O que a produção científica brasileira tem divulgado sobre métodos de custeio?

Bruno Natale Maurino, Joice Chiareto, José Orcélio Nascimento, Marcus Vinicius Moreira Zittei, Luciana Gavazzi Barragan, Elubian de Moraes Sanchez

Resumo


No intuito de auxiliar pesquisadores e empresários, a presente pesquisa, classificada como descritiva, qualitativa e bibliométrica, buscou medir e analisar a produção científica acerca dos métodos de custeio nas publicações em revistas com Qualis A1, B1 e B2 (classificação 2013-2016). Foram analisados 308 artigos, dos quais 96 atenderam ao objeto desta pesquisa. No tocante a metodologia de pesquisa empregada pelas publicações, a maioria das pesquisas é empírica (75%), e composta por estudos de caso com abordagem qualitativa. Sobre o objeto desta pesquisa, notou-se que grande parte dos artigos (37%), trata de dois ou mais métodos de custeio simultaneamente. No entanto, dentre os sistemas tradicionais de custeio, o mais pesquisado nas publicações do período foi o Activity Based Costing – ABC, com 33% do total de artigos publicados. Identificou também o surgimento de pesquisas em torno de novos métodos de custeio como o Custeio Alvo ou Meta, Custeio Estratégico e Custeio de Qualidade.

Palavras-chave


Métodos de Custeio. Custos. Custeio ABC. Bibliometria.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235