Controles internos no setor público: uma análise à luz da estrutura do COSO no estado do Piauí

Nelma Lopes Da Silva, Iane Rodrigues de Carvalho Moura

Resumo


Esta pesquisa tem como propósito conhecer o controle interno na administração pública do estado do Piauí, especificamente quanto à aderência ao COSO e a partir do entendimento dos seus gestores. Para isso, utilizou-se de estudo literário para respaldar o conceito de controle interno e COSO, de consulta documental sobre legislação vigente, além de entrevista com os coordenadores dos Núcleos de Controle Interno (NCI) nos órgãos que compõem a gestão pública do estado do Piauí. Assim, contou-se com uma amostra de 66 instituições, sendo 42 da administração direta e 24 da administração indireta. Após a aplicação da metodologia de pesquisas, selecionou-se um corpus composto por 11 entidades da administração direta, que representa 26% da amostra. Os resultados apresentam uma adoção parcial dos elementos preconizados pelo COSO. Verificaram-se falhas na sua observância no que tange, principalmente, a programas de treinamento e aperfeiçoamento. Acerca da avaliação de riscos, registra-se que 72% dos respondentes consideram a existência de potencial para fraude na avaliação dos riscos à realização dos objetivos. Em relação às atividades de controle, foi constatado que a Controladoria Geral do Estado funciona como órgão central do Sistema de Controle Interno e que o item “monitoramento” apresenta vulnerabilidade, especialmente no que diz respeito à realização de avaliações independentes.

Palavras-chave


Administração Pública, Controle Interno,COSO

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235