Reflexões teóricas sobre Confiança Interorganizacional e Mecanismos de Governança da Gestão de Custos Interorganizacionais

Eric Ferreira dos Santos

Resumo


Este estudo objetiva verificar criticamente as relações teóricas entre os mecanismos de governança da área de interface da Gestão de custos interorganizacionais (GCI) e a confiança interorganizacional, segundo a tipologia de Sako (1992, 1998). Para o alcance do objetivo, por meio de pesquisa bibliográfica, desenvolveu-se uma articulação teórica, o qual expôs-se as características dos atributos dos mecanismos e das confianças, observando os aspectos convergentes. A pesquisa revela que as características das confianças baseadas em contrato, em competência e boa vontade permeiam os mecanismos gerenciais disciplinadores, capacitores e incentivadores, respectivamente. Constatou-se que, a afirmação de Cooper e Slagmulder (1999) sobre a confiança ser a base da GCI pôde ser verificada teoricamente pela pesquisa. Constata-se que a GCI é suportada pela confiança entre as empresas nas relações transacionais.

Palavras-chave


gestão de custos interorganizacionais; confiança interorganizacional; mecanismos gerenciais; teoria econômica dos custos de transação

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235