Adaptação do Método das Unidades de Esforço de Produção (UEP) ao Princípio de Custeio Ideal

Rodney Wernke, Marluce Lembeck, Ivone Junges

Resumo


Objetivou identificar os procedimentos necessários para adaptar o método UEP ao princípio de custeio ideal. Foi utilizada metodologia descritiva, com abordagem qualitativa e no formato de estudo de caso. Concluiu-se que o UEP permite que o valor do custo de transformação seja calculado pelos princípios de custeio integral (configuração inicial do método) e ideal, para o qual é necessário adicionar os procedimentos de: (i) calcular a ociosidade do mês (em UEPs e em R$); (ii) determinar o custo total de transformação sem a ociosidade do período; (iii) calcular o novo valor monetário da UEP e (iv) apurar o novo valor do custo de transformação após excluída a ociosidade fabril. Assim, o estudo contribui teoricamente com a evidenciação dos passos necessários para ajustar o método UEP ao princípio de “custeio ideal”, o que facilita utilizá-lo na Contabilidade de Custos para considerar os conceitos de capacidade teórica, normal e real.

Palavras-chave


Ociosidade. Método UEP. Princípio de custeio ideal.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235