apenas uma escola dentre 41 unidades avaliadas possui 100% de eficiência, enquanto dezenove escolas possuem eficiência menor que 80%. Como contribuições, verifica-se que o método de análise das variáveis pode ser aplicado em outros municípios a fim de mapear os problemas educacionais e, assim, analisar alternativas que visam à melhora da qualidade da educação em âmbito municipal, auxiliando ainda na avaliação de políticas públicas educacionais dos municípios.

Palavras-Chave:Gestão pública. Educação. Ensino fundamental. Eficiência. DEA.


ANÁLISE COMPARATIVA DA EFICIÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS NO ENSINO MÉDIO NOS ESTADOS BRASILEIROS E DISTRITO FEDERAL ATRAVÉS DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS (DEA)

Charlise Brocco MARIA (Unioeste) - Brasil
E-mail: charlise.bmaria@outlook.com

Fabíola Graciele BESEN (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: fabiolagracielebesen@gmail.com

Tércio Vieira de ARAÚJO (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: professortercio@hotmail.com

Valdir SERAFIM JR (Unioeste) - Brasil
E-mail: jr_valdir@hotmail.com

Esta pesquisa tem por finalidade analisar a eficiência dos Estados brasileiros e Distrito Federal, na alocação dos gastos públicos na área da Educação, categoria do Ensino Médio do ano de 2015, para comparar com os resultados obtidos do ano de 2013, avaliando se atingiu níveis satisfatórios de desempenho e se houve melhoria nos índices apresentados, através da Análise Envoltória de Dados. A pesquisa classifica-se como descritiva e exploratória, com abordagem quantitativa e os dados foram analisados através do uso da ferramenta estatística de Análise Envoltória de Dados (DEA). Através dos resultados obtidos, identificou-se que em ambos os anos, o Estado de Goiás segue apresentando resultados significativos no que diz respeito à eficiência na alocação dos recursos na área da educação e Roraima passou a ser mais eficiente. Percebeu-se que oito Estados Brasileiros obtiveram aumento na eficiência do gasto público em 2015 em relação à 2013. Verificou-se que mesmo com a inexistência de um nível baixo de eficiência durante o período de 2013 e 2015, em 2015 houve uma queda significativa na eficiência do gasto público entre os Estados, pois 14 Estados, obtiveram melhor investimento em 2013. Portanto, pode-se inferir que muitos Estados não foram eficientes na alocação dos recursos na área da educação no Ensino Médio em 2015.

Palavras-Chave:Gastos Públicos, Eficiência na Educação, Estados Brasileiros.


ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DO GASTO PÚBLICO NAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE DO MUNICÍPIO DE PARNAMIRIM/RN

Daniele da Rocha CARVALHO (UFRN) - Brasil
E-mail: drc_rn@yahoo.com.br

Francinaldo Cândido SOARES (UFRN) - Brasil
E-mail: candido_fcg@outlook.com

MARKE GEISY DA SILVA DANTAS (UFRN) - Brasil
E-mail: markegeisy@hotmail.com

Ridalvo Medeiros Alves de OLIVEIRA (UFRN) - Brasil
E-mail: ridalvo16@gmail.com

A partir da Constituição Federal de 1988, a administração pública brasileira iniciou um processo de modernização administrativa, visando um modelo de governo menos burocrático e mais gerencial, voltado para resultados. Surge a necessidade de oferecer serviços públicos que atendam aos interesses da sociedade, de maneira econômica e eficiente. Diante do exposto, este trabalho teve como objetivo analisar a eficiência das Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município de Parnamirim/RN. Foi realizada uma pesquisa descritiva com nove UBS, aplicando procedimentos de levantamento, análise documental, entrevista estruturada e pesquisa bibliográfica, com uma abordagem quantitativa. Foram levantados os gastos e serviços produzidos por essas UBS entre agosto e outubro de 2016. As análises revelam que, em média, 76% do gasto das UBS são com folha de pagamento. Revelaram ainda que algumas UBS apresentaram consumo muito elevado de medicamentos, o que pode indicar falta de eficácia das ações de prevenção e promoção à saúde. Por meio da Análise Envoltória de Dados (DEA), foi calculado o índice de eficiência dessas UBS, revelando que 56% foram eficientes na utilização de seus insumos. Contudo, duas das nove UBS pesquisadas tiveram menores índices de eficiência, mas apresentaram margens relevantes de otimização no uso de seus insumos. Caso essas UBS passassem a operar no mesmo nível de eficiência das demais, poderiam gerar uma economia de aproximadamente R$ 430.000,00 por ano. Dessa forma, a pesquisa revelou falta de eficiência em algumas UBS do município.

Palavras-Chave:Serviços públicos de saúde. Eficiência. Unidades Básicas de Saúde. DEA.


CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES NO SERVIÇO PÚBLICO: UM ESTUDO DE CASO NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO

Andre Pereira BATISTA (UFRJ) - Brasil
E-mail: andrepbatista1@gmail.com

Gabriel Corrêa Teles de ASSIS (UFRJ) - Brasil
E-mail: gabriel.tassis@gmail.com

Claudia Ferreira da CRUZ (UFRJ) - Brasil
E-mail: claudiacruzba@gmail.com

André Luiz BUFONI (UFRJ) - Brasil
E-mail: bufoni@facc.ufrj.br

Este trabalho tem por objetivo verificar o custo dos serviços oferecidos por um dos departamentos de ensino de uma unidade acadêmica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), sob a ótica da metodologia de Custeio Baseado em Atividades. Esses serviços são o curso de Graduação e o curso de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências Contábeis, que correspondem aos objetos de custeio propostos. Para tanto, foi realizado levantamento dos principais custos incorridos no segundo semestre de 2016, por meio das informações disponíveis do Portal da Transparência do Governo Federal, correlacionadas às consultas aos sistemas de informações orçamentárias e financeiras, aos relatórios internos da instituição e outras fontes de dados de acesso livre. Aliado a isso, foi realizada entrevista com a diretora da unidade e disponibilizado para consulta o Plano de Desenvolvimento Institucional interno, que trouxe informações relacionadas ao funcionamento e à estrutura administrativa e acadêmica da unidade. Foram então, elencadas as atividades de ensino, pesquisa e administrativas, que contribuem para a geração dos serviços finais. Para alocar os itens de custos às atividades, foram selecionados direcionadores de custos a fim de se verificar o montante dos custos relacionados aos objetos de custeio propostos. Os resultados mostram a aplicabilidade do Custeio ABC no contexto da unidade em estudo, revelando-se como uma ferramenta de apoio ao gestor, no processo de tomada de decisão, bem como corroborando com a transparência na aplicação dos recursos públicos.

Palavras-Chave:Custos,Setor público, Custeio ABC


CUSTOS DA SAÚDE: JUDICIALIZAÇÃO DE MEDICAMENTOS OFERTADOS PELO SUS

Nathália Helena FERNANDES LAFFIN (FEA-RP/USP) - Brasil
E-mail: nathalialaffin@gmail.com

Carlos Alberto Grespan BONACIM (USP) - Brasil
E-mail: carlosbonacim@yahoo.com.br

Este trabalho apresenta um estudo sobre o custo da judicialização da saúde no que tange à solicitação de medicamentos que são fornecidos pelo sistema de saúde do Brasil, o Sistema Único de Saúde (SUS). Desta forma, o objetivo da pesquisa consiste em apurar o custo da judicialização de medicamentos ofertados pelo SUS na região administrativa de Ribeirão Preto/SP. Para tanto, foram analisados dados referentes a processos judiciais para solicitação de medicamentos no período de 2013 a 2015. As análises foram quantitativas e os resultados mostram que do total de gastos com judicialização 16% advêm de medicamentos que deveriam ser ofertados pelo SUS. Isso corresponde a 36% das solicitações judiciais analisadas, apontando para um problema de organização administrativa na saúde pública, tanto pela insuficiência na oferta de medicamentos quanto na ineficiência da gestão dos recursos públicos.

Palavras-Chave:Custos da Saúde. Judicialização da Saúde. Medicamentos Ofertados pelo SUS.


CUSTOS NO SETOR PÚBLICO: ESTRUTURAÇÃO DO SISTEMA DE CUSTOS NO DNIT BASEADA NA MODELAGEM DO SISTEMA ALEMÃO SAP R/3

Gabriel Jesus de SOUZA (Ufba) - Brasil
E-mail: gabriel.souza@dnit.gov.br

A maioria dos doutrinadores sustenta que o Sistema de Custos no setor público é importante pois permite, entre outros, a melhoria da qualidade do gasto no setor público e a aferição da eficiência dos gastos públicos. Por essas razões, a Contabilidade de Custos Aplicada ao Setor Público vem ampliando seu espaço no ambiente democrático, provendo à Sociedade de informações que a permita avaliar: e a eficiência do uso dos recursos; a eficácia dos gestores na obtenção de suas metas; a efetividade das políticas públicas na resolução dos problemas enfrentados pela sociedade. Quanto à metodologia, a natureza é de caráter descritivo e sua abordagem é qualitativa, assim para consecução dos objetivos do estudo, utilizou-se a pesquisa bibliográfica e foram concatenados os conceitos e objetivos da Contabilidade de Custos a partir do embasamento doutrinário e legal vigente no país. Outrossim, foram analisados os pressupostos da Gestão de Custos, a partir da leitura das documentações de processo do Sistema Integrado de Gestão Empresarial, de origem alemã, SAP R/3. A partir dessas considerações, este trabalho objetiva propor uma Estruturação do Sistema de Custos no Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), baseada na modelagem do SAP R/3, evidenciando três processos fundamentais: definição dos objetos de custos, hierarquização dos centros de custos e estabelecimento do critério de apropriação de gastos.

Palavras-Chave:Sistema de Custos. Objeto de Custos. Contabilidade de Custos Aplicada ao Setor Público.


DESEMPENHO TRIBUTÁRIO E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL EM MUNICÍPIOS MINEIROS

Charles Menis FERNANDES (UFV) - Brasil
E-mail: charles.menis@ufv.br

Antônio Carlos Brunozi JÚNIOR (UFV - CRP) - Brasil
E-mail: acbrunozi@yahoo.com.br

Rodrigo Silva Diniz LEROY (UFV) - Brasil
E-mail: leroy.rodrigo@gmail.com

Este estudo teve como objetivo analisar os efeitos dos diferentes desempenhos tributários nos índices de desenvolvimento econômico e social em municípios mineiros. A investigação sobre os tributos e suas aplicabilidades nos municípios é importante, pois estes valores são os meios de financiamentos das políticas públicas. No entanto, para os adequados investimentos dos tributos arrecadados, as unidades municipais devem gerir estas receitas, trazendo um elevado desempenho tributário. As justificativas e contribuições desta pesquisa estão balizadas na lógica de que, independentemente, dos montantes de tributos arrecadados, altos, médios ou baixos, eles devem ser geridos com qualidade para efeitos mais significativos à população. Com base nisso, houve a investigação do estado de Minas Gerais, território com 853 municípios e heterogeneidades nas arrecadações e desempenhos tributários, e nos índices de desenvolvimento. Metodologicamente, considerou-se como amostra 763 municípios mineiros, de 2006 a 2012, que, inicialmente, foram agrupados em clusters (K-Means) de alto, médio e baixos desempenhos tributários, considerando as arrecadações e gestões dos recursos tributários. Em um segundo momento, utilizou-se a técnica de regressão linear múltipla com dados em painel para as associações entre o índice de desenvolvimento econômico e social, e as variáveis de desempenhos tributários e de controle. Os resultados não rejeitaram as hipóteses deste estudo. Houve a constatação de que os municípios de altos desempenhos tributários podem conduzir a possíveis melhorias nos indicadores de desenvolvimento econômico e social. Ainda, verificou-se que municípios com altos desempenhos tributários possuem influências mais representativas nos desenvolvimentos em comparação às unidades municipais com desempenhos médios e baixos.

Palavras-Chave:Arrecadação Tributária. Gestão Fiscal. Desempenho Tributário. Desenvolvimento Econômico-social. Minas Gerais.


EFICIÊNCIA DOS GASTOS COM A POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL E TAXA DE SUCESSO DA GRADUAÇÃO: UMA ANÁLISE NAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS FEDERAIS BRASILEIRAS

Cristiane Aparecida DA SILVA (UFSC) - Brasil
E-mail: cristianedasilva@ufgd.edu.br

Ernesto Fernando Rodrigues VICENTE (UFSC) - Brasil
E-mail: ernesto.vicente@ufsc.br

Fabricia Silva da ROSA (UFSC) - Brasil
E-mail: fabriciasrosa@hotmail.com

Marcielle ANZILAGO (UFSC) - Brasil
E-mail: marcianzilago@gmail.com

O objetivo deste artigo consiste em analisar a eficiência na realização das despesas com assistência estudantil e sua correlação com as taxas de sucessos da graduação das universidades públicas federais. A estratégia de pesquisa usada para atender o objetivo estabelecido foi conduzida por meio de análise documental com uma abordagem quantitativa. A amostra da pesquisa foi intencional e não probabilística, compreendendo 37 Universidades Brasileiras. A dimensão temporal aplicada ao estudo foi longitudinal, abrangendo um período de 7 anos, compreendendo 2008 a 2014. Para o cálculo da eficiência foi utilizado o software MAXDEA análise envoltória de dados (DEA), a análise de dados em painel por meio do software Gretl. A partir dos aspectos analisados, constatou-se que o índice da taxa de sucesso teve realação negativa e significativa com as proxies de eficiência das despesas com assistência estudantil. Por fim concluiu que as politicas faltam aprimoramento e mecanismos de controle internos com o intuito de evitar os desperdícios de dinheiro público.

Palavras-Chave:Assistência estudantil. Eficiência. Gastos. Taxa de sucesso.


EFICIÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS E DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL NOS MUNICÍPIOS DE MINAS GERAIS

Adriano Provezano GOMES (UFV) - Brasil
E-mail: apgomes@ufv.br

Gabriel Teixeira ERVILHA (UFV) - Brasil
E-mail: gabriel.ervilha@ufv.br

Ana Paula Wendling GOMES (IFMG) - Brasil
E-mail: anapaula.gomes@ifmg.edu.br

A dimensão Educação do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) é composta por indicadores de escolaridade da população adulta e de fluxo escolar da população jovem. Analisando o IDHM Educação dos municípios de Minas Gerais, percebe-se que, além da grande disparidade existente, há sério problema no que tange à escolaridade da população adulta. Nesse sentido, o objetivo do trabalho foi avaliar as medidas de eficiência dos gastos com educação nos municípios mineiros. Para o cálculo das eficiências foi utilizada a técnica não paramétrica de Análise Envoltória de Dados (Data Envelopment Analysis - DEA), em uma base de dados contendo informações educacionais de todos os municípios do estado. Os resultados indicam que há relação inversa entre o gasto per capita com educação e a eficiência deste gasto. Isso significa que os municípios que gastam mais, em termos per capita, não são os mais eficientes. Em outras palavras, muitos municípios estão gastando proporcionalmente mais que outros para obterem os mesmos baixos níveis de escolaridade e de fluxo escolar.

Palavras-Chave:Índice de Desenvolvimento Humano Municipal; Educação; Eficiência; Gastos públicos


EFICIÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS EM SAÚDE NOS MUNICÍPIOS DO ESPÍRITO SANTO: UM ESTUDO COM ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS E REGRESSÃO TOBIT

Leonardo FLACH (UFSC) - Brasil
E-mail: leoflach@cse.ufsc.br

Luísa Karam de MATTOS (UFSC) - Brasil
E-mail: luisakmattos@gmail.com

Vitor Goedert Mendes () -
E-mail: vitorgm@live.com

Nos anos de 2016 e 2017, o cenário econômico brasileiro impôs a necessidade de cortes municipais, e com isso, a gestão pública precisou considerar ainda mais a maior eficiência com seus gastos. A Lei Orgânica de Saúde de 1990 estabelece como um dos princípios do Sistema Único de Saúde (SUS) ser eficiente e eficaz. Isto significa que a saúde pública deve ser gerida de modo a alocar racionalmente os seus recursos. Nesse sentido, esta pesquisa tem por objetivo analisar a eficiência dos gastos públicos com saúde no estado do Espírito Santo. Para atingir esse objetivo, aplicou-se modelagem estatística em dois estágios: Análise Envoltória de Dados (DEA – Data Envelopment Analysis), seguida por um modelo de Regressão Tobit. Os resultados da pesquisa permitiram calcular a medida de eficiência de todos os municípios do Espírito Santo, e também verificar quais variáveis geram maior impacto nesta eficiência. Os dados empíricos demonstraram que o município mais eficiente nos resultados dos indicadores em saúde pública, foi também um dos que apresentou um gasto público com saúde menor do que a média estadual. Enquanto isso, o município que apresentou menor eficiência de seus gastos relativos à saúde apresentou também o maior gasto per capita. Conclui-se, desta forma, que as variáveis gasto e eficiência não necessariamente possuem relação direta. Ou seja, maior gasto não garante melhor saúde e alcance de maior eficiência nos municípios do Espírito Santo.

Palavras-Chave:Gasto público. Eficiência. Saúde pública. Data Envelopment Analysis. Regressão Tobit.


ESTUDO DA EFICIÊNCIA NA EXECUÇÃO DA DESPESA PÚBLICA COM MATERIAL DE EXPEDIENTE FACE A ADOÇÃO AO SISTEMA ELETRÔNICO DE INFORMAÇÕES EM ÓRGÃOS PÚBLICOS FEDERAIS

Saulo Silva LIMA FILHO (UFPR) - Brasil
E-mail: sslf87@hotmail.com

Blênio Cesar Severo PEIXE (UFPR) - Brasil
E-mail: bleniocsp@gmail.com

O movimento de reformulação do verdadeiro papel do estado na criação, implementação e avaliação de políticas públicas, tem evidenciado várias práticas para fomentar a boa governança pública. Para melhorar o fluxo de informação antes com excessiva burocracia, centralizada e engessada, implantando um sistema que define na sua plataforma a tramitação dos processos que atenda as demandas da sociedade e custe menos. Diversos aspectos da Teoria Institucional explicam como as organizações, inclusive, no setor público, buscam maior legitimidade perante a opinião pública. O estudo tem por objetivo avaliar a relação entre a adoção ao Sistema Eletrônico de Informações (SEI) e a despesa pública com materiais de expediente por órgãos públicos federais, no período entre 2013 a 2016. Para tanto, a construção metodológica se caracteriza como descritiva e exploratória e faz uso de uma pesquisa bibliográfica e documental. Por sua vez, quanto a abordagem do problema para o tratamento dos dados é quantitativa. O cenário de aplicação do Sistema Eletrônico de Informações muda a forma como são geridos os processos e documentos administrativos nas repartições públicas. O sistema utiliza artefatos tecnológicos que possibilitam maior agilidade, segurança e economia de recursos ao trâmite processual. Foram testados a adoção do Sistema Eletrônico de Informações com os achados por meio da economicidade de despesas no setor público com a execução das despesas relacionadas com material de expediente, nos órgãos públicos federais. Os dados esperados pelos órgãos que aderiram ao sistema apontam uma relação direta com a redução expressiva nas despesas públicas.

Palavras-Chave:Despesa Pública. Eficiência Administrativa. Economicidade. Sistema Eletrônico de Informações.


EVIDENCIAÇÃO DO IMPACTO DOS REPASSES FEDERAIS E ESTADUAIS NA RECEITA CORRENTE TOTAL DOS MUNICÍPIOS CEARENSES NO EXERCÍCIO FINANCEIRO DE 2015. ESTUDO APLICADO AOS 08 (OITO) MUNICÍPIOS CEARENSES QUE MAIS SE DESENVOLVERAM EM 2013 SEGUNDO DADOS DO ÚLTIMO ÍNDICE FIRJAN DE DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL.

Semerson ROGERIO ALEXANDRE RODRIGUES (UNESA) - Brasil
E-mail: semersonrodrigues@hotmail.com

Nayana de Almeida ADRIANO (Estacio-Ce) - Brasil
E-mail: nayanaadriano@hotmail.com

Joelma LEITE CASTELO (UECE) - Brasil
E-mail: joelma.castelo@uece.br

Alexandra Alencar SIEBRA (Estacio FIC) - Brasil
E-mail: alesiebra@hotmail.com

Victor Firmino DE ARAÚJO (UECE) - Brasil
E-mail: victor2311@gmail.com

O presente trabalho apresenta uma análise do impacto das receitas federais e estaduais na receita corrente total dos municípios cearenses, através da análise das transferências e receitas correntes, com a finalidade de demonstrar a capacidade de arrecadação destas prefeituras; Para o desenvolvimento do estudo proposto, foram utilizados os dados dos relatórios extraídos do portal da transparência do Tribunal de Contas dos Municípios do Estado do Ceará e no Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro. Realizou-se um levantamento da composição das receitas orçamentárias e o impacto das receitas de transferências na receita total dos municípios. A análise efetuada compreendeu os 08 municípios do Estado do Ceará que mais se desenvolveram em educação, saúde, emprego e renda no ano base de 2015. A análise aponta que de uma forma geral os repasses federais e estaduais tem um forte impacto na receita dos municípios no período analisado, existindo, portanto, um alto grau de dependência dos repasses intergovernamentais nos municípios cearenses analisados.

Palavras-Chave:Receita pública. Transferências intergovernamentais. Receita corrente.


EVIDÊNCIAS SOBRE FATORES INSTITUCIONAIS DETERMINANTES DA EVASÃO FISCAL EM PAÍSES

Antônio Carlos Brunozi JÚNIOR (UFV - CRP) - Brasil
E-mail: acbrunozi@yahoo.com.br

Gustavo Henrique Dias SOUZA (UFV) - Brasil
E-mail: gustavohediso@gmail.com

Clóvis Antônio KRONBAUER (Unisinos) - Brasil
E-mail: clovisk@unisinos.br

Luana Martins GUIMARÃES SOUSA (UFV-CRP) - Brasil
E-mail: luanamartinsgs@gmail.com

Com os pressupostos da Teoria Institucional e considerando uma lacuna da literatura em analisar conjuntamente os fatores institucionais econômicos, legais, psicológicos e sociais fundamenta-se neste estudo que a evasão fiscal nos países é dependente desses fatores, ou seja, é afetada por diferentes leis, normas, valores, convenções e costumes. Neste cenário, este estudo teve o objetivo de analisar os fatores institucionais que afetam o nível de evasão fiscal dos países de diversos continentes. Particularmente, consideram-se os fatores decorrentes dos sistemas legais e normativos, das crenças de confiança e poder dos políticos, dos valores partilhados sobre a corrupção, da complexidade na abertura das empresas e das características dos sistemas tributários. Com uma amostra de 66 países, no período de 2012, configurou-se metodologicamente uma regressão por mínimos quadrados ordinários, com dados transversais. Para as variáveis se utilizaram, como dependente, uma proxy do setor informal representando o nível de evasão fiscal e como independentes variáveis que determinaram o sistema legal/normativo, a honestidade/transparência dos políticos, o combate e os custos de corrupção, o peso da burocracia na abertura das empresas, a complexidade do sistema tributário e o montante da carga tributária. Os resultados permitiram perceber a força dos sistemas legais, da honestidade dos políticos e do combate à corrupção como meios de aumentar o pagamento dos tributos. Em contrapartida, quando os custos de corrupção e a complexidade legal são valores determinantes das sociedades, a evasão tende a aumentar. Em outras palavras, observou-se que as qualidades das instituições podem determinar uma menor evasão fiscal nos países.

Palavras-Chave:Teoria Institucional. Fatores Institucionais. Evasão Fiscal.


