Anais de Resumos - XXVII Congresso Brasileiro de Custos

XXVII Congresso Brasileiro de Custos



Artigo





1. Abordagens contemporâneas de custos



AVALIAÇÃO DO CUSTO TOTAL DE PROPRIEDADE DO USO DE ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA E DA ENERGIA ELÉTRICA CONVENCIONAL

Fabiana FRIGO SOUZA (UFPR) - Brasil
E-mail: fabiiana_fs@hotmail.com

Thiago Vargas MALDONADO (UFPR) - Brasil
E-mail: maldonado_thiago@yahoo.com.br

Sidinei Augusto DA SILVA JUNIOR (UNISUL) - Brasil
E-mail: sidineiaugusto19@gmail.com

A discussão sobre a utilização de energia elétrica solar tem tomado cada vez mais espaço entre as organizações, seja por motivos financeiros ou até mesmo por questões de responsabilidade socioambiental. O estudo teve como objetivo identificar o custo total de propriedade do uso da energia solar fotovoltaica e da energia elétrica convencional. Utilizou-se como base de análise empresas de comércio de combustíveis (postos) devido a maior homogeneidade nas variáveis necessárias para o estudo. Os resultados apontaram que um dos principais desafios na aquisição de sistemas fotovoltaicos se encontra nas placas que necessariamente necessitam ser importadas, sendo afetadas diretamente pela variação cambial. Foi considerado, para fins de análise, um TCO de 25 anos na utilização entre os dois sistemas e os resultados apontaram que apesar do custo de aquisição do sistema solar fotovoltaico ser superior ao defendido na literatura seminal do custo total de propriedade, é economicamente viável, se comparado com a utilização do sistema elétrico convencional no mesmo recorte temporal, podendo gerar uma economia de até 500%. Por fim, o estudo abre possibilidades de análises em setores diferentes ou em estudos de casos em que a tendência é que essa economia supere a demonstrada nos resultados.

Palavras-Chave:Custo Total de Propriedade. Energia Elétrica. Energia Solar.


CONTRIBUIÇÃO DAS PRÁTICAS DE ENGENHARIA REVERSA PARA A GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS

Alice THUMS (UNISINOS) - Brasil
E-mail: thumsalice24@gmail.com

Taciana MARETH (UNISINOS) - Brasil
E-mail: tacianamareth@yahoo.com.br

O objetivo do presente estudo foi analisar a contribuição das práticas de Engenharia Reversa para a Gestão Estratégica de Custos. As etapas do processo de Engenharia Reversa foram identificadas e analisadas a partir de um Estudo Multicasos em duas empresas. Os reprojetos geraram reduções nos tempos e nos custos de produção, o que permitiu que as empresas superassem a concorrência com prazos de entrega menores e mantendo a qualidade necessária. Este estudo justifica-se pela discussão de iniciativas que direcionam a empresa a analisar os custos que impactem suas estratégias e, através da utilização de práticas como a Engenharia Reversa, alcancem maior agilidade no lançamento de produtos. Além disso, este compara as etapas identificadas nos casos analisados com os Processos de Desenvolvimento de Produtos abordados por Rozenfeld et al. (2006).

Palavras-Chave:Estratégia. Custos. Engenharia Reversa.


CUSTOS DA QUALIDADE COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO: ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÁBEIS.

Jocilene DA COSTA SOUSA (UFC) - Brasil
E-mail: jocy.costa22@gmail.com

Cintia DE ALMEIDA (UFC) - Brasil
E-mail: cinttialmeida@gmail.com

Roberta Carvalho de ALENCAR (UFC) - Brasil
E-mail: robertaalencar@uol.com.br

Em um mercado com concorrência acirrada é comum as empresas buscarem alternativas para se manterem competitivas e firmar sua carteira de clientes. Com isso, a preocupação inicial é oferecer produtos e serviços de qualidade, no entanto, a medição do retorno de se investir em qualidade muitas vezes não é priorizada. Diante do exposto, o presente artigo tem como objetivo geral verificar a influência dos custos da qualidade como um diferencial competitivo em uma empresa de prestação de serviços contábeis. A pesquisa justifica-se em função da importância de se atentar para essa área da contabilidade gerencial que na maioria das vezes não é tão priorizada pelas empresas de serviços em geral. Trata-se de uma pesquisa exploratória, cujos dados foram obtidos através de uma entrevista semiestruturada com os sócios-administradores da empresa, bem como da análise documental das demonstrações contábeis e relatórios fornecidos. Os resultados obtidos verificaram que mesmo a empresa não controlando os custos da qualidade com afinco, eles contribuíram na melhoria da eficiência operacional, tendo em vista a redução dos custos de falhas no período analisado. Considerando a retenção de clientes como variável de análise do retorno de se investir em qualidade, verifica-se uma influência positiva dos custos da qualidade na busca da empresa de destacar-se no mercado.

Palavras-Chave:Custos da qualidade. Diferencial competitivo. Serviços. Clientes.


DETERMINANTES DA RENTABILIDADE EM CLUBES DE FUTEBOL BRASILEIRO

Luciana Carvalho CARVALHO (UFU) - Brasil
E-mail: lucarvalho@ufu.br

Pedro Henrique CARRIJO DE OLIVEIRA (Ufu) - Brasil
E-mail: ph_carrijo@hotmail.com

Eduardo GIAROLA (UFU) - Brasil
E-mail: eduardog@ufu.br

O objetivo do trabalho é investigar os determinantes da rentabilidade nos clubes de futebol brasileiro. Ademais, o artigo tem os seguintes objetivos específicos: i) apresentar um referencial teórico acerca de indicadores econômicos em times de futebol; ii) examinar se as variáveis relativas à estrutura do clube determinam rentabilidade; iii) analisar se os indicadores financeiros determinam a rentabilidade dos clubes. De modo geral, nota-se que os indicadores de desempenho esportivo, capacidade de pagamento e investimento dos times não apresentaram uma relação evidente com o desempenho econômico. Conclui-se que o desempenho esportivo não foi capaz de melhorar o desempenho econômico dos times. Além disso, constatou-se que o investimento em intangível (atletas, por exemplo) não se relaciona com a eficiência dos clubes. Ademais se descobriu que quanto maior o endividamento do time, menor sua rentabilidade. Os resultados foram ao encontro da literatura abordada, pois os gastos financeiros tendem diminuir a rentabilidade das empresas.

Palavras-Chave:Clubes de Futebol. Indicadores. Rentabilidade. Eficiência


ÉTICA NA PROFISSÃO CONTÁBIL: UM ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS CONTADORES DO MUNICÍPIO DE JOÃO PESSOA – PB SOBRE A IMPORTÂNCIA DA ÉTICA PARA O PROFISSIONAL CONTÁBIL

Beatriz Correia DE LIMA (Unipê) - Brasil
E-mail: bestrizcorreia0703@gmail.com

Anamélia Cavalcanti Carvalho de MELO (Unipê) - Brasil
E-mail: anameliamelo@yahoo.com.br

Lívia Maria DA SILVA SANTOS (UNIR) - Brasil
E-mail: livia.marias@hotmail.com

O objetivo deste trabalho foi averiguar a percepção dos contadores de João Pessoa – PB, sobre a importância da ética para o profissional contábil. A metodologia utilizada foi caracterizada como descritiva e quanti-qualitativa. A coleta de dados deu-se por meio de questionário objetivo, aplicado virtualmente através da ferramenta Google Docs, e enviado pelas redes sociais aos profissionais contábeis do município de João Pessoa - Paraíba. Com base nos principais resultados da pesquisa, chegou-se à conclusão de que os contadores não conhecem as punições cabíveis, que podem sofrer, caso venham agir de maneira antiética no exercício da sua profissão, mas acreditam que essas punições deveriam ser mais severas. Além disso, constatou-se que, em relação a temas éticos, os contadores avaliam o Conselho Regional de Contabilidade (CRC/PB) como pouco atuante e que os profissionais possuem médio conhecimento sobre o Código de Ética do Profissional Contábil. Dessarte, o objtivo da pesquisa foi atingido, visto que foi possível constatar a percepção dos contadores sobre a ética profissional, tanto na construção de sua imagem, quanto para proporcionar uma maior valorização no mercado de trabalho.

Palavras-Chave:Ética. Profissional Contábil. Código de Ética.


EVIDENCIAÇÃO DE GASTOS AMBIENTAIS: ANÁLISE DAS FIRMAS QUE INTEGRAM E NÃO INTEGRAM A CARTEIRA 2018/2019 DO ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL (ISE)

Douglas da Silva FERREIRA (UFC) - Brasil
E-mail: douglassferreira07@gmail.com

José Glauber Cavalcante dos SANTOS (UFC) - Brasil
E-mail: jglauber_cont@hotmail.com

Márcia Martins Mendes DE LUCA (UFC) - Brasil
E-mail: marciadeluca@ufc.br

Carlos Adriano Santos Gomes GORDIANO (UFC) - Brasil
E-mail: adrianogordiano@ufc.br

A pesquisa tem como objetivo analisar comparativamente a evidenciação de gastos ambientais entre as firmas que integram e as que não integram a carteira 2018/2019 do ISE. Foram examinadas as notas explicativas de 181 empresas de capital aberto que participaram da seleção para compor a carteira teórica do índice. Os resultados indicam que menos da metade dos relatórios continha informações sobre gastos ambientais, sugerindo uma baixa evidenciação destes. Ao seu tempo, observou-se que o grupo das empresas integrantes do ISE tendem a evidenciar mais gastos ambientais do que aquelas não integrantes. Prevalece a divulgação monetária dos gastos, porém, nesses casos, os dispêndios têm pouca representatividade sobre a receita líquida e ativos totais. Foram identificados 14 tipos de gastos ambientais, sendo mais frequentes provisões e processos ambientais, gastos relacionados a riscos e recuperação ambiental. Esses tipos de gastos relacionam-se à categoria de recuperação ambiental, em detrimento dos grupos de preservação e controle ambiental. Percebeu-se também que as despesas são mais frequentes que os investimentos e os custos ambientais. Os resultados podem sinalizar a adoção de estratégias ambientais do tipo reativas compensatórias pelas empresas, o que pode refletir na elevação do risco ambiental do negócio.

Palavras-Chave:Evidenciação, Gastos Ambientais, Índice de Sustentabilidade Empresarial.


GESTÃO DE CUSTOS LOGÍSTICOS EM UMA REDE DE FRANQUIAS DE SORVETERIAS

Fernanda Bueno Grizos de CARVALHO (UEM) - Brasil
E-mail: fernanda.bgrizos@gmail.com

Lorena ZIROLDO (UEM) - Brasil
E-mail: lorena_ziroldo@hotmail.com

Katia ABBAS (UEM) - Brasil
E-mail: katia_abbas@yahoo.com.br

O objetivo do estudo é identificar a percepção dos gestores quanto à relevância das práticas de gestão e controle dos custos logísticos adotadas em uma rede de franquias de sorveterias. Para tanto, a metodologia empregada é qualitativa, descritiva e estudo de caso único em uma rede de franquias de sorveterias que se originou no Paraná. Com base em entrevistas semiestruturadas, questionários, observação direta e análise documental, foi possível perceber que a empresa tem uma preocupação com os custos advindos da logística, uma vez que esses representam aproximadamente 4% do faturamento da empresa. Os custos inerentes a armazenagem e ao transporte são os mais representativos para a empresa e os únicos controlados pelo departamento de logística, os demais são controlados por outros departamentos. Verificou-se também que na percepção dos gestores, o controle dos custos logísticos é essencial, pois consideram seu modelo de negócio um diferencial. A política da empresa não visa terceirização, mas sim, posse de todos os veículos utilizados no transporte do produto acabado, bem como das máquinas e equipamentos utilizados na produção, e ainda, dos espaços para armazenagem desses produtos. A sazonalidade é um período que interfere diretamente no planejamento da empresa, principalmente no que se refere aos custos fixos. O estudo tem como contribuição retratar como os gestores de uma empresa familiar, que se expandiu rapidamente e hoje é composta por 64 franquias, percebem a logística, que segundo a literatura, é apontada como imprescindível para minimizar ineficiências bem como auxilia nas oportunidades de crescimento da empresa.

Palavras-Chave:Custos logísticos. Franquia. Sorveterias


INVESTIMENTO EM INTANGÍVEIS E DESEMPENHO ESPORTIVO: EVIDÊNCIAS PARA TIMES BRASILEIROS

Alice Gomes da Silva ZANON (UFU) - Brasil
E-mail: aliceszanon@gmail.com

Luciana Carvalho CARVALHO (UFU) - Brasil
E-mail: lucarvalho@ufu.br

O objetivo deste artigo é investigar a relação entre o investimento em ativos intangíveis e o desempenho esportivo dos times de futebol brasileiros. A amostra é composta por 18 clubes e dados utilizados foram provenientes de seus demonstrativos contábeis. Foram estimadas regressões com dados em painel para os anos de 2011 a 2018. Os resultados revelam que investir em contratação de atletas contribui para uma melhor posição no Ranking Nacional da CBF, assim como no Campeonato Brasileiro. No entanto, o investimento na categoria de base não apresentou coeficientes significativos para o desempenho esportivo.

Palavras-Chave:Clubes de Futebol. Intangibilidade; Desempenho Esportivo. Desempenho Financeiro.


