Adoção de Planilha de Custos Única ou Segmentada por Setores da Fábrica: Estudo Intervencionista sobre o Método UEP

Rodney Wernke, IVANIR RUFATTO

Resumo


O artigo objetivou identificar se há mudança nos valores do custo de transformação dos produtos fabricados se adotada somente uma planilha de custos para toda a área industrial da empresa na comparação com o uso de planilhas configuradas especialmente para cada linha produtiva. Para tanto, foi utilizada metodologia classificável como pesquisa com abordagem qualitativa de intervenção. Após evidenciar os cálculos que fundamentaram o estudo, pois foi comprovado que a utilização de uma planilha para cada linha de produção ou o emprego de apenas uma para toda a fábrica (envolvendo dois segmentos fabris de forma concomitante) acarreta valores diferentes de custo de transformação dos produtos abrangidos. Ainda, foi constatado que a causa dessas diferenças pode ser atribuída à ociosidade existente nas duas linhas de produção. Com isso, a pesquisa contribuiu teoricamente ao evidenciar que é melhor (do ponto de vista da acurácia dos valores a custear aos produtos) utilizar uma planilha baseada no método UEP para cada linha de produção, em vez de adotar somente uma planilha para o contexto industrial com mais de um segmento produtivo. Contribui, também, no aspecto prático porque com a realidade fabril de uma confecção, pois foi demonstrado numericamente como a ociosidade pode impactar no valor monetário dos custos de transformação dos produtos, quando considerados níveis distintos de capacidade ociosa no contexto do método UEP.

Palavras-chave


Método UEP. Linhas de produção. Estudo intervencionista.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235