EXPERIÊNCIA DA IMPLANTAÇÃO DO SISTEMA DE APURAÇÃO DE CUSTOS EM DOIS HOSPITAIS DE REFERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA DA FIOCRUZ

Natalia Daher JAQUES (FIOCRUZ) - Brasil
E-mail: natdaher@yahoo.com.br

GABRIEL LIMA SIMOES (FIOCRUZ) - Brasil
E-mail: biellsimoes@gmail.com

Maurício da Silva SANTOS (FIOCRUZ) - Brasil
E-mail: mauriciohesse@gmail.com

Este artigo descreve a experiência de implantação do sistema de apuração de custos APURASUS em duas Unidades da Fundação Oswaldo Cruz - Fiocruz. O APURASUS é um sistema aberto, desenvolvido pelo Departamento de Economia da Saúde, Investimento e Desenvolvimento, da Secretaria Executiva do Ministério da Saúde – DESID/SE/MS, disponibilizado via web para toda a rede do SUS. Esse sistema utiliza a metodologia de custeio por absorção, com alocação recíproca matricial, pelo qual a apuração se dá a partir da segmentação da instituição em centros de custos. No ano de 2016, a Fiocruz aderiu à iniciativa do Ministério da Saúde para implantação do sistema em suas duas unidades hospitalares: Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas – INI e Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira – IFF. Os quesitos dimensão e complexidade diferenciam o INI e o IFF das demais unidades de saúde onde já foi implantado o sistema APURASUS, pois, além de serem unidades assistenciais, esses dois institutos desenvolvem também atividades de ensino e pesquisa. A metodologia utilizada nesse estudo é de natureza qualitativa e pode ser classificada como pesquisa exploratória e descritiva. A experiência permitiu concluir que o sistema projetado para gestão de custos em unidades assistenciais é passível de utilização em unidades mais complexas, que congregam outros tipos de serviço, o que possibilita um melhor gerenciamento dos seus custos totais a partir da alocação recíproca.

Palavras-Chave:Sistema de apuração de custos no setor público. Gestão de custos em hospital de ensino e pesquisa. Sistema Único de Saúde. Apurasus.


GASTO PÚBLICO E SUA INFLUÊNCIA NO ÍNDICE DE DESEMPENHO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE DOS MUNICÍPIOS PERNAMBUCANOS.

Jardson Edson GUEDES DA SILVA ALMEIDA (UNIFESSPA) - Brasil
E-mail: jardsonguedes@gmail.com

Marco Tullio DE CASTRO VASCONCELOS (UPM) - Brasil
E-mail: mtullio2@gmail.com

Luiz Carlos MIRANDA (UFPE) - Brasil
E-mail: mirandaphd@gmail.com

Marlla Oliveira FEITOSA (UNIFESSPA) - Brasil
E-mail: marllacontadora@gmail.com

O presente estudo teve como objetivo analisar os gastos públicos e a sua influência sobre o Índice de Desempenho do Sistema Único de Saúde (IDSUS) nos municípios pernambucanos. Utilizou-se de pesquisa descritiva, realizada por meio de pesquisa documental. A pesquisa caracteriza-se como de natureza quantitativa, fazendo uso de técnicas estatísticas tanto na coleta quanto no tratamento dos dados. O trabalho teve como objeto de estudo os municípios pernambucanos pertencentes ao grupo homogêneo (GH) 6 do IDSUS. Coletaram-se as informações relativas aos gastos sociais e aos gastos públicos nos anos de 2008 a 2011 dos municípios pernambucanos na base de dados Finanças do Brasil (FINBRA), disponibilizada pela Secretaria do Tesouro Nacional. Transformaram-se as informações de gastos públicos municipais em variáveis per capita dividindo-as pela população do município. Utilizou-se de regressão linear com dados em painel mesclando as variáveis presentes no estudo com base nos modelos de efeitos aleatórios, no modelo de efeitos fixos e no modelo dos mínimos quadrados ordinários agrupados. O estudo teve como variável dependente o IDSUS e como variáveis explicativas os gastos per capita com saúde, com prevenção, com assistência hospitalar, com outras despesas com saúde, com educação, com infraestrutura urbana, com saneamento básico e com agricultura. Após a aplicação dos modelos de regressão, optou-se pelo método de efeitos fixos, ficando identificado que apenas a variável gasto com prevenção relacionada à saúde tem impacto positivo sobre o IDSUS.

Palavras-Chave:Gasto Público. IDSUS. Municípios.


GASTO PÚBLICO: UMA ANÁLISE DAS DESPESAS COM PESSOAL NOS MUNICÍPIOS PARAIBANOS

Kliver Lamarthine ALVES CONFESSOR (UFPE) - Brasil
E-mail: adm.kliver@gmail.com

CLAUDIA MILENE VIEIRA DE ALMEIDA (UFPB) - Brasil
E-mail: millevieira@gmail.com

Jailza Mendes da COSTA (UFPB) - Brasil
E-mail: jailzamendes@live.com

Fernando Jose VIEIRA TORRES (UFPB) - Brasil
E-mail: fjttorres@hotmail.com

Esta pesquisa teve como principal objetivo discutir aspectos importantes da Lei de Responsabilidade Fiscal no 101/00, no que diz respeito à transparência, assim como avaliar fatores condicionantes relacionados aos gastos com pessoal nos municípios da Paraíba para o último triênio (2014, 2015 e 2016). A Lei Complementar no 101/00, objetiva estabelecer metas, limites e condições para gestão das Receitas e Despesas e obriga os governantes a assumirem compromissos com a arrecadação e gastos públicos. A presente pesquisa utilizou-se de dados dos sites do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE/PB) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), conta com uma amostra de 86 municípios paraibanos, que corresponde a 39,01% da população. Os dados foram tabulados no Excel e analisados por meio de regressão linear múltipla com a auxílio do software SPSS. O estudo concluiu que nos municípios investigados para o período proposto: a maioria dos gestores gastaram acima do estabelecido em lei; que as variáveis dependentes Despesa Pessoal (DP) e Despesa com Pessoal sobre a Receita Disponível para Pessoal (DP_RDP) possuem forte relação de igualdade e que as variáveis independentes Dummy para as Regras Fiscais LRF e LCF (RF) e Dummy para prefeito aliado político do governador (ALI) apresentaram significância estatisticamente para explicar o comportamento das variáveis DP e DP_RDP.

Palavras-Chave:Lei de Responsabilidade Fiscal. Administração Pública. Gastos com Pessoal.


O USO DE SISTEMAS DE CUSTOS NO CONTEXTO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA: UM ESTUDO SOBRE OS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA ESTADUAIS DO BRASIL

Ellen White BAIENSE (UFSC) - Brasil
E-mail: ellenbaiense@yahoo.com.br

Fabricia Silva da ROSA (UFSC) - Brasil
E-mail: fabriciasrosa@hotmail.com

O setor público vem passando por mudanças na gestão, motivadas, sobretudo, pela escassez de recursos, necessidade de melhoria dos serviços e atendimento às normas contábeis. Nesse sentido, a contabilidade de custos é fundamental para apoiar a gestão e as necessidades de transparência. Isso deve acontecer por meio de sistemas de custos, capazes de oferecer informações consistentes e úteis aos processos decisórios. A legislação brasileira, principalmente, a LRF e a NBC T 16.11, determina a apuração de custos por meio de sistemas. A metodologia empregada por der tradicional ou estratégica. Por isso, o objetivo deste estudo foi identificar a compreensão da gestão, bem como o uso de sistemas de custos nos Tribunais de Justiça dos Estados e DF, a partir do planejamento estratégico. Os resultados indicam, como positivas, as experiências dos tribunais do Rio de Janeiro, por estar em fase de implantação de um sistema de custos, com base no ABC; do Pará, por definir uma equipe como responsável pelo desenvolvimento desse sistema; e do DF, por utilizar o SIC do governo federal e por evidenciar que as informações são genéricas e que deveriam ser mais específicas. Verificou-se que a maioria dos tribunais não possui compreensão clara quanto à gestão dos custos e que os planos de execução e acompanhamento indicam que não estão sendo realizadas ações efetivas de custos. Portanto, é possível compreender que a atuação do CNJ foi preponderante para a inclusão do tema no PE, possibilitando inferir que a legitimação do órgão pode ter sido a principal motivação.

Palavras-Chave:Gestão de custos. Sistemas de custos. Tribunais de Justiça. Setor público.


OPÇÕES PARA QUE O MUNICÍPIO DE ALFENAS POSSA MINIMIZAR SEUS GASTOS COM A INCORPORAÇÃO DO ATIVO DE ILUMINAÇÃO PÚBLICA

Fleives Maciel FREITAS (Unifal) - Brasil
E-mail: fleivemafre@gmail.com

Fabiane Fidelis QUERINO (Unifal) - Brasil
E-mail: fabianequerino@hotmail.com

Fernanda Franco RIBEIRO (UFLA) - Brasil
E-mail: fernandafrancoribeiro@hotmail.com

Leandro Rivelli Teixeira NOGUEIRA (UNIFAL-MG) - Brasil
E-mail: leandrorivelli@yahoo.com.br

A Resolução Normativa nº 414/2010 da ANEEL entrou em vigor para que fosse cumprida a determinação da Constituição Federal de 1988 em que transfere aos municípios a competência para organizar e prestar serviços públicos como a iluminação pública. Dessa forma, os municípios devem assumir as despesas do ativo de iluminação pública, ou seja, custear a execução dos serviços de elaboração de projeto, implantação, expansão, operação e manutenção das instalações de iluminação pública antes pertencentes às concessionárias de energia elétrica. Com isto, visto que os municípios passarão a se responsabilizar pela iluminação pública, este estudo teve como objetivo analisar como o município de Alfenas – Minas Gerais poderá minimizar os gastos públicos com a iluminação pública, realizando uma pesquisa exploratória e descritiva da transferência do ativos de iluminação pública da concessionária para a prefeitura de Alfenas, bem como uma pesquisa documental nas entidades as quais puderam coletar dados a partir das observações, entrevistas, análise dos relatórios, leis e processos de licitações em que deram suporte para buscar as receitas e despesas do munícipio em correlação com os custos gerados pela iluminação pública. Além de analisar três diferentes alternativas, considerando as finanças públicas de contratos e convênios acertados em cidades vizinhas, e indicando a melhor alternativa que a prefeitura do município de Alfenas poderá utilizar para atender aos custos com transferência dos ativos de iluminação pública, relatando as receitas hoje já recorrentes e identificando as despesas e gastos que serão incorridos para cada uma das possibilidades.

Palavras-Chave:Iluminação Pública. Transferência de Ativo. Finanças Públicas. Município de Alfenas.


OS CONSÓRCIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS COMO DETERMINANTES DOS CUSTOS AMBIENTAIS: UM ESTUDO COM OS CONSÓRCIOS DO ESTADO DO PARANÁ

Cleber BROIETTI (UFSC) - Brasil
E-mail: cleberbroietti@gmail.com

João Antônio SALVADOR DE SOUZA (UFSC) - Brasil
E-mail: jass26salvador@gmail.com

Gilberto Crispim SILVA (UFG) - Brasil
E-mail: crispim.silva@uol.com.br

Celma Duque FERREIRA (UFG) - Brasil
E-mail: celmaduke@hotmail.com

Leonardo FLACH (UFSC) - Brasil
E-mail: leoflach@cse.ufsc.br

Luiz ALBERTON (UFSC) - Brasil
E-mail: luiz.alberton@ufsc.br

A literatura internacional classifica o gasto ambiental como indicador para medir o compromisso dos órgãos públicos com o meio ambiente. Alguns trabalhos indicaram determinantes que podem alterar esses gastos. Uma das variáveis relatadas nos estudos internacionais como impactante no gasto consiste nos Relacionamentos Interorganizacionais. Essas relações podem ser evidenciadas pelos Consórcios Públicos. O presente estudo teve como objetivo verificar a influência da participação dos Consórcios Públicos ambientais no desempenho dos custos ambientais dos municípios consorciados do Estado do Paraná, entre os anos de 2013 a 2016. O método de pesquisa consiste no modelo econométrico multivariado com dados empilhados, pela técnica Pooled OLS. Foram coletados dados dos gastos ambientais dos municípios e dos consórcios. Os resultados apontam que há no estado do Paraná somente cinco consórcios de meio ambiente, que são compostos por 64 municípios. Verificou-se também que os consórcios apresentam influência positiva e estatisticamente significativamente nos gastos ambientais. Deste modo, este estudo contribui para que os gastos ambientais dos municípios consorciados tenham um melhor desempenho em relação a despesa total.

Palavras-Chave:Consórcios Públicos; Custo Ambiental; Municípios do Paraná.


SISTEMA DE CUSTOS NO SETOR PÚBLICO: UM ESTUDO NOS ESTADOS BRASILEIROS FACE A REALIDADE DE IMPLANTAÇÃO

Bianca DOS SANTOS COSTA (UDESC) - Brasil
E-mail: biancasantoscosta0111@gmail.com

Fabiano Maury RAUPP (UDESC) - Brasil
E-mail: fabianoraupp@hotmail.com

Julio da Silva DIAS (Udesc) - Brasil
E-mail: julio.dias@udesc.br

O estudo teve como objetivo analisar a percepção dos responsáveis pelo sistema de informação de custos dos poderes executivos estaduais brasileiros, apresentando as principais dificuldades e contribuições resultantes desse processo de implantação. Realizou-se uma pesquisa descritiva, por meio de estudo de levantamento, com abordagem quantitativa e qualitativa. Como técnica de coleta de dados utilizou-se um questionário, estruturado com base no trabalho de Drehmer, Raupp e Tezza (2016), que foi enviado por e-mail, no mês de junho de 2017, para um representante de cada Estado incumbido como responsável pelo processo de estudo, análise e implantação do sistema de custos. Obteve-se um retorno de 24 respondentes, representando 88,88% da população. Os resultados alcançados evidenciam que onze Estados (45,83%) estão em fase de estudos para processo de implantação de sistema de custos. Sete Estados (29,17%) não iniciaram qualquer estudo e apenas seis Estados (25%) já iniciaram o processo de implantação de sistema de custos, mas ainda encontram dificuldades em sua implantação e conclusão, estando na fase de estudos e aperfeiçoamento do sistema. Destaca-se que nenhum Estado brasileiro possui um sistema de informação de custos totalmente implantado. Entre as dificuldades mais citadas, a ênfase foi dada para a carência do número de integrantes da equipe técnica e a necessidade relacionada aos recursos financeiros. Em termos de contribuições, receberam destaque os itens que apontaram proporcionar informações mais confiáveis para a tomada de decisão, maior economia e controle dos recursos públicos e melhor eficiência nos resultados do governo.

Palavras-Chave:Sistema de Custos. Setor Público. Executivos Estaduais.




6. Custos como ferramenta para o planejamento, controle e apoio a decisões



A ANÁLISE DA MARGEM DE CONTRIBUIÇÃO COMO FERRAMENTA GERENCIAL PARA A TOMADA DE DECISÃO: UM ESTUDO DE CASO DO D’LILIAN RESTAURANTE

Letícia Schmitt MÜLLER (UNIVALI) - Brasil
E-mail: leticiasmuller@hotmail.com

Luciana DA SILVA IMETON (UNIVALI) - Brasil
E-mail: luimeton@univali.br

O objetivo geral do presente estudo é evidenciar que a margem de contribuição pode ser utilizada como uma ferramenta útil e relevante para o processo de tomada de decisão na gestão de um restaurante. Quem gerencia um empreendimento de negócios em gastronomia reconhece a dificuldade de identificar e manter os custos dos alimentos atualizados devido a grandes oscilações de preços no custo de aquisição da matéria prima e as alterações de resultado líquido do alimento em seu modo de preparação. Metodologicamente a pesquisa é classificada como descritiva e exploratória realizada por meio de estudo de caso e com abordagem qualitativa. Para elaboração das fichas técnicas a coleta de dados foi realizada por meio de visitas in loco no restaurante juntamente com análise documental das notas fiscais de compras de matéria prima. Os resultados evidenciaram a importância da elaboração da ficha técnica para conhecimento dos custos dos alimentos para conhecimento da margem de contribuição de cada prato que faz parte da composição do buffet serviço pelo restaurante. Com o conhecimento da margem de contribuição ficou mais fácil elaborar o cardápio do dia buscando equilíbrio entre os custos, preço de venda e lucro variável.

Palavras-Chave:Margem de contribuição. Tomada de decisão. Gestão de Restaurante.


A ESTRUTURA DE CUSTOS EM UMA INDÚSTRIA FRIGORÍFICA DE BOVINOS DO RIO GRANDE DO SUL

Roberto DE GREGORI (UFSM) - Brasil
E-mail: robertodegregori@gmail.com

Ana Paula Meneghetti BORGES (Unifra) - Brasil
E-mail: apmeneghetti@yahoo.com.br

Daiana DE MARCO (UFSM) - Brasil
E-mail: daiana.demarco@hotmail.com

Silvia Amélia MENDONÇA FLORES (UNIPAMPA) - Brasil
E-mail: sisimflores@yahoo.com.br

Graziele Giacomini DE VASCONCELLOS (UFSM) - Brasil
E-mail: grazieligv@hotmail.com

Gláucia ESPINOSA DA SILVEIRA (UNIPAMPA) - Brasil
E-mail: es.glaucia@gmail.com

Considerando a importância da estrutura de custos para a formação do preço de venda, realizou-se a pesquisa em uma empresa do estado do Rio Grande do Sul, Brasil, a qual trabalha com industrialização e comercialização de carne bovina. O objetivo que norteou esta pesquisa consistiu em realizar um levantamento dos custos da empresa e verificar como o seu preço está fixado em relação ao setor de carne bovina. Para o desenvolvimento do estudo foram coletados dados referentes aos custos da empresa, observando sua estrutura e operacionalidade em todos os departamentos. Nesse sentido, os custos atualizados da organização revelam que a mesma pode com seu sistema de custos obter vantagem em relação a concorrência. Por possuir um preço acessível para comercialização de carnes nobres como o corte filet mignon Hereford é capaz de buscar novos mercados.

Palavras-Chave:Custos. Indústria. Preço de venda.


A GESTÃO DE CUSTOS INTERORGANIZACIONAIS NA REDE HOTELEIRA DE FOZ DO IGUAÇU, PR

José Antonio CESCON (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: cescon@cescon.adm.br

Jose Antonio Valle ANTUNES JUNIOR (UNISINOS) - Brasil
E-mail: junico@produttare.com.br

Antônio Carlos Brunozi JÚNIOR (UFV - CRP) - Brasil
E-mail: acbrunozi@yahoo.com.br

Ricardo SANTANA DE ALMEIDA (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: ricardo.santana.almeida@gmail.com

O objetivo do estudo foi identificar o grau de conhecimento dos gestores das empresas hoteleiras estabelecidas na cidade de Foz do Iguaçu, PR sobre a ótica da gestão de custos interorganizacionais complementando com uma apresentação das características operacionais e fiscais das empresas. Caracterizou-se por uma pesquisa do tipo survey e descritiva, conduzida sob um contexto indutivo, abordagem quantitativa e de natureza pura, e a população de pesquisa compreendeu a totalidade das empresas do ramo hoteleiro do município de Foz do Iguaçu (112 empresas). A coleta de dados foi por meio de questionário aplicado por meio de uma amostra estratificada em 50 empresas, tendo como retorno 37 questionários que representaram todas a classificações empresariais definidas nos materiais e métodos. Como resultado concluiu-se que embora os gestores tenham mostrado um nível de conhecimento das RIOs e das GCIs, os resultados sugerem ser ainda incipiente a prática tanto das RIOs quanto das GCIs nas empresas de serviços de hospedagem (hotelaria).

Palavras-Chave:Relações interorganizacionais. Gestão de custos interorganizacional, hotelaria. Custos.


A IMPLANTAÇÃO DO CONTROLE DE CUSTOS EM UMA CONCESSIONÁRIA DE SANEAMENTO BÁSICO: O CASO DA COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO (CEDAE)

Isabelle Martelleto SILBERMAN (CEDAE) - Brasil
E-mail: isabellemartelleto@yahoo.com.br

Paulo Roberto ISENSEE (CEDAE) - Brasil
E-mail: isensee@cedae.com.br

A entrada em vigor do Decreto no 45.344, de 2015, que estabelece diretrizes e condições gerais para a regulação e fiscalização das atividades da CEDAE pela Agência Reguladora AGENERSA, e da Deliberação no 3.028, de 2016, emitida por esta entidade, que determinou que a CEDAE iniciasse plano de trabalho de controle de custos operacionais, suscitou a necessidade, já exigida pela Lei Federal no 11.445, de 2007 (Lei do Saneamento Básico), da implantação de um sistema eficaz de controle e monitoramento do sistema de acumulação de custos pela companhia. Assim, este artigo tem por objetivo descrever, por meio de um estudo de caso único, as medidas iniciais adotadas por uma das diretorias operacionais da empresa para implantar um controle adequado ao seu sistema de acumulação de custos, de forma a favorecer o processo de tomada de decisão e a qualidade da informação gerencial prestada pela contabilidade aos seus gerentes. Como instrumento para coleta de dados para análise dos custos que seriam controlados inicialmente, utilizou-se o método Diagrama de Pareto para selecionar os custos mais relevantes para diretoria estudada. Foi adotado o conceito de acumulação de custos por centro de custos, por meio da alocação dos custos da diretoria às áreas efetivamente beneficiadas por sua incidência como forma de sanar as distorções no sistema de acumulação de custos vigente. Os resultados da análise evidenciaram inconsistências entre as informações de custos prestadas pela contabilidade e os controles internos das áreas que reportam essas informações ao sistema informatizado interno de dados contábeis da companhia.

Palavras-Chave:Controle de Custos. Saneamento Básico. Custos para Tomada de Decisão.


A INTEGRAÇÃO DO PLANO ORÇAMENTÁRIO NA FUSÃO ENTRE ORGANIZAÇÕES DE ENSINO SUPERIOR PRIVADO: UM ESTUDO DE CAMPO

Francisco Isidro PEREIRA (UFC) - Brasil
E-mail: fisidro30@hotmail.com

Rayssa Raiol de Souza () -
E-mail: rayssaraiol@gmail.com

E estudo em tela, visa contribuir no entendimento quanto ao processo de integração de duas instituições, e a implicação dessa fusão, na gestão das atividades orçamentárias entre as respectivas organizações de ensino superior. A pesquisa se caracterizou como um estudo de caso dada a sua peculiaridade, tendo como escopo de análise, o processo de interface dos sistemas orçamentários. Recorreu-se a entrevista do tipo semiestruturada entre os sujeitos de pesquisas. Como complemento, foi apropriada a observação do tipo não estruturada. O plano de registros considerou os blocos de campos, papéis avulsos, aplicativos de telefonia celular e até mesmo gravação viva voz e imagem integrada a voz. A análise de artefatos documentais foi imprescindível e o plano analítico e tratamento dos dados partiu do confronto teórico, análise de conteúdo e construções de esquemas e figuras. O período de cobertura da investigação compreendeu exatos quatorze meses, entre 2016 e parte de 2017. Para validar os achados recorreu à análise crítica de professores/pesquisadores e especialistas. Os achados empíricos apontam que o framework de ambos os planos orçamentários, eram relativamente similares e que as variáveis orçamentárias perfilaram facilmente às suas integrações, por conta da rotina já consolidada da investidora.

Palavras-Chave:Fusão de organizações educacionais, Planos orçamentários, Rotinas.


