ANÁLISE DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO DO CAFÉ ARÁBICA NAS REGIÕES POLOS DO BRASIL

Felipe Varize Custódio, Lara Cristina Francisco de Almeida Fehr, Anderson Martins Cardoso, Sérgio Lemos Duarte

Resumo


A cafeicultura sofre influência de fatores incontroláveis, como aspectos fisiológicos, ambientais, tratos culturais, além do mercado. É necessário, então, que os produtores trabalhem adequadamente seus custos para obter sucesso em seu negócio. O objetivo deste estudo foi identificar as médias das variáveis de custos de produção do café arábica que apresentam diferenças significativas entre as principais cidades polos do Brasil, no período de 2013 a 2016. Por meio do mapeamento das áreas, pretendeu-se identificar as variáveis de custos mais “caras” que interferem nos resultados da produção do café arábica. A pesquisa classifica-se como descritiva, documental e quantitativa. Para análise, utilizaram-se a estatística descritiva, o Teste de Kruskal-Wallis e o Teste de Dunn. Os resultados evidenciaram que Cristalina/GO, cujo cultivo é semi-adensado e irrigado, apresenta maior média para Despesas com Depreciação, seguida de Luís Eduardo Magalhães/BA, que usa tecnologia de ponta na produção de café, por outro lado, Venda Nova dos Imigrantes/ES possui a menor média para essa variável, e usa pouca tecnologia na produção, seguida de Manhuaçu/MG, que emprega agricultura familiar e média tecnologia. Para Renda de Fatores, Cristalina/GO registra a maior média, e Venda Nova dos Imigrantes possui a menor média nessa variável, seguida de Manhuaçu/MG. Este trabalho contribui para o conhecimento das regiões mais viáveis economicamente para a cultura do café arábica, e na identificação dos custos mais significativos, auxiliando o produtor na gestão de custos e, consequentemente, no desempenho do negócio. Subsidiariamente, pode auxiliar na identificação da necessidade de políticas públicas para essas regiões.

Palavras-chave


Agronegócio. Gestão de Custos. Café.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235