Análise dos custos do cultivo de arroz irrigado: comparativo entre duas propriedades rurais do sul do Brasil

LETÍCIA DA SILVA ZUCHINALI POSSAMAI DELLA, Januário José Monteiro, Andréia Cittadin

Resumo


A atividade orizícula apresenta importância para o setor agrícola nacional, visto que o arroz é um dos alimentos mais consumidos no mundo e sua produção contribui para a manutenção de propriedades rurais localizadas, principalmente, nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Contudo, é perceptível a necessidade de adoção de instrumentos da gestão dos custos nesse tipo de empreendimento, que possibilitem a redução dos gastos de produção e o aumento da lucratividade, principalmente, pelo fato do preço de venda do grão ser estabelecido pelo mercado. Assim, o objetivo geral deste artigo consiste em analisar os custos do cultivo do arroz irrigado em duas propriedades localizadas no sul do Brasil. O estudo caracteriza-se como qualitativo, descritivo e foi efetuado mediante estudo de caso, com uso de entrevista com o produtor e pesquisa documental referente a safra 2018/2019. Os resultados, com base no método de Custeio Variável indicaram que os custos e despesas totais representaram 82,53% da receita líquida na propriedade localizada no RS e 88,52% em SC, equivalente a lucratividade de 17,47% e 11,48%, respectivamente. Além de apresentar menor resultado por conta dos custos mais elevados a propriedade localizada no território catarinense obteve produtividade menor nessa safra. Os resultados obtidos não foram considerados satisfatórios pelo produdor pela ocorrência de perdas na safra, devido ao excesso de calor. Este fato comprova as dificuldades enfrentadas pelos produtores rurais relacionadas à fatores não controláveis como as condições climáticas.

Palavras-chave


Gestão de Custos. Análise custo, volume e lucro. Orizicultura.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235