ANÁLISE DO CUSTO DE OPORTUNIDADE NA CAMPANHA NACIONAL DE VACINAÇÃO CONTRA A INFLUENZA

Walison Reis, Fábio Pereira Santos, Diana Vaz de Lima

Resumo


Este estudo tem por objetivo analisar o custo de oportunidade nas campanhas nacionais de vacinação com recursos públicos no Brasil. A pesquisa tem como base a Teoria da Escolha Pública e discute o conceito de custo de oportunidade e suas perspectivas para a governança corporativa, a transparência e a accountability do Setor Público. Foi apurado que o custo variável unitário da vacina contra a influenza foi de R$ 14,41, e que as 60 milhões de doses disponibilizadas para a população no ano de 2017 custaram pouco mais de 860 milhões de reais para os cofres do Governo Federal. Caso a vacina fosse aplicada pela iniciativa privada, ao preço médio de R$ 92,58 a dose, a disponibilização das 60 milhões de doses custaria mais de 5 bilhões de reais. Dada a limitação de dados para se apurar os demais custos envolvidos na campanha de vacinação por parte do Setor Público, situação já apontada na literatura, no estudo de Oliveira et al. (2014), no qual não foi possível apurar o custo da vacina aplicado como inicialmente proposto. A contribuição da pesquisa é trazer a discussão do custo de oportunidade para as contas públicas e mostrar o quanto a limitação referente à composição integral dos custos dos serviços públicos pode comprometer o papel do controle social.

Palavras-chave


Finanças Públicas, Eficiência, Custo de Oportunidade, Campanha de Vacinação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235