ANÁLISE DA RELAÇÃO “CAUSA-EFEITO” DO BALANCED SCORECARD (BSC): UM ESTUDO DE CASO APLICADO EM UMA EMPRESA DISTRIBUIDORA DE COMBUSTÍVEL

Ayane Maria Gonçalves da Silva, Antônio André Cunha Callado

Resumo


Este trabalho tem como objetivo verificar se existe ou não a relação causa- efeito, evidenciada
na literatura, entre as variáveis pertencentes ao Balanced Scorecard (BSC) aplicadas em uma
distribuidora de combustível, cognominada, nesse estudo, de Companhia Petrolífera. A
importância dessa pesquisa consiste no fato de que o alinhamento dessas relações é considerado
uma das condições principais para se alcançar a missão da organização. Logo, para atingir tal
objetivo, foi utilizada a Correlação de Pearson, com intuito de verificar as correlações entre as
variáveis estudadas e foi utilizada a técnica de regressão, de modo a verificar o vínculo de
causalidade entre as perspectivas adotadas no BSC, no exercício de 2016 a 2017, através de
inferências estatísticas. Verificou-se, estatisticamente, uma fraca ou moderada relação de causa-efeito
entre os objetivos estratégicos do BSC no período estudado, podendo se elencar, como
motivos que justificariam essa frágil relação, conforme também se evidenciou nos estudos de
Barros e Wanderley (2016), à ausência de customização do BSC no momento da
implementação, a dificuldade da diretoria de se desvincular das informações financeiras
presentes nos demonstrativos contábeis para a tomada de decisão e a própria estrutura societária
da Companhia Petrolífera que é respaldada no modelo familiar de gestão.

Palavras-chave


Balanced Scorecard. Relação causa-efeito. Análise estatística.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235