CONTROLES GERENCIAIS EM ONGS: RELAÇÕES ENTRE O USO DE SISTEMA DE CUSTEIO ABC E FATORES CONTINGENCIAIS

Alan Santos de Oliveira, Lorena de souza Arruda, Antônio André Cunha Callado, Aldo Leonardo Cunha Callado

Resumo


O objetivo deste artigo foi analisar a significância das relações entre o uso de sistema de custeio ABC e fatores contingenciais no âmbito de Organizações Não Governamentais (ONGs) brasileiras. A presente pesquisa do tipo survey possui características descritiva, exploratória e quantitativa. O universo desta pesquisa foi composto por todas as ONGS listadas na Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (ABONG). A amostra foi formada por 43 organizações que aceitaram participar e fornecer informações sobre o uso de sistema ABC e sobre aspectos associados aos fatores contingenciais. A coleta de dados foi realizada a partir de questionários estruturados. Todas as variáveis foram operacionalizadas em escala ordinal de seis níveis. A técnica estatística utilizada para analisar a significância foi o teste de Kruskall-Wallis. Os resultados indicaram evidência se relações estatisticamente significativas entre o uso de sistema de custeio ABC e fatores contingenciais referentes a estratégia, estrutura, tecnologia e cultura.

Palavras-chave


Custeio ABC. Controles gerenciais. ONGs.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235