ANÁLISE DAS MODIFICAÇÕES DO BSC A PARTIR DE UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA DE PERIÓDICOS NACIONAIS

Eric Ferreira dos Santos, Antônio Ricardo Catânio, João Cláudio Machado Pizzo

Resumo


Esta pesquisa buscou evidências de modificações do BSC na prática organizacional, analisando as perspectivas e a tipologia, a partir de uma Revisão Sistemática da Literatura (RSL). A revisão engloba todos os periódicos científicos com Qualis/Capes de 2014 entre A1 e A2 da área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo, no período de 2006 a 2018. De 8757 trabalhos, foram recuperados 13 estudos empíricos a respeito de Balanced Scorecard, após a aplicação dos critérios de inclusão e exclusão da RSL. Revelou-se que o Balanced Scorecard é pouco modificado na prática organizacional, e quando modificado concentra-se basicamente nos conceitos preconizados na primeira geração. Logo, existe certo distanciamento entre a prática e evolução teórica. Considerando que os trabalhos, identificados como modificados, não descreveram, de maneira completa e precisa, as alterações introduzidas e seus efeitos, sugere-se para futuras pesquisas a exposição com clareza da descrição das perspectivas e das razões, pelas quais levou a escolha da tipologia e suas sofisticações.

Palavras-chave


Balanced Scorecard. BSC. Evolução. Modificações. Adaptações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235