ALINHAMENTO ENTRE POSICIONAMENTO ESTRATÉGICO E PRÁTICAS DE GESTÃO DE CUSTOS: UM ESTUDO EM IES PRIVADAS GAÚCHAS

Juliane de Castilhos SPANHOLI (Unisinos) - Brasil
E-mail: juliane_spanholi@hotmail.com

Silvana Cristina DA SILVA MODEL (Unisinos) - Brasil
E-mail: silvana_model@hotmail.com

O alcance e manutenção de vantagens competitivas em um ambiente empresarial de alta complexidade requer que as organizações busquem alinhar as práticas de gestão de custos ao posicionamento estratégico, a fim de proporcionar aos gestores melhores decisões. Nesse contexto, o objetivo deste estudo é analisar o alinhamento entre o posicionamento estratégico adotado e as práticas de gestão de custos utilizadas por Instituições de Ensino Superior (IES) privadas gaúchas em nível de graduação. Este estudo multicaso é caracterizado como descritivo e qualitativo, realizado no quarto trimestre de 2016, por meio de entrevistas com os pró-reitores ou os diretores administrativos, de análise documental e de observação in loco. Os principais achados evidenciam que as IES analisadas tendem a se posicionar por diferenciação, em virtude de sua tradição e marca. As práticas de gestão de custos mais utilizadas por essas IES são os tradicionais orçamentos operacionais, planejamento estratégico e o método de custeio variável. O acompanhamento do orçamento é utilizado para a gestão das IES no curto prazo, enquanto que o planejamento estratégico é utilizado para controle no longo prazo. O custeio variável é utilizado para acompanhar a lucratividade dos cursos, formar o preço de venda e embasar decisões de lançar ou descontinuar um curso. Constata-se, assim, um processo de gestão bastante tradicional. A relação das estratégias competitivas com as práticas de gestão estratégica de custos permitiu identificar que as IES estudadas alcançam vantagem a partir da referida integração.

Palavras-Chave:Gestão estratégica de custos. Posicionamento estratégico. Instituições de ensino superior.


ANALISE DA APURAÇÃO DE CUSTOS E SUA ALOCAÇÃO POR DEPARTAMENTOS COMO FATOR DETERMINANTE DA PRECIFICAÇÃO DO HONORÁRIO CONTÁBIL: UM ESTUDO DE CASO APLICADO A UMA EMPRESA CONTABILIDADE DE MÉDIO PORTE.

Edson QUEIROZ NASCIMENTO (OCEQ GROUP) - Brasil
E-mail: edson@oceqgroup.com.br

Marcela Cristina Lima de Medeiros () -
E-mail: emarcela.lima1@gmail.com

Luiz Claudio LOUZADA (UFES) - Brasil
E-mail: louzadalvi@yahoo.com.br

Syntia Kelli da Silva () -
E-mail: syntiasilva@msn.com

O presente artigo busca elucidar o uso da departamentalização de custos em uma empresa de contabilidade, sua contribuição na gestão para tomada de decisão e sua relevância na formação do honorário contábil. A pesquisa classificada como estudo de caso foi aplicada em uma empresa de contabilidade em duas fases, a primeira consistiu na modelagem da departamentalização, critérios de rateios e levantamentos dos custos. A segunda consistiu na alocação dos custos e formação do preço do honorário contábil, sendo comparado o valor do honorário ideal com o valor que atualmente é cobrado pela empresa sem uso da metodologia. Ao final da pesquisa observou-se que a atividade de contabilidade apesar do elevado valor agregado não poderá dispensar o uso de ferramentas gerenciais para analisar e visualizar os resultados gerados por suas atividades.

Palavras-Chave:Contabilidade de Custos. Departamentalização. Serviços contábeis.


ANÁLISE DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS DAS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE SEGUNDO A SUA MODALIDADE

Isamara Silva COTA (Fipecafi) - Brasil
E-mail: isamarascota@yahoo.com.br

Fabiana Lopes da SILVA (Faculdade FIPECAFI) - Brasil
E-mail: fabiana.silva@fipecafi.org

Marta Cristina Pelucio GRECCO (FIPECAFI) - Brasil
E-mail: martapelucio@gmail.com

O setor de saúde suplementar no Brasil tem uma importância fundamental, pela função social que exerce e pela relevância econômico-financeira que o setor representa. Monitorar o setor a assegurar que o mesmo seja sustentável e perene é um dos principais objetivos da ANS – Agencia Nacional de Saúde Suplementar, que atua por meio da regulação econômica, visando corrigir as distorções quanto à seleção de riscos, praticada pelas operadoras, e preservar a competitividade do mercado. Diante do exposto, o objetivo de investigar o comportamento dos indicadores econômicos, considerando a modalidade da operadora. Os resultados apresentados demonstram que a estrutura de operação, formação da carteira, formação da rede, entre outras características que variam de acordo com a modalidade, influenciam nos indicadores. Pode-se verificar que as operadoras estão cada vez mais com dificuldades de performance de carteiras, seja em função dos aumentos expressivos dos custos assistências, seja pelo envelhecimento, tal qual ocorre na previdência. Outro fator relevante é que com o aumento do desemprego, o impacto é direto na carteira de planos empresariais, ofertados aos funcionários das empresas.

Palavras-Chave:Regulação. Indicadores de Desempenho. Operadoras de Planos de Saúde.


ANÁLISE DAS RELAÇÕES DE CUSTO-VOLUME-LUCRO: UM ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA ATACADISTA DE ALIMENTOS EM NATAL (RN)

Jorge INÁCIO FILHO (UNI RN) - Brasil
E-mail: jorgeinacio15@gmail.com

Lis Daiana Bessa TAVEIRA (UFVJM) - Brasil
E-mail: lisbessa@hotmail.com

Roberto Silva da PENHA (UFMG) - Brasil
E-mail: robertorrcontabilidade@hotmail.com

O objetivo deste trabalho é investigar como a informação contábil, consubstanciada na análise da relação custo-volume-lucro, pode contribuir para a gestão financeira de uma empresa atacadista de alimentos, localizada em Natal (RN). A pesquisa se enquadra quanto a abordagem qualitativa, quanto aos procedimentos, foi realizado um estudo de caso em que foram coletados dados através de entrevista não estruturada com o sócio majoritário da empresa. Baseando-se nos dados coletados relativos aos 10 produtos mais vendidos pela empresa, em junho de 2014, foram calculadas as margens de contribuição unitária e total, o ponto de equilíbrio contábil do mix de produtos, as margens de segurança e a demonstração de resultado do período para efeito de análise gerencial. Constatou-se que a partir dessas ferramentas de gestão a empresa tem condições de identificar as mercadorias mais lucrativas e aquelas que mais remuneram o capital investido, e então estabelecer as políticas diretivas que concorram para o alcance dos resultados almejados. Possibilitaram também a determinação das vendas mínimas a serem realizados para cobrirem os custos e despesas totais, tanto em quantidade como em valor monetário (R$). Os resultados apontaram que a empresa possui perspectiva de continuidade por apresentar situação favorável na análise do custo-volume-lucro.

Palavras-Chave:Custo. Lucro. Margem de contribuição. Ponto de equilíbrio.


ANÁLISE DE CUSTO-VOLUME-LUCRO MULTIPRODUTO: PROPOSTA DE UM MÉTODO DE BALANCEAMENTO EM FUNÇÃO DA CAPACIDADE DE VENDAS

Ricardo Gonçalves DE FARIA CORRÊA (UFRGS) - Brasil
E-mail: ricardofariacorrea@gmail.com

Francisco José KLIEMANN NETO (UFRGS) - Brasil
E-mail: kliemann@producao.ufrgs.br

Anderson Luis WALKER AMORIN (UFRGS) - Brasil
E-mail: anderson.amorin@ufrgs.br

Juliano DENICOL (UCL) - Reino Unido
E-mail: juliano_denicol@hotmail.com

Érica Caetano ROOS (UFRGS) - Brasil
E-mail: erc.roos@gmail.com

Definir volumes mínimos de produção e vendas, bem como realizar planejamentos e controles é crucial para as empresas. Nesse sentido, a determinação do ponto de equilíbrio de vendas é fundamental. Porém, a aplicação da análise Custo-Volume Lucro (CVL) se torna complexa quando há múltiplos produtos e despesas indiretas comuns entre eles. Para esses casos a literatura apresenta soluções. Entretanto, essa mesma tarefa pode se tornar mais complexa quando ocorrem restrições de capacidade de vendas devido à interdependência entre produtos. Esse artigo propõe uma solução para este último cenário, contextualizada em um sistema produtivo no setor do agronegócio, onde se impõe restrições de capacidade de venda e ao mesmo tempo impede que um produto deficitário em vendas seja descontinuado. O método proposto do balanceamento pelas capacidades de vendas propõe uma estratégia de vendas que respeita as restrições do sistema produtivo, ao mesmo tempo em que apresenta um custo total menor que o método tradicional. A aplicação da proposta trouxe como resultado principal o aumento de 6% na razão de contribuição em comparação com o método tradicional.

Palavras-Chave:Gestão de Custos; Análise Custo-Volume-Lucro; Restrição de Vendas; Restrição Produtiva; Agronegócio


ANÁLISE DE CUSTOS DA CADEIA DE VALOR: ESTUDO MULTICASO EM MICROCERVEJARIAS

Vanessa HECKLER MARQUESINI (UNISINOS) - Brasil
E-mail: nessa_heckler@hotmail.com

Estevo Mateus OLESIAK (UNISINOS) - Brasil
E-mail: estevo@agcorporativa.com.br

Marcos Antonio de SOUZA (Unisinos) - Brasil
E-mail: marcosas@unisinos.br

Osmar ANTONIO BONZANINI (URI) - Brasil
E-mail: bonzanini@uri.edu.br

A análise da cadeia de valor no âmbito da gestão estratégica de custos (GEC) é entendida como uma prática que contribui para viabilizar vantagens competitivas. Para tanto, dados e informações específicas são demandadas para sua gestão. Diante de tal realidade, o objetivo deste estudo é investigar a aderência da gestão de microcervejarias ao que prescreve a literatura em relação às práticas de análise de custos da cadeia de valor. Trata-se de um estudo multicaso em três microcervejarias, de natureza descritiva e qualitativa. A coleta de dados ocorreu no quarto trimestre de 2016, por meio de entrevista com gestores das empresas, além da análise documental e observações in loco. Os principais achados evidenciam que a análise da cadeia de valor no âmbito da GEC está presente nas três microcervejarias, ainda que de forma parcial. Dentre as práticas identificadas, destacam-se parcerias com demais elos da cadeia de valor, em especial aqueles posteriores à indústria, no sentido de viabilizar ganho mútuo e parcerias com concorrentes, e por último a análise dos determinantes de custos, como o grau de verticalização evidenciado pela análise preliminar de custos, investimentos e rentabilidade como suporte para decisão de quais elos participar. Os resultados apontam determinado grau de verticalização nas empresas estudadas, como forma de viabilizar melhor rentabilidade. Há uma carência na análise de custos da cadeia de valor em se tratando dos elos que antecedem a indústria.

Palavras-Chave:Gestão Estratégica de Custos; Cadeia de Valor; Microcervejarias


ANÁLISE DE CUSTOS E VIABILIDADE FINANCEIRA NA PRODUÇÃO DE LEITE IN NATURA: ESTUDO DE CASO EM UMA PROPRIEDADE RURAL DE LAGOA VERMELHA - RS

Patrícia GALVAN TELLES (UCS) - Brasil
E-mail: patricia.gtelles@hotmail.com

Maria Teresa Martiningui PACHECO (UCS) - Brasil
E-mail: mtmpacheco@gmail.com

Oderson PANOSSO (UCS) - Brasil
E-mail: opanosso@gmail.com

Marco ANDRÉ PEGORINI (UCS) - Brasil
E-mail: mapegori@ucs.br

A pecuária leiteira é uma importante geradora de renda e empregos no campo, principalmente em propriedades de produção familiar. O objetivo foi verificar os custos e a viabilidade da produção de leite em uma propriedade rural familiar, localizada no município de Lagoa Vermelha – RS. A metodologia aplicada foi o estudo de caso único, através da coletas dos dados com o proprietário que permitiram a elaboração de planilhas eletrônicas demostrando resultado para o período da produção de leite no ano 2016 em uma propriedade rural de Lagoa Vermelha. Em seguida foi avaliado a viabilidade do negócio em relação a aplicação em poupança. Dos resultados identificou se um lucro operacional de R$ 54.490,14 em uma produção de 114.168 litros de leite no ano de 2016. Em relação a viabilidade em manter o negócio, identificou se que é mais vantajoso produzir do que aplicar em poupança. A rentabilidade da empresa produtora é de 19% sobre seu patrimônio, já aplicado na poupança seria apenas de 7.56%.

Palavras-Chave:Agricultura familiar. Produção leiteira. Gerenciamento. Gestão de custos.


ANÁLISE DO CUSTO/VOLUME/LUCRO PARA FINS DECISORIAIS: UM ESTUDO DESCRITIVO EM UMA INDÚSTRIA PRODUTORA DE TINTAS

Roberto Rivelino Martins RIBEIRO (UEM) - Brasil
E-mail: rivamga@hotmail.com

Kerla MATTIELLO (UEM) - Brasil
E-mail: m_kerla@hotmail.com

Thatiana Sayuri MATSUMOTO KIYOHARA (UEM) - Brasil
E-mail: thatiana04@hotmail.com

Marguit Neumann GONÇALVES (UEM) - Brasil
E-mail: marguitn26@gmail.com

Augusto Cesare DE CAMPOS SOARES (UEM) - Brasil
E-mail: augustocesareuem@gmail.com

O presente trabalho teve como objetivo realizar uma análise do custo/volume/lucro dos itens de uma indústria de tintas com intuito de evidenciar informações de custos para a tomada de decisão a partir do cálculo da margem de contribuição, ponto de equilíbrio (contábil, financeiro e econômico) e grau de alavancagem operacional. Para cumprir tais objetivos se determinou uma trajetória metodológica que contempla a pesquisa descritiva, de natureza aplicada e com abordagem quantitativa; os procedimentos técnicos são de pesquisa documental e estudo de caso, realizados a partir de coleta de dados via relatórios, documentos e mapas de custo. O objeto da pesquisa é uma indústria que fabrica tintas, com sete produtos em seu portifólio de produtos atuando sob o sistema de produção é por encomenda; os dados provêm do 2º trimestre de 2016. Os resultados evidenciaram que o produto com maior Margem de Contribuição Unitário é o produto menos vendido, qual o mix ideal de produção para cumprimento dos Pontos de Equilíbrio em suas três possibilidades; também se determinou qual o Grau de Alavancagem Operacional na empresa caso consiga aumentar sua produção em 20%, que é sua perspectiva para o período do estudo.

Palavras-Chave:: Análise do custo/volume/lucro. Indústria de Tintas. Apoio a Decisões.


ANÁLISE DOS MÉTODOS DE PRECIFICAÇÃO DE PRODUTOS: ESTUDO DE CASO EM UMA INDÚSTRIA METALÚRGICA FAMILIAR

Jessica Morales GIUSTI (USP) - Brasil
E-mail: jessica.mgiusti@gmail.com

Márcio Luiz BORINELLI (USP) - Brasil
E-mail: marciolb@usp.br

Este artigo trata de um estudo de caso de uma indústria metalúrgica familiar que tem apresentando contínuos resultados negativos e, sabendo que a precificação de produtos é um elemento chave para se obter lucro, procurou-se responder à seguinte questão de pesquisa: a sequência de resultados negativos apresentado pela empresa está relacionada com a forma como é realizada a precificação dos produtos vendidos? Portanto, o objetivo deste estudo foi comparar a metodologia de precificação de produtos utilizada por esta indústria com a abordagem de formação de preços baseada em custos, em especial o custeio variável, para tentar compreender se há uma relação entre a possível diferença entre estas metodologias e a justificativa para a sequência de resultados negativos da entidade. Este estudo justifica-se frente à importância de se utilizar um método de precificação que fundamente as tomadas de decisão por parte dos gestores e que alavanque a competitividade da empresa no mercado. A partir de análises documentais e entrevistas foi possível levantar dados e fazer um comparativo entre o modo como a empresa precifica seus produtos com o método de custeio variável, concluindo que o preço praticado pela organização é realmente insuficiente para cobrir os seus custos e despesas, e que, portanto, a metodologia utilizada pela empresa influencia nos resultados negativos da empresa.

Palavras-Chave:Custeio Variável, Formação de preço de venda; Indústria Metalúrgica


ANÁLISE SISTÊMICA DE CUSTOS E PREÇO DE VENDA COMO FERRAMENTA DE APOIO ÀS DECISÕES: O CASO DE UMA INDÚSTRIA ALIMENTÍCIA NO PARANÁ

Paulo Henrique REZENDE SILVA (SMG FACULDADE) - Brasil
E-mail: pauloh_r_s@hotmail.com

Rafael ASSUNÇÃO DA SILVA (Faculdade Alvorada) - Brasil
E-mail: rafaelassuncao50@gmail.com

O estudo teve como propósito analisar os custos e preço de venda de uma empresa de produtos alimentícios por meio de uma abordagem sistêmica. Para isso, a metodologia foi de natureza qualitativa, exploratória, e estudo de caso, e a coleta de dados por meio de pesquisa documental, observações e entrevistas informais. As análises envolveram elementos considerados essenciais para precificação: o fator custos, clientes e concorrentes, base para as comparações entre preço de venda praticado, calculado e de mercado, por meio da Teoria Sistêmica, mais especificamente pela utilização da Metodologia de Sistemas Flexíveis (SSM). Os resultados evidenciam que o preço médio praticado é de 7,17, considerado alto perante o de mercado (6,45), os calculados conforme a literatura (6,77 e 6,27), e na visão dos clientes (67,69%). A análise sistêmica permitiu analisar de modo interligado os agentes, bem como estabelecer relações causais, situações ideais, mudanças necessárias e por fim, aquilo que era viável à empresa, dentre os quais se destaca, por exemplo: rever a estrutura e classificação de custos, integrar de modo efetivo informações do mercado nas decisões de preço e custos, incluir nas análises de preço dados passados e estimados, e explorar mais a fundo ferramentas estratégicas como os Custos da Qualidade. Como conclusões destaca-se o incremento informacional para melhores decisões, possível mediante percepção da atuação de partes interligadas e influenciadoras, internas e externas, e à busca constante de disposição de informações de mercado, orçadas e estratégicas.

Palavras-Chave:Preço de venda; Análise de Custos; Decisões.


APLICAÇÃO DO CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADES - ABC NO GERENCIAMENTO DOS CUSTOS CONJUNTOS NA ATIVIDADE INDUSTRIAL DE BENEFICIAMENTO E CURTIMENTO DE COUROS

Luciano BENDLIN (UnC) - Brasil
E-mail: bendlin@unc.br

Eduardo Luis GOMES (UnC) - Brasil
E-mail: eduardo-gomes@bol.com.br

Kátia Adrieli VICHINHESKI (UnC) - Brasil
E-mail: katia@unc.br

As indústrias do ramo de curtimento de couros, necessariamente possuem em seu processo fabril a característica do custeio conjunto, pois, através de sua principal matéria-prima que é o couro podem ser produzidos diversos produtos acabados. A dificuldade de distribuir estes custos conjuntos aos diversos produtos e subprodutos, tem-se apresentado como um desafio na gestão de custos. Esse estudo a partir do processo produtivo, caracterizado como um estudo de caso em uma indústria curtidora, objetivou aplicada um sistema de custeio por atividades ABC, contribuindo com a redução da arbitrariedade na apuração do custo total de fabricação. As características necessárias para o desenvolvimento de um modelo de gestão de custos baseado em atividades com suporte à contabilização dos custos conjuntos nas indústrias de curtimento de peles foi a finalidade principal da presente pesquisa. Através dela foi possível compreender a cadeia produtiva do couro, o processo fabril do curtimento de peles, desenvolver e aplicar do modelo de gestão. O qual demonstrou ser uma ferramenta efetiva de gestão de custos para as indústrias do ramo de curtimento de peles.

Palavras-Chave:Custos Conjuntos, Custeio baseado em atividades, Gestão de Custos.


APLICAÇÃO DO MÉTODO UEP EM PRESTADORA DE SERVIÇOS: ESTUDO DE CASO

Rodney WERNKE (UNISUL) - Brasil
E-mail: rodney.wernke@unisul.br

Ivone JUNGES (UNISUL) - Brasil
E-mail: ivone.junges@unisul.br

O estudo teve o objetivo de avaliar a adequação do método UEP ao contexto de uma lavanderia de pequeno porte. Foi utilizada metodologia classificável como descritiva, qualitativa e estudo de caso. Após revisão da literatura sobre os principais aspectos do método UEP, foram apresentados os dados coletados e relatadas as etapas de implementação dessa forma de custeamento na prestadora de serviços visada. Quantos aos dois resultados mais relevantes, considera-se que o primeiro diz respeito à quantidade de informações úteis disponibilizadas ao gestor da lavanderia pelo método UEP, como o potencial produtivo de cada posto operativo, o volume total de UEPs produzidas no período, o custo unitário e total do processamento das peças/quilos de roupas para cada produto do mix comercializado e a participação percentual de cada posto operativo nesse custo unitário. No caso do segundo resultado, como o método UEP está baseado no fator “tempo de passagem” dos produtos pelos postos operativos e a administração da lavanderia consegue estimá-los de forma confiável (pois os produtos têm ciclos de lavagem com tempos de duração padronizados em cada etapa produtiva), concluiu-se pela adequação do método UEP a esse tipo de prestadora de serviços.

Palavras-Chave:Método UEP. Prestadora de serviços. Estudo de caso.


AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO OPERACIONAL DE PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS DE CONFECÇÃO POR MEIO DA ANÁLISE DE CUSTOS E DOS INDICADORES DE PERDAS DO SISTEMA LEAN

Selma da Silva PEDROSO (UFRGS) - Brasil
E-mail: selma.sell@gmail.com

Cláudio José MÜLLER (UFRGS) - Brasil
E-mail: cmuller@producao.ufrgs.br

Este estudo objetiva avaliar o desempenho operacional de pequenas e médias empresas de confecção, utilizando as informações geradas pelo sistema de custos, e as ferramentas de mensuração de perdas do sistema Lean. Para o alcance do objetivo, além de um estudo bibliográfico, o método foi desenvolvido de acordo com os preceitos do DSR - Design Science Research, sendo aplicado em um cenário real. A aplicação se dá em uma média empresa de confecção. O resultado alcançado foi a criação e validação do método de avaliação de desempenho operacional.

Palavras-Chave:Avaliação de desempenho, Lean, Custos


COEFICIENTES TÉCNICOS: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA O CÁLCULO DA INFLAÇÃO DE CUSTOS NAS EMPRESAS

João Daniel QUAGLIATO (UNASP) - Brasil
E-mail: joaodaniel@quagliatoconsultoria.com.br

Este trabalho busca mostrar de que forma os coeficientes técnicos podem contribuir para o cálculo da inflação dentro de uma estrutura de custos de produção de uma empresa fabricante de três produtos diferentes. Para a elaboração dos coeficientes técnicos desses produtos, os itens de custos foram segregados em três grandes blocos: a Mão de Obra Direta (MOD), os Materiais Diretos (MDs) e os Custos Indiretos de Fabricação (CIFs). Os detalhamentos dos blocos foram feitos pelo autor baseados em sua longa experiência acadêmica e profissional nos trabalhos de consultoria de natureza econômico-financeira que presta para pequenas e médias empresas. Os resultados alcançados foram testados na análise e contribuem para que, por meio da aplicabilidade dessa ferramenta, se possa ter melhor visibilidade das movimentações dos custos e melhorar a gestão e a análise dos componentes.

