Análise da eficiência dos gastos com saneamento básico dos municípios potiguares utilizando a Análise Envoltória de Dados

Andressa Dantas de Lima, Daniele da Rocha Carvalho, Ridalvo Medeiros Alves de Oliveira

Resumo


A crise econômica provocada pela pandemia da COVID-19 aumentou o desafio dos gestores públicos na busca da eficiência na aplicação dos recursos públicos. O objetivo desse estudo é verificar a eficiência dos gastos com saneamento básico nos municípios do RN entre 2008 e 2017, utilizando os modelos BCC e CCR da DEA. As informações foram obtidas no SNIS, e os municípios foram caracterizados segundo a população, PIB per capita e IDHM. A evolução dos gastos per capita com saneamento básico foi avaliada em comparação à evolução dos escores médios de eficiência. Trata-se de uma pesquisa descritiva quanto aos objetivos, documental e bibliográfica quanto aos procedimentos utilizados, e quantitativa quanto à abordagem do problema. Entre os municípios analisados, os que se mostraram mais eficientes em ambos os modelos da DEA foram Currais Novos, Doutor Severiano, Parnamirim, São José do Seridó, Parelhas e Alto do Rodrigues; enquanto os menos eficientes foram Pau dos Ferros, Lagoa Nova, São Tomé, Riachuelo, Espírito Santo, Macaíba e Tibau do Sul. Os resultados apontam que municípios mais populosos ou com maiores PIB per capita ou maiores IDHM, não necessariamente, apresentam maiores escores de eficiência, e que o crescimento dos gastos com saneamento básico no período não foi acompanhado de melhorias nos escores de eficiência. Tais achados podem indicar uma má gestão dos recursos e/ou dificuldades encontradas na expansão dos sistemas de saneamento básico, em especial os de esgotamento sanitário, que ainda são incipientes no Estado.

Palavras-chave


Saneamento Básico. Eficiência dos Gastos. Análise Envoltória de Dados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235