Controles internos para o gerenciamento de riscos: percepção de auditores e gestores

Isadora Marques dos Santos, Rosângela Queiroz Souza Valdevino, Rosilania Silva de Queiroz, Adriana Martins de Oliveira, Letícia Jéssica Freitas de Oliveira, Meskla Gislainy Marques

Resumo


Este trabalho objetiva analisar a percepção dos auditores e gestores em relação aos controles internos como ferramenta de suporte no gerenciamento de riscos nas empresas. A pesquisa configura-se como descritiva, classifica-se como um estudo de caso de cunho qualitativo e transversal. A aplicação constituiu-se por meio de entrevistas estruturadas com dois auditores independentes e gestoras de duas empresas do ramo alimentício da cidade de Mossoró/RN. Após o tratamento dos dados, um ponto comum na visão dos auditores e das gestoras respondentes foi a necessidade das empresas que não possuem sistemas de controles internos passarem a inserir os mesmos dentro de suas organizações, haja vista todos os benefícios que esse setor causa para a entidade. As gestoras respondentes também apontam a relevância do trabalho dos auditores independentes e sua influência nos resultados diários das organizações. Além de afirmarem que os controles internos possuem mais vantagens que desvantagens e em sua opinião sistemas de gestão de riscos são indispensáveis para a promoção de oportunidades e melhorias de tarefas e tomada de decisão.

Palavras-chave


Auditoria. Controles internos. Gestão de riscos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235