Palavras-Chave:Coeficientes Técnicos, Contabilidade de Custos, Economia de Empresas, Gestão e Inflação


CONTROLE DE CUSTOS E RECEITAS: UM ESTUDO COM OS AGRICULTORES FAMILIARES FEIRANTES DE NOVA OLÍMPIA-MT

Jocelma dos Santos COELHO (UNEMAT) - Brasil
E-mail: jocelma_scoelho@hotmail.com

Josiane Silva COSTA DOS SANTOS (UNEMAT) - Brasil
E-mail: josiane.santos@unemat.br

Cleci GRZEBIELUCKAS (UNEMAT) - Brasil
E-mail: cleci@unemat.br

Paulus Vinicius DA SILVA (Unemat) - Brasil
E-mail: paulus.vini@hotmail.com

Gislene Ramos BESSA (Unemat) - Brasil
E-mail: gislene.ramos@hotmail.com

Rita de cassia Santos COELHO (UNEMAT) - Brasil
E-mail: rita19coelho@gmail.com

A feira livre representa uma das mais antigas e resistentes modalidades de comércio, que garante aos agricultores familiares vender sua produção e o planejamento, controle e apuração correta dos resultados pode fazer a diferença em comércios competitivos. Neste contexto o objetivo do estudo foi verificar como os agricultores familiares feirantes de Nova Olímpia – MT controlam os custos e as receitas das suas unidades produtivas. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quali-quantitativa. A amostra foi não probabilística por conveniência, considerando apenas a participação dos agricultores presentes na feira nos dias da pesquisa (junho de 2017), resultando em 14 entrevistados. O instrumento de coletada foi formulário com perguntas mistas. Os resultados demonstraram que os agricultores não têm por hábito registrar os custos e receitas, a formação do preço de venda é realizada individualmente, utilizando como principal parâmetro o valor de mercado/concorrência e para a maioria deles a feira é única alternativa de comercialização.

Palavras-Chave:Feira livre. Apuração de resultado. Agricultura familiar.


CRISE ECONÔMICA: QUAIS AS ESTRATÉGIAS ADOTADAS PELAS EMPRESAS QUE RECEBERAM O PRÊMIO DESTAQUE EMPRESARIAL EM TANGARÁ DA SERRA – MT ?

Roberto Weber DA SILVA (UNEMAT) - Brasil
E-mail: betoweber_tga@hotmail.com

Cleci GRZEBIELUCKAS (UNEMAT) - Brasil
E-mail: cleci@unemat.br

Josiane Silva COSTA DOS SANTOS (UNEMAT) - Brasil
E-mail: josiane.santos@unemat.br

Leandro José de OLIVEIRA (UNEMAT) - Brasil
E-mail: leandrogtaune@hotmail.com

Raimundo Cunha FRANÇA (UNEMAT) - Brasil
E-mail: raimundofranca@gmail.com

O estudo teve como objetivo identificar quais as estratégias adotadas pelas empresas de Tangará da Serra – MT, para gerenciar a crise econômica vivida no país nos anos de 2015/2016. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quali-quantitativa. A amostra compreende 117 segmentos que no ano de 2015 receberam o Prêmio Destaque Empresarial. O instrumento de coleta foi questionário com perguntas abertas e fechadas entregues aos gestores das empresas. A pesquisa foi realizada nos meses de novembro e dezembro de 2016. As principais estratégias que possibilitaram as entidades superar o momento de crise com diferencial no mercado foram: usar recursos próprios, contingenciamento de despesas administrativas, redução dos custos com marketing e demissões, incentivo a qualificação, aumento do mix de produtos/serviços ofertados, redução dos preços e retração de alguns investimentos, porém não impediu a maioria de alcançar o equilíbrio.

Palavras-Chave:Crises econômicas mundiais. Gestão estratégica. Gestão de crise.


CUSTOS NA ÁREA DA ADMINISTRAÇÃO HOSPITALAR: ESTUDO DE CASO APLICADO NA ORGANIZAÇÃO DE PROCESSOS DO BLOCO CIRÚRGICO DE HOSPITAL

Antônio Marcos DE OLIVEIRA (UFPR) - Brasil
E-mail: amo.maiara3005@hotmail.com

Blênio Cesar Severo PEIXE (UFPR) - Brasil
E-mail: bleniocsp@gmail.com

Adriana Maria Miguel PEIXE (UFPR) - Brasil
E-mail: ammp5196@gmail.com

O estudo tem como objetivo evidenciar as etapas de implantação do processo de organização administrativa e reordenamento de produção cirúrgica no bloco cirúrgico de hospital filantrópico na cidade de Curitiba, no período de junho de 2015 a 2016. O trabalho em questão possui natureza descritiva e exploratório. Quanto aos procedimentos, caracteriza-se como uma pesquisa documental, bibliográfica e estudo de caso. E quanto ao problema de pesquisa quali-quantitativa. O estudo de caso foi aplicado no bloco cirúrgico de emergência de hospital filantrópico na cidade de Curitiba. Utilizou-se do levantamento de dados, informações, indicadores e relatórios gerencias com o emprego de técnicas de administração, contábeis e estatísticas para mensurar os custos de produção do bloco cirúrgico e o cancelamento de cirurgias, após a implantação dos processos de organização administrativa. Em relação ao cancelamento de cirurgias verificou-se redução nos números apurados. A realização de cirurgias de alta complexidade fora priorizada e incentivada para contribuir com o aumento das receitas e elaboração de projetos voltados a ampliação da produção cirúrgica de alta complexidade. Evidenciou importante avanço na segurança do paciente por meio da implantação do protocolo de cirurgia segura no bloco cirúrgico, contemplando os 3 (três) centros cirúrgicos em operação no Hospital.

Palavras-Chave:Custos. Administração Hospitalar. Organização de Processos. Bloco Cirúrgico de Hospital.


CUSTOS PARA SERVIR E RENTABILIDADE DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES

João Victor Krummenacher MARÇAL (UFSC) - Brasil
E-mail: jvkmarcal@gmail.com

Fabiana FRIGO SOUZA (UFSC) - Brasil
E-mail: fabiiana_fs@hotmail.com

Valdirene GASPARETTO (UFSC) - Brasil
E-mail: valdirene.gasparetto@ufsc.br

Este estudo teve como objetivo verificar como a análise de custos para servir (cost-to-serve) pode contribuir para a identificação da rentabilidade de clientes de uma empresa de desenvolvimento de softwares para empresas contábeis. Realizou-se pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, por meio de estudo de caso, no qual as informações foram coletadas mediante acesso aos bancos de dados da organização e conversa com os colaboradores. A empresa conta com cerca de 150 colaboradores nas atividades corporativas e da matriz e possui três linhas de sistemas: Linha V, produto maduro, que representa, hoje, o principal produto da empresa; Linha U, linha mais recente e ainda em desenvolvimento; e Linha W, complementar às demais. Com base na pesquisa constatou-se que aproximadamente 80% dos clientes da Linha V, atendidos pela matriz, são considerados lucrativos, enquanto os demais 20% são clientes não lucrativos, considerando o alto nível de serviço que exigem ou preços que são praticados pela empresa para estes clientes. Identificou-se que 40% dos clientes, os mais rentáveis, geram 100% do lucro da empresa; os 40% com rentabilidade intermediária geram outros 25%, enquanto os menos rentáveis (ou não rentáveis) consomem os 25%. Assim, a partir dos resultados do estudo, é possível verificar a contribuição da análise de custos para servir ao identificar as diferenças de rentabilidade entre os clientes da organização, melhorando a gestão destes clientes e a tomada de ações que visem a melhoria do resultado da empresa.

Palavras-Chave:Gestão estratégica de custos. Custeio baseado em atividades. Custos para servir. Rentabilidade de clientes.


DETERMINANTES DE CUSTOS COMO INSTRUMENTO DE GESTÃO: ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SETOR DE LATICÍNIOS

Matiél CHEROBINI (UNISINOS) - Brasil
E-mail: matielcherobini@gmail.com

Patrícia Kozoroski POSSANI (Unisinos) - Brasil
E-mail: p.possani@gmail.com

Marcos Antonio de SOUZA (Unisinos) - Brasil
E-mail: marcosas@unisinos.br

Carlos Alberto DIEHL (Unisinos) - Brasil
E-mail: cd@unisinos.br

Compreender e analisar os determinantes de custos associados a cada organização torna-se relevante uma vez que esses fatores influenciam diretamente na competitividade. Nesse contexto, o objetivo do artigo é identificar o acompanhamento dos determinantes de custos e compreender as inter-relações existentes entre estes em uma empresa do ramo e laticínios, localizada no estado do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo de caso único, de natureza descritiva e qualitativa, desenvolvido no quarto trimestre de 2016. Os principais achados evidenciam um elevado grau de acompanhamento aos determinantes de custo, sendo que, dentre os dez determinantes estruturais analisados, oito são acompanhados pela empresa. Quanto à relevância nos custos a tecnologia apresentou-se com significativa capacidade de influenciar os demais. Já dentre os determinantes de execução, todos os analisados no estudo são acompanhados pela organização, apresentando maior influência nos custos o determinante tempo. No que se refere às inter-relações, destacam-se a tecnologia e fatores institucionais como os que apresentaram maior intensidade de inter-relações com outros determinantes.

Palavras-Chave:Gestão estratégica de custos. Determinantes de custos. Determinantes estruturais. Determinantes de execução.


DIAGNÓSTICO DO ALINHAMENTO ESTRATÉGICO DE GERÊNCIAS AO PROGRAMA DE OTIMIZAÇÃO DE CUSTOS OPERACIONAIS EM EMPRESA BRASILEIRA DO SETOR DE ENERGIA

Gabriel Augusto SOUSA (UFF) - Brasil
E-mail: gsousa@id.uff.br

Ernani Viana SARAIVA (uff) - Brasil
E-mail: ernanisaraiva@gmail.com

Diante do cenário econômico bastante instável no Brasil, o gerenciamento dos custos revela-se cada vez mais estratégico para as entidades. Para as empresas que atuam no setor de energia não é diferente. Diante desta urgente realidade, a presente pesquisa objetivou diagnosticar o grau de alinhamento estratégico ao programa corporativo de otimização de custos operacionais de uma empresa brasileira do setor de energia, em uma gerência funcional e quatro gerências operacionais localizadas na cidade de Macaé (RJ). A metodologia utilizada foi a de pesquisa de campo e os dados foram obtidos por meio de questionários aplicados aos gestores de tais gerências. Com base na revisão da literatura, foram realizadas pesquisas de campo, bibliográfica e documental. O modelo e o instrumento para coleta de dados adotados foram os apresentados por Carvalho, Prieto e Bouer (2013). A análise das respostas aos questionamentos realizados revelou diagnósticos bastante diferentes sobre o alinhamento ao programa corporativo de otimização de custos operacionais entre as gerências pesquisadas. Os temas investigados na presente pesquisa - alinhamento estratégico e gestão estratégica de custos - apresentam grande relevância para os ambientes acadêmico e profissional e estão obtendo maior destaque nos últimos tempos na literatura internacional e também no Brasil.

Palavras-Chave:Alinhamento estratégico. Gestão estratégica de custos. Otimização.


ESCOLHAS CONTÁBEIS E GERENCIAMENTO DE RESULTADOS: UM ESTUDO DE CASO SOBRE O RECONHECIMENTO DE SUBVENÇÕES GOVERNAMENTAIS EM UM HOSPITAL FILANTRÓPICO

Ciro Gustavo BRAGANÇA (UFMG) - Brasil
E-mail: gustavobraganca@hotmail.com

Pedro Henrique MELILLO (UFMG) - Brasil
E-mail: phmelillo@gmail.com

O presente artigo tem como objetivo explicar os motivos da adoção do regime de competência para o reconhecimento de subvenções do governo pelos hospitais filantrópicos, além de evidenciar diversos fatores relacionados a escolhas contábeis e gerenciamento de resultados para essas instituições. O referencial teórico é pautado nos principais artigos nacionais e internacionais da área, discorrendo, inicialmente, sobre os conflitos de agência e as escolhas contábeis que são intrínsecas a estes e, posteriormente, sobre o sistema de saúde, hospitais filantrópicos e subvenções governamentais. Trata-se de um estudo de caso sobre um hospital filantrópico, de cunho quali-quantitativo, com triangulação dos dados na utilização da opinião dos autores e aplicação de entrevistas e questionários a gestores e analistas de crédito do mercado, além de análise estatística da evolução dos indicadores entre 2012 e 2015 do próprio hospital, com aplicação do teste de médias. Os dados foram coletados mediante entrevistas e questionários, com auxílio do Google Docs, e ainda houve visitas pessoais dos pesquisadores à entidade. Os gestores demonstraram preocupação com a qualidade da informação contábil gerada, em termos de relevância e fidedignidade, e foi possível visualizar que a contabilização de subvenções governamentais mediante regime de competência, de forma geral, implica em indicadores patrimoniais distintos daqueles gerados com a contabilização por regime de caixa. É importante ressaltar que as escolhas contábeis, na forma de reconhecimento das subvenções governamentais, são determinantes nos elementos patrimoniais e de resultado da entidade, demonstrando sua relevância no processo de tomada de decisão.

Palavras-Chave:Escolhas contábeis; Hospital filantrópico; Regime de caixa; Regime de Competência; Subvenções governamentais.


ESTABELECIMENTO DOS PREÇOS NO BRASIL

Juliana Ventura AMARAL (USP) - Brasil
E-mail: juliana.ventura.amaral@usp.br

Reinaldo GUERREIRO (USP) - Brasil
E-mail: reiguerr@usp.br

São escassas as divulgações sobre como os preços são, na prática, estabelecidos no Brasil. Apenas 1 estudo sobre o tema tem visibilidade internacional e mais 19 trabalhos têm visibilidade nacional. Além disso, nenhuma das 20 pesquisas localizadas discute a definição dos preços no Brasil como um todo, pois todas são restritas a regiões específicas, formadas por amostras pequenas e voltadas, especialmente, à forma do processo. Nesse sentido, buscou-se apresentar neste artigo os resultados de uma pesquisa empírica atualizada e abrangente sobre o estabelecimento dos preços no Brasil. A partir de 380 respostas de empresas de variados portes das cinco regiões brasileiras, identificou-se que no Brasil os preços são definidos, principalmente, por gestores homens do departamento de vendas. Há, neste país, tanto empresas formadoras quanto tomadoras de preços, sendo que ambas usam mais intensamente informações de custos e têm a combinação “custos mais margem” como a forma predominante do processo. Apesar da dominância, a fórmula “custos mais margem” não configura necessariamente a essência da definição dos preços, pois a margem usualmente não é constante e pode viabilizar a incorporação de informações da concorrência e do valor.

Palavras-Chave:Preços. Prática. Brasil. Custos.


ESTUDO SOBRE A ADOÇÃO DE PRÁTICAS DE CONTABILIDADE GERENCIAL EM EMPRESAS HOTELEIRAS

Rogério João LUNKES (UFSC) - Brasil
E-mail: rogeriolunkes@hotmail.com

Carla Helen COSTA (UFSC) - Brasil
E-mail: carlacnec@hotmail.com

Daiane ANTONINI BORTOLUZZI (UFSC) - Brasil
E-mail: daianeantonini@gmail.com

O objetivo do estudo é analisar a adoção de práticas de contabilidade gerencial em empresas hoteleiras. Para atingir esse objetivo foi aplicado um questionário a 15 hotéis da grande Florianópolis-Santa Catarina (Brasil), filiadas a ABIH (Associação Brasileira da Indústria de Hotéis), no período de 26/04/2014 a 04/05/2016. Os resultados mostram que a contabilidade gerencial é adotada em grande parte das empresas hoteleiras. Sendo o destaque para o custeio por absorção e o custeio padrão, utilização do orçamento para planejamento anual e controle de custos, medidas de rentabilidade e análise de rentabilidade do produto e de clientes, além de análise dos pontos forte e fracos e posição dos concorrentes. Isto mostra que geralmente os hotéis adotam práticas tradicionais, de primeiro e segundo estágio. Entre as possíveis mudanças, nos próximos três anos, apontadas pelos gestores hoteleiros está a utilização de medidas não financeiras relacionadas a inovação e a Gestão Baseada em Atividades.

Palavras-Chave:Contabilidade Gerencial. Estágios. Práticas. Hotel.


EUCALYPTUS GRANDIS COMO ALTERNATIVA DE RENDA PARA O PRODUTOR RURAL NA REGIÃO SUL DO BRASIL

Fernanda STRAPASSON (PUCPR) - Brasil
E-mail: fernandastrapasson1@hotmail.com

Rafaela Plantes PAVLOSKI (PUCPR) - Brasil
E-mail: rafaplantes@gmail.com

Angela SOBOTA MOREIRA (PUCPR) - Brasil
E-mail: angelasobota1@gmail.com

Hugo Dias AMARO (PUCPr) - Brasil
E-mail: hugodamaro@yahoo.com.br

Alceu SOUZA (PUC PR) - Brasil
E-mail: alceu.souza@pucpr.br

Este artigo tem por objetivo analisar, pela ótica do produtor rural proprietário da terra, o retorno esperado e os riscos percebidos na exploração comercial de eucaliptos geneticamente modificados e clonados (Eucalyptus grandis) na região metropolitana de Curitiba/PR. A decisão, para o produtor rural, consiste em destinar 15 hectares de sua propriedade para o cultivo de eucalipto geneticamente modificado ou arrendá-la para que seja utilizada como pasto. A análise compreende o tempo de crescimento, a adequação ao clima e ao solo em relação aos eucaliptos comuns da região e o custo de oportunidade da área cultivada. Comparativamente as variedades já existentes (Eucalyptus dunis) na região, observou-se que a variedade em análise apresenta: crescimento acelerado; talhões mais uniformes; melhor desempenho na produção (m3 de lenha/ha); maior resistência às variações climáticas; menos suscetibilidades às pragas e retorno maior que o uso alternativo da área. Trata-se de uma pesquisa aplicada quanto à sua natureza; descritiva quanto ao seu objetivo; de construção de caso quanto à estratégia de abordagem do problema. As informações de receitas e de custos foram sistematizadas em um fluxo de caixa pelo seu valor mais provável. A análise, via Metodologia Multi-índice, permitiu aferir por meio do Mapa Perceptual que o retorno esperado é compatível com os riscos percebidos. O uso do Método de Monte Carlo via software Crystal Ball, possibilitou tratar os principais parâmetros como variáveis aleatórias e gerar informações adicionais evidenciando que a probabilidade da alternativa arrendar apresentar melhores resultados do que o plantio de eucalipto é de 2%.

Palavras-Chave:Decisão de investimento em agronegócios. Eucalipto clonado. Metodologia multi-índice.


FORMAÇÃO DO PREÇO ALINHADO À MIX DE PRODUTOS: O CASO DA ARTE REBORN

Carlos Roberto VALLIM (UFES-FGV/EBAPE) - Brasil
E-mail: vallim.ufes@gmail.com

Lorena Tonussi LIMA (FAESA) - Brasil
E-mail: lorenatonussi@gmail.com

Maria da Penha Broedel Lopes VALLIM (FAESA) - Brasil
E-mail: mpbvallim@gmail.com

Gabriel Guimarães Tannuri FIORIO (FAESA) - Brasil
E-mail: ggtfiorio@hotmail.com

A presente pesquisa relata um estudo de caso sobre mix de produtos e formação do preço de venda em uma empresa da arte reborn, técnica de produzir brinquedos e bonecas que se assemelham com bebês de verdade. Busca responder questões que se relacionam com as contribuições da aplicação conjunta de mix de produtos e formação do preço de venda como ferramenta de decisão. O objetivo geral foi aplicar o mix de produtos com base no custeio variável e alinhado à formação do preço de venda em uma microempresa, e especificamente unir a formação de preço e mix para avaliar possíveis contribuições ao processo de tomada de decisão. A metodologia utilizada, com relação aos fins foi exploratória e descritiva, e aos meios um estudo de caso com pesquisa de campo, análise documental por meio dos relatórios internos e controles da empresa e abordagem quali-quanti. Os resultados encontrados mostram que é possível utilizar o modelo conjunto de mix e preço em empresas, e que aprofundando testes nas relações de custo, volume, lucro, e preço de venda foi possível gerar informações relevantes e tempestivas para que o gestor possa decidir com risco menor e maior assertiva. Nesse sentido, se considera, que o problema de pesquisa foi respondido de forma adequada e o objetivo do estudo alcançado por meio dos resultados descritos em quadros e tabelas no texto.

Palavras-Chave:Preço de venda. Custeio variável. Margem de contribuição. Mark-up


FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA: ESTUDO DE CASO EM UMA FARMÁCIA DE MANIPULAÇÃO

Andressa MICHELS (UNOESC) - Brasil
E-mail: mana.michels@hotmail.com

Valmir Roque SOTT (UNOESC) - Brasil
E-mail: valmirsott@gmail.com

Gressi Kele AMARO DOS SANTOS (UNOESC) - Brasil
E-mail: ggressikkele@gmail.com

Mariane MOSER (UNOESC) - Brasil
E-mail: mariane_moser@hotmail.com

O objetivo geral deste trabalho é analisar o processo de formação do preço de venda dos medicamentos manipulados em farmácias magistrais. Quanto aos procedimentos metodológicos, caracteriza-se como uma pesquisa descritiva, por meio de um estudo de caso em uma farmácia de manipulação localizada no município de Guaraciaba-SC, com análise qualitativa dos dados. A coleta de dados ocorreu por meio de visitas à empresa e entrevistas ao empresário/proprietário. Os resultados apontam que os preços de venda dos medicamentos são definidos considerando-se apenas as matérias-primas e embalagens, sendo que a produção das fórmulas é feita sob encomenda atendendo as prescrições realizadas. Procurou-se mensurar os custos totais das formulações realizadas na farmácia, mediante a adoção do método de custeio por absorção e para a formação do preço de venda dos medicamentos, utilizou-se o índice Mark-up. Em uma das fórmulas analisadas os custos de fabricação foram superiores ao preço praticado pela farmácia. Concluiu-se que a contabilidade de custos é indispensável para todos os níveis gerenciais da empresa, auxiliando nas funções de planejamento, controle e tomada de decisões, bem como na formação do melhor preço de venda ser adotado para cada produto.

Palavras-Chave:Preço de venda. Medicamentos manipulados. Custos.


GERENCIAMENTO DE RESULTADOS OPERACIONAIS – REM POR MEIO DE CUSTOS DE PRODUÇÃO: CAUSAS E CONSEQUÊNCIAS

Tatiane Bento DA COSTA (UFU) - Brasil
E-mail: tatiane.costa.bento@hotmail.com

Marcelo TAVARES (UFU) - Brasil
E-mail: mtavares@ufu.br

Esta pesquisa analisa o tema gerenciamento de resultados por meio de decisões operacionais no mercado de capitais brasileiro. O objetivo geral deste trabalho foi verificar se as empresas brasileiras com cadastro ativo na Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBOVESPA) fizeram uso de gerenciamento de resultados operacionais por meio dos níveis de produção, a fim de esquivarem-se de anunciar perdas incorridas no período em duas condições (anual e trimestral). Os dados anuais e trimestrais foram provenientes das 324 empresas do mercado de capital brasileiro listadas na BM&FBovespa extraídas do provedor Economática no intervalo dos anos 2008 a 2015. Os níveis normais da atividade operacional de produção foram estimados por meio de regressão com dados em painel seguindo os modelos econométricos desenvolvidos por Dechow, Kothari e Watts (1998) e empiricamente implementados por Roychowdhury (2006) e os resíduos desta regressão são os níveis de anormalidade da atividade operacional de produção e as variáveis dependentes das regressões aplicadas posteriormente. Nestas estimações de anormalidade foram identificadas as empresas suspeitas em fazer uso de gerenciamento de resultados operacionais por meio da variável margem de lucro e variação da margem de lucro. O objetivo geral foi respondido à medida que os achados encontrados remetem ao não uso de gerenciamento de resultados por meio da atividade operacional produção seja por meio da margem de lucro ou da sua variação. Percebe-se o mesmo comportamento com exceção do período trimestral, as quais estão mais propensas a evitar incorridas no período por meio de níveis de produção.

Palavras-Chave:Custos de Produção. Dados em Painel. Mercado de Capitais.