ISOMORFISMO NA ADOÇÃO DE PRÁTICAS AMBIENTAIS NAS EMPRESAS DE MÉDIO POTENCIAL POLUIDOR LISTADAS NA B3

Aglaeudis FERREIRA RODRIGUES CAMPOS (UFPB) - Brasil
E-mail: aglaeudis@gmail.com

Antonio Martins do Nascimento NETO (UFPB) - Brasil
E-mail: neetto.13@gmail.com

Visando a continuidade dos seus negócios, as companhias tendem a convergir suas atividades econômicas com os comportamentos, padrões e normas existentes no ambiente onde as mesmas estão inseridas. Desta forma, espera-se que nessa adaptação meio, àquelas empresas que compartilham de contextos ambientais similares, em processos e estruturas, acabem obtendo uma semelhança. Assim, o presente estudo objetiva investigar se as empresas de médio potencial poluidor, listadas no Brasil, Bolsa e Balcão - [B]3, apresentam comportamentos isomórficos, no que se refere à adoção de práticas ambientais. A pesquisa classifica-se como descritiva, documental e bibliográfica com abordagem predominantemente quantitativa. Para a realização deste estudo foram consultados Balanço Patrimonial, Formulários de Referencia, Notas Explicativas, Relatórios da Administração, Relatório de Sustentabilidade e Relatórios Anuais de 131 empresas de médio potencial poluidor, de acordo com a Lei nº 10.165/2000. Os principais resultados evidenciam que, com exceção do ramo de agricultura, todas as categorias que obtiveram a maior média de aderência para os respectivos setores, também apresentaram o maior desvio padrão, sugerindo assim que quanto mais as empresas de um setor aderem às práticas ambientais de uma referida categoria, maior será a dispersão dos seus dados. Quando a presença de isomorfismo, conclui-se que as empresas de médio potencial poluidor apresentam práticas ambientais isomórficas apenas nos setores de Indústria de Material Elétrico, Eletrônico e Comunicações (Categoria de Energias e Outros Aspectos Ambientais) e Indústria Madeireira (Categoria de Gestão Ambiental).

Palavras-Chave:Isomorfismo.Práticas Ambientais.Médio Potencial Poluidor.




2. Contribuições teóricas para a determinação e a gestão de custos



ADAPTAÇÃO DO MÉTODO DAS UNIDADES DE ESFORÇO DE PRODUÇÃO (UEP) AO PRINCÍPIO DE CUSTEIO IDEAL

Rodney WERNKE (Sem vínculo) - Brasil
E-mail: rodney.wernke@unisul.br

Marluce LEMBECK (Sem vínculo) - Brasil
E-mail: rodneywernke1@hotmail.com

Ivone JUNGES (UNISUL) - Brasil
E-mail: ivone.junges@unisul.br

Objetivou identificar os procedimentos necessários para adaptar o método UEP ao princípio de custeio ideal. Foi utilizada metodologia descritiva, com abordagem qualitativa e no formato de estudo de caso. Concluiu-se que o UEP permite que o valor do custo de transformação seja calculado pelos princípios de custeio integral (configuração inicial do método) e ideal, para o qual é necessário adicionar os procedimentos de: (i) calcular a ociosidade do mês (em UEPs e em R$); (ii) determinar o custo total de transformação sem a ociosidade do período; (iii) calcular o novo valor monetário da UEP e (iv) apurar o novo valor do custo de transformação após excluída a ociosidade fabril. Assim, o estudo contribui teoricamente com a evidenciação dos passos necessários para ajustar o método UEP ao princípio de “custeio ideal”, o que facilita utilizá-lo na Contabilidade de Custos para considerar os conceitos de capacidade teórica, normal e real.

Palavras-Chave:Ociosidade. Método UEP. Princípio de custeio ideal.


ANÁLISE DE POSSÍVEIS DETERMINANTES DE CUSTOS EM UNIVERSIDADES PÚBLICA E PRIVADA

Larissa RICHARTZ (UFSC) - Brasil
E-mail: lalarichartz@hotmail.com

Altair BORGERT (UFSC) - Brasil
E-mail: altair@borgert.com.br

Denize CAVICHIOLI (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: denize-gcu@hotmail.com

O objetivo desta pesquisa consiste em analisar os possíveis determinantes do custo por aluno em universidades pública e privada. Por meio de abordagem qualitativa do problema e descritiva em relação aos objetivos, tem-se como objeto de estudo a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e a Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI), cujos dados foram extraídos de demonstrações contábeis anexas nos respectivos relatórios. Dentre os resultados obtidos, destaca-se que no ano de 2018 o valor do custo por aluno na UFSC ficou em R$ 21.859,78 e na UNIVALI em R$ 8.432,99, ambos sem considerar os gastos com HU. Ainda, constatou-se que os recursos destinados às atividades de pesquisa e extensão na UFSC são consideravelmente superiores aos da UNIVALI, e isto está relacionado diretamente com os objetivos institucionais de cada universidade. Assim, pode-se concluir que os recursos destinados às atividades relacionadas à pesquisa e à extensão na UFSC podem ser considerados determinantes do aumento do custo por aluno, bem como podem trazer esclarecimentos para a sociedade em geral sobre o seu real valor.

Palavras-Chave:Custo por aluno. Determinantes de custos. Custo em Universidades.


APLICAÇÃO DO TIME-DRIVEN ACTIVITY-BASED COSTING (TDABC) POR ETAPAS PRODUTIVAS OU POR LINHA DE PRODUÇÃO

Rodney WERNKE (Sem vínculo) - Brasil
E-mail: rodney.wernke@unisul.br

Ivone JUNGES (UNISUL) - Brasil
E-mail: ivone.junges@unisul.br

Cleyton de Oliveira RITTA (UFSC) - Brasil
E-mail: cleytonritta@gmail.com

O estudo abordou questão relacionada ao impacto da aplicação do TDABC por etapas produtivas ou por linhas de produção no valor do custo de transformação e na lucratividade dos produtos e teve o objetivo de comparar tais aplicações no contexto de uma indústria. Para tanto, foi utilizada metodologia classificável como descritiva, com abordagem qualitativa e no formato de estudo de caso. Após relatar sobre os cálculos que fundamentaram o estudo, foi evidenciado que a adoção do TDABC por “linha de produção” possibilita obter valores de custo unitário dos produtos semelhantes aos que foram obtidos quando empregada a metodologia pormenorizada por “etapas”, com pequena distorção de valores entre os procedimentos de custeio comparados. Além disso, foi constatado que a causa dessas diferenças de valores pode ser atribuída à ociosidade existente na linha de produção abrangida. Portanto, a pesquisa contribuiu ao evidenciar que não é relevante (do ponto de vista da acurácia dos valores a custear aos produtos) utilizar uma planilha de custos baseada no detalhamento do TDABC para cada etapa produtiva ou adotar uma planilha menos detalhada, pois não afetou de forma relevante o valor do custo unitário dos produtos no contexto estudado.

Palavras-Chave:TDABC. Comparativo. Estudo de caso.


REFLEXÕES TEÓRICAS SOBRE CONFIANÇA INTERORGANIZACIONAL E MECANISMOS DE GOVERNANÇA DA GESTÃO DE CUSTOS INTERORGANIZACIONAIS

Eric Ferreira DOS SANTOS (KROTON/UEM) - Brasil
E-mail: eric_ferreira_net@hotmail.com

Este estudo objetiva verificar criticamente as relações teóricas entre os mecanismos de governança da área de interface da Gestão de custos interorganizacionais (GCI) e a confiança interorganizacional, segundo a tipologia de Sako (1992, 1998). Para o alcance do objetivo, por meio de pesquisa bibliográfica, desenvolveu-se uma articulação teórica, o qual expôs-se as características dos atributos dos mecanismos e das confianças, observando os aspectos convergentes. A pesquisa revela que as características das confianças baseadas em contrato, em competência e boa vontade permeiam os mecanismos gerenciais disciplinadores, capacitores e incentivadores, respectivamente. Constatou-se que, a afirmação de Cooper e Slagmulder (1999) sobre a confiança ser a base da GCI pôde ser verificada teoricamente pela pesquisa. Constata-se que a GCI é suportada pela confiança entre as empresas nas relações transacionais.

Palavras-Chave:gestão de custos interorganizacionais; confiança interorganizacional; mecanismos gerenciais; teoria econômica dos custos de transação




3. Custos aplicados ao setor privado e terceiro setor



ANÁLISE CUSTO-VOLUME-LUCRO PARA PONDERAÇÃO DE SISTEMAS DE PRODUÇÃO LEITEIRA

Cristiane Mallmann HUPPES (UFGD) - Brasil
E-mail: cristiane_huppes@hotmail.com

Tiago BIGOLIN (UFRGS) - Brasil
E-mail: tiago.bigolin@ymail.com

Jaine Juliane MUHL (Unicruz) - Brasil
E-mail: jaine1000@hotmail.com

Ângela Rozane Leal DE SOUZA (UFRGS) - Brasil
E-mail: angela.rsl@gmail.com

A intensificação da atividade leiteira tem feito com que produtores rurais adotem novas técnicas de produção, no entanto, as técnicas de gestão e controle financeiro podem estar sendo negligenciadas. Neste sentido, esta pesquisa comparou, à luz da Análise Custo-Volume-Lucro (CVL), indicadores de suporte a decisão, tendo como objeto de estudo três propriedades rurais que possuem diferentes estruturas de produção leiteira: pasto (P1); semiconfinamento (P2); e confinamento (P3), localizadas no Noroeste do Rio Grande do Sul (RS). Foram coletados dados de receita e de gastos de produção, tabulados e modelados com a ferramenta Microsoft Excel®. Os resultados da Margem de Contribuição Unitária de P1 é maior, correspondendo a um percentual de 62% de Margem de Contribuição Total. Porém, em termos de valores financeiros, P3 acumula Margem de Contribuição Total sete vezes maior que P1 e 2,5 vezes maior que P2. O Ponto de Equilíbrio representa 78% da produção de P1, enquanto, para P2 e P3, é de aproximadamente 50%. As Margens de Segurança de P2 e P3 se aproximam e, por último, o Grau de Alavancagem Operacional (GAO) é maior para P1. Isoladamente, os indicadores podem direcionar a decisões equivocadas, o que revela a importância de uma visão sistêmica, observando o maior número de variáveis possíveis.

Palavras-Chave:Lucratividade; Modernização; Sistema.


ANÁLISE DA VIABILIDADE DO PAGAMENTO AOS PEQUENOS PRODUTORES PELOS DEJETOS SUÍNOS PARA GERAÇÃO DE ENERGIA - BIOGÁS.

Luana do Pilar MACHADO (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: mpluana@hotmail.com

José Antonio CESCON (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: cescon@cescon.adm.br

Emerson LAZZAROTTO (UNIOESTE) - Brasil
E-mail: emerson.lazzarotto@gmail.com

André Luiz Valença DE SOUZA (Unioeste) - Brasil
E-mail: andreluizvalenca@gmail.com

O objetivo deste estudo é estimar a viabilidade do pagamento pelos dejetos suínos aos pequenos produtores. Para isso, realizou-se uma análise de viabilidade econômica para implantação de uma central de energia a partir do biogás considerando três cenários de investimentos com capacidades de geração de energia distintas. O Cenário 1 (C1), utiliza o grupo moto gerador (GMG) de 120 kVA. O Cenário 2 (C2), utiliza o grupo moto gerador (GMG) de 330 kVA, e. O Cenário 3 (C3), utiliza o grupo moto gerador (GMG) de 420 kVA. O biodigestor analisado é um modelo de lagoa coberta (canadense), com profundidade de 4,5 metros, com geomembrana PEAD e volume de 2.500m³. No utilizou-se de três ferramentas para se analisar a viabilidade econômica dos cenários, o VPL (Valor Presente Líquido), a TIR (Taxa Interna de Retorno), e o PAYBACK (Tempo de Recuperação do Investimento). Concluiu-se que a ordem de rentabilidade são os cenários: C3, C2 e C1, respectivamente. Concluiu-se também que, o pagamento pelos dejetos suínos é possível, possibilita a geração de renda extra para o produtor rural e obtém-se uma viabilidade econômica atrativa com os projetos.

Palavras-Chave:Dejetos suínos, viabilidade econômica, biogás.


ANÁLISE DOS CUSTOS DE PRODUÇÃO EM RELAÇÃO DE PREÇOS DO CAFÉ ARÁBICA EM MINAS GERAIS

Eunice Henriques Pereira VILELA (UFU) - Brasil
E-mail: e-vilela@hotmail.com

Antonio Sergio Torres PENEDO (UFU) - Brasil
E-mail: drpenedo@gmail.com

A cafeicultura é uma atividade de acentuada relevância econômica e social para o Brasil e, especialmente, para o estado de Minas Gerais, principal estado produtor e responsável por mais da metade da produção nacional. Considerando essas características e a importância da gestão de custos de produção para a rentabilidade e sustentabilidade do setor, esta pesquisa teve como objetivo analisar o comportamento dos custos de produção em relação ao preço do café nas principais regiões produtoras do estado, sendo estas: o Sul de Minas, o Cerrado Mineiro e as Matas de Minas; além de verificar a influência da região como fator de diferenciação sobre o comportamento dessas variáveis. Para tanto, se utilizou de uma regressão linear múltipla com dados em painel que tinha como variável dependente o preço pago ao produtor pela saca de Café Arábica nas regiões supracitadas, entre 2007 e 2018, e do teste de Kruskal-Wallis, para identificar possíveis relações entre as variáveis de custos e a região produtora. Os resultados indicaram que os custos com máquinas, defensivos e o volume produzido tem uma relação negativa com as variações de preços do café, enquanto os impostos tem uma relação positiva, e que a região tem uma relação significativa com as variações de preços do café nas regiões produtoras de Minas Gerais. Identificou-se também que a produtividade, os custos com defensivos, mão de obra e máquinas apresentam distribuições diferentes de valores entre as regiões.

Palavras-Chave:Custos de Produção. Cafeicultura. Regionalidade


ANÁLISE DOS CUSTOS DO CULTIVO DE ARROZ IRRIGADO: COMPARATIVO ENTRE DUAS PROPRIEDADES RURAIS DO SUL DO BRASIL

LETÍCIA DA SILVA ZUCHINALI POSSAMAI DELLA (UNESC) - Brasil
E-mail: leonardoimoveis.leticia@gmail.com

Januário José MONTEIRO (UFSC) - Brasil
E-mail: januariomonteiromonteiro@gmail.com

Andréia CITTADIN (UNESC) - Brasil
E-mail: zerobertods@gmail.com

A atividade orizícula apresenta importância para o setor agrícola nacional, visto que o arroz é um dos alimentos mais consumidos no mundo e sua produção contribui para a manutenção de propriedades rurais localizadas, principalmente, nos Estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Contudo, é perceptível a necessidade de adoção de instrumentos da gestão dos custos nesse tipo de empreendimento, que possibilitem a redução dos gastos de produção e o aumento da lucratividade, principalmente, pelo fato do preço de venda do grão ser estabelecido pelo mercado. Assim, o objetivo geral deste artigo consiste em analisar os custos do cultivo do arroz irrigado em duas propriedades localizadas no sul do Brasil. O estudo caracteriza-se como qualitativo, descritivo e foi efetuado mediante estudo de caso, com uso de entrevista com o produtor e pesquisa documental referente a safra 2018/2019. Os resultados, com base no método de Custeio Variável indicaram que os custos e despesas totais representaram 82,53% da receita líquida na propriedade localizada no RS e 88,52% em SC, equivalente a lucratividade de 17,47% e 11,48%, respectivamente. Além de apresentar menor resultado por conta dos custos mais elevados a propriedade localizada no território catarinense obteve produtividade menor nessa safra. Os resultados obtidos não foram considerados satisfatórios pelo produdor pela ocorrência de perdas na safra, devido ao excesso de calor. Este fato comprova as dificuldades enfrentadas pelos produtores rurais relacionadas à fatores não controláveis como as condições climáticas.

Palavras-Chave:Gestão de Custos. Análise custo, volume e lucro. Orizicultura.


ANÁLISE FINANCEIRA EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR: UM ESTUDO SOBRE INADIMPLÊNCIA

AIRTON ADELAR BAUERMANN (UNASP) - Brasil
E-mail: airton.bauermann@unasp.edu.br

Jean José NUNES (Unasp-EC) - Brasil
E-mail: jean_181285@hotmail.com

Lukas ROSSINI (UNASP-EC) - Brasil
E-mail: lukasrossini7@hotmail.com

Wilton Moisés MODRO (UNASP) - Brasil
E-mail: wilton.modro@unasp.edu.br

O Brasil está enfrentando uma situação desfavorável financeiramente, a qual afeta praticamente todos os setores da economia. Por conseguinte, o desemprego reduz a capacidade de alunos arcarem com as mensalidades acadêmicas, e isso afeta diretamente as matrículas das Instituições de Ensino Superior (IES). Algumas se adequam a essas instabilidades buscando a adesão de mais alunos e implementam ferramentas de combate à inadimplência. Um dos vários caminhos para manter a saúde financeira de uma IES e evitar efeitos negativos na qualidade é oferecer descontos, bolsas e financiamentos. Assim, o objetivo deste trabalho é analisar a inadimplência dos cursos de graduação de um Centro Universitário no ano de 2019, tendo em vista os descontos e demais benefícios concedidos aos estudantes. Foi realizada uma pesquisa exploratória, com abordagem qualitativa e os documentos utilizados para levantamento de dados foram os relatórios de inadimplência da IES, relatório de matriculados, balanços de matriculados e inadimplentes, tabelas de valores e relatórios de descontos e bolsas de estudos. Os resultados foram demonstrados através de tabelas, comparando as informações encontradas e analisando-as. Como principais resultados, destacam-se que a IES investigada tem um alto custo com descontos concedidos, oferece bolsas e dissídios de funcionários, além de Financiamentos Estudantis (FIES) e o Programa Universidade para Todos (PROUNI), os quais contribuem com a receita líquida da Instituição. Finalmente, conclui-se que o percentual da inadimplência, ainda que seja considerado alto, se posiciona na média do mercado, índice que a Instituição procura reduzir ainda mais em campanhas e utilizando diversas ferramentas de cobrança.

Palavras-Chave:Inadimplência, Graduação. Custo, Ensino Superior, Entidade Filantrópica


APLICAÇÃO DO MÉTODO DE CUSTEIO POR ABSORÇÃO: PESQUISA-AÇÃO EM UMA FÁBRICA DE LÂMPADAS DE GUARAREMA, SP

Adriana CALDERINI (FECAP) - Brasil
E-mail: dricalderini@gmail.com

Luis Eugenio MENDEZ FLORES (FECAP) - Brasil
E-mail: luiseugenio.mf@gmail.com

Maíra Silva LIMA (FECAP) - Brasil
E-mail: mairasilvalima20@hotmail.com

Paulo Roberto DE MARCHI PORTO (FECAP) - Brasil
E-mail: prporto2591@gmail.com

Sendo o único método aceito pela legislação fiscal e pelos Princípios Contábeis no Brasil, o Custeio por Absorção é um método muito viável de ser aplicado em empresas que necessitam formalizar seu sistema de custeio. Por sua vez, a gestão de custos é fundamental em uma empresa familiar, devido aos sistemas frágeis ou inexistentes de custeio; um custeio frágil pode levar ao comprometimento do resultado financeiro da entidade. Este estudo tem como objetivo verificar como a gestão de custos pode influenciar o processo de produção e o resultado financeiro em uma fábrica de lâmpadas, por meio da aplicação do Custeio por Absorção. Quanto aos procedimentos metodológicos foi realizada uma pesquisa-ação, onde foi feita uma entrevista com os responsáveis pela produção, além da coleta de documentos da empresa; quanto ao tratamento dos dados, tem uma abordagem qualitativa; abordagem esta que será pela análise de conteúdo. O resultado a que se chegou foi que o Custeio por Absorção evidencia de modo mais correto a posição patrimonial da entidade, em relação ao método de custeio informal utilizado; de tal forma, o resultado financeiro apresentado nos últimos anos não está de acordo com a realidade que a contabilidade de custos por meio do Custeio por Absorção apurou, comprometendo o lucro da empresa.

Palavras-Chave:Custeio por absorção; Gestão de custos; Resultado financeiro; Fábrica de lâmpadas.


ATIVOS BIOLÓGICOS NA ATIVIDADE AVÍCOLA: PROPOSTA DE MODELO DE FLUXO CONTÁBIL EM UMA EMPRESA BRASILEIRA

Felipe Lima VIANA (UFC) - Brasil
E-mail: felipe_leao21@hotmail.com

Carlos Adriano Santos Gomes GORDIANO (UFC) - Brasil
E-mail: adrianogordiano@ufc.br

Ativos biológicos, pela sua natureza de transformação, sem a interveniência humana, trazem consigo grandes desafios em termos de reconhecimento, mensuração de seus custos e também das divulgações inerentes a eles. Assim, tal tem se revelado um campo fértil para debates no Brasil, devido à importância do agronegócio no país, nesse sentido, o presente estudo tem como objetivo propor um modelo de fluxo contábil de ativos biológicos aplicado à atividade avícola, evidenciando as peculiaridades do processo produtivo. Para isso, foi escolhido como procedimento metodológico o estudo de caso, realizado com base nas seguintes fontes de evidências: dados secundários, obtidos por meio do exame de demonstrativos contábeis e relatórios de produção do período de 2018; e dados primários, extraídos de entrevistas com colaboradores da Companhia e por observação direta. A partir dos dados obtidos, constatou-se que os principais ativos biológicos e produtos agrícolas produzidos foram: aves matrizes avós (em crescimento e em produção), aves matrizes (em crescimento e em produção), frangos de corte, ovos férteis avós, pintos matrizes, ovos férteis e pintos de corte. O principal achado da pesquisa é a confirmação da viabilidade do modelo de fluxo contábil dos ativos biológicos utilizando informações sobre grupos de ativos, sendo possível medir e demonstrar as mudanças biológicas. As informações obtidas na pesquisa são de grande importância para o processo de tomada de decisão, permitindo uma percepção mais realista do patrimônio da entidade. A pesquisa também contribui para a literatura sobre o fluxo contábil dos ativos biológicos e dos produtos agrícolas, especialmente na mensuração daqueles que não possuem valor de mercado

Palavras-Chave:Ativos biológicos. Agronegócio. Avicultura. Fluxo contábil


CONTABILIDADE DE CUSTOS: UMA ANÁLISE DO MÉTODO DE CUSTEIO UTILIZADO PELO ESTABELECIMENTO ALFA NA CIDADE DE URUÇUÍ - PI

JOSÉ WELLITON SILVA DO NASCIMENTO (UESPI) - Brasil
E-mail: jwsnascimento@urc.uespi.br

IGOR ARAUJO DOS SANTOS SILVA (UESPI) - Brasil
E-mail: coordenacaoadmurucui@gmail.com

EZEQUIAS MARTINS BISPO (UESPI) - Brasil
E-mail: cadmurucui@urc.uespi.br

Indira Gandhi BEZERRA-DE-SOUSA (Uespi) - Brasil
E-mail: indirabs@urc.uespi.br

Kaetana Alves CERQUEIRA (UESPI) - Brasil
E-mail: kaetanacerqueira@urc.uespi.br

Embora as empresas possuam dificuldades em precificar bens/serviços, a contabilidade de custos contribui, nesse sentido, para uma precificação mais efetiva, evitando falhas ao estabelecer valores. Com isso, o objetivo geral desse artigo consiste em “demonstrar a contabilização de um método de custeio para definição do preço de custo de produtos vendidos em um estabelecimento de food servisse”. Para tanto, realizou-se uma pesquisa aplicada, exploratória, qualitativa e quantitativa, utilizando como estratégia de pesquisa o estudo de caso único, adotando como instrumentos de coleta de dados a entrevista semiestruturada, a observação e os documentos. Por fim, como técnica de análise, utilizou-se a análise de conteúdo e estatística descritiva, por meio do software de apoio Excel (2016). Como resultado, observou-se que o empreendimento não adotava um método formal e fundamentado. Para isso, demonstrou-se a implementação do método de custeio por absorção, identificando-se os custos fixos e variáveis, bem como o preço de venda, viabilizando a melhor forma de utilizar a contabilização de custos em pequenos estabelecimentos de food service. A partir da demonstração apresentada, outras empresas do mesmo setor podem aplicar em seus estabelecimentos para melhor tomada de decisões.

Palavras-Chave:Custos. Métodos de custeios. Preço de venda. Food Service.


ESTUDIO DE LA VIABILIDAD DE ALGUNOS EMPRENDIMIENTOS DE LA PRODUCCIÓN DE CERVEZA ARTESANAL EN URUGUAY.

Ana Maria GOLPE (UdelaR) - Uruguai
E-mail: anagolpe@adinet.com.uy

Eugenia Cabrera () -
E-mail: eugeniacabrera08@gmail.com

Mariana RAMOS (Udelar) - Uruguai
E-mail: ramosmar@montevideo.com.uy

A nivel mundial, se observa un gran crecimiento de los emprendimientos de cervezas artesanales. Se está viendo un cambio en el hábito de los consumidores hacia productos de mayor calidad y la cerveza no es ajena a ello. El objetivo del presente trabajo es analizar la viabilidad económica de tres emprendimientos de producción artesanal de cerveza IPA, dos de ellos localizados en Montevideo y uno en Rocha, en la R.O. del Uruguay. En Uruguay, muchos de los productores de este sector comenzaron como un hobby y así continúan, mientras que otros han cambiado a micro emprendimientos o empresas de mediano porte. Se consideraron emprendimientos cerveceros artesanales, se profundizó en la viabilidad económica, se analizaron los costos, la estructura de los mismos, la rentabilidad (todo en porcentaje) y sus puntos de equilibrio. A los efectos de poder realizar comparaciones, se analizaron para la cerveza IPA en dos formas de presentación: botellas de 500 cc y en barriles, a granel. Sus márgenes de contribución por litro de cerveza artesanal se encuentran entre el 35% y el 45%, luego la estructura de costos fijos influye en forma importante para determinar la rentabilidad positiva o negativa. Asimismo, se realizó una encuesta de carácter exploratoria a fin de tener un indicio sobre si hay o no mercado y las preferencias de los consumidores. Se obtuvieron 54 respuestas, mayoritariamente respondieron personas entre 20 y 24 años de edad, de sexo femenino, casi todos estudiantes; eligen la cerveza artesanal frente a la industrial, la consumen en salidas y prefieren la cerveza rubia.

Palavras-Chave:Cerveza artesanal Costo de cerveza artesanal Rentabilidad de cerveza artesanal


MENSURAÇÃO DOS CUSTOS DE TRANSAÇÃO NA COMPOSIÇÃO DOS CUSTOS TOTAIS DO LITRO DE AÇAÍ NO PONTO DE VENDA

José Luiz Nunes FERNANDES (UFPA) - Brasil
E-mail: jluiz@ufpa.br

Bárbara Ádria Oliveira Farias FERNANDES (Unama) - Brasil
E-mail: barbaraadria@yahoo.com.br

O segmento do agronegócio na região norte do Brasil e especialmente no Estado do Pará envolve cifras anuais em torno de US$ 700 milhões. Tradicionalmente os custos são apurados quando considerados os fatores endógenos as entidades econômicas, esses denominados de custos de produção. A literatura aponta que na composição dos custos totais existem e devem ser mensurados os custos de transação, porém essa mensuração é desafiadora e reconhecidamente custosa. Neste sentido, o objetivo dessa pesquisa é mensurar o custo transação e de produção na composição dos custos totais do ponto de venda de açaí localizados na cidade de Belém, Estado do Pará. Por meio de pesquisa exploratória pontos de venda de açaí foram pesquisados no sentido de identificar a composição do custos total. A pesquisa chegou à conclusão que cada litro do vinho de açaí produzido em um ponto de venda tem o custo unitário de R$ 4,57 para uma produção diária de 100 litros.

Palavras-Chave:Mensuração. Custos. Vinho do açaí. Ponto de venda do açaí


POLÍTICA DE DISTRIBUIÇÃO DE DIVIDENDOS E SUA RELAÇÃO COM A NECESSIDADE DE CAPITAL DE GIRO DAS EMPRESAS BRASILEIRAS LISTADAS NA B3

Eunice Henriques Pereira VILELA (UFU) - Brasil
E-mail: e-vilela@hotmail.com

Arthur Antonio Silva ROSA (FAGEN/UFU) - Brasil
E-mail: arthurasr@hotmail.com

Antonio Sergio Torres PENEDO (UFU) - Brasil
E-mail: drpenedo@gmail.com

Considerando a importância de uma gestão adequada do capital de giro, bem como da política de distribuição de dividendos para a sustentabilidade e rentabilidade das empresas, esta pesquisa se propôs a analisar a relação entre a Necessidade de Capital e Giro e o montante de dividendos distribuídos pelas empresas não financeiras listadas na B3 no período de 2010 a 2018. Para tanto foi utilizada uma regressão linear múltipla através do método dos mínimos quadrados ordinários. Esta teve como variável dependente a Necessidade de Capital e Giro, e como variável independente a Distribuição de Dividendos. A amostra foi dividida em 4 (quatro) subamostras, sendo estas as empresas que atuam no setor industrial, aquelas que atuam no setor comercial, as que atuam tanto no setor industrial quanto comercial e as empresas que atuam em outros setores que não sejam nem industrial nem comercial. Assim a regressão foi testada em 5 conjuntos de dados, sendo um conjunto composto por todas as empresas e os quatros conjuntos correspondentes as subamostras supracitadas. Como resultado foi encontrado uma relação significativa entre a Necessidade de Capital e Giro (NCG) e Distribuição de Dividendos (DIV) nas empresas dos setores econômicos que não sejam nem comercial nem industrial, assim a hipótese inicial do trabalho de que há relação estatisticamente significante entre o pagamento de dividendos e a necessidade de capital de giro das empresas foi confirmada.

Palavras-Chave:Capital de Giro. Dividendos. OLS.




4. Custos aplicados ao setor público



ALOCAÇÃO EFICIENTE DE RECURSOS EM EDUCAÇÃO EM UM MUNICÍPIO DE PEQUENO PORTE: UM ESTUDO A PARTIR DA ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS

Pablo Henrique Paschoal CAPUCHO (UEL) - Brasil
E-mail: pablocapucho@hotmail.com

Saulo Fabiano Amancio VIEIRA (UEL) - Brasil
E-mail: saulofav@gmail.com

Essa pesquisa teve como objetivo analisar a alocação eficiente de recursos dos primeiros anos do ensino fundamental no município de Arapongas, Paraná, em relação a sua performance. Para atender a esse objetivo, a pesquisa usou o método de Análise Envoltória de Dados (DEA), usando como input os custos pedagógicos, sociais e administrativos e a avaliação governamental da educação nacional, o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) como output. Os resultados da análise demonstraram que 59% das escolas apresentaram eficiência relativa acima de 80%. A partir do DEA ainda foi possível elaborar um benchmark para as escolas com desempenhos menores, para que o município possa elaborar políticas públicas que possibilitem a melhoria do escore. A análise contribui para mostrar a importância dos custos como ferramenta nas decisões administrativas do sistema educacional do setor público.

Palavras-Chave:Educação Pública, Custos, Eficiência, Análise Envoltória de Dados


ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DOS GASTOS COM SANEAMENTO BÁSICO DOS MUNICÍPIOS POTIGUARES UTILIZANDO A ANÁLISE ENVOLTÓRIA DE DADOS

Andressa Dantas DE LIMA (UFRN) - Brasil
E-mail: andressadantas@gmail.com

Daniele da Rocha CARVALHO (UFRN) - Brasil
E-mail: drc_rn@yahoo.com.br

Ridalvo Medeiros Alves de OLIVEIRA (UFRN) - Brasil
E-mail: ridalvo16@gmail.com

A crise econômica provocada pela pandemia da COVID-19 aumentou o desafio dos gestores públicos na busca da eficiência na aplicação dos recursos públicos. O objetivo desse estudo é verificar a eficiência dos gastos com saneamento básico nos municípios do RN entre 2008 e 2017, utilizando os modelos BCC e CCR da DEA. As informações foram obtidas no SNIS, e os municípios foram caracterizados segundo a população, PIB per capita e IDHM. A evolução dos gastos per capita com saneamento básico foi avaliada em comparação à evolução dos escores médios de eficiência. Trata-se de uma pesquisa descritiva quanto aos objetivos, documental e bibliográfica quanto aos procedimentos utilizados, e quantitativa quanto à abordagem do problema. Entre os municípios analisados, os que se mostraram mais eficientes em ambos os modelos da DEA foram Currais Novos, Doutor Severiano, Parnamirim, São José do Seridó, Parelhas e Alto do Rodrigues; enquanto os menos eficientes foram Pau dos Ferros, Lagoa Nova, São Tomé, Riachuelo, Espírito Santo, Macaíba e Tibau do Sul. Os resultados apontam que municípios mais populosos ou com maiores PIB per capita ou maiores IDHM, não necessariamente, apresentam maiores escores de eficiência, e que o crescimento dos gastos com saneamento básico no período não foi acompanhado de melhorias nos escores de eficiência. Tais achados podem indicar uma má gestão dos recursos e/ou dificuldades encontradas na expansão dos sistemas de saneamento básico, em especial os de esgotamento sanitário, que ainda são incipientes no Estado.

Palavras-Chave:Saneamento Básico. Eficiência dos Gastos. Análise Envoltória de Dados.


COMO GASTAM OS DEPUTADOS FEDERAIS E ESTADUAIS DA PARAÍBA: UM RAIO X DAS EMENDAS PARLAMENTARES NO ANO DE 2019

Enzo Souto SILVA (UFPB) - Brasil
E-mail: enzosooouto@gmail.com

José Ricardo PALMEIRA SILVA (UFPB) - Brasil
E-mail: josericps1@gmail.com

Fernando Jose VIEIRA TORRES (UFPB) - Brasil
E-mail: fjttorres@hotmail.com

JEAN DOS SANTOS NASCIMENTO (UFCG) - Brasil
E-mail: jean.sn@gmail.com

Essa pesquisa objetivou investigar os gastos com as emendas parlamentares disponibilizadas aos deputados federais e estaduais da Paraíba no ano de 2019. Foram analisadas as destinações de emendas a partir da amostra dos 12 deputados federais e 36 deputados estaduais com mandato em 2019. A metodologia envolveu pesquisa quantitativa e estatística descritiva para análise dos dados recolhidos nos sítios da Câmara dos Deputados, da Assembleia Legislativa da Paraíba e no Portal de Transparência do Governo Federal. Com os resultados, observou-se que 54,3% do total das emendas apresentadas (95, de um montante de 175) pelos deputados federais para o orçamento de 2019, destinavam-se as áreas de saúde e assistência social, enquanto saneamento e educação, com baixos indicadores sociais no estado, pontuavam 3,2% e 2,6% das emendas, respectivamente. Em relação ao deputados estaduais, o cenário se repetiu em relação a saúde, que recebeu o maior número de emendas, 229, de um total de 443, superando as destinadas à educação, saneamento e agropecuária. A área de saneamento e gestão ambiental ganhou pouquíssima atenção, com apenas 4 emendas direcionadas; Turismo e Agropecuária também foram negligenciados, com apenas 9 emendas somando essas áreas. Vale ratificar que as emendas de ambos (deputados federais e estaduais) foram todas destinadas a Paraíba. Há fortes indícios de que os baixos indicadores sociais de saneamento, educação, cidadania e direitos humanos e desenvolvimento urbano e regional no estado, refletem os poucos investimentos feitos nessas áreas.

Palavras-Chave:Orçamento. Emendas parlamentares. Parlamentares.


CUSTO DA CONTRATAÇÃO DE VEÍCULOS PARA TRANSPORTE DE PASSAGEIROS NO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Ernesto Fernando Rodrigues VICENTE (UFSC) - Brasil
E-mail: ernesto.vicente@ufsc.br

Alexandre Pozza Urnau Silva (Ministério da Saúde) -
E-mail: alexandre.pozza@saude.gov.br

Altair BORGERT (UFSC) - Brasil
E-mail: altair@borgert.com.br

Fernando RICHARTZ (UFSC) - Brasil
E-mail: fernandorichartz@gmail.com

Emanuele ENGELAGE (UFSC) - Brasil
E-mail: manuengelage@hotmail.com

Este estudo apresenta um modelo para análise de custo da contratação de serviços de locação de veículos para transporte de passageiros no Ministério da Saúde (MS). Primeiramente, mapeou-se os dados de contratos atuais, para verificar como essas parcerias são conduzidas. Em seguida analisou-se contratos similares, tanto na esfera pública quanto na privada, que serviram como benchmarking para identificar parâmetros e propostas alternativas, seja em relação às características técnicas ou contratuais. Foram observados os seguintes parâmetros básicos: tipo do veículo; modalidade do contrato; valor do excedente de quilometragem; contratação conjunta ou não de combustível; e contratação conjunta ou não de motorista. Com essa definição e a identificação de suas variações, elaborou-se um simulador de custos, que indica os resultados para diferentes situações e permite analisar suas vantagens e desvantagens financeiras. Para a validação do simulador, realizou-se testes com base em um contrato específico e concluiu-se que a modalidade contratual em vigor está adequada aos padrões de mercado, porém a parcela variável paga por quilômetro adicional não está sendo vantajosa para o MS, pois, em escala, apresenta maior ganho para a empresa contratada. Assim, verifica-se que o estudo oferece base informacional para a tomada de decisão futura, pois além de propor uma metodologia baseada em quatro etapas para análise das parcerias público-privada dos serviços de locação de veículos, também, disponibiliza um ferramental que auxilia nesse processo.

Palavras-Chave:Custo. Parceria público-privada (PPP). Transporte de passageiros. Saúde. Simulador.


EFICIÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS COM ATENÇÃO BÁSICA À SAÚDE: UMA ANÁLISE DO DESEMPENHO DOS MUNICÍPIOS DE SÃO PAULO NO ANO DE 2018.

Sara Pereira da SILVA (EACH - USP) - Brasil
E-mail: sarapesilva@hotmail.com

Jaime CROZATTI (EACH/USP) - Brasil
E-mail: jcrozatti@usp.br

O objetivo deste estudo é analisar a eficiência dos gastos públicos na subfunção atenção básica à saúde dos municípios do Estado de São Paulo, no ano de 2018, a partir do agrupamento dos municípios em clusters de acordo com as variáveis de população e PIB nominal e verificar a eficiência deles através da metodologia de análise envoltória de dados com retornos variáveis de escala e orientação a maximizar os produtos. As variáveis utilizadas para esse método foram a despesa líquida com a atenção básica como input e quatro outputs: quantidade de equipes da ESF, percentual de cobertura da ESF, quantidade de UBS e percentual de nascidos vivos de mães com mais de 7 consultas pré-natal. Os resultados obtidos a partir dos seis clusters gerados demonstraram que 104 municípios foram considerados eficientes; há quatro municípios com a pontuação de eficiência muito baixa. As evidências suportam a avaliação de que os recursos da atenção básica tem sido geridos pelas redes municipais de atenção básica com resultados satisfatórios para a maior parte dos municípios do estado de São Paulo.

Palavras-Chave:Sistema Único de Saúde. Gastos públicos com saúde. Atenção Básica. Análise Envoltória de Dados. Eficiência Técnica


FUNÇÕES DA CONTROLADORIA NO SETOR PÚBLICO VERSUS NO SETOR PRIVADO: UMA LEITURA BIBLIOMÉTRICA

Lucas Costa SOUZA (USP) - Brasil
E-mail: lucas.costasouza@usp.br

Jaime CROZATTI (EACH/USP) - Brasil
E-mail: jcrozatti@usp.br

O presente estudo objetivou analisar as distinções e semelhanças das funções adotadas por controladorias do setor governamental em comparação com o setor privado, haja vista as demandas por mudanças organizacionais, maior eficiência e accountability impostas a partir da reforma gerencial do Estado, a qual também passou a requerer maior ênfase sobre as funções de controle. Utilizando-se do método bibliométrico, foram realizadas buscas da palavra-chave “controllership” nas publicações das bases de dados Scopus e Web of Science (WOS) para identificar as funções debatidas sobre os dois setores em questão. A partir dos critérios de busca, chegou-se ao portfólio de 13 artigos. Realizou-se análise de conteúdo, descrição dos dados e, por fim, análise comparativa do conteúdo dos artigos. De forma relevante, foi verificada predominância de estudos nacionais voltados para o setor privado. A função contábil apresentou maior aderência nos dois setores, por outro lado, funções como corregedoria, ouvidoria, integridade e transparência foram observadas apenas no âmbito empresarial. A literatura institucional relacionada às mudanças e padrões organizacionais possibilitou identificar a existência de isomorfismo normativo na padronização entre governos e empresas de uma das funções da controladoria, cujo principal motivo pode estar ligado ao alcance positivo das agências regulamentadoras dos procedimentos contábeis em nível nacional. Por outro lado, é possível que funções existentes em apenas um setor estejam ligadas à estratégia de legitimação e pressões institucionais na adoção de funções.

Palavras-Chave:Controladoria. Funções Organizacionais. Revisão Bibliométrica Comparativa.


FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS MUNICÍPIOS E DESENVOLVIMENTO REGIONAL: UM ESTUDO SOBRE OS MUNICÍPIOS PIAUIENSES NO PERÍODO DE 2005 A 2016

Cristhian Rêgo PASSOS (UFPI) - Brasil
E-mail: cristhianpassos@yahoo.com.br

Estudou-se a correlação entre as cotas do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e os níveis de desenvolvimento dos municípios piauienses no período de 2005 a 2016, mensurados pelo Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal (IFDM), criado pela Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (FIRJAN). Utilizou-se estatística descritiva e testes de correlação que demonstraram de modo geral a existência de correlação moderada entre o FPM e o IFDM (coeficiente de Pearson: ρ = 0,533). A análise dos níveis de desenvolvimento evidenciou uma melhora no IFDM médio dos municípios do Piauí no período estudado. A modelagem de regressão relatou que 28,4% das variações ocorridas no IFDM podem ser atribuídas às variações nos valores de FPM. Estudos com a inclusão de novas variáveis preditoras podem melhorar a modelagem.

Palavras-Chave:Transferências constitucionais. Fundo de Participação dos Municípios. Desenvolvimento municipal.


GASTOS NA EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL DOS MUNICÍPIOS PAULISTAS: INFLUÊNCIA NO IDEB DO GASTO COM PESSOAL PRÓPRIO E COM COMPRAS DE MATERIAIS E SERVIÇOS.

Jaime CROZATTI (EACH/USP) - Brasil
E-mail: jcrozatti@usp.br

Gabriela Mandu DOS SANTOS (USP) - Brasil
E-mail: gabrielaamandu@gmail.com

Desde a década de 1990 o Brasil faz esforço para aumentar o gasto público no ensino fundamental, com foco nas redes municipais. Apesar do aumento na oferta de vagas, não foi observada melhora na qualidade na mesma medida. Diante da prerrogativa dos gestores municipais nas decisões pelas formas da aplicação do recurso e por ações para melhorar a qualidade do ensino, o objetivo deste trabalho é analisar os efeitos produzidos no IDEB pelos gastos com pessoal próprio e com compras de materiais e serviços nos municípios paulistas nos anos de 2008 a 2018. Categorizados em dois grupos, os que concentraram os gastos na remuneração de pessoal próprio e os que o concentraram em compras de materiais e serviços de terceiros, verificou-se que o coeficiente de determinação (R-squared) na regressão linear múltipla pelo método dos mínimos quadrados ordinários cresce em todos os anos da análise, indicando incremento na dependência do IDEB pelos dois tipos de gastos. Porém, é flagrante que os gastos com compras de materiais e serviços de terceiros perde significância estatística (p-value) concomitantemente ao seu aumento na proporção do gasto total para os municípios do grupo B, o que não ocorre para os municípios do grupo A. Os resultados mostram que os gastos com materiais e serviços não tem associação com significância estatística com o IDEB nestas redes municipais de ensino. Evidência de que as compras de materiais e serviços tomaram significativa relevância para 211 municípios paulistas e não tem não tem feito diferença para melhorar o IDEB.

Palavras-Chave:educação fundamental; gasto com educação, qualidade no gasto público


ICMS ESPORTIVO: ESTUDO DE CASO DO MUNICÍPIO DE RIO POMBA - MG

ELTON ROGÉRIO GONÇALVES BARBOSA (UFRJ) - Brasil
E-mail: eltonrgb@gmail.com

Vagner LUIZ MONTEIRO (UFRJ) - Brasil
E-mail: vagpqd@gmail.com

André Luiz BUFONI (UFRJ) - Brasil
E-mail: bufoni@facc.ufrj.br

O presente estudo foi realizado com o objetivo de avaliar os impactos, esportivos e financeiros, do programa ICMS Esportivos, entre os anos de 2011 a 2018, no município de Rio Pomba-MG. Foram coletados dados com relação as práticas esportivas desenvolvidas em âmbito municipal e os valores recebidos a partir da comprovação das informações que atendem ao item critério “Esportes”. Foi realizada uma entrevista com o responsável pelo programa no município, o Secretário de Esportes à época, e que permanece no cargo até os dias atuais. Após a coleta dos dados, as informações foram dispostas em tabelas para uma melhor compreensão. A partir das informações coletadas, os autores concluíram que o município teve um bom desempenho no referido programa em seus aspectos financeiros e com relação ao desenvolvimento das práticas esportivas a nível municipal.

Palavras-Chave:ICMS Esportivo, Esportes, Recursos Financeiros


LEI ANTICORRUPÇÃO, COMPLIANCE E ISOMORFISMO: RESPONSABILIZAÇÃO E PROGRAMAS DE INTEGRIDADE NOS ESTADOS BRASILEIROS

Sander José Couto da SILVA (UFV) - Brasil
E-mail: sandercouto@gmail.com

Antônio Carlos Brunozi JÚNIOR (UFV) - Brasil
E-mail: acbrunozi@yahoo.com.br

Este teve como objetivo identificar a ocorrência de isomorfismo na adoção da Lei Anticorrupção nos estados brasileiros por meio da compliance - responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas, de programas de integridade na própria administração pública e com o setor privado. Para tanto, houve a utilização da Teoria Institucional, com a abordagem sociológica e o pressuposto do isomorfismo. Metodologicamente, houve a utilização da archival research e da análise de conteúdo, por meio de documentos que contemplassem dados sobre as ações anticorrupção nos estados brasileiros. As categorias de análises, que foram refletidas em textos, mapas e/ou tabelas, foram baseadas nos conteúdos de responsabilização e programas de integridade nos contextos de relacionamentos público e privado (compliance). Os principais resultados encontrados aludiram a indícios de isomorfismo mimético dos estados em relação à União, isto é, os entes subnacionais possuem leis semelhantes aos dispositivos lícitos da norma nacional anticorrupção. Relata-se que compliance é implícita a esta Lei. Percebeu-se preponderância para regulamentações sobre a responsabilização administrativa e civil, em aproximadamente 80% dos estados. Com os resultados, este estudo se diferenciou dos demais em apresentar o cenário de adoção e como as práticas anticorrupção são elaborados nos estados. Pesquisas anteriores basearam-se em análises jurídicas ou das legislações em suas constitucionalidades ou não. Assim, as contribuições encontradas foram: teóricas – à similaridade do ambiente institucional brasileiro em adotar normativas; práticas – o esclarecimento de que os estados possuem ações para combater a corrupção, mas existem limitações que devem ser observadas por gestores e a própria sociedade.

Palavras-Chave:Corrupção. Lei Anticorrupção. Compliance.


MODELO CONCEITUAL DE SISTEMA DE GESTÃO DE CUSTOS DA ALIMENTAÇÃO ESCOLAR NO SETOR PÚBLICO

Isac de Freitas BRANDÃO (IFCE) - Brasil
E-mail: isacdefreitas@hotmail.com

O trabalho propõe um modelo de gestão de custos a ser aplicado em unidades de alimentação e nutrição de instituições de ensino públicas responsáveis pelo fornecimento da alimentação escolar. Por meio de estudo de caso realizado no campus Baturité do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará, inicialmente foram analisados os controles de custos existentes e as necessidades informacionais da gestão da alimentação escolar do campus. Com base nestes dados e na literatura de gestão de custos aplicados ao setor público foi desenhado um modelo conceitual para gestão de custos, com diretrizes para controle do custo padrão e do custo real de gêneros alimentícios, controle mensal de custos indiretos, mensuração do custo das refeições e cálculo de seis indicadores de gestão de custos. Em seguida foi simulada a implantação do modelo no campus durante um mês (maio de 2018), que mostrou que o consumo real dos gêneros alimentícios por refeição foi aproximadamente 34% inferior ao custo padrão, e que o custo mensal médio foi de R$ 2,66 por refeição e de R$ 35,25 por aluno matriculado. Conceitualmente, o trabalho contribui com uma proposta de modelo de sistema de gestão de custos da alimentação escolar no setor público. A simulação da implantação deste modelo, na prática, mostrou como as informações de custos podem ser úteis para auxiliar a tomada de decisão do gestor da alimentação escolar e para gerar indicadores do uso de recursos públicos com alimentação escolar para fins de controle social do gasto público.

Palavras-Chave:Gestão de custos. Alimentação escolar. Setor público.


RASTREAMENTO DE ATIVIDADES PARA ESTRUTURAÇÃO DE UM SISTEMA DE CUSTOS EM UM HOSPITAL UNIVERSITÁRIO, BASEADO NA METODOLOGIA ABC

Eric Montenegro SALES (UFPB) - Brasil
E-mail: eric.salesm@gmail.com

JONAS ALVES DE DE PAIVA (UFPB) - Brasil
E-mail: jonas@ct.ufpb.br

Este artigo apresenta um estudo referente à etapa de rastreamento e classificação das atividades realizadas por médicos residentes no setor de Clínica Médica de um Hospital Universitário da cidade de João Pessoa-PB, com vistas à estruturação de um sistema de custos baseado em atividades ABC (Activity-Based Costing). É um estudo com abordagem qualitativa cujo objetivo é identificar as atividades chave do setor, para que se possa futuramente atribuir os custos dos recursos e definir os direcionadores tanto de alocação de recursos como os direcionadores de atividades. Os dados iniciais foram levantados junto aos médicos residentes através da aplicação de questionários, observação direta e entrevistas, nos quais as atividades identificadas estavam agrupadas por atribuições médicas, refletindo o caráter binomial ensino-assistência do residente na estrutura da clínica. Os resultados demonstraram que, após a análise das atividades estudadas à luz da metodologia ABC foi possível identificar algumas atividades que estavam associadas a uma mesma etapa do processo de internação na Clínica Médica, as quais puderam ser agrupadas numa macroatividade, já algumas outras atividades tiveram que ser separadas em micro atividades, pois tratavam-se de atividades que poderiam estar associadas a mais de uma fase do processo de internação. Desta forma, conclui-se que este estudo poderá servir como referência para a implantação de um sistema de custos das atividades dos médicos residentes daquele setor, fundamentado na metodologia ABC.

Palavras-Chave:Hospitais universitários, Residência médica, Método ABC


RELAÇÃO ENTRE CUSTOS E DESEMPENHO DOS ALUNOS DO ENSINO FUNDAMENTAL EM UMA CIDADE NO NORTE DO PARANÁ

Thiago Spiri FERREIRA (NIGEP) - Brasil
E-mail: thiagospiri@gmail.com

Pablo Henrique Paschoal CAPUCHO (UEL) - Brasil
E-mail: pablocapucho@hotmail.com

Saulo Fabiano Amancio VIEIRA (UEL) - Brasil
E-mail: saulofav@gmail.com

Vera Lucia TIEKO SUGUIHIRO (UEL) - Brasil
E-mail: suguihiro@uel.br

Os custos são considerados dados para tomadas de decisões, e descrevendo com detalhes e características buscando valores de custos unitários auxilia na gestão de ações para maximizar os resultados e performance, com controle de dados transformando-os em informações para a busca de uma gestão efetiva. O objetivo do trabalho foi analisar a relação entre custos e desempenho dos alunos com base na nota do IDEB para os anos iniciais. Os custos escolares são formas de controle dos investimentos públicos na sociedade, e desmembrando custos conforme a metodologia proposta no trabalho de custos pedagógicos, administrativos e sociais, evidencias detalhes e descrições sobre como melhorar os investimentos na educação com base na analise dos custos resultando em melhor desempenho por parte dos alunos do ensino público. Como resultado apresentou que os custos pedagógicos, administrativo e sociais possuem uma correlação considerada baixa com o desempenho dos alunos perante as notas do IDEB e o principal fator que influência as notas dos alunos é o nível socioeconômico dos alunos

Palavras-Chave:Custo, Custo Setor Público, Gestão Pública, Educação


TERCEIRIZAÇÃO DE SERVIÇOS NO SETOR PÚBLICO: UMA ANÁLISE DE UM MUNICÍPIO DE MINAS GERAIS

Paula Cristina Gomes MATOS (FPM) - Brasil
E-mail: paulinhacgm18@gmail.com

Ana Clara FONSECA DO AMARAL (FUCAPE) - Brasil
E-mail: anaclara86fonseca@gmail.com

Cleyde Cristina RODRIGUES (UFU) - Brasil
E-mail: cleyde.rodrigues@ufv.br

Andre Ernesto CAMPOS (FUCAPE) - Brasil
E-mail: andrecampos.cont@gmail.com

O presente artigo realizou um estudo sobre a contratação de serviços (terceirização) no setor público em um município da microrregião do Alto Paranaíba em Minas Gerais. A pesquisa apresentou como principal objetivo identificar, entre a terceirização e a internalização de serviços, o que seria menos oneroso para o município, por meio de uma análise comparativa sob a ótica da Contabilidade de Custos. A análise foi realizada a partir da comparação entre os custos da internalização e os custos da contratação de uma empresa para a prestação de serviço de coleta de lixo urbana, no ano de 2019, considerando a metodologia de custeio por absorção. Tratou-se de uma pesquisa descritiva e documental, com abordagem qualitativa e quantitativa. A coleta de dados foi realizada por meio de exame de documentos e pesquisas de preços. Os resultados evidenciaram que o processo de terceirização foi capaz de gerar economia para o munícipio no período analisado, sendo possível concluir que a gestão atual do município tomou a melhor decisão, com relação à terceirização do serviço de coleta de lixo urbana.

Palavras-Chave:Setor Público; Terceirização; Custeio por Absorção


TERCEIRIZAR OU INTERNALIZAR: UM ESTUDO AVALIATIVO EM UMA IES PÚBLICA

Vilmar Secundina DANTAS (UNEMAT) - Brasil
E-mail: vilmardantas@unemat.br

Alberto Sampaio LIMA (UFC) - Brasil
E-mail: albertosampaio@ufc.br

Ricardo Keichi UMETSU (UNEMAT) - Brasil
E-mail: rkumetsu@unemat.br

Wagner BANDEIRA ANDRIOLA (UFC) - Brasil
E-mail: w_andriola@yahoo.com

Germano FENNER (UniFanor | Wyden) - Brasil
E-mail: germanofenner@gmail.com

A presente pesquisa trata do fenômeno da terceirização de serviços de mão-de-obra em detrimento da internalização de serviços, em especial dos serviços de Limpeza e Conservação e Vigilância Patrimonial Desarmada. O objetivo geral foi analisar os aspectos relevantes para a tomada de decisão efetiva entre a terceirização e internalização dos serviços de vigilância patrimonial desarmada e limpeza e conservação em uma instituição pública de ensino superior. A abordagem teórica trata sobre a terceirização de serviços públicos, suas definições e evolução histórica, como também aspectos da administração pública e medição de custos. Quanto aos aspectos metodológicos, caracteriza-se, quanto a seus fins, um estudo descritivo de caráter exploratório. Optou-se por realizar uma triangulação entre análise documental, observação e estudo de caso. Em relação à natureza dos dados, trata-se de uma pesquisa transversal de natureza quali-quantitativa com utilização de dados primários, colhidos por meio de questionário específico aplicados aos gestores da instituição e também utilização de dados secundários, obtidos através da pesquisa documental nos anos de 2014 a 2019. A amostra é do tipo não probabilística, intencionalmente escolhida, determinada através da taxa de retorno do instrumento aplicado na coleta de dados. Os resultados apontam uma boa satisfação com os serviços terceirizados e que a transparência dos custos dos serviços é fundamental no processo decisório. Sobre os custos, ocorreu um relativo desconhecimento de sua composição por parte dos respondentes. No caso avaliado, a análise comparativa dos custos da terceirização versus internalização resultou num custo geral mais elevado para os serviços terceirizados no período avaliado.

Palavras-Chave:Terceirização. Internalização. Gasto Público. Eficiência.


TRANSPARÊNCIA PÚBLICA: UMA ANÁLISE DOS GASTOS COM DIÁRIAS DAS CÂMARAS MUNICIPAIS DA PARAÍBA NO ANO 2019

Patrícia Regina Alves PESSOA (UFPB) - Brasil
E-mail: patriciaalvesregina@outlook.com

Rosemary Rodrigues DO NASCIMENTO (UFPB) - Brasil
E-mail: rosemaryrodrigues.jp@hotmail.com

Fernando Jose VIEIRA TORRES (UFPB) - Brasil
E-mail: fjttorres@hotmail.com

Kliver Lamarthine ALVES CONFESSOR (UFPE) - Brasil
E-mail: adm.kliver@gmail.com

A presente pesquisa objetivou investigar as despesas com diárias das Câmaras Municipais (CM) do Estado da Paraíba, no ano de 2019, relacionando-as com outras variáveis tais como: total de despesas, população local, número de vereadores, quantidade de beneficiários, quantidade de diárias, distância da capital e gestor municipal em primeiro mandato, se o mesmo possui maioria na câmara. Para isso utilizou-se uma amostra com 139 casas legislativas paraibanas (total das CM que empenharam gastos com diárias no ano de 2019), os dados foram coletados no Painel Índice de Despesas e do Sistema Sagres Online ambos do Tribunal de Contas da Paraíba (TCE/PB), além disso, houve coleta no Sistema do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TER/PB) e no Banco de Dados IBGE, ambos de acesso público. Para análise dos dados utilizou-se a análise descritiva e a análise estatística de Correlação de Pearson, Teste Shapiro-Wilk, Modeloᴮ, Test da anova e Regressão Linear Múltipla. O modelo sugerido possui um poder explicativo de 74,8%. Sugerindo que as variáveis presentes nos modelos são relevantes para explicar o comportamento da Despesa com diária. Considerando-se que existem outras variáveis não abordadas no modelo que podem ser adicionada no modelo a fim de obter uma explicação mais próxima de 100%. A investigação dos dados coletados revelou que a Câmara Municipal de Santa Rita foi a que mais utilizou recursos com diárias, em valores absolutos (R$ 619.325,24), seguida pela Câmara de Cabedelo. Além disso, em termos percentuais comparados com as despesas totais, Santa Rita não só aparece novamente com o consumo de 8,13% do seu orçamento total em despesas, mas também em quantidade de diárias, em que lidera o ranking, com 164 diárias. Os resultados obtidos revelaram também uma correlação estatisticamente significativa e positiva, pois, todas as variáveis possuem um efeito positivo sobre o gasto com despesa, exceto a Distância da Capital. Isto é, na medida em que aumenta o número de vereadores; quantidade de diárias; valor médio das diárias; população e beneficiários, haverá um aumento na despesa com diária.

Palavras-Chave:Câmaras Municipais. Diárias. Poder Legislativo.




5. Custos como ferramenta para o planejamento, controle e apoio a decisões



A INOVAÇAO NO CONTEXTO DAS ALAVANCAS DE CONTROLE DE SIMONS: UMA ABORDAGEM BIBLIOMÉTRICA DA LITERATURA

Marlise DALL AGNOL (Unisinos) - Brasil
E-mail: lisedallagnol@hotmail.com

Carlos Alberto DIEHL (Unisinos) - Brasil
E-mail: cd@unisinos.br

Edileia Gonçalves LEITE (UNEMAT) - Brasil
E-mail: edileiagleite@gmail.com

A inovação impõe desafios às empresas que buscam sustentabilidade em mercados dinâmicos e incertos podendo, no entanto, resultar em vantagem competitiva para aquelas que conseguem se adaptar de forma ágil e flexível às mudanças. A gestão da inovação se torna um processo relevante neste contexto. Um dos modelos de gestão considerado mais abrangente é o modelo das Alavancas de Controle de Simons (1995), que reforça o papel do Sistema de Controle Gerencial (SCG), e através dos Sistemas de Crenças, de Limites, de Controle Diagnóstico e de Controle Interativo, fornece os elementos necessários para a busca do equilíbrio entre realização de metas previsíveis e a inovação criativa. Neste contexto este estudo tem como objetivo identificar as principais características dos estudos empíricos nacionais e internacionais que abordaram as relações entre inovação e as Alavancas de Controle de Simons (1995). A pesquisa classifica-se como descritiva, com abordagem quantitativa e uso de análises bibliométricas. A amostra é composta de 20 artigos publicados nas principais bases de dados nacionais e internacionais. Através da análise foi possível observar que há uma certa homogeneidade entre os pesquisadores envolvidos nas publicações visto a frequência com que aparecem na autoria dos artigos, ocorrendo o mesmo para o método de pesquisa utilizado. O estudo ainda conclui que, apesar do crescente interesse pelo assunto da inovação dentro do contexto das Alavancas de Controle observado na última década, a quantidade de estudos ainda é incipiente e em alguns casos com resultados divergentes, gerando assim novas oportunidades de pesquisas sobre o assunto.

Palavras-Chave:Inovação. Alavancas de controle. Controle Interativo.


A PRECIFICAÇÃO NO MERCADO DE MÁQUINAS AGRÍCOLAS O VALOR PERCEBIDO PELO CLIENTE

Euselia Paveglio VIEIRA (UNIJUI) - Brasil
E-mail: euselia@unijui.edu.br

Leonardo Bernardi ROHENKOHL (UNIJUI) - Brasil
E-mail: leo_pigos@hotmail.com

jorge oneide SAUSEN (UNIJUI) - Brasil
E-mail: josausen@unijui.edu.br

Classificada como descritiva, de levantamento e quantitativa, esta pesquisa teve como objetivo relacionar e ranquear os atributos de valor percebido pelo cliente na escolha por máquinas agrícolas. A população analisada abrangeu 150 produtores rurais, indicados pelas principais empresas do ramo agrícola, e contou com o retorno de 94 respondentes, que tiveram suas propriedades classificadas em pequeno, médio e de grande porte. Neste estudo, os 5 Ps do Marketing foram analisados: Preço, Praça, Promoção, Produto e Pós-venda, no qual a análise estatística descritiva para o levantamento de informações e ambientação da amostra estudada foi realizada, bem como aplicados dois métodos quantitativos multivariados: a análise de Entropia da Informação, proposta por Zeleny (1982) e o Topsis, desenvolvido por Hwang e Yoon (1981). Constatou-se que, independentemente do tamanho, o “P” referente ao pós-venda, que compõe fatores como bom tratamento das necessidades do cliente, bons serviços prestados, qualidade na assistência técnica, elevado conhecimento técnico dos profissionais e garantias, nessa ordem, representam as principais características consideradas relevantes e que agregam valor às máquinas agrícolas. Além do pós-venda, em segundo lugar, fatores ligados ao produto, como qualidade, custo de reposição, durabilidade, confiabilidade, tecnologia, inovação e satisfação são pontos fortemente analisados. Infere-se que a perspectiva de venda de uma experiência/finalidade agrega mais valor, ou é mais considerada pelos respondentes do que uma perspectiva de produto. Essa informação é relevante e pertinente para as montadoras de maquinário agrícola para que o investimento em inovação e novas tecnologias se estenda à experiência do agricultor na pós-venda, e não somente no produto.

Palavras-Chave:Precificação. Máquinas agrícolas. Perspectiva do cliente. Agricultura.


A RELAÇÃO CUSTO/VOLUME/LUCRO NA PRODUÇÃO DE TILÁPIAS EM TANQUES-REDE NO MUNICÍPIO DE UBERLÂNDIA-MG

Sergio Roberto FREITAS (UFU) - Brasil
E-mail: sergiofreitas62@gmail.com

Lara Cristina Francisco de ALMEIDA FEHR (UFU) - Brasil
E-mail: larafehr@ufu.br

GERALDO AFONSO GONCALVES JÚNIOS (UFU) - Brasil
E-mail: afonso3007@hotmail.com

Sérgio Lemos DUARTE (UFU) - Brasil
E-mail: sergioufu@gmail.com

Esta pesquisa tem por objetivo verificar a aplicabilidade da relação Custo, Volume, Lucro (CVL) na produção de tilápias em tanques-redes de águas públicas. A literatura que diz respeito a esse tema é incipiente e carece de entendimentos adicionais. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, descritiva, o qual utiliza de dados primários como fonte de dados e analisa por meio do Microsof Office Excel®. O período analisado foi entre janeiro de 2017 a maio de 2018, referente a dois ciclos de criação e comercialização. Os principais achados da pesquisa é a confirmação da aplicabilidade na produção de tilápias, o qual fornece informações úteis a tomada de decisão, especialmente no que diz respeito ao ponto de equilíbrio, margem de contribuição, margem de segurança e grau de alavancagem operacional (GAO). Em relação ao objeto desta pesquisa, a CVL revelou que o filé de tilápia e o peixe vivo, apesar de representar quase 90% das receitas, não é o principal formador unitário do lucro, o qual é representado pelo peixe eviscerado (47,13%). Esta pesquisa contribui com o incentivo de pesquisas relacionadas com a gestão financeira na piscicultura, ajuda ao piscicultor no entendimento do processo de gestão na piscicultura, produzindo informações que podem auxiliar a elaboração do planejamento estratégico e melhorar a gestão do negócio.

Palavras-Chave:Relação CVL. Informação para a tomada de decisão. Agronegócio. Produção de Tilápias.


A RELAÇÃO ENTRE O GERENCIAMENTO DE RECURSOS DO CURTO PRAZO E O CUSTO DE CAPITAL DE TERCEIROS NAS FIRMAS DO SUBSETOR MADEIRA E PAPEL DA [B]3

Leonardo Da Silva RANGEL (UNESC) - Brasil
E-mail: leonardorangel.es@gmail.com

Fatima FERREIRA (UNESC) - Brasil
E-mail: fferreira@unesc.br

Angela Regina BINDA DA SILVA DE JESUS (UNESC) - Brasil
E-mail: angela.binda@hotmail.com

Este estudo analisou o gerenciamento de recursos do curto prazo das firmas brasileiras de capital aberto do subsetor Madeira e Papel da Brasil, Bolsa e Balcão [B]3 por meio das métricas contábeis prazo médio de estocagem, prazo médio de recebimento de vendas, prazo médio de pagamento a fornecedores e ciclo de conversão de caixa, e verificou o relacionamento dessas métricas com o custo de capital de terceiros obtido por tais firmas no período longitudinal trimestral de janeiro de 2010 a dezembro de 2019. Por meio de uma abordagem metodológica quantitativa, de caráter descritivo, e com dados levantados por documentos contábeis disponibilizados por estas empresas, foram estimados modelos de regressão Pooled com erros-padrão robustos e clusters por firma para correção de eventuais problemas de heterocedasticidade. Os resultados encontrados indicam evidências que o prazo médio de estocagem e de ciclo de conversão de caixa das empresas se relaciona de forma direta com nível de custo de capital de terceiros, ou seja, a cada aumento no período médio de estocagem de produtos e no período médio de conversão de caixa das empresas, haverá um acréscimo no nível percentual desse custo. Esses achados avigoram a reflexão de que as entidades credoras podem também estar vinculando a gestão eficiente dos recursos do curto prazo como um parâmetro indicador do risco de inadimplência nas empresas do Brasil.

Palavras-Chave:Gestão do Curto Prazo. Capital de Terceiros. Madeira e Papel.


ANÁLISE CUSTO/VOLUME/LUCRO COMO INSTRUMENTO GERENCIAL: UM ESTUDO DE CASO EM UM POSTO DE COMBUSTÍVEIS DO RIO GRANDE DO SUL

Letícia RIGON (UFSM) - Brasil
E-mail: leticiarigon@hotmail.com

Marivane Vestena ROSSATO (UFSM) - Brasil
E-mail: marivane@smail.ufsm.br

O objetivo do estudo é determinar o mix de comercialização médio mensal capaz de fazer frente aos custos e despesas totais junto a um posto de combustíveis do estado do Rio Grande do Sul. Em seus aspectos metodológicos o estudo se caracteriza como sendo de natureza qualitativa e descritiva. Os procedimentos técnicos adotados para a obtenção dos dados consistiram na utilização de entrevista semiestruturada junto ao proprietário da unidade e de pesquisa documental. Os resultados evidenciaram que o ponto de equilíbrio financeiro médio mensal, em unidades, corresponde a 50.542,43 e, em valor a R$ 221.197,99. O estudo apurou que a gasolina comum é o produto de maior participação no ponto de equilíbrio mix. Trouxe também evidências de que a Análise Custo/Volume/Lucro possui aplicabilidade a pequena empresa e gera importantes benefícios a mesma, ao gerar diversas informações que não eram do conhecimento do gestor como, os produtos com maior Margem de Contribuição Total, o volume de vendas em que as receitas igualam-se aos gastos, e o resultado operacional gerencial.

Palavras-Chave:Análise Custo/Volume/Lucro. Mix de comercialização. Posto de combustíveis


ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DOS CUSTOS NAS EMPRESAS DO AGRONEGÓCIO LISTADAS NA B3 S.A

Cleiton Rodrigo Buarque SILVA (UFAL) - Brasil
E-mail: cleiton_rodrigo2006@hotmail.com

Valdemir da SILVA (UFAL) - Brasil
E-mail: valdemir.silva@feac.ufal.br

Raidan Iago DOS SANTOS (UFAL) - Brasil
E-mail: raidan_iago@hotmail.com

Elayne Victória Vieira Chagas DE LIMA (UFAL) - Brasil
E-mail: elaynevieira94@gmail.com

Sergio Gouveia SANTOS (UFAL) - Brasil
E-mail: sergiogouveia97@gmail.com

O agronegócio é o motor da economia brasileira e principal ativo de nossa balança comercial. Além de competitivo, vêm alcançando e conquistando tanto o mercado interno quanto o externo. Essa conexão entre os mercados obrigam os produtores a se adequarem às constantes mudanças através do gerenciamento e controle dos custos, servindo como orientação para a gestão dos recursos e, consequentemente, para a eficiência econômica. O objetivo desse estudo consiste em investigar o comportamento dos custos das empresas listadas na B3 entre 2010 e 2019. A pesquisa classifica-se como descritiva, com abordagem quantitativa e procedimentos realizados através de pesquisa documental, tendo sido utilizada demonstrações contábeis das empresas do setor de Agronegócio listadas na B3, do período de 2010 a 2019. Para coleta dos dados das empresas participantes, utilizou-se a base de dados da Economática. Os resultados evidenciaram queda nas receitas e custos nos anos de 2015 a 2017, sucedido de aumentos nos demais períodos. A média do setor no período analisado evidencia que 76% da RL é destinada apenas para cobrir o CPV. Na análise de correlação, observou-se forte correlação existente entre o CPV e RL, demonstrando influência da RL na variação do CPV.

Palavras-Chave:Agronegócio. Comportamento dos Custos. Segmentos.


ANÁLISE DO CUSTO-BENEFÍCIO: ARRENDAMENTO X PRODUTIVIDADE NOS CINCO MAIORES MUNICÍPIOS PRODUTORES DE SOJA NO RIO GRANDE DO SUL.

Roberto DE GREGORI (UFSM) - Brasil
E-mail: robertodegregori@gmail.com

O agronegócio possui uma relevância cada vez maior no cenário brasileiro e o Rio Grande do Sul possui participação significativa no cultivo de soja, sendo o terceiro estado mais produtivo. Nesse sentido, o objetivo do presente estudo foi o de verificar o impacto do arrendamento rural na receita, bem como, estabelecer a relação entre custo e produtividade do produto soja. Constatou-se que a produtividade média atual nos municípios no qual o custo do arrendamento é maior, não garantiu uma maior lucratividade. O retorno nos municípios com menor custo de arrendamento não foi tão desigual. De forma geral, não se identificou uma relação direta, ou seja, o pagamento de 50% a mais de arrendamento não garante 50% a mais no lucro do negócio. Esse resultado se justifica pela margem de lucro quase fixa, o preço de venda estabelecido pelo mercado, e a dificuldade para reduzir custos, especialmente, em períodos de elevação dos custos de produção.

Palavras-Chave:Soja. Custos de produção. Arrendamento rural.


ANÁLISE DO IMPACTO DOS CUSTOS OCULTOS NO RESULTADO OPERACIONAL EM UMA ACADEMIA DE ATIVIDADES FÍSICAS E MUSCULAÇÃO NO CONE SUL DE RONDÔNIA-BRASIL

Josielly Do ESPIRITO SANTO INÁCIO (UNIR) - Brasil
E-mail: josiellysantos302@gmail.com

Raquel dos SANTOS PAGANI (UNIR) - Brasil
E-mail: raqueldossantospagani@gmail.com

José Arilson SOUZA (UNIR) - Brasil
E-mail: professorarilson@hotmail.com

Diante de um mercado cada vez mais competitivo, controlar custos ocultos permite que as empresas tenham uma vantagem competitiva de mercado. Manter esses custos mensurados por sistemas de custos capazes de fornecer informações nítidas que possam ser usadas para possíveis tomadas de decisão é estar contribuindo para o crescimento das empresas frente aos concorrentes. Esse estudo obteve como objetivo principal identificar os custos ocultos em uma empresa prestadora de serviço no ramo de atividades físicas e musculação, localizada no cone sul do estado de Rondônia. Foi utilizada uma abordagem em custos ocultos com base no método desenvolvido por Son e Park (1987) o IMPM (Integrated Manufacturing Performance Measure). As variáreis envolvidas no modelo e utilizadas na pesquisa foram: (a) Ociosidade; (b) Estoque de produto acabado; (c) Absenteísmo e (d) Atestado Médico; Através destas, identificou a causa efeito dos custos ocultos e sua relação com a produtividade. O Período analisado foram os anos de 2018 e 2019, onde, a produtividade foi estabelecida sob 5 valores financeiros: mão-de-obra direta, matéria prima, energia elétrica, depreciação e instalações. Foi possível identificar através da pesquisa os custos ocultos e quantificá-los, resultando em valores que exercem uma influência na produtividade econômica da empresa. Portanto ressaltamos que, venha a ser importante conter e manter controle mensurável dessas variáveis, pois, apresentam impactos relevantes nos resultados operacionais e consequentemente implicam na geração de riqueza para a empresa.

Palavras-Chave:Custos. Custos Ocultos. Prestação de serviços.


ANALISE DO USO DA INFORMAÇÃO CONTÁBIL GERENCIAL NA ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS: UM ESTUDO COM OS SÍNDICOS

Bruno BADUE (UFU) - Brasil
E-mail: brunobadue@gmail.com

Taís Duarte SILVA (UFU) - Brasil
E-mail: taisduartes@yahoo.com.br

Edvalda Araujo LEAL (UFU) - Brasil
E-mail: edvalda@facic.ufu.br

Objetivou-se analisar as características pessoais e fatores comportamentais dos síndicos em relação ao uso das informações da Contabilidade Gerencial na administração de condomínios. Para atingir o objetivo proposto, realizou-se um levantamento com síndicos clientes da empresa Alpha de condomínios e uma entrevista com a diretora da empresa, localizada em Uberlândia-MG. A pesquisa classifica-se como descritiva, utilizando a coleta de dados, com base na aplicação de questionário aos síndicos, obtendo-se uma amostra de 23 respondentes. Constatou-se que referente aos benefícios da adoção e uso da informação contábil gerencial e financeira nos condomínios, os síndicos consideram mais benéficos, a prestação de contas, o controle de fluxo de caixa e a tomada de decisões. No que tange a percepção dos síndicos sobre o processo de gestão dos condomínios, observou-se que o maior percentual de concordância total foi visto no Controle de Fluxo de Caixa Operacional, Relatórios de Inadimplentes, Relatórios de Conciliação bancária, Controles de Contas a Pagar, Planejamento orçamentário de curto prazo. Espera-se contribuir para o aprimoramento das empresas contábeis que prestam serviços à comunidade condominial, bem como para que os síndicos possam ponderar sobre suas práticas para o aperfeiçoamento da gestão dos condomínios. Quanto às limitações do trabalho, é relevante ressaltar que o estudo analisou uma única empresa condominial, deste modo sugere-se, para pesquisas futuras, estender a pesquisa para outras empresas condominiais, com o propósito de comparar os resultados deste estudo.

Palavras-Chave:Condomínios. Síndicos. Tomada de decisões.


ANÁLISE DOS CUSTOS ASSIMÉTRICOS SOB A ÓTICA DA CULTURA ORGANIZACIONAL

Bruna Maria BETIOLI (FIPECAFI) - Brasil
E-mail: bru.unicamp@gmail.com

Fabiana Ribeiro ROTH (FIPECAFI) - Brasil
E-mail: fabiana_roth@hotmail.com

Juliana Ventura AMARAL (FIPECAFI) - Brasil
E-mail: juliana.ventura.amaral@usp.br

Paschoal Tadeu RUSSO (Faculdade FIPECAFI) - Brasil
E-mail: ptrusso@terra.com.br

Na ciência discute-se a cultura organizacional e a performance da companhia e defende-se que os valores sejam vistos como essência para criação de padrões comportamentais que podem gerar vantagens competitivas. Essas vantagens podem incluir decisões gerenciais concernentes aos custos. Esse estudo analisa os valores dominantes para as 14 empresas brasileiras de capital aberto do setor de FMCG (Fast Moving Consumer Goods) listadas na B3 e classificadas como Setor Econômico de Consumo Anticíclico. Os valores foram categorizados a partir do dicionário dos Polos Axiológicos de Schwartz e Ros (1995). A determinação dos valores relevantes foi baseada em levantamento de material institucional das empresas e os Sticky Costs foram tomados dos Demonstrativos de Resultado. A hipótese investigada foi que os valores, através da influência sobre o comportamento dos gestores, seriam capazes de afetar as decisões de ajustes da estrutura de custo, levando a stickness diferentes entre as empresas de acordo com os valores dominantes de cada uma. Para o presente estudo, usou-se a análise de conteúdo para categorização das empresas de acordo com seus valores dominantes segundo os Polos Axiológicos, e também o teste de médias para identificar se os valores dominantes dicotômicos apresentavam comportamento de custo diferentes. Os resultados não foram estatisticamente significativos e, portanto, não foi possível evidenciar que os valores organizacionais dominantes são capazes de gerar comportamentos diferentes dos custos em relação à variação da receita.

Palavras-Chave:Cultura Organizacional. Custos Assimétricos. Sticky Costs.


ANÁLISE NOS CUSTOS DAS POLPAS DE FRUTAS E AÇAÍS A PARTIR DO DECRETO 2.673/2019 PR E SEUS REFLEXOS NA FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

RENATA BISSI DE OLIVEIRA (UEM) - Brasil
E-mail: renata_bissi@hotmail.com

Franciele do Prado DACIÊ (UEM) - Brasil
E-mail: frandacie@gmail.com

No Paraná, o ICMS é a receita tributária mais expressiva e um dos impostos que mais sofrem mudanças na legislação. Quando na modalidade de substituição tributária, estudos mostram que o imposto pode refletir no preço de repasse dos produtos ao longo da sua cadeia de valor. Isso quer dizer que os custos e preços de venda de produtos sofrem alterações quando excluídos desse regime. Diante disso, esse trabalho tem por objetivo analisar o reflexo do Decreto 2.673/2019, no qual exclui o ICMS substituição tributária das polpas de frutas e açaís, sobre os custos das mercadorias e a formação do preço de venda. A pesquisa é realizada com os dados de uma empresa que atua no comércio atacadista (distribuidor) de polpas de frutas e açaís, localizada no Estado do Paraná. A base de dados são os registros fiscais no período de 2019 - notas fiscais. O preço de venda foi calculado a partir do Mark-up. Os resultados mostram que a exclusão do regime de substituição tributária gera uma redução média de 25,98% no valor dos custos de aquisição das mercadorias. Como consequência, em média, o preço de venda é reduzido em 4,70%. Os achados da pesquisa confirmam que a interferência do governo estadual na economia tributária tem impacto direto nos custos das mercadorias e nos preços de vendas. Adicionalmente, o cenário mostra que a empresa passa a ter um desembolso financeiro com os valores de débitos apurados de ICMS, o que indica a necessidade de adaptações à gestão e controle financeiros.

Palavras-Chave:Decreto 2.673/2019. ICMS. Substituição tributária. Preço de venda. Custo das mercadorias.


CONTABILIDADE COMO FERRAMENTA DE APOIO AO PROCESSO DECISÓRIO: FATORES EXPLICATIVOS PARA A UTILIZAÇÃO OU NÃO, PERCEPÇÕES DOS GESTORES DAS MICRO E PEQUENAS EMPRESAS DO MUNICÍPIO DE MARAGOGIPE-BA.

ALAN BABOSA REBOUCAS (FAMAM) - Brasil
E-mail: alanbahia111@hotmail.com

Leonardo SOUZA DE ALMEIDA (UFBA) - Brasil
E-mail: lsalmeida@uefs.br

Uilcleides Braga DA SILVA (UFVJM) - Brasil
E-mail: uilcleidesbraga@yahoo.com.br

Marilia ROSA ANDRADE (FAMAM) - Brasil
E-mail: marilia_rosa@uefs.br

O objetivo desta pesquisa é analisar a percepção dos gestores quanto à importância das informações contábeis para o processo decisório em micro e pequenas empresas na cidade de Maragogipe-Ba e fatores explicativos para a concepção dos mesmos. Segundo pesquisa realizada pelo SEBRAE (2013), as MPEs representam a base da economia, correspondendo a 98% do universo empresarial do país, e respondendo por 27% de tudo o que é produzido em âmbito nacional. São também as grandes responsáveis pela distribuição de renda e pelo equilíbrio social, contribuindo com 52% dos empregos gerados no Brasil e por 40% da massa salarial, sendo de grande relevância entender a percepção desses usuários dos relatórios contábeis. Trata-se de um estudo descritivo com abordagem quali-quantitativa. A amostra foi composta por 141 das 222 empresas ativas e registradas em Maragogipe-BA e os dados foram coletados a partir de questionários e apresentados pelo diagrama de Pareto. Como resultados, os serviços mais requisitados pelos gestores foram: cálculos tributários e folha de pagamento, o que revela uma preocupação apenas em atender à legislação. Os resultados sugerem uma subutilização da contabilidade. Para esses gestores as informações mais úteis são as fiscais, e em relação à tomada de decisão. A falta de comunicação com o contador, a descrença na contabilidade e o desconhecimento de outros serviços contábeis, segundo os respondentes, explicam o não uso pleno da contabilidade como ferramenta de apoio às decisões. Os resultados sugerem a necessidade de resgatar o valor da informação contábil como instrumento útil na tomada de decisão.

Palavras-Chave:Contabilidade.Micro e pequenas empresas. Tomada de decisão.


CUSTEIO ALVO: ANÁLISE DA ADOÇÃO E DESEMPENHO EM INDÚSTRIAS DE TRANSFORMAÇÃO NA CIDADE DE CAMPINA GRANDE-PB

Larissa Cristina BAZILIO DE MACÊDO (UFPB) - Brasil
E-mail: larissinha_b_cg@hotmail.com

Paulo Aguiar do MONTE (UFPB) - Brasil
E-mail: pauloaguiardomonte@gmail.com

Aldo Leonardo Cunha CALLADO (UFPB) - Brasil
E-mail: aldocallado@yahoo.com.br

Esta pesquisa teve por objetivo identificar nas indústrias de transformação da cidade de Campina Grande-PB, a ocorrência de adoção do Custeio Alvo e, nos casos positivos, analisar e comparar o desempenho das indústrias adotantes e não adotantes em redução de custos, qualidade do produto e satisfação do cliente. Como metodologia foi utilizada uma pesquisa do tipo survey por meio de questionário semi-estruturado com os representantes das indústrias investigadas, obtendo como amostra 41 empresas. O questionário foi composto por 22 perguntas, divididas em 4 partes, nas quais foi solicitado ao respondente para selecionar dentre as assertivas a que melhor atendesse a sua percepção acerca do tema. A análise dos dados se deu por meio da estatística descritiva a partir da observação de frequências e análise inferencial utilizando o teste de Mann-Whitney. Como resultados, foi possível perceber que a maioria das indústrias adota a ferramenta. Por meio da análise inferencial do desempenho em redução de custos, qualidade do produto e satisfação do cliente, observou-se que as indústrias que implementam o Custeio Alvo apresentam posições melhores nos três quesitos de desempenho em comparação com as indústrias que não adotam, no entanto, houve significância estatística apenas para o desempenho em qualidade do produto. Conclui-se que, apesar da maioria das indústrias adotantes não estarem familiarizadas com os termos comumente apresentados na literatura para se referir ao método, as indústrias de transformação tem implementado a ferramenta, e no que se refere ao desempenho, as adotantes apresentam vantagens em qualidade do produto comparadas as não adotantes.

Palavras-Chave:Custeio Alvo, Adoção, Desempenho, Indústria de Transformação.


CUSTOS DE CARVE-OUTS SÃO DISCUTIDOS?

Juliana Ventura AMARAL (FIPECAFI) - Brasil
E-mail: juliana.ventura.amaral@usp.br

Este estudo teve o objetivo de averiguar se os custos constituem objeto central de investigação da produção científica de carve-out. Trata-se de um trabalho que mapeou as características da literatura de carve-out, baseado em uma amostra de 88 artigos publicados em periódicos internacionais e a partir de indicadores básicos de produção científica, de leis bibliométricas e de indicadores de ligação. Os resultados globais bibliométricos sugerem que: as discussões do tema ficaram concentradas no período 1995-2003; os periódicos Mergers & Acquisitions Journal e Financial Management compõem o grupo núcleo (core) com mais publicações do tema; as principais palavras-chave são relacionadas ao processo específico dos carve-outs; Sikora é o autor mais produtivo; e quase metade dos artigos é escrita por mais de um autor, propiciando uma relativamente extensa rede de coautorias. Identificou-se ainda que os custos não constituem foco central das pesquisas sobre carve-out, sendo que apenas sete artigos investigaram essa temática. Constatou-se ainda que os autores que publicaram sobre os custos de carve-out têm uma rede de coautorias estreita e que a elaboração de parcerias poderia integrar os custos à pesquisa de carve-out.

Palavras-Chave:Carve-out. Custos. Bibliometria.


CUSTOS PARA SERVIR CLIENTES: UM ESTUDO APLICADO EM UMA EMPRESA DISTRIBUIDORA E PRESTADORA DE SERVIÇOS DE SOFTWARE

Victória BEZ BATTI (UNESC) - Brasil
E-mail: vicbezbatti@hotmail.com

Januário José MONTEIRO (UFSC) - Brasil
E-mail: januariomonteiromonteiro@gmail.com

Andréia CITTADIN (UNESC) - Brasil
E-mail: zerobertods@gmail.com

O estudo teve por objetivo avaliar os resultados dos principais clientes de uma distribuidora e prestadora de serviços de software com aplicação da abordagem custos para servir. Para tanto uma pesquisa qualitativa, realização por meio de um estudo de caso foi executado em uma empresa de distribuição e prestadora de serviços de software. Os dados foram coletados mediante entrevista e análise documental. Constatou-se que a empresa objeto de pesquisa atua nas modalidades Gestão de Pessoas e Gestão Empresarial e sua estrutura organizacional é subdividida em quatro departamentos: Comercial, Administrativo, Técnico Gestão Empresarial e Técnico Gestão de Pessoas, sendo esse último foco do estudo. Esse departamento é subdividido nas seguintes atividades: Suporte Técnico, Consultoria Técnica, Coordenadoria e Gerência. Os resultados apontaram que: a) a atividade de Consultoria Técnica foi a que consumiu mais recursos indiretos, cerca de 64,47%; b) os custos indiretos mais significativos foram salários e encargos e pró-labore, equivalente a 32,04% dos custos totais indiretos; c) Os Custos para Servir os sete clientes selecionados atingiram 37,11% dos custos totais enquanto as receitas totalizaram 44,96%; d) apenas o Cliente E apresentou lucratividade acima de 50%, correspondente a 66,42% no período em estudo . A partir dos resultados obtidos, foi possível verificar que a abordagem Custo para Servir contribui para a identificação da lucratividade dos clientes mais representativos em relação ao faturamento da organização, gerando informações para uma melhor gestão e melhoria de resultados organizacional.

Palavras-Chave:Custos para servir clientes: um estudo aplicado em uma empresa distribuidora e prestadora de serviços de software


DETERMINANTES DE CUSTOS: EVIDENCIAÇÃO EM UMA EMPRESA DE GRANDE PORTE DO SETOR VAREJISTA

Regiane Cristina GOMES (UEM) - Brasil
E-mail: reh_gomes@outlook.com

Elias Junior ARAUJO (UEM) - Brasil
E-mail: araujoeliasjr@gmail.com

Katia ABBAS (UEM) - Brasil
E-mail: katia_abbas@yahoo.com.br

Como artefato da gestão estratégica, é relevante compreender os determinantes de custos da organização para proporcionar aos tomadores de decisões um melhor planejamento e gerenciamento das estratégias, de modo buscar ou garantir a vantagem competitiva. Nesse contexto, o objetivo do estudo é identificar, por meio de informações públicas, os determinantes de custos em uma empresa de grande porte do setor varejista. Para tanto, é utilizado o modelo proposto por Costa e Rocha (2014), que elenca 16 (dezesseis) determinantes de custos, denominados estruturais e execucionais. Metodologicamente, para a coleta de dados, foram selecionadas as Demonstrações Contábeis e os Sites Institucionais (SI) referentes ao ano de 2019 e, para o tratamento dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo. Dessa forma, o estudo evidenciou que os determinantes mais representativos para a empresa são na categoria estrutural, a citar: escala, experiência, localização e, em especial, a tecnologia mostrou-se como uma das principais e mais importantes estratégias vigentes da organização. Quanto aos determinantes execucionais, a companhia dá maior ênfase à cadeia de valor, ao arranjo físico e à tempestividade. Por meio de uma compreensão mais ampla de uma gama de determinantes, os achados do estudo contribuem para o entendimento dos causadores dos custos para a empresa e no setor varejista.

Palavras-Chave:Gestão estratégica de custos. Costs drivers. Determinantes de custos, setor varejista.


FORMAÇÃO DO PREÇO DE VENDA NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTÁBEIS: ESTUDO DE CASO COM BASE NO MÉTODO DE CUSTEIO POR ATIVIDADES (ABC)

Carlos Alberto CONCEIÇÃO SALVALAIO (UFES) - Brasil
E-mail: salvalaio@gmail.com

Carlos Roberto VALLIM (UFES) - Brasil
E-mail: vallim.ufes@gmail.com

A pesquisa objetiva utilizar o método de custeio por atividades alinhado a formação do preço de serviços contábeis. A aplicação ocorreu por meio do mapeamento das atividades e definição de direcionadores para alocação dos custos às atividades e das atividades aos serviços. Metodologicamente com relação aos fins a pesquisa foi exploratória e descritiva, e quanto aos meios, um estudo de caso com pesquisa de campo e análise documental com abordagem qualitativa-quantitativa. Os resultados demonstram que a aplicação do método de custeio por atividades em conjunto com a formação do preço de serviços com base no mark-up, permite: a aplicação de forma conjunto em empresa contábil com ampliação da qualidade das informações; a utilização das teorias de contabilidade de custos com foco na ampliação da qualidade das informações; uma maior assertividade no processo decisório empresarial por conhecer, controlar e gerenciar os custos da empresa; e estimulo a prática da gestão de custos com foco no resultado.

Palavras-Chave:Gestão de custos, Custeio baseado em atividade, Preço de venda, Mark-up.


GERENCIAMENTO DA CONTABILIDADE DE CUSTOS PELOS MICRO E PEQUENOS EMPRESÁRIOS DO MUNICÍPIO DE HORTOLÂNDIA-SP

Lívia das Neves RIBEIRO (UNASP) - Brasil
E-mail: livianevesribeiro@hotmail.com

Milena Rodrigues DO NASCIMENTO (Unasp) - Brasil
E-mail: rdn.milena@gmail.com

Thiago von Atzingen BUENO (UNASP-HT) - Brasil
E-mail: thiago.bueno@unasp.edu.br

Lorrane Pereira MIRANDA (Faculdade Pecege) - Brasil
E-mail: lorranepereira20@gmail.com

Fabiane Fidelis QUERINO (Unifal) - Brasil
E-mail: fabianequerino@hotmail.com

Fernanda Franco RIBEIRO (UFLA) - Brasil
E-mail: fernandafrancoribeiro@hotmail.com

O objetivo dessa pesquisa é identificar a utilização da Contabilidade de Custos pelos micro e pequenos empresários do município de Hortolândia-SP e avaliar o que as micro e pequenas empresas cumprem dos objetivos da contabilidade de custos, uma vez que esse segmento empresarial é de extrema importância para a economia nacional. A pesquisa foi realizada com oitenta e cinco micro e pequenas empresas do município de Hortolândia-SP do qual obtivemos apenas quinze respondentes concretos. Quanto aos fins esta pesquisa é explicativa, quanto aos meios, esta pesquisa é levantamento (Survey), utilizando uma Entrevista padronizada e estruturada para obtenção de dados. A partir do levantamento de dados, foi realizada uma análise detalhada sobre a questão contábil das empresas entrevistadas, a presença da contabilidade na organização, a utilização da gestão de custos em seus negócios, e a importância dos dados contábeis na manutenção e planejamento do futuro do empreendimento. Como ressultado final nota-se que a contabilidade de custos tem atendido os seus objetivos nas micros e pequenas empresas ao utilizarem suas informações para calcular os custos do produto/serviço, para planejamento e controle e também para a tomada de decisão.

Palavras-Chave:Contabilidade de Custos, Micro e Pequenas Empresas, Tomada de Decisão.


MERCADO IMOBILIÁRIO: APLICAÇÃO DO MÉTODO DE CUSTEIO TDABC PARA ANÁLISE DA RENTABILIDADE POR SEGMENTO DE CLIENTE

Rafaella Toimil Rocha PINTO (PUCRS) - Brasil
E-mail: rafatoimil@gmail.com

Ana Paula Beck da Silva ETGES (PUCRS) - Brasil
E-mail: ana.etges@pucrs.br

A análise da rentabilidade dos clientes combinada com o método de custeio Time-Driven Activity-Based Costing (TDABC) podem ser ferramentas-chaves para auxiliar no direcionamento do foco das ações e das tomadas de decisões. Este trabalho propõe a aplicação do TDABC para calcular a rentabilidade por segmento de cliente do setor de aluguel de uma imobiliária. Alugueis novos foram apontados como não são rentáveis, mas necessários para que se tenha uma careteira de aluguéis ativos, estimou-se que são necessários 11.5 aluguéis antigos para compensar o investimento dispendido em um aluguel novo. Com os resultados da análise de rentabilidade, foi possível gerar informações que subsidiaram ações de melhorias de reestruturação do processo de prospecção de clientes e de criação de atividades preventivas de vistoria, sendo possível a partir da curva de rentabilidade de Stobachoff identificar um grau de vulnerabilidade quanto ao elevado nível de subsídio existente no setor de aluguel.

Palavras