GERENCIAMENTO DE RESULTADOS POR MEIO DE ATIVIDADES OPERACIONAIS: UM ESTUDO COM EMPRESAS DE PAÍSES INTEGRANTES DO MERCADO COMUM DO SUL (MERCOSUL)

Débora Gomes MACHADO (FURG) - Brasil
E-mail: debora_furg@yahoo.com.br

Marcos Antonio de SOUZA (Unisinos) - Brasil
E-mail: marcosas@unisinos.br

Gabrielito Rauter MENEZES (FURG) - Brasil
E-mail: gabrielitorm@gmail.com

O objetivo desta pesquisa é analisar o comportamento do gerenciamento de resultados, por meio de atividades operacionais, considerando as despesas com vendas, gerais e administrativas e o nível de produção, em empresas de países integrantes do Mercado Comum do Sul (MERCOSUL). A pesquisa se desenvolveu por meio do raciocínio dedutivo, de forma descritiva, documental e quantitativa. O período de pesquisa compreende os anos de 2013 a 2015. Os países selecionados foram os integrantes do MERCOSUL, que continham informações cadastradas na base de dados contábeis Thomson One Baker (2016), totalizando 243 empresas da Argentina, Brasil e Venezuela. Os resultados do estudo indicaram que houve gerenciamento de resultados por manipulação de atividades operacionais, especificamente, despesas com vendas, gerais e administrativas e por manejo nos níveis de produção, para as empresas argentinas, brasileiras e venezuelanas analisadas, com intuito de aumentar e reduzir os resultados. Estes resultados confirmam os de estudos anteriores.

Palavras-Chave:Gerenciamento de Resultados. Atividades Operacionais. MERCOSUL.


GESTÃO DE CUSTOS E MENSURAÇÃO DE RESULTADO EM ORGANIZAÇÕES CONTÁBEIS: ESTUDO DO ISOMORFISMO E PROPOSIÇÃO DO CUSTO PARA SERVIR.

Simone ZUCONELLI BONEMBERGER (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: simonezuconelli@hotmail.com

Dione Olesczuk SOUTES (Unioeste) - Brasil
E-mail: dioneosoutes@gmail.com

As organizações contábeis representam um ramo de atividade importante no contexto nacional, pela crescente demanda de serviços especializados requeridos pelos empresários por exigências do Fisco, e pelo volume e significância de informações que geram à sociedade e às empresas clientes. Porém, o que se observa nestas organizações, de acordo com análise de estudos anteriores, é que os empresários contábeis mesmo sendo conhecedores das ferramentas e práticas gerenciais não aplicam essas na administração de seus próprios negócios. Este estudo objetivou entender como e porque isso ocorre, e estabeleceu as seguintes questões de pesquisa: como os tipos de isomorfismo impulsionam a utilização de práticas de gestão de custos e mensuração de resultados nas organizações contábeis? E como as práticas de gestão de custos e mensuração de resultados utilizadas nas organizações contábeis possibilitam a aplicação do método Custo para Servir? A pesquisa classifica-se como exploratória e utilizou o procedimento de estudo de casos múltiplos com abordagem qualitativa. Para coleta de dados foi utilizada a técnica de triangulação de dados, com entrevistas em profundidade, análise documental e observação direta. Foi elaborado um roteiro de entrevista semiestruturado com base nas variáveis identificadas na revisão da literatura e aplicado aos gestores principais de seis organizações contábeis selecionadas para o estudo. Buscou-se nesta pesquisa pela identificação de práticas usuais de gestão de custos e mensuração de resultados e, também, dos fatores que impulsionam tais práticas nas organizações contábeis, propor a utilização do método Custo para Servir para identificação do custo de atendimento e rentabilidade por cliente.

Palavras-Chave:Teoria Institucional. Organizações Contábeis. Custo para Servir.


GESTÃO DE CUSTOS HOSPITALARES: UM ESTUDO DE CASO NO HOSPITAL SANTA CASA DE MISERICÓRDIA E MATERNIDADE DE RONDONÓPOLIS – MT.

José Ribeiro VIANA FILHO (UFMT) - Brasil
E-mail: msc.ribeiro@bol.com.br

Isis Araújo PÁSSARI (UFMT) - Brasil
E-mail: ipassari@hotmail.com

Sofia Ines NIVEIROS (UFMT) - Brasil
E-mail: sniveiros@hotmail.com

A complexidade hospitalar exige gestão estratégica e competente no controle e redução de custos. Desta forma, estabelecer um sistema de custos é fundamental e necessário, não apenas para fins fiscais, mas, sobretudo, quanto ao processo da tomada de decisão. O sistema de custos é a coleta, classificação e organização de dados no que se refere aos custos de serviços e produtos da organização, de forma a transformar tais informações em relatórios de dados estatísticos e padronizados. A implantação de um sistema de custos em hospitais é um processo demorado, em virtude de sua complexidade, pois um hospital possui múltiplos serviços e profissionais atuando simultaneamente, além de um amplo volume de dados que precisam ser coletados. Neste trabalho foi apresentada a implantação de um sistema de custos no hospital Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis, no Estado de Mato Grosso, analisando a importância e contribuição para o processo decisório dos gestores. O sistema divide os centros de custos em: produtivos, auxiliares, administrativos e de terceiros, totalizando 95 centros de custos. O foco do trabalho foi nos centros de custos produtivos (24), onde foram apurados os custos dos mesmos e detalhados os custos totais unitários de 4 destes. O resultado apontou que o custo por paciente na UTI Adulto Geral totalizou R$ 1.533,65; na UTI Neonatal de R$ 934,48; na Ala C – Materno Infantil foi de R$ 884,95 e o Centro Cirúrgico totalizou R$ 491,77 por paciente. Recomenda-se acompanhar a implementação do sistema e a ampliação da pesquisa, agregando componentes.

Palavras-Chave:Centro de Custos. Custos Hospitalares. Gestão de Custos. Hospitais.


GESTÃO DE CUSTOS NAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS: UMA ANÁLISE NAS ORGANIZAÇÕES DO RAMO DE CONSTRUÇÃO CIVIL NO MUNICÍPIO DE CAMAÇARI-BA

Tania Ferreira dos Santos BOMFIM (UNEB) - Brasil
E-mail: bomfim.tania@gmail.com

DEBORA PEREIRA GONÇALVES SANTOS (UNEB) - Brasil
E-mail: debora.159159@gmail.com

Deise Pereira Gonçalves SANTOS (UNEB) - Brasil
E-mail: deisemilenium@hotmail.com

A gestão de custos tem como objetivo fornecer informações internas, e por isso tem a preocupação de analisar de que forma as informações contábeis, financeiras e de vendas podem contribuir na tomada de decisão da organização. Assim o presente estudo objetiva analisar a gestão dos custos nas MPE’s do setor de construção civil no município de Camaçari- BA. Para atender aos objetivos da pesquisa foi definida como exploratória, Quanto aos procedimentos técnicos de pesquisa escolhido foi o Levantamento. A população da pesquisa foi composta por 25 empresas cadastradas no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), do ramo de construção civil e do porte de MPE’s. Para a coleta de dados, inicialmente foi elaborado um questionário, contendo 14 questões objetivas, abordando perguntas sobre a gestão de custos da empresa. Levando-se em conta os dados conclui-se, que 100% das empresas pesquisadas adotam o método de custeio variável, parte- se do pressuposto, que é devido à produção de informações para a tomada de decisão. Notou-se, que 50% das organizações deixam os registros das informações com o contador, pelo fato de não ser viável para a empresa sustentar um departamento especificamente para a gestão dos custos e 40% deixam os registros a caráter do gerente geral que está ciente de toda parte financeira. Sugere para realização de trabalhos futuros em MPES de outros setores e a verificação se essas empresas adotam os dois métodos observando os princípios contábeis.

Palavras-Chave:MPES. Gestão de Custo. Construção Civil.


GESTÃO DO CUSTO ALVO APLICADA A INSTITUIÇÕES DE ENSINO: COMO A CONTABILIDADE DE CUSTOS PODE CONTRIBUIR PARA A GESTÃO DE ENTIDADES DE PEQUENO E MÉDIO PORTE?

Elen Nara Carpim BESTEIRO (USP) - Brasil
E-mail: besteiro.elen@gmail.com

Caio PONARA RUSSO (USP) - Brasil
E-mail: caioprusso@gmail.com

Márcio Luiz BORINELLI (USP) - Brasil
E-mail: marciolb@usp.br

Robisom Damasceno CALADO (UFF - Eng Produção) - Brasil
E-mail: robisomcalado@gmail.com

Vanessa Aguiar VIEIRA (UFF) - Brasil
E-mail: aguiar.vanessa@oi.com.br

Esta pesquisa teve como objetivo verificar como a Gestão do Custo Alvo pode contribuir para o planejamento de lucro e controle de custos para entidades de pequeno e médio porte. Analisar como esse processo de gestão pode ajudar as instituições educacionais no planejamento e controle do negócio. A pesquisa foi descritiva, realizada por meio de um estudo de caso. Os resultados evidenciaram que a aplicação do Custeio Alvo no setor educacional mune os gestores das instituições de informações para tomada de decisão, visto que as pequenas e médias empresas sofrem da falta de informações gerenciais. Adicionalmente, a aplicação do custeio alvo trouxe como contribuição que especificamente as instituições que conhecem a origem de seus recursos, que conhecem as características do processo podem utilizar desse processo para fazer alterações, para que se obtenham economias significativas de custos e garantia da margem objetivada.

Palavras-Chave:Contabilidade de custos, custo alvo, gerenciamento de resultado.


GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS EM UMA ENTIDADE FECHADA DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

Brenda de Borba TRAJANO (UFRGS) - Brasil
E-mail: brendaborbatrajano@gmail.com

Larissa Marx Welter MARX WELTER (UFRGS) - Brasil
E-mail: larissamarxwelter@gmail.com

Ângela Rozane Leal DE SOUZA (UFRGS) - Brasil
E-mail: angela.rsl@gmail.com

Diante das especulações atuais que concernem à reforma da previdência no Brasil, proposta pelo Governo Federal, mostra-se oportuno a análise estratégica estrutural do setor de previdência complementar fechada no país. Assim, este estudo tem o objetivo de identificar como se caracteriza a cadeia de valor, o posicionamento estratégico e os cost drivers (determinantes de custos) em um Fundo de Pensão brasileiro, adaptando as diretrizes originalmente propostas por Shank e Govindarajan (1993) e Costa (2011). Para tanto, foi realizado um estudo de caso, com entrevistas semiestruturadas, observação e análise documental. Os resultados apresentam as configurações, elos e atividades existentes na cadeia de valor da organização, os fornecedores estratégicos, os clientes e produtos, as áreas vinculadas às atividades principais e o posicionamento estratégico da entidade. Na análise dos determinantes de custos demonstra a importância do comprometimento, experiência, qualidade, tecnologia, modelo de gestão, escopo, escala e fatores institucionais nos custos da organização. Como sugestão de estudos futuros, indicam-se pesquisas comparando a gestão estratégica de custos em outras Entidades Fechadas de Previdência Complementar, bem como a análise da Cadeia de Valor do mercado de Entidades Abertas de Previdência Complementar, com posterior análise da vantagem competitiva desse mercado.

Palavras-Chave:Fundos de pensão. Cadeia de valor. Posicionamento estratégico. Determinantes de custos.


GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS NA VISÃO DE PROCESSOS DE TRABALHO (BPM): UMA SIMULAÇÃO COM O MÉTODO ABC

Marino Luiz EYERKAUFER (UDESC) - Brasil
E-mail: marino.luiz@udesc.br

Rodrigo RENGEL (UDESC) - Brasil
E-mail: digorengel@hotmail.com

Rodrigo WAMSER (UDESC) - Brasil
E-mail: rodrigo_dlg2@hotmail.com

Considerando as necessidades e importância da gestão de processos, bem como custeio dos mesmos, este estudo define os custos de uma organização por meio da unificação de duas ferramentas gerenciais. A contabilidade como ciência social deve diante da indispensabilidade de gestão, manter a sua importância munindo os usuários com informações contábeis ágeis, seguras e, sobretudo úteis, utilizando os mais variados métodos que apresentem a real situação organizacional. Diante disso, o objetivo do estudo consiste na modelagem de um processo de trabalho (BPM) de um escritório de serviços contábeis, e seu custeamento utilizando o método ABC. A pesquisa descritiva foi realizada a partir de um estudo de caso. Os resultados demonstram que o método ABC pode ser aplicado na mensuração dos processos de trabalho (BPM), sendo útil tanto para mensuração dos valores dos processos, ainda como instrumento para o gerenciamento das diversas atividades das empresas prestadoras de serviços contábeis. Conclui-se que os principais desafios da gestão estratégica de custos na visão de processos de trabalho (BPM) é a implantação do modelo bem como a sua onerosidade nesta fase, por outro lado, as organizações que persistem com este modelo de gestão unificado ao método de custeio ABC, reúnem informações relevantes e precisas que permitem a melhoria contínua dos processos e consequentemente a prestação dos serviços.

Palavras-Chave:Custos. Processos. BPM. ABC.


INDICADORES ECONÔMICOS E A ESTRUTURA DE CAPITAL DAS EMPRESAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA.

Eleandro José BURILLE (UNOCHAPECO) - Brasil
E-mail: burille@unochapeco.edu.br

Fábio Jose DIEL (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: f_diel@hotmail.com

Vanderlei GOLLO (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: vande_gollo@hotmail.com

O estudo tem por objetivo identificar qual a relação entre os indicadores de resultados e a estrutura de capital das empresas listadas na BM&FBovespa no período entre 2011 e 2015. Utilizou-se como amostra as empresas listadas na BMF&Bovespa integrantes do setor de comércio por possuírem informações contínuas dentre o período analisado. A pesquisa foi conduzida por análise documental e abordagem quantitativa dos dados referentes ao período de 2011 a 2015 de uma amostra composta por 79 empresas que apresentaram lucro em todos os períodos, 21 empresas com prejuízos acumulados e 71 empresas que oscilaram entre lucro e prejuízo. Os resultados evidenciam que empresas com menor grau de gerenciamento de resultados não apresentavam menor custo de capital próprio e de terceiros. A média de endividamento das empresas que apresentaram lucro ficou entre 30 a 31% com liquidez corrente entre 0,80 até 3% enquanto empresas com prejuízo os indicadores demonstram desempenho no endividamento ficou entre 11 e 51% e a liquidez corrente esteve entre 0,51 e 0,76%. De modo geral os resultados evidenciam a importância dos indicadores econômico-financeiros para acompanhamento dos resultados das companhias. Verifica-se que as médias são estatisticamente diferentes em empresas com predominância de lucros e com predominância de prejuízos.

Palavras-Chave:Gerenciamento de resultados, Indicadores econômicos, Estrutura de capital.


INFLUÊNCIA DA CULTURA ORGANIZACIONAL E PRÁTICAS ORÇAMENTÁRIAS NA ESTRATÉGIA DE EMPRESAS BRASILEIRAS

Carlos Eduardo Facin LAVARDA (UFSC) - Brasil
E-mail: elavarda@gmail.com

Marcia Zanievicz SILVA (FURB) - Brasil
E-mail: marciaza@gmail.com

Juliana Constâncio NASCIMENTO (FURB) - Brasil
E-mail: jcbrida@hotmail.com

Cleyson MARCOS (FURB) - Brasil
E-mail: cleyson.contabilidade@gmail.com

O objetivo dessa pesquisa foi analisar a relação da cultura organizacional e práticas orçamentárias com a estratégia de empresas brasileiras. Realizou-se uma pesquisa quantitativa, por meio de uma survey com respondentes localizados no linkedin nos cargos de controller, gerente financeiro, gerente de custos e gerente administrativo. A análise foi realizada por meio do teste estatístico de correlação de Spearman. Diante dos resultados, a classificação dos respondentes na estratégia genérica de Porter (1991) se concentrou na estratégia de liderança em preço (custos). Foi possível identificar uma relação entre algumas das dimensões culturais e as práticas orçamentárias com as estratégias de liderança em preço (custos) e de diferenciação. Com isso, as empresas classificadas nessa pesquisa baseiam suas atividades voltadas em manter a sua eficiência operacional, o que relaciona essa prática à sua estratégia.

Palavras-Chave:Cultura Organizacional, Práticas orçamentárias, Estratégia.


INFLUÊNCIA DA INFORMAÇÃO DO CUSTO TOTAL NA TOMADA DE DECISÃO DE AQUISIÇÃO DE AUTOMÓVEIS

Lana de Abreu BATISTA SILVA (UFG) - Brasil
E-mail: lanababreu@gmail.com

Júlio Orestes da SILVA (UFG) - Brasil
E-mail: orestesj@gmail.com

O mercado automobilístico brasileiro é um dos mais aquecidos do mundo, o que gera um mercado ativo e permite discutir o aperfeiçoamento de técnicas para tomada de decisão do consumidor em um ambiente repleto de opções de aquisição. Assim, o objetivo da pesquisa foi verificar a influência da informação de Custo Total para o Consumidor (CTC) na decisão de aquisição de automóveis. Para o desenvolvimento do trabalho foi construído um experimento no qual, foi estimado o CTC de quatro veículos para uma vida útil estimada em 5 anos. A amostra final contou com 330 estudantes, formando dois grupos: controle (sem a informação de CTC) e experimental (com a informação de CTC). Para a análise de dados foi utilizada a regressão logística multinomial. A análise experimental permitiu identificar que o indivíduo que tem a informação de CTC tende a fazer uma escolha distinta do que não tem. No grupo de controle identificou-se que o consumidor, coloca como artefato preponderante para escolha o custo/benefício atribuído por ele ao automóvel, o que é específico para cada indivíduo que realiza a decisão. Conclui-se que, quando o indivíduo possui a informação de CTC, ele tende a optar pela opção de menor valor final. Visto que, a escolha pelo modelo Gol feita no grupo experimental é menor se comparado ao grupo de controle. Enquanto o modelo Ônix domina as escolhas no grupo experimental, o que não ocorre no grupo de controle.

Palavras-Chave:Automóveis. Custo Total para o Consumidor. Experimento. Regressão Logística Multinomial. Tomada de Decisão.


INFLUÊNCIA DOS FATORES CONTINGENCIAIS NOS NÍVEIS DE UTILIZAÇÃO E DE IMPORTÂNCIA ATRIBUÍDA À PLANILHA DE CUSTOS POR PEQUENAS EMPRESAS COMERCIAIS

Rodney WERNKE (UNISUL) - Brasil
E-mail: rodney.wernke@unisul.br

Ivone JUNGES (UNISUL) - Brasil
E-mail: ivone.junges@unisul.br

O artigo relata pesquisa que objetivou identificar os níveis de utilização e de importância atribuída às planilhas de custos e respectivas informações pelos gestores de pequenas empresas comerciais sediadas na microrregião da Amurel (sul de S. Catarina), se levados em conta determinados fatores contingenciais. Para tanto, foi empregada metodologia descritiva, com abordagem quantitativa e coleta de dados por intermédio de sondagem (survey). Após revisão da literatura que priorizou pesquisas recentes com enfoque assemelhado, foram apresentadas as principais características das 94 pequenas empresas comerciais participantes do estudo. Em seguida, foram evidenciados os dados coligidos, segregando-os conforme os fatores contingenciais considerados. Com isso, foi possível estabelecer “perfis” dos gestores associáveis aos níveis de utilização e da importância imputada à planilha de custos, bem como em relação às principais informações provenientes desse instrumento gerencial. Ainda, foi apurada a correlação dos coeficientes pelo Teste de Spearman, que constatou que há uma correlação estatisticamente significativa do grau de escolaridade do gestor com a utilização da planilha de custos, com a importância atribuída à planilha de custos, com as informações relacionadas ao custo de compra e à determinação do preço de venda. Contudo, entre os demais fatores contingenciais e tipos de informações não foram apuradas correlações relevantes.

Palavras-Chave:Fatores contingenciais. Planilha de custos. Pequenas empresas comerciais.


INVENTORY MANAGEMENT AND PERFORMANCE OF BRAZILIAN FIRMS (2010-2016)

Guilherme FREITAS CARDOSO (UFU) - Brasil
E-mail: gui-freitas@hotmail.com

Dannie Delanoy CARR QUIRÓS (UFU) - Brasil
E-mail: carr.dannie@gmail.com

Guilherme Santos SOUZA (UFU) - Brasil
E-mail: guilhermessantos042@gmail.com

LUCIANO FERREIRA CARVALHO (UFU) - Brasil
E-mail: lucianofc1906@gmail.com

Kárem Cristina de Sousa RIBEIRO (FAGEN/UFU) - Brasil
E-mail: kribeiro@ufu.br

The inventory management faces a trade-off which affects firms in the relationship between maintaining high inventories and decreasing the probability of stock-outs or keeping inventory levels lower and applying the excess cash to other investments. Thus, this paper will investigate the relationship that exists between inventory management and performance between-financial Brazilian firms listed in the BM&FBovespa from 2010 to 2016. Inventory is not a relevant factor in the revenues of all the firms of the initial sample. The sample is refined through a simple linear regression to only comprise firms with a significant relationship between inventory and revenue. The results indicate that the model which considers Tobin’s Q measurement of performance shows that there is no relationship between inventory and performance. However, a robustness check was done using the ROA to measure the performance and in this scenario, there is a statistically inverted U-shaped relation between the profitability, the net trade cycle and its square. This means that H1 and H2 would be confirmed and from these results the study found an optimal level of 244.87 days. These findings have relevant practical guidelines to the Brazilian firms and researchers in the analysis of the performance related to the net trade cycle, which it can be suggested that the Brazilian shareholders are not concerned about internal factors, as the inventory management, but if the firm is being managed profitable.

Palavras-Chave:Inventory Management. Performance. Turning Point.


LA GESTIÓN ESTRATÉGICA DE COSTOS: ABC, ABM Y LA NECESIDAD DE OTRAS CLASIFICACIONES DE COSTOS PARA LA TOMA DE DECISIONES

Ana Maria GOLPE (UdelaR) - Uruguai
E-mail: anagolpe@adinet.com.uy

El gerenciamiento estratégico de costos (GEC) considera a los costos teniendo en cuenta los temas estratégicos en forma explícita. Está compuesto de tres análisis básicos: 1) análisis de la cadena de valor; 2) análisis del posicionamiento estratégico, y 3) análisis de las causales de costos. La cadena de valor divide a las instituciones en actividades, por eso se entiende que la metodología ABC (Costeo Basado en Actividades, traducido del inglés) es un sistema apropiado. El ABC alcanza sus objetivos a través de dos subsistemas complementarios: ABM operativo y estratégico. El objetivo de este trabajo es reflexionar acerca de la aplicabilidad de la GEC con el sistema ABC – ABM y si es necesario considerar, o no, algunas otras clasificaciones antes de tomar decisiones. Para ello, se toman algunas actividades de una rentadora de vehículos de la República Oriental del Uruguay. Luego de aplicar la metodología ABC – ABM y la clasificación de los costos, de acuerdo al volumen en costos fijos o variables y considerando la existencia de capacidades ociosas, se entendió que es necesario ampliar las clasificaciones, para poder tomar una decisión de forma más racional. La metodología aplicada consistió en una revisión bibliográfica sobre los conceptos teóricos. Luego se procedió a realizar entrevistas sobre el funcionamiento de la empresa rentadora y se obtuvieron algunos datos numéricos que finalmente se elaboraron.

Palavras-Chave:Gestión estratégica de costos. ABC. Toma de decisiones.


MIX DE PRODUTOS COMO INSTRUMENTO DECISÓRIO: TERCEIRIZAR OU NÃO TERCEIRIZAR AS ATIVIDADES E PRODUTOS DE ALIMENTAÇÃO DE UM RESTAURANTE

Carlos Roberto VALLIM (UFES-FGV/EBAPE) - Brasil
E-mail: vallim.ufes@gmail.com

Jacirene Damasceno CARDOSO (Faesa) - Brasil
E-mail: jalcardoso@ideembc.com

Maria da Penha Broedel Lopes VALLIM (FAESA) - Brasil
E-mail: mpbvallim@gmail.com

Martha Cardoso VALENTIN DE SÁ (FAESA) - Brasil
E-mail: marthacvalentin@gmail.com

O objetivo principal da pesquisa foi utilizar o custeio variável de mix de produtos em um restaurante, identificar as contribuições e por método comparativo decidir qual a melhor opção: terceirizar ou não terceirizar as atividades e produtos de alimentação de um restaurante. A metodologia utilizada foi um estudo de caso quali-quanti com pesquisa de campo, dados coletados através dos relatórios de controle interno da empresa, acompanhamento dos processos internos, e entrevistas não estruturadas com proprietários, terceirizados e colaboradores. O mix de produtos com seu conjunto de análise foi aplicado em um restaurante, em específico na atividade de alimentação para comparar e identificar qual a melhor opção: terceirizar ou não terceirizar às atividades de alimentação do restaurante. Os achados da pesquisa contribuíram para que os proprietários da empresa pudessem conhecer, praticar, analisar, utilizar as informações de gestão de custos, e identificar a melhor sobre terceirização. Neste sentido, se conclui que a aplicação e análise de mix de produtos proporcionou avanços no planejamento, controle e gestão de custos da empresa pesquisada; e serviu para auxiliar os proprietários no processo decisório ao permitir identificar que a melhor opção para a forma de gestão do restaurante foi a terceirização das atividades de alimentação, pois na maioria dos indicadores analisados os resultados foram superiores. Portanto, o problema de pesquisa foi respondido de forma adequada e o objetivo alcançado por meio dos resultados descritos nas diversas tabelas no texto.

Palavras-Chave:Mix de produtos. Custeio variável. Terceirização.


NÍVEIS DAS PRÁTICAS DE CONTABILIDADE GERENCIAL NO COOPERATIVISMO AGROINDUSTRIAL

Luciano Gomes dos REIS (UEL) - Brasil
E-mail: lucianoreis@uel.br

Marcelo Resquetti TARIFA (UEL) - Brasil
E-mail: marcelotarifa@hotmail.com

Lauro Brito de ALMEIDA (UFPR) - Brasil
E-mail: gbrito@uol.com.br

O objetivo dessa pesquisa foi investigar os níveis de adoção e práticas de contabilidade gerencial nas cooperativas agroindustriais paranaenses. O setor do agronegócio brasileiro apresentou taxa acumulada de crescimento de 4,28% no período de janeiro a outubro de 2016, evidenciando a sua importância na retomada do crescimento econômico do Brasil. A população investigada é composta de 64 cooperativas agropecuárias paranaenses. A pesquisa é alinhada aos estudos Abdel-Kader e Luther (2008) e Guerreiro et al.(2011), cujos questionários foram adaptados para esse estudo. Aos potenciais respondentes foi enviado um link e retornaram 38 questionários válidos. Os dados coletados foram tratados utilizando estatística descritiva - médias, variância e desvio padrão. Na amostra pesquisada 58,6% das cooperativas agropecuárias empregam até 100 funcionários. As demais respondentes, 13,5% até 500, 5,4% até 1000 e 21,6% até 3000 colaboradores. Os achados de desse estudo estão alinhados com os de alguns estudos anteriores no que tange a adoção e uso de práticas de contabilidade mais tradicionais. A maioria das cooperativas agropecuárias paranaenses pesquisada utilizam em grau mais elevados as práticas de contabilidade gerencial listadas nos estágios evolutivos 1 e 2 do IFAC (1998), porém com utilização também de algumas práticas dos estágios 3 e 4. Com relação as ferramentas mais contemporâneas como custeio alvo, Economic Value Added (EVA) e o Balanced Scorecard (BSC) os achados sugerem baixo grau adoção e utilização. Portanto, os achados desse estudo sugerem que ainda há um paradoxo entre o conjunto de ferramentas disponibilizadas na literatura e as efetivamente praticadas pelas organizações.

Palavras-Chave:Práticas, Contabilidade gerencial, Cooperativismo agroindustrial


O USO DO CUSTEIO ABC PARA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA EM UM LABORATÓRIO DE ANÁLISES AMBIENTAIS

Renan ROZENG DE SOUZA (UNESC) - Brasil
E-mail: renan.rozeng@gmail.com

Eduardo TRAMONTIN CASTANHA (UNESC) - Brasil
E-mail: eduardo_tramontin@hotmail.com

Januário José MONTEIRO (UNESC) - Brasil
E-mail: januariomonteiromonteiro@gmail.com

Carolina Citadin MILANEZE (UNESC) - Brasil
E-mail: carolcmilaneze@hotmail.com

Andréia CITTADIN (UNESC) - Brasil
E-mail: zerobertods@gmail.com

O método de custeio ABC é uma ferramenta relevante para geração de informações que subsidiam a tomada de decisão e a formação do preço de venda de bens ou serviços, principalmente para as empresas prestadoras de serviços por apresentarem maiores dificuldades em apurar os custos. Com isso, o objetivo geral desse estudo consiste em utilizar o custeio ABC para a formação de preço de vendas na prestação de serviços do seguimento laboratorial de análises físico-químicas para estudos ambientais. Para tanto, se fez uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, mediante estudo de caso e pesquisa documental. Os resultados apontam que: a) a prestação de serviços desse laboratório apresentou gastos indiretos na razão de 86% dos recursos totais; b) os recursos mais representativos referem-se à mão de obra, que corresponde a 85% dos gastos totais; c) a atividade que apresenta maiores custos foi planejar as amostragens; e d) o serviço que tem custo mais elevado é o Monitoramento de PTS. Os preços de vendas praticas pelo laboratório referente aos serviços da matriz 1 são superiores aos calculados com base no custeio ABC, com exceção para o serviço de análise de determinação de CO. Os preços de vendas praticados para os serviços da matriz 2, exceto para a avaliação de ruído, ficaram abaixo dos valores sugeridos no estudo. Conclui-se que esse laboratório tem seus maiores gastos relacionados à mão de obra e que o método de custeio ABC é uma ferramenta adequada para o reconhecimento dos custos nesse seguimento.

Palavras-Chave:Gestão de Custos, Método de Custeio ABC, Laboratório de Análises Ambientais.


O USO DO CUSTEIO VARIÁVEL PARA GESTÃO DE UMA VINÍCOLA CATARINENSE

Patricia MENDES CUNHA (UNESC) - Brasil
E-mail: patriciageracaophn@hotmail.com

Januário José MONTEIRO (UNESC) - Brasil
E-mail: januariomonteiromonteiro@gmail.com

Eduardo TRAMONTIN CASTANHA (UNESC) - Brasil
E-mail: eduardo_tramontin@hotmail.com

Manoel Vilsonei MENEGALI (UNESC) - Brasil
E-mail: mvm@unesc.net

Adriana Carvalho Pinto VIEIRA (UNESC) - Brasil
E-mail: dricpvieira@gmail.com

Andréia CITTADIN (UNESC) - Brasil
E-mail: zerobertods@gmail.com

A gestão de custos é importante para a manutenção e crescimento das organizações, pois oportuniza a redução dos gastos e gera informações para a tomada de decisão, fatores que contribuem para melhoria de resultados. Porém, de modo geral, os empreendimentos agrícolas não utilizam ferramentas gerenciais e em alguns os gestores preocupam-se mais com o trabalho produtivo, deixando de lado os assuntos administrativos da empresa. Nesse contexto, este estudo tem por objetivo analisar os resultados obtidos mediante a aplicação do custeio variável em uma vinícola localizada no sul de Santa Catarina. Para tanto, fez-se uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa, por meio de estudo de caso, pesquisa documental e entrevista. Verificou-se que os gastos fixos da vinícola são elevados e esta não alcançou o ponto de equilíbrio em 2016. Observou-se, também, que a organização precisa reavaliar os custos de alguns produtos, pois sua produção não é vantajosa, apresentando margem de contribuição negativa. Com base nos dados projetados para os anos de 2017, 2018 e 2019 verificou-se que mesmo com a possibilidade de alteração do regime tributário do Lucro Presumido para o Simples Nacional nos dois últimos anos e aumento do preço de venda e quantidade vendida, a empresa não obterá lucro. Conclui-se que os gestores precisam redefinir as estratégias organizacionais para expandir as vendas e, consequentemente, aumentar sua margem de contribuição e/ou reduzir seus gastos fixos para que a organização se mantenha atuante no mercado.

Palavras-Chave:Gestão de custos. Planejamento e controle de custos. Análise custo/volume/lucro.


POTENCIAIS INDÚSTRIAS CONSIDERADAS INOVADORAS PARA FINS DE UTILIZAÇÃO DOS INCENTIVOS FISCAIS À INOVAÇÃO TECNOLÓGICA DA LEI DO BEM

Emanoela FERNANDES DA SILVA (UNISUL) - Brasil
E-mail: manufernandessilva@hotmail.com

Dalci Mendes ALMEIDA (UNISUL) - Brasil
E-mail: dalci.almeida@unisul.br

Antonio Cezar BORNIA (UFSC) - Brasil
E-mail: cezar.bornia@gmail.com

A inovação tecnológica tem se tornado um dos fatores essenciais para o desenvolvimento e melhoramento de novos produtos e/ou serviços e, consequentemente, para a competitividade das empresas no mercado. Neste sentido, esta pesquisa objetiva identificar potenciais indústrias catarinenses do segmento de plásticos consideradas inovadoras para fins de utilização dos incentivos fiscais à inovação tecnológica da Lei do Bem. A pesquisa classifica-se como descritiva em relação aos objetivos, de levantamento no que se refere aos procedimentos e quantitativa em relação à abordagem do problema. Como técnica de coleta de dados, utilizou-se um questionário, que foi aplicado às empresas do ramo de produtos de matérias plásticas associadas à Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). A população é composta por 119 indústrias e a amostra, por 31 empresas que responderam o questionário. Os achados da pesquisa apontam que 61,3% são empresas de pequeno porte. Entretanto, 87,1% são tributadas pelo Lucro Real e Lucro Presumido. As principais inovações são incrementais, o que representa 83,9% das empresas estudadas e ocorre predominantemente em produto e processos existentes. As empresas compreendem inovação como estratégia essencial para a geração de vantagens competitivas e 77,4% possuem projetos inovadores. Conclui-se que, existem potenciais empresas catarinenses consideradas inovadoras para fins de utilização dos incentivos fiscais à inovação tecnológica da Lei do Bem.

Palavras-Chave:Inovação tecnológica. Pesquisa e desenvolvimento. Lei do bem.


PRÁTICAS DE GESTÃO DE CUSTOS NAS INDÚSTRIAS SALINEIRAS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Lailson da Silva REBOUÇAS (UERN) - Brasil
E-mail: lailson15@hotmail.com

Erika Maia ROCHA (UERN) - Brasil
E-mail: erika_12k@hotmail.com

Wênyka Preston Leite Batista da COSTA (UERN) - Brasil
E-mail: wenykapreston@hotmail.com

Jandeson Dantas da SILVA (UERN) - Brasil
E-mail: jandeson.dantas@hotmail.com

Sergio Luiz Pedrosa SILVA (UERN) - Brasil
E-mail: sergiopedrosa@uern.br

Ítalo Carlos SOARES DO NASCIMENTO (UFC) - Brasil
E-mail: italocarlos25@gmail.com

Aplicar recursos no emprego de novas formas de desenvolvimento e produção de produtos ou serviços, que sejam rentáveis e não produzam excessiva utilização de valores, tornou-se um dilema nas organizações. Conciliando tais práticas ao segmento industrial salineiro, foco desse estudo, pode-se proporcionar à empresa diversas vantagens, desempenho dos métodos de custeio e tomada de decisão, o que posteriormente se configurará em um diferencial competitivo. Destarte, o estudo tem como objetivo identificar as práticas da gestão de custos utilizadas pelas indústrias salineiras no Estado do Rio Grande do Norte. Quanto à metodologia, trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo e de natureza quantitativa, utilizando-se de técnicas da estatística descritiva e análise fatorial, e tendo como procedimento técnico a aplicação de um survey à uma amostra de vinte e duas indústrias salineiras do Estado do Rio Grande do Norte. Os resultados apontaram a busca por aperfeiçoamento em suas práticas de gestão de custos através das escolhas, acompanhamento, planejamento e análise dos custos envolvidos nas operações, destacando-se a adoção do método de custeio padrão. Além disso, quanto ao posicionamento estratégico, de uma maneira geral, destaca-se a diferenciação do produto nas empresas analisadas. Por meio do procedimento estatístico análise fatorial, foi possível apontar quanto aos propósitos da contabilidade de custos nas empresas salineiras, reduzindo-se as variáveis nos seguintes fatores: planejamento, controle e tomada de decisão.

Palavras-Chave:Contabilidade de custos. Gestão de custos. Estratégia.


PRODUÇÃO DE FLORES TROPICAIS: UMA ANÁLISE ECONÔMICA NA AGRICULTURA FAMILIAR EM MATO GROSSO

Josiane Silva COSTA DOS SANTOS (UNEMAT) - Brasil
E-mail: josiane.santos@unemat.br

Cleci GRZEBIELUCKAS (UNEMAT) - Brasil
E-mail: cleci@unemat.br

André SOCOLOSKI (UNEMAT) - Brasil
E-mail: andresocoloski@gmail.com

Raimundo Cunha FRANÇA (UNEMAT) - Brasil
E-mail: raimundofranca@gmail.com

A floricultura tropical tem ganhado espaço na produção do estado de Mato Grosso, por possuir características como resistência, formas variadas, cores vibrantes além de espécies nativas no estado, sendo uma alternativa para agricultores familiares. O objetivo do estudo foi analisar a viabilidade econômica da produção das flores tropicais alpínia (Alpínia purpurata), bastão do imperador (Etlingera elatior) e helicônia (Heliconia) em uma propriedade rural de Mato Grosso. Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, e teve como instrumentos de coleta roteiro estruturado, entrevistas semi-estruturadas e observação direta. As ferramentas de análise foram Valor Presente Líquido (VPL), a Taxa Interna de Retorno (TIR) e o Tempo de Retorno do Capital (Payback). A Taxa Mínima de Atratividade (TMA) foi 11,15% a.a. A análise foi com base em um hectare de terra, baseada na produção de um ano e simulando diferentes cenários no período de 10 anos. Os resultados indicaram que as três espécies são viáveis economicamente, com destaque para o bastão do imperador que teve maior produção no período e consequentemente VPL e TIR superiores em relação a alpínia e a helicônia.

Palavras-Chave:Viabilidade econômica. Floricultura tropical. Custos.


REFLEXOS DOS CONTROLES DE GESTÃO NO PLANEJAMENTO TRIBUTÁRIO: UM ESTUDO EM UMA PEQUENA EMPRESA INDUSTRIAL

Jádina FRATONI REDIVO (UNISUL) - Brasil
E-mail: jadinaredivo@gmail.com

Dalci Mendes ALMEIDA (UNISUL) - Brasil
E-mail: dalci.almeida@unisul.br

Ilse Maria BEUREN (UFSC) - Brasil
E-mail: ilse.beuren@gmail.com

Este estudo objetiva identificar os reflexos dos controles de gestão no planejamento tributário de uma empresa industrial de pequeno porte. Para tal, uma pesquisa exploratória com abordagem qualitativa foi realizada em uma pequena empresa industrial, que tem como atividades a fabricação de bens, a industrialização por encomenda e a manutenção de equipamentos. A coleta de dados foi realizada em documentos fornecidos pela empresa de serviços contábeis, além de uma entrevista direta com a sócia administradora, responsável pela administração da empresa objeto de estudo. Os resultados da pesquisa demonstram que os controles de gestão, no caso, o controle de ativo fixo, o controle de contas a receber, o controle de estoques, o controle de custos e o controle de demonstração do resultado, quando estruturados adequadamente, permitem um planejamento tributário de modo a obter economias tributárias para a empresa. Conclui-se com a parcimônia requerida em função da delimitação do estudo de caso, que os controles de gestão se refletem no planejamento tributário, possibilitando a redução da carga tributária. Todavia, as análises limitam-se a empresas que podem optar entre diferentes formas de tributação, mas os achados instigam investigar se esse planejamento é realizado nas pequenas empresas com essa condição.

Palavras-Chave:Controles de Gestão. Planejamento Tributário. Pequenas empresas.


RELAÇÃO ENTRE OS CUSTOS DE UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO E O REEMBOLSO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE - SUS

Rafaela VIEIRA SANTOS (UFSC) - Brasil
E-mail: rafaelavsantos@msn.com

Altair BORGERT (UFSC) - Brasil
E-mail: altair@borgert.com.br

Eduardo Augusto BORGERT (UFSC) - Brasil
E-mail: pfgdudu@hotmail.com

A área da saúde pública não visa lucro, mas sim um equilíbrio de suas contas públicas. Assim, se observa a importância da gestão dos custos à medida que o reembolso é propenso a ficar cada vez mais escasso, principalmente em hospitais universitários, onde tendem a ter um maior custo por ser também um local de ensino. Com isso, no mundo há diversas formas de reembolso de forma a melhor se adequar aos custos das organizações, como por exemplo o Diagnosis-Related Groups (DRG) encontrado em países de alta renda da Europa e nos Estados Unidos. Já no Brasil, há o um sistema de pagamento baseado na Tabela de Procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS), contudo verifica-se uma ausência de reajustes na mesma. Desta maneira, o presente estudo tem como objeto o Hospital Universitário Professor Polydoro Ernani de São Thiago (HU-UFSC), com o objetivo de verificar se a forma de reembolso atual do SUS se adequa aos custos de um hospital público de ensino. Para atingir o objetivo, foram coletados os dados dos custos do hospital e das receitas provenientes do SUS, durante os anos 2011 a 2016, e verificar sua relação. Os resultados apontam que os valores reembolsados por cada procedimento e o seu respectivo custo possuem forte associação, no entanto sua magnitude não é proporcional, pois há insuficiência dos recursos provenientes do SUS para cobrir os custos, onde sua receita representa menos de 10% do custo necessário para realizar as atividades.

Palavras-Chave:Reembolso hospitalar. Custo hospitalar. Sistema Único de Saúde. Diagnosis-Related Groups (DRG).


REMUNERAÇÃO POR DESEMPENHO NO FUTEBOL BRASILEIRO: UM ESTUDO EXPLORATÓRIO COM EXECUTIVOS DE FUTEBOL

Rafael Luis PESSIN (UNISINOS) - Brasil
E-mail: rafaelpessin@outlook.com

Carlos Alberto DIEHL (Unisinos) - Brasil
E-mail: cd@unisinos.br

A remuneração por desempenho (RPD) no futebol brasileiro tem despertado crescente interesse dos clubes em função da sua capacidade de motivar os jogadores e equilibrar a folha de pagamento. No entanto, embora a prática seja oportuna aos clubes do país, a sua adoção no Brasil tem enfrentado algumas resistências. Como forma de explorar este problema, o presente estudo busca analisar a estrutura da remuneração por desempenho no futebol brasileiro. A partir de então, os resultados são apreciados sob o enfoque das dimensões culturais de Hofstede (1983, 1991), avaliando àqueles que correspondem ou não aos valores dos jogadores inseridos na cultura brasileira. Para atingir o objetivo proposto, foi realizada uma survey com 35 executivos de futebol afiliados a Associação Brasileira de Executivos de Futebol (ABEX). Os resultados, de forma geral, demonstram haver grupos de executivos com percepções heterogêneas sobre a configuração da remuneração por desempenho. Estas diferenças foram especialmente perceptíveis quanto ao fator relacionado à adoção da RPD. Dentre os agrupamentos formados, entretanto, não foi possível identificar um conjunto com percepções plenamente consistentes com as características culturais brasileiras.

Palavras-Chave:Remuneração por desempenho. Futebol. Cultura nacional.


SIMULAÇÃO DE CUSTOS NA GESTÃO DE RISCOS DE ACIDENTES DE TRABALHO

Marino Luiz EYERKAUFER (UDESC) - Brasil
E-mail: marino.luiz@udesc.br

Ernani Augusto BONFANTE (UDESC) - Brasil
E-mail: ernani_bonfante@hotmail.com

Lara Fabiana DALLABONA (UDESC) - Brasil
E-mail: lara.dallabona@udesc.br

Valkyrie Vieira FABRE (UDESC) - Brasil
E-mail: valfabre@bol.com.br

Acidentes acompanham o trabalho das empresas desde os primórdios, ainda que nas últimas décadas houvesse um esforço por parte dos órgãos reguladores e as empresas em ampliar a segurança no trabalho, com vistas à diminuição das estatísticas de acidentes ainda alarmantes em nosso país, cujas consequências atingem as empresas, os funcionários e seus familiares, à economia da nação, de um modo geral a toda sociedade. A literatura parece unanime quanto aos benefícios dos investimentos em segurança, mas têm-se observado uma lacuna quanto à composição desse investimento – onde investir e quanto investir – além da mensuração desse desembolso. Neste sentido, o estudo tem por objetivo desenvolver uma ferramenta de simulação para custos que serão classificados em custos de prevenção, mitigação, preparação, resposta e recuperação em gestão de riscos do trabalho. Trata-se de uma pesquisa descritiva, com abordagem qualitativa de dados, que além de apresentar um instrumento de simulação, oferece sua validação por meio de um estudo de caso. O desenvolvimento do instrumento traz em sua essência contribuições singulares, inicialmente adaptando uma metodologia de gestão de riscos, normalmente empregada no gerenciamento de riscos e desastres, para a gestão de riscos de acidentes de trabalho, bem como a simulação de custos que permite ao gestor equilibrar seus investimentos em cada fase do ciclo de gestão proposto. Conclui-se que todo investimento na prevenção, mitigação e preparação é infinitamente melhor que os investidos na resposta e recuperação, pois trata-se de dor e vida poupada além de recursos econômicos.

Palavras-Chave:Gestão de riscos. Riscos de trabalho. Gestão de custos. Ciclo de gestão.


SUSTENTAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA DE ATIVIDADES GASTRONÔMICAS: UM ESTUDO DE CASO

Jonas Adriel DOS SANTOS (UFSM) - Brasil
E-mail: jonasadrieldossantos@gmail.com

Marivane Vestena ROSSATO (UFSM) - Brasil
E-mail: marivane@smail.ufsm.br

Estabelecimentos que exercem mais de uma atividade na área gastronômica apresentam uma vasta gama de insumos consumidos, ao passo que, a contabilidade apresenta poucos estudos no auxílio à prática de mensuração do que cada atividade contribui para a sustentabilidade econômica e financeira da entidade como um todo. Contudo, este estudo objetivou avaliar a sustentabilidade econômico-financeira das atividades de restaurante e pizzaria de um estabelecimento no ano de 2015, no município de Venâncio Aires - RS. Além disso, buscou-se apurar a margem de contribuição do restaurante e da pizzaria e o ponto de equilíbrio para mais de uma atividade. Trata-se de uma pesquisa descritiva e de natureza qualitativa. O estudo fez uso da análise de conteúdo, da pesquisa documental, do levantamento, da observação e constituiu-se em um estudo de caso. Os principais resultados do estudo evidenciaram uma margem de contribuição mensal de R$ 27.205,89 para o restaurante e R$ 42.871,73 para a pizzaria. O ponto de equilíbrio para mais de uma atividade resultou em um montante de 2.565,52 quilos de refeição e 4.051 rodízios de pizzas. Já o ponto de equilíbrio financeiro, para mais de uma atividade, de 2.470,26 quilos de refeição servida e 3.951 rodízios de pizza. Concluiu-se que ambas as atividades são importantes para a sustentação econômico-financeira do estabelecimento, com destaque para a pizzaria.

Palavras-Chave:Ponto de equilíbrio. Gastronomia. Margem de contribuição.


TECNOLOGIA, TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E PRÁTICAS GERENCIAIS DE MENSURAÇÃO DE DESEMPENHO: UM ESTUDO EM ONGS BRASILEIRAS

Alan Santos de OLIVEIRA (UFPB/UNIPE) - Brasil
E-mail: asoalansantos@gmail.com

Antônio André Cunha CALLADO (UFRPE) - Brasil
E-mail: andrecallado@yahoo.com.br

O objetivo do estudo foi analisar a significância das associações entre Tecnologia e Tecnologia da Informação com as práticas gerenciais de mensuração de desempenho em Organizações Não Governamentais (ONGs) brasileiras. Para tanto, realizou-se um estudo de campo e exploratório-descritivo, através de uma survey por correspondência, nas organizações nacionais listadas na Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (ABONG). Assim, foi selecionado um conjunto de variáveis estruturais divididas em dois blocos fundamentais: a) Tecnologia e Tecnologia da Informação (TI); b) práticas de planejamento de desempenho e práticas de medição de desempenho. Para o processo de análise de resultados das associações, utilizou-se o coeficiente de correlação de Spearman, considerando estatisticamente significantes aqueles com níveis de 99% (p= 0,01). Os principais resultados das associações entre práticas de mensuração de desempenho e o fator contingencial tecnologia, revelaram várias correlações positivas e estatisticamente significativas com planejamento de desempenho, metas de desempenho, indicadores de desempenho, instrumentos de coleta de dados e, por fim, recompensas e sanções. Por sua vez, o fator contingencial TI evidenciou algumas correlações positivas e estatisticamente significativas com as seguintes práticas: planejamento de desempenho, indicadores de desempenho e recompensas e sanções. Logo, sugere-se que os fatores contingenciais TI e, principalmente, tecnologia influenciam positivamente na utilização de práticas gerenciais de mensuração de desempenho.

Palavras-Chave:Tecnologia. Tecnologia da informação. Práticas gerenciais. Mensuração de desempenho. ONGs.


TRADE-OFF RISCO/RETORNO NA POLÍTICA DE FINANCIAMENTO DO ATIVO CIRCULANTE – ANÁLISE DA SITUAÇÃO DA NATURA S.A.

Adail Marcos LIMA DA SILVA (UFCG) - Brasil
E-mail: adail.marcos@hotmail.com

Abdinardo Moreira Barreto de OLIVEIRA (UTFPR) - Brasil
E-mail: abdinardom@utfpr.edu.br

Ana Maria LIMA DA SILVEIRA (UEPB) - Brasil
E-mail: ana.lima.silveira@gmail.com

O tradicional trade-off risco/retorno se impõe como um dos principais temas da teoria pertinente à gestão do capital de giro das empresas. Uma das perspectivas de análise atribui tal conflito ao desencadeamento de duas consequências do aumento do capital circulante líquido, ambas identificadas nos arrefecimentos do risco e da rentabilidade. Estudos empíricos mostram configurações contrárias ao conflito, abrindo espaço à realização de novas pesquisas. De acordo com o exposto, este trabalho tem como objetivo esclarecer se na gestão da política de financiamento do ativo circulante da empresa Natura S.A. manifesta-se o tradicional trade-off risco/retorno, exatamente como prega a teoria clássica. Os medidores de desempenho liquidez corrente e retorno sobre o capital próprio representaram, respectivamente, as variáveis risco e retorno; com dois históricos de 30 trimestres, um para cada variável, métodos quantitativos permitiram realizar a investigação proposta; da estatística descritiva e inferencial, sumários numéricos, sumários gráficos e intervalo de confiança; da estatística não paramétrica, regressão monotônica e os testes de correlação por postos Spearman e Kendall. Os resultados sustentam graus de incerteza diferentes às duas amostras; enquanto a liquidez corrente se manteve menos volátil ao longo do tempo (amostra homogênea), o mesmo não se repetiu com o retorno sobre o capital próprio (amostra heterogênea). Por fim, os testes de correlação e a regressão monotônica asseguram total ausência de relação entre liquidez e rentabilidade no período, conferindo à Natura S.A. situação oposta em face da teoria clássica da gestão do capital de giro, justamente por não apresentar trade-off risco/retorno na sua política de financiamento do ativo circulante.

Palavras-Chave:Capital de Giro. Política de Financiamento. Trade-Off Risco/Retorno.


UM ESTUDO BIBLIOMÉTRICO A RESPEITO DO USO DOS CUSTOS COMO FERRAMENTA PARA O PLANEJAMENTO, CONTROLE E APOIO A DECISÕES, NO CONGRESSO BRASILEIRO DE CUSTOS

Francieide Serafim DE ALMEIDA (UFERSA) - Brasil
E-mail: francieide18@hotmail.com

Thaiseany de Freitas RÊGO (UFERSA) - Brasil
E-mail: thaiseany@hotmail.com

Alexsandro Gonçalves da Silva PRADO (UFERSA) - Brasil
E-mail: alexsandro.prado@ufersa.edu.br

O presente artigo se propôs a mapear as características das contribuições científicas do Congresso Brasileiro de Custos (CBC), para a temática “Custos como ferramenta para o planejamento, controle e apoio a decisões”. Para tanto, fez uso da análise bibliométrica e dos aspectos metodológicos adotados nos estudos publicados de 2011 a 2015, o que resultou em uma amostra com 363 artigos científicos. Dentre os pontos abordados, destaca-se o levantamento dos métodos, abordagens metodológicas, estratégias de pesquisa, recorte temporal, tipo de dado, técnica de coleta, objeto de análise (população e amostra) e tipo de avaliação, bem como a construção de redes de cooperação entre autores e instituições. Com a coleta de dados, observa-se que predomina estudos que adotam o método estatístico (25,62%), se utilizam da abordagem empírica (50,68%) e da estratégia descritiva (31,94%). No que concerne ao recorte temporal, prevalece o transversal (78,79%) e o uso de dados de origem primária (87,41%). Quanto às técnicas de coleta sobressai o uso do checklist (32,51%), contata-se também que os autores preferem fazer uso do levantamento populacional (63,36%) e da análise qualitativa (66,12%). No que concerne às redes de autores, observa-se que a autora ORO se destaca por estabelecer laços de pesquisa com outros 10 (dez) autores. Já quanto às redes de cooperação institucionais, constata-se que a FURB estabelece laços com outras 12 (doze) IES, o que se justifica pelo número de programas de pós-graduação e volatilidade de discentes advindos de outras instituições.

Palavras-Chave:Bibliometria. Custos como ferramenta de planejamento. Custos como ferramenta de controle. Custo como ferramenta de apoio à decisão.


UTILIZAÇÃO COMBINADA DO UEP E DA TOC EM UMA INDÚSTRIA FITNESS

Nilton CEZAR CARRARO (UFMS) - Brasil
E-mail: nilton.carraro@ufms.br

Marco Aurélio Batista DE SOUSA (UFMS) - Brasil
E-mail: mcbsousa7@hotmail.com

Silvio Paula RIBEIRO (UFMS) - Brasil
E-mail: spribeiro@hotmail.com

Viviane da Costa FREITAG (UNISINOS) - Brasil
E-mail: vivifreitag@gmail.com

Fladimir Fernandes dos SANTOS (UNIPAMPA) - Brasil
E-mail: fladimirfernandes@gmail.com

Rafael Sanaiotte PINHEIRO (UFMS) - Brasil
E-mail: rafael.sanaiotte@ufms.br

Sem a gestão de custos as pequenas empresas ficam vulneráveis na formação dos preços de venda e na apuração de seus resultados, foi o que demonstrou as pesquisas de Ortigara (2006) e Ferreira et al. (2012). Logo, este trabalho teve como objetivo demonstrar a viabilidade da utilização combinada do método de Unidade de Esforço de Produção (UEP) e da Teoria das Restrições (TOC) como forma de apurar os custos de transformação e administrar os fatores limitantes da produção. Para tanto foi realizada uma revisão bibliográfica no sentido de captar trabalhos correlatos que fundamentassem esse objetivo, e obtendo indicadores positivos, foi proposta a execução em um estudo de caso em uma pequena indústria de equipamentos fitness localizada no centro do Estado de São Paulo. Além dos cálculos requisitados pelos métodos em si, apresentados em oito tabelas que poderão ser convertidas em uma única planilha eletrônica integrada, incorporou uma análise estatística com o coeficiente de variação de Pearson, que serviu para tratar as variações dos custos de transformação. Ficou evidenciado que o trabalho mais pesado na gestão de custos no tocante a utilização destes dois métodos restringe-se a fase de implantação, que deverá ser retomada apenas quando a empresa modificar seus produtos, processos ou o seu desempenho em relação ao tempo de produção. Portanto a viabilidade foi provada e um dos principais resultados está na visão sobre o ganho hora que pode ser diferente do ganho por produto, levando a decisões mais profícuas em relação à restrição apresentada pelo sistema.

Palavras-Chave:Esforço. Restrição. Ganho.




7. Metodologias de ensino e pesquisa em custos



ANÁLISE DOS PRAZOS DE AVALIAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS DOS PERIÓDICOS DA ÁREA DE CONTABILIDADE NO BRASIL

Gabriel Nilson COELHO (UFSC) - Brasil
E-mail: gn.coelho@hotmail.com

David Daniel Hammes JUNIOR (UFSC) - Brasil
E-mail: juniorhammes@yahoo.com.br

Edicreia ANDRADE DOS SANTOS (UFSC) - Brasil
E-mail: edicreiaandrade@yahoo.com.br

Sérgio Murilo Petri () -
E-mail: smpetri@gmail.com

Leonardo FLACH (UFSC) - Brasil
E-mail: leoflach@cse.ufsc.br

Considerando as recentes alterações definidas pela Capes nos critérios de classificação de periódicos nos 8 estratos do Qualis e a preocupação apontada no que diz respeito ao prazo de avaliação, na qual entende-se que o prazo não pode ser muito longo que prejudique os autores e nem excessivamente curto, que caracterize a inviabilidade de efetiva avaliação dos artigos (CAPES, 2015); apresenta-se este estudo que objetiva investigar qual o prazo de avaliação (tempo entre submissão e aceite) dos periódicos com maior impacto na área de Contabilidade de acordo com a classificação vigente da Capes (Quadriênio 2013-2016). Para atender esta finalidade foi feito uso de técnicas de análise bibliométrica para investigar os prazos de avaliação dos periódicos da área de contabilidade no período mencionado, tomando como base as informações disponíveis nos artigos publicados no site de cada periódico. Ao todo foram analisados 1.454 artigos de 17 periódicos, selecionados por meio de um recorte amostral, classificados nos estratos A2, B1 e B2 do Qualis Capes. Entre os achados verificou-se que a média é de 254 dias entre a submissão e o aceite, sendo que o maior prazo é de 1.220 dias, com uma variação de 6,5 meses em torno da média. Os resultados encontrados são críticos, pelo fato da necessidade em divulgar conhecimento científico na área de contabilidade de forma mais tempestiva até por consideração da relevância dos dados publicados.

Palavras-Chave:Periódico, Período de Avaliação, Publicações Acadêmicas, Ciências Contábeis.


APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NO ENSINO DE CUSTOS

Ariel BEHR (UFRGS) - Brasil
E-mail: behr.ariel@gmail.com

Ângela Rozane Leal DE SOUZA (UFRGS) - Brasil
E-mail: angela.rsl@gmail.com

Camila DE OLIVEIRA (UFRGS) - Brasil
E-mail: ca.oliveira86@gmail.com

Jessica dos Santos CRESTANI (ufrgs) - Brasil
E-mail: jessica.s.crestani@gmail.com

Giovana SCHIAVI (UFRGS) - Brasil
E-mail: giovanaschiavi@hotmail.com

Este trabalho tem como finalidade apresentar as atividades de avaliação de uma disciplina introdutória de contabilidade de custos, ministrada e aprimorada ao longo de doze semestres letivos, no período de 2011 a 2016, em duas universidades federais do Rio Grande do Sul. Essa disciplina foi aprimorada considerando a Teoria Pedagógica relativa à Aprendizagem Significativa, de modo a implementar a construção de estratégias de ensino. Assim, espera-se evidenciar como a organização da disciplina, baseada na metodologia de aprendizagem significativa, influencia no aprendizado dos alunos. Para isso, foi identificado no plano de ensino os principais conteúdos, as metodologias de aprendizado mais utilizadas e os critérios de avaliação dos professores. Ademais, também se analisou, em profundidade, os trabalhos práticos desenvolvidos ao longo desses anos, o qual está fundamentado no conteúdo abordado com aplicação no contexto organizacional. Assim, estas avaliações foram objeto de estudo neste artigo, a fim de caracterizar a entrega dos alunos e evidenciar a percepção destes quanto aos conhecimentos adquiridos, além da experiência de aplicação dos conteúdos na prática. Essas investigações tomam importância para uma série de reflexões sobre o ensino contábil, a formação profissional e a necessidade de se desenvolver estratégias de ensino coerentes com as demandas de mercado.

Palavras-Chave:Aprendizagem Significativa. Ensino de Contabilidade de Custos. Estratégias de ensino. Avaliação.


BARREIRAS DE DIFUSÃO DA PESQUISA GERENCIAL NA PERCEPÇÃO DE PESQUISADORES E PROFISSIONAIS EM CONTABILIDADE

Viviane da Costa FREITAG (UNISINOS) - Brasil
E-mail: vivifreitag@gmail.com

Vanessa de Quadros MARTINS (UNISINOS) - Brasil
E-mail: vanessa_qm@yahoo.com.br

Silvio Paula RIBEIRO (UFMS) - Brasil
E-mail: spribeiro@hotmail.com

Clari SCHUH (Unisc) - Brasil
E-mail: clarischuh@uol.com.br

As pesquisas em contabilidade, de forma geral, têm se distanciado da prática, se dedicando a temas cada vez mais destoantes das necessidades organizacionais. Estudos apontam para a existência de barreiras comuns que impedem o envolvimento mais efetivo da pesquisa acadêmica com a prática contábil. O objetivo dessa investigação é verificar em qual barreira de difusão a pesquisa em contabilidade gerencial no Brasil se encontra. Trata-se de uma survey com abordagem quantitativa do problema. Os dados foram coletados mediante aplicação de questionário eletrônico a professores e membros dos Conselhos Regionais de Contabilidade (CRC). A amostragem se deu por acessibilidade. Para análise dos dados, foi utilizado o software SPSS. Os dados foram analisados por meio de estatística descritiva e análise fatorial confirmatória. Verificou-se entre os profissionais que esses sentem em maior medida que a pesquisa está, demasiadamente, isolada da prática e é unânime a percepção da necessidade de se apropriar das problematizações advindas da prática nas pesquisas acadêmicas. Os resultados também evidenciam que não há uma fase que seja totalmente responsável pela imposição de barreiras entre a teoria e a prática. Entretanto, existe predominância de que a fase da tradução possui o maior potencial em aumentar o gap entre pesquisa acadêmica e prática. A análise fatorial forneceu indícios de que o instrumento original deve ser revisto, pois existe colinearidade entre as questões.

Palavras-Chave:Pesquisa de Contabilidade Gerencial. Gap Pesquisa-prática. Teoria da Difusão da Inovação.


CONHECIMENTO RELEVANTE DA FORMAÇÃO DO CONTADOR DO SÉCULO XXI

Mariano YOSHITAKE (Ceuma) - Brasil
E-mail: kimimarinamariano@gmail.com

Dionisio G CARMO-NETO (Portal Latin Science) - Brasil
E-mail: dioneto2020@gmail.com

João Eduardo Prudêncio TINOCO (FACCAMP) - Brasil
E-mail: tinocojoao@uol.com.br

Marinette Santa FRAGA (UFJF e PUC MG) - Brasil
E-mail: marinettefraga@gmail.com

Paulo Cesar BONTEMPO (Unialfa) - Brasil
E-mail: pcbontempo@gmail.com

Rui Américo Mathiasi HORTA (UFJF) - Brasil
E-mail: rui.horta@ufjf.edu.br

Este ensaio reflete sobre alguns aspectos chave do conhecimento relevante necessário à uma sólida e confortável formação do Contador do Século XXI. Para isso, procurou-se respostas a duas questões essenciais que orientassem o estudo: (1) em suas origens, a Contabilidade ainda trata de um conhecimento classificável como trivium ou quatrivium no Século XXI? — A resposta foi buscada no conhecimento das artes liberais Trivium e Quadrivium da Idade Média. Mostrou-se ai que a Contabilidade surgiu nessa época, neste contexto, com tal ambiente, valores, preocupações e influências; e (2) Como a Contabilidade produz conhecimento? Percebeu-se que, de fato, pelo seu objeto ela se relaciona com a produção do conhecimento em geral e que isso tem implicações em áreas, como a sociedade, a política, a atividade econômica, as empresas, a geografia e a demografia, para dizer o mínimo. Todas elas se baseiam nos conhecimentos produzidos pela contabilidade.

Palavras-Chave:Trivium. Quatrivium. Conhecimento relevante. Contador


GESTÃO DE CUSTOS EM HOSPITAIS: ANÁLISE DOS ARTIGOS PUBLICADOS EM PERIÓDICOS E CONGRESSOS NACIONAIS DA ÁREA CONTÁBIL

Beatriz Negrelli DA SILVA (UEM) - Brasil
E-mail: beatriznegrelli@hotmail.com

Caio Cesar Violin de ALCANTARA (UEM) - Brasil
E-mail: caioalcantara_94@hotmail.com

Salete Verginia Fontana BAIOCHI (Uem) - Brasil
E-mail: salbaiochi@yahoo.com.br

Amanda Hornung HEIL (UEM) - Brasil
E-mail: amandahornungh@gmail.com

Katia ABBAS (UEM) - Brasil
E-mail: katia_abbas@yahoo.com.br

Este trabalho tem como objetivo realizar uma análise bibliométrica dos artigos com a temática gestão de custos em hospitais publicados em periódicos e congressos nacionais da área contábil. Para tanto, realizou-se um levantamento dos artigos publicados nos periódicos nacionais de contabilidade listados pela Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Contabilidade (ANPCONT) e nos anais dos principais eventos nacionais da área contábil (Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, Congresso ANPCONT, EnANPAD e Congresso Brasileiro de Custos). A metodologia de pesquisa utilizada foi um estudo bibliométrico, realizado por meio de uma pesquisa descritiva, com abordagem quantitativa. A amostra obtida foi de 109 trabalhos, sendo 27 de periódicos e 82 de congressos, evidenciando a pequena quantidade de publicações de artigos na área de custos em hospitais em periódicos, o que corresponde a menos de 2 artigos por ano, no período analisado (2001 a 2016). Observa-se que a maioria dos estudos tange a aplicação de algum método de custeio, principalmente o ABC e que a maior parte das pesquisas são estudos de casos. Além disso, denota-se a queda nas publicações na temática, encontrando-se apenas duas publicações no ano de 2016. Contudo, nota-se que ainda há a necessidade de pesquisas que vão além das aplicações de métodos de custeio e que tragam discussões que possam explicar o uso ou não dessas práticas de custos no contexto hospitalar.

Palavras-Chave:Gestão de Custos. Hospitais. Levantamento Bibliométrico.


GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS: UMA ANÁLISE BIBLIOMÉTRICA E SOCIOMÉTRICA DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA NO PERÍODO DE 2006 A 2015

Elisabete FARIAS SOUSA OLIVEIRA (UEPB) - Brasil
E-mail: elisabete_dfs@hotmail.com

Janayna Rodrigues de Morais LUZ (UEPB) - Brasil
E-mail: janarodrigluz@ig.com.br

Lúcia Silva ALBUQUERQUE (UFCG) - Brasil
E-mail: luciasalbuquerque@gmail.com

Gianinni Martins Pereira CIRNE (UFCG) - Brasil
E-mail: gianinni.martins@gmail.com

Francisco Jean Carlos SOUZA SAMPAIO (UERN e UFCG) - Brasil
E-mail: sampaiojean@yahoo.com.br

Este trabalho propõe-se a analisar dez anos de produção científica sobre Gestão Estratégica de Custos - GEC, em quatro principais congressos nacionais, nos anais da Associação Nacional de Programa de Pós Graduação em Ciências Contábeis - Anpcont, Congresso Brasileiro de Custo - CBC, Congresso USP de Contabilidade, Congresso USP – Iniciação Científica de Contabilidade e no Repositório Scientific Periodicals Electronic Library - SPELL, compreendendo o período de 2006 a 2015. Para isso, foi realizada uma pesquisa descritiva e documental por meio de levantamento de dados, os procedimentos técnicos da pesquisa caracteriza-se como pesquisa bibliográfica, a forma de abordagem do problema quantitativa e qualitativa. Os dados selecionados foram analisados utilizando-se de duas técnicas: bibliométrica e sociométrica. No que se refere aos resultados da bibliometria, destacam-se: 52,88% das publicações analisadas foram apresentadas no CBC; 35,58% dos trabalhos são desenvolvidos em parcerias, em grupo de três autores; Marcos Antônio de Souza é o autor mais prolífico; e das temáticas analisadas a GEC é a mais explorada em todos os períodos. Na técnica da sociometria, constatou-se nos índices de centralidade, o autor Esmael A Machado apresentou o maior grau, totalizando 6 interações, no período de 2006 a 2010, e o autor Marcos Antonio Souza obteve o maior grau de centralidade, totalizando 15 interações (grau de saída), 11 interações de autores (grau de entrada), no período de 2011 a 2015. Demonstrando, nos últimos 10 anos, uma provável relação inicial no desenvolvimento das colaborações entre os autores das temáticas de GEC nos períodos investigados.

Palavras-Chave:Gestão Estratégica de Custos, Bibliometria, Sociometria.


MOTIVAÇÕES E ESTRATÉGIAS DE APRENDIZAGEM DOS DISCENTES EM CONTABILIDADE DE CUSTOS E A INFLUÊNCIA NO DESEMPENHO ACADÊMICO

Maria Angélica SILVA COSTA (UEM) - Brasil
E-mail: angelscosta3@gmail.com

Beatriz Negrelli DA SILVA (UEM) - Brasil
E-mail: beatriznegrelli@hotmail.com

Katia ABBAS (UEM) - Brasil
E-mail: katia_abbas@yahoo.com.br

O objetivo deste estudo é verificar quais são os fatores motivacionais e as estratégias de aprendizagem dos discentes na disciplina de Contabilidade de Custos e se estes fatores influenciam o desempenho acadêmico, haja vista que tal disciplina apresenta um alto índice de reprovação, e que pesquisas apontam que as motivações e estratégias de aprendizagem estão relacionadas ao desempenho acadêmico. Para atender o objetivo proposto, aplicou-se o questionário Motivated Strategies for Learning Questionnaire (MSLQ) e posteriormente, técnicas de análise de Equações Estruturais, configurando-se a pesquisa como descritiva, de levantamento, com uma abordagem quantitativa. O estudo utilizou-se da Teoria de Atribuição Causal, cujo foco é o aprendizado na motivação, atribuindo alguma causa para o “sucesso” ou “fracasso” do aluno, e da Teoria do Processamento de Informação que evidencia a relevância de estratégias de aprendizagem para o desempenho acadêmico. Os achados deste estudo evidenciaram que os alunos, em média, têm uma maior motivação intrínseca, que a estratégia mais utilizada foi a “Busca por Ajuda” e a menos utilizam foi o “Tempo e Ambiente de Estudo”, que por sua vez, foi uma das variáveis que influenciou o desempenho acadêmico, tendo além desta, a estratégia de “Autorregulação Metacognitiva”. Em relação aos fatores motivacionais, nenhum apresentou influência significativa no desempenho. Contudo, confirmou-se a influência das motivações no uso de estratégias, podendo-se considerar que há uma relação indireta da motivação com o desempenho acadêmico, por meio das estratégias de aprendizagem utilizadas pelos discentes, resultado este que corrobora com a literatura e as teorias utilizadas neste trabalho.

Palavras-Chave:Motivação e Estratégia de Aprendizagem. Desempenho Acadêmico. Contabilidade de Custos.


PANORAMA DAS PUBLICAÇÕES NACIONAIS DE CASO DE ENSINO NA ÁREA DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO

Flávio Luiz LARA (IFCE) - Brasil
E-mail: flaviopf1@hotmail.com

Mônica Campos DA SILVA (UFMT) - Brasil
E-mail: monica.campos_cic@hotmail.com

Flaviano COSTA (UFPR) - Brasil
E-mail: flaviano_costa@hotmail.com

Ney Mussa MORAES (UFMT) - Brasil
E-mail: neymussa@uol.com.br

Métodos ativos de ensino são importantes instrumentos de aprendizagem para formação pragmática e desenvolvimento do espírito experimental dos alunos. Nesse sentido o caso de ensino apresenta-se como um método demandado por professores de contabilidade e administração para atender essa necessidade. Este estudo tem por objetivo propor diretrizes para professores brasileiros de contabilidade e administração que desejem utilizar casos de ensino, a partir de um panorama da produção dos casos nacionais publicados entre 2013 e 2016. Foi realizada uma análise bibliométrica das publicações de casos de ensino a partir da consulta à base de pesquisa Spell (Scientific Periodicals Electronic Library). Foram encontrados 84 casos de ensino, sendo que mais da metade foram publicados em periódicos enquadrados em estratos B2 no sistema Qualis da CAPES. Constatou-se reduzido número de casos de ensino direcionados à área contábil. As disciplinas de gestão empresarial, gestão de pessoas e finanças foram as mais indicadas para utilização dos casos analisados e 49% dos casos são indicados para uso em turmas de graduação e pós-graduação. As análises evidenciaram para necessidade e oportunidade de elaboração de casos de ensino voltados para a problemática contábil.

Palavras-Chave:Métodos ativos de ensino, Caso de ensino, Contabilidade, Administração.


PARTICIPAÇÃO FEMININA NA PRODUÇÃO CIENTÍFICA SOBRE CUSTOS: UMA ANÁLISE DOS ARTIGOS PUBLICADOS NA REVISTA ABCUSTOS

Clayton Robson Moreira da SILVA (UFC) - Brasil
E-mail: claytonrmsilva@gmail.com

Cinthya Rachel FIRMINO DE MORAIS (UFC) - Brasil
E-mail: cinthyarachelf@gmail.com

Lais VIEIRA CASTRO OLIVEIRA (UFC) - Brasil
E-mail: laisvieirac@hotmail.com

Diego SAMPAIO VASCONCELOS RAMALHO LIMA (UFC) - Brasil
E-mail: diegolima_sampaio@hotmail.com

O debate acerca da participação das mulheres nos mais diversos espaços sociais é constante e vem ganhando interesse nas mais diversas áreas do conhecimento. No campo da contabilidade e das ciências administrativas, investigações sobre o assunto vem emergindo de forma cada vez mais recorrente. Nesse contexto, este estudo objetivou analisar a participação feminina na produção científica sobre custos na Revista ABCustos. Adicionalmente, verificou-se o perfil dos artigos publicados no periódico. O estudo caracteriza-se como descritivo, tem abordagem qualitativa e quantitativa e foi conduzido um estudo bibliométrico. Foram analisados os 173 artigos que foram publicados desde a primeira edição da Revista ABCustos. Utilizou se técnica de análise de conteúdo no tratamento dos dados. Os resultados apontam que apenas 13 artigos têm autoria exclusivamente feminina; o arranjo mais comum do número de autores por artigo é em trio; o número de autoras é inferior ao número de autores; a região com maior número de autores que publicam no periódico é a Sul; a maior parte dos artigos utiliza abordagem qualitativa; a temática mais recorrente nos artigos é “Gestão de Custos”; a IES que tem o maior número de autores vinculados que publicam na ABCustos é a UNISINOS; e, por fim, a autora do gênero feminino que mais publica no periódico é Ilse Maria Beuren, porém há quatro autores do gênero masculino que apresentam maior volume de publicação que ela.

Palavras-Chave:Participação Feminina. Produção Científica. Custos. ABCustos. Bibliometria.


TECNOLOGIA E O ENSINO DA CONTABILIDADE: UMA ANÁLISE DO ENSINO-APRENDIZAGEM NOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS NA MODALIDADE EAD

Geison Calyo VARELA DE MELO (UERN) - Brasil
E-mail: geisoncalyo@hotmail.com

Ítalo Carlos SOARES DO NASCIMENTO (UFC) - Brasil
E-mail: italocarlos25@gmail.com

Wênyka Preston Leite Batista da COSTA (UERN) - Brasil
E-mail: wenykapreston@hotmail.com

Sergio Luiz Pedrosa SILVA (UERN) - Brasil
E-mail: sergiopedrosa@uern.br

Paula Preston Queiroz Leite Batista () -
E-mail: paulapreston2012@hotmail.com

Maria Naiula Monteiro PESSOA (UFC) - Brasil
E-mail: naiula@ufc.br

Levando em consideração os avanços tecnológicos ocorridos nas últimas décadas em meio ao processo de globalização, o ser humano passa a ser o personagem principal desse processo na busca de satisfazer suas próprias necessidades. Destarte, a presente pesquisa está voltada aos avanços ocorridos na educação brasileira, com ênfase no ensino EaD, tendo como principal objetivo verificar de que forma o ensino à distância auxilia no processo de ensino-aprendizagem nos cursos de Ciências Contábeis no município de Mossoró/RN. Em relação aos aspectos metodológicos, a pesquisa possui caráter descritivo e natureza quantitativa, utilizando técnicas da estatística descritiva e da análise fatorial, por meio do procedimento técnico survey. O instrumento de pesquisa foi caracterizado por um questionário com perguntas fechadas, aplicado a um total de 42 discentes. Como resultados, foram identificadas as principais dificuldades encontradas na modalidade de ensino EaD, dentre as quais destacam-se a ausência de um professor em sala de aula e uma maior dedicação por parte do aluno. Além disso, os resultados demonstraram que, de forma geral, os discentes encontram-se satisfeitos com os recursos didáticos/metodológicos e que os tutores/professores (profissionais mediadores no processo de ensino-aprendizagem) têm proporcionado uma formação eficaz e de qualidade. Já em relação ao ensino superior no Brasil e o ensino EaD, constatou-se avanços significativos no ensino superior do país, com um aumento considerável do número de IES e vagas e um maior reconhecimento da educação EaD como modalidade de ensino.

Palavras-Chave:Ensino Superior. Educação à Distância. Contabilidade.




8. Métodos quantitativos aplicados à gestão de custos



ANÁLISE DA QUEBRA DA CARNE BOVINA EM DE UMA REDE DE SUPERMERCADOS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL

Emerson DE OLIVEIRA (Universidade FEEVALE) - Brasil
E-mail: oliverrii@gmail.com

Margareth Aparecida MORAES (Feevale) - Brasil
E-mail: margarethm@feevale.br

Carla Helena SCHILLING (FEEVALE) - Brasil
E-mail: carlah@feevale.br

Dusan SCHREIBER (Feevale) - Brasil
E-mail: dusan@feevale.br

O presente estudo teve o objetivo de investigar e evidenciar as causas das discrepâncias no índice de quebras e perdas da categoria carnes bovinas, no decorrer do ano de 2016, em 4 filais de uma rede de supermercados do RS. A carne bovina, via de regra, possui importante representatividade no segmento de varejo supermercadista, pois além de ser um dos atrativos determinantes na decisão de compra do consumidor final, também participa com uma parcela considerável do faturamento global nesse tipo de atividade comercial. Desta forma, a compreensão adequada dos fatores que determinam a margem de contribuição da carne bovina, revela-se uma importante ferramenta de análise, tanto para a empresa do presente estudo, quanto aos demais interessados no tema. Para a elucidação da problemática da pesquisa, realizou-se uma pesquisa aplicada e descritiva, fazendo uso de pesquisa bibliográfica, documental e participante, seguido de um estudo de caso prático, com aplicação de um questionário acerca do tema quebras e perdas, indagadas aos gestores das quatro filiais selecionadas. Os resultados demonstraram que os índices de quebras e perdas identificados são representativos na formação da margem de contribuição, entretanto, a perda oculta, relacionada à eficácia operacional, revela-se ainda mais impactante no resultado final do produto, evidenciando a relação direta entre a gestão operacional aplicada a essa categoria de produtos, e o resultado por ela realizado.

Palavras-Chave:Carne bovina. Quebra e perda operacional. Margem de contribuição.


COMPORTAMENTO DE CUSTOS DAS EMPRESAS BRASILEIRAS LISTADAS NA BM&FBOVESPA EM PERÍODOS DE INSTABILIDADE ECONÔMICA

Emanuele ENGELAGE (UFSC e UNC) - Brasil
E-mail: manuengelage@hotmail.com

Lucas Antônio VARGAS (Unc) - Brasil
E-mail: lucas.antonio.vargas@gmail.com

Luiza Santangelo REIS (UFSC) - Brasil
E-mail: luizasantangeloreis@hotmail.com

Altair BORGERT (UFSC) - Brasil
E-mail: altair@borgert.com.br

Esse estudo busca verificar como períodos de instabilidade econômica afetam o comportamento dos custos das empresas brasileiras listadas na BM&FBOVESPA. Utiliza-se o método de regressão para dados em painel, para verificar como a relação entre o Custo dos Produtos Vendidos (CPV) e as Receitas Líquidas de Venda (RLV), é impactada pelo Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) e pelo valor das ações, utilizados como proxy para períodos de crise. Como variáveis de controle, utiliza-se o tamanho da empresa (ativo total) e o período de adequação às IFRS. Para todos os setores conjuntamente, os resultados indicam que a elevação do IBC-Br aumenta a eficiência de custos, uma vez que esses passam a representar uma parcela menor das receitas, enquanto as IFRS aumentam essa relação, diminuindo a eficiência. Nas análises setorizadas, as variáveis que mensuram instabilidade econômica são significativas apenas em três setores: no setor de Telecomunicações quanto maior o IBC-Br maior é a eficiência de custos; no setor de Energia Elétrica, o qual tem regulamentações específicas, a relação CPV/RLV é acrescida em função do aumento no valor das ações; já no setor Veículos e Peças a valorização das ações reduz o CPV. Portanto, numa análise ampla, o aumento de indicadores da economia nacional e da valorização de mercado das empresas, reflete maior eficiência no comportamento dos custos. Da mesma forma, em períodos de instabilidade econômica, quando os indicadores tendem a sofrer queda, a eficiência de custos também diminui.

Palavras-Chave:Comportamento dos custos. Economia. Crise.


COMPORTAMENTO DOS CUSTOS EM RELAÇÃO ÀS RECEITAS NA PRODUÇÃO DE SOJA DO ESTADO DO MATO GROSSO

Mônica Aparecida FERREIRA (UFU) - Brasil
E-mail: monicaapferreira@hotmail.com

Arthur Rezende GENEIRO (UFU) - Brasil
E-mail: arthur-geneiro@hotmail.com

Hugo Leonardo Menezes de CARVALHO (UFU) - Brasil
E-mail: menezesdecarvalho@gmail.com

O objetivo desta pesquisa foi analisar se há simetria entre o comportamento dos custos (fixos e variáveis) de produção em relação à variação da receita na cultura da soja. Para tanto, foram escolhidos os dados da produção e de custos do Estado do Mato Grosso. Segundo os dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Mato Grosso é o Estado que mais se destaca na produção da soja, quando comparado com outros estados brasileiros. O período analisado foi de 2009 à 2015, por limites de dados disponíveis. A partir dos dados relacionados, utilizou-se inicialmente como metodologia aplicada o teste de Shapiro-Wilk, que indicou que as variáveis não seguiram uma distribuição normal, fazendo-se necessária a utilização do teste de correlação de Spearman, com o intuito de averiguar a ocorrência ou não de simetria entre o comportamento dos custos em relação à receita. Com os resultados apurados através de teste de correlação foi possível notar uma relação simétrica nas variações dos custos totais e variáveis com a variação da receita da cultura da soja para o Estado do Mato Grosso. Já a relação entre custos fixos e a variação da receita mostrou-se assimétrica. Esses resultados evidenciaram uma relação diferente daquelas apresentadas por outros estudos semelhantes, motivo que revela a importância do presente trabalho, além de contribuir para a compreensão do comportamento dos custos em uma produção específica, de maneira a auxiliar na tomada de decisões gerenciais relacionadas aos custos de produção da soja.

Palavras-Chave:Simetria, Comportamento dos custos, Receita da soja.


CUSTOS DOS IMPOSTOS EVIDENCIADOS NA DVA E SEUS IMPACTOS NA DÍVIDA DE EMPRESAS DE INFRAESTRUTURA LISTADAS NA BM&FBOVESPA

Jéssica Shanja SILVA FREITAS (UERN) - Brasil
E-mail: jessicashanja@hotmail.com

Francisco Ícaro Silvério DE OLIVEIRA (UERN) - Brasil
E-mail: icarosilverio_@outlook.com

Erika Maia ROCHA (UERN) - Brasil
E-mail: erika_12k@hotmail.com

Mateus Silva BATISTA (UERN) - Brasil
E-mail: m_ateusbatista@hotmail.com

Rosângela Queiroz Souza VALDEVINO (UERN) - Brasil
E-mail: rosangelaqueiroz84@yahoo.com.br

Saulo Medeiros DINIZ (UERN) - Brasil
E-mail: saulo_diniz@hotmail.com

Diante do atual período de recessão e da elevada carga tributária brasileira, torna-se cada vez mais complexo e laborioso o processo de continuidade das empresas. É vantajoso que as empresas de capital aberto para formar diretrizes capazes de proporcionar formas pertinentes de captação de recursos financeiros em tempos de crise, além de estimular a eficiência empresarial. Por meio disso, o objetivo da pesquisa consiste em analisar o impacto da carga tributária brasileira evidenciada na DVA sobre o custo da dívida, decorrente do capital de terceiros, em empresas de infraestrutura listadas na BM&FBOVESPA. A metodologia utilizada baseou-se em uma pesquisa multidimensional, que utilizou a Análise Envoltória de Dados - DEA como instrumento de análise para verificar o impacto da carga tributária brasileira sobre o custo da dívida durante o período analisado. A população é compreendida por 26 organizações de infraestrutura divididas em setores como, transporte, construção civil, energia elétrica, água e saneamento. Nas considerações finais destacam-se os resultados obtidos do setor de transportes das empresas analisadas nos anos de 2015 e 2016, devido à relevância que foi atribuída para a gestão tributária e financeira de suas operações.

Palavras-Chave:Gestão tributária. Infraestrutura. DEA. Eficiência empresarial


DESEMPENHO DO SETOR DE FRANQUIAS NO BRASIL

Lizandra Ferreira SILVA (UFPB) - Brasil
E-mail: lizandra.ferreira.contabil@gmail.com

Patricia Lacerda CARVALHO (Devry JP) - Brasil
E-mail: patricialacerdac@hotmail.com

Maria Natalice FRANCELINO DA SILVA (UFPB) - Brasil
E-mail: natalicefrancy@hotmail.com

deborah CHAUSSÊ DE FREITAS (UFPB) - Brasil
E-mail: debychausse@hotmail.com

Aldo Leonardo Cunha CALLADO (UFPB) - Brasil
E-mail: aldocallado@yahoo.com.br

O sistema de franchising encontra-se bastante desenvolvido em diversos países, inclusive no Brasil, sendo responsável por uma parcela substancial do PIB brasileiro. Nesse sentido, o objetivo deste estudo foi analisar o desempenho do Setor de Franquias no Brasil com base em aspectos financeiros. Os dados foram coletados através da ABF (Associação Brasileira de Franchising) abordando aspectos associados ao perfil das franquias, segmentos, quantidade, faturamento, investimento e tempo de retorno (payback). Para tanto, realizou-se uma verificação descritiva e quantitativa. Na descritiva observou-se que, no universo de 196 franquias utilizadas na pesquisa, os seguimentos “serviços educacionais”, “alimentação”, “saúde, beleza e bem-estar”, e “moda” constituíram os mais representativos dentre os onze pesquisados, correspondendo a aproximadamente 76% do universo. A região sudeste liderou com mais de 70% das sedes de franquias. Em relação ao faturamento, foi observado que no período de 2010 a 2016, esta atividade apresentou um desempenho crescente e contínuo. Quanto à análise quantitativa, a fim de avaliar se o faturamento médio conseguia ser explicado pelo investimento e payback médios foi elaborado um modelo de regressão múltipla com as referidas variáveis. Os resultados da pesquisa indicaram que o valor do investimento, do payback e do faturamento não crescem nas mesmas proporções, porém pode-se perceber que o comportamento do investimento explica o faturamento, diferentemente da variável payback que não se mostrou significativa, ou seja, não possui capacidade explicativa sobre o faturamento. Com a pesquisa foi possível obter uma maior compreensão sobre as nuances desta atividade no Brasil.

Palavras-Chave:Análise De Investimento. Setor De Franquias. Contexto Brasileiro.


ESTUDO DA EFICIÊNCIA DOS GASTOS COM SAÚDE DOS MUNICÍPIOS DE SANTA CATARINA ENTRE 2008 E 2014

Roque BRINCKMANN (Ufsc) - Brasil
E-mail: profroque@gmail.com

Karolina HOFFMANN HEINZEN (UFSC) - Brasil
E-mail: karolhh@terra.com.br

Marcia Cristina DA SIVA ANDRETT (UFSC) - Brasil
E-mail: mcsandrett@gmail.com

O objetivo da pesquisa é o de verificar a eficiência de 258 municípios do Estado de Santa Catarina com os gastos públicos com saúde no período de 2008 a 2014. A análise da eficiência é realizada por meio do método de Análise Envoltória de Dados (DEA), que funciona a partir de um sistema de entradas (inputs) e saídas (outputs) das Unidades Tomadoras de Decisão (DMU – Decision Making Units), sendo que aqui as DMU correspondem aos municípios de Santa Catarina, as entradas se referem às despesas orçamentárias com a função saúde e as saídas correspondem aos produtos gerados (número de estabelecimentos, número de produção ambulatorial, número de internações, cobertura de vacinações e total de famílias cadastradas). Os dados foram coletados do Sistema de Informação de Atenção Básica do Ministério da Saúde (DATASUS), do Portal do Cidadão do Tribunal de Contas de Santa Catarina e do site do Tesouro Nacional. Os resultados demonstraram que os únicos municípios que atingiram o índice de eficiência 100% nos anos analisados foram Araranguá e Joaçaba, enquanto os menos eficientes foram os municípios de Arvoredo, Jardinópolis, Lacerdópolis, Lajeado Grande, Marema, Presidente Castelo Branco, Rio das Antas, São Francisco do Sul e São Miguel da Boa Vista, o que significa que muito se deve melhorar na gestão pública dos recursos públicos destinados à saúde em Santa Catarina.

Palavras-Chave:Gasto público com saúde. Eficiência. Análise Envoltória de Dados.


SIMULAÇÃO DE MONTE CARLO INCORPORADA AO MÉTODO DE FLUXO DE CAIXA DESCONTADO PARA DETERMINAÇÃO DE VALUATION

Luíza PAGEL CLASSEN (UFRGS) - Brasil
E-mail: lpclassen@gmail.com

Joana SIQUEIRA DE SOUZA (UFRGS) - Brasil
E-mail: joana@producao.ufrgs.br

Anderson Luis WALKER AMORIN (UFRGS) - Brasil
E-mail: anderson.amorin@ufrgs.br

Ricardo Gonçalves DE FARIA CORRÊA (UFRGS) - Brasil
E-mail: ricardofariacorrea@gmail.com

O processo de investimento realizado por fundos de Venture Capital passa por uma sequência de etapas, sendo a mais crítica à definição do valor da empresa de interesse. A avaliação por Fluxo de Caixa Descontado (FCD) é considerada por especialistas a metodologia mais adequada para quantificar o valor de uma empresa, porém seu perfil projetivo, aliado à falta de dados históricos, dado a incipiência das empresas, geram riscos e incertezas que podem distorcer o real valor da empresa. Uma forma de identificar mais claramente os riscos envolvidos faz-se através da Simulação de Monte Carlo (SMC) que, incorporada ao FCD, permite uma análise mais robusta do potencial valor da empresa. Assim, o presente trabalho objetivou utilizar a SMC incorporada ao método FCD para a identificação dos riscos envolvidos no valuation de uma empresa do ramo de cosméticos e sua consequente melhor valoração. Para isso, estruturou-se a pesquisa em quatro etapas: (i) valuation da empresa; (ii) análise de riscos; e (iii) aplicação da SMC, na qual realizou-se uma análise probabilística de determinadas variáveis de entrada do valuation, visando incorporar de forma mais assertiva os riscos envolvidos em tal operação e permitindo o cálculo do seu Value at Risk. Por fim, foi estruturada uma sistemática genérica, para a metodologia utilizada ser replicada em casos similares. Entre as principais contribuições deste trabalho, tem-se a comprovação dos benefícios de se utilizar a análise de riscos ao método do FCD, permitindo visualizar o valor em risco no valor proposto para o ativo.

Palavras-Chave:Venture Capital, Valuation, Simulação de Monte Carlo, Value at Risk.


SINOPSE DE APLICAÇÃO DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS PELA CONTABILIDADE

Alessandra KUNZ (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: ale-kunz@hotmail.com

Daiane Aline TOMAZ (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: daiane_at@outlook.com

Francieli BINOTTI (Unioeste) - Brasil
E-mail: franbinotti05@hotmail.com

Tércio Vieira de ARAÚJO (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: professortercio@hotmail.com

Fabíola Graciele BESEN (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: fabiolagracielebesen@gmail.com

Valdir SERAFIM JR (Unioeste) - Brasil
E-mail: jr_valdir@hotmail.com

A pesquisa objetivou realizar um levantamento da bibliografia, por meio da bibliometria, que possibilitou identificar as características dos artigos que se utilizam da análise envoltória de dados distinguindo-os pelas ramificações contábeis, destacando suas evidências mais relevantes. Os dados foram coletados por meio da pesquisa documental de modo que a seleção dos artigos objeto de estudo, esteve alinhada com a Contabilidade. As palavras chaves empregadas no levantamento foram “Análise Envoltória de Dados" e “DEA” Essa pesquisa se caracteriza como descritiva, conduzida sob análise indutiva, com abordagem quantitativa e natureza de pesquisa pura. Os dados compreenderam o período de 2005 a 2015, e foram coletados no Portal da Capes, Google Scholar e Plataforma Sucupira. Os resultados evidenciaram as características bibliométricas dos artigos analisados. A confrontação com os estudos de Neto e Coloauto (2010) e Correa et al. (2016) não se confirmaram, mas se confirmaram quando comparados com Oyadomare, Neto e Cardoso (2007), Ribeiro (2014), Cardoso (2005), possibilitando, ainda, aplicar o estudo de Oliveira (2002). A ramificação destaque foi a de Contabilidade Gerencial, com maior número de publicações, seguida da Contabilidade de Custos. Conclui-se, portanto, que os maiores destaques se deu para o periódico Revista Ambiente Contábil, o autor que se sobressaiu foi "Marcelo Álvaro da Silva Macedo" que obteve a maior quantidade de publicações, com 6 artigos sobre DEA na contabilidade, em relação ao macrogrupo a Contabilidade Gerencial predominou entre os artigos, o Qualis 2015 “B1” foi o de maior frequência ao longo do período analisado.

Palavras-Chave:Bibliográfico. Análise Envoltória de Dados. DEA. Contabilidade. Bibliométrico.




Trabalhos Convidados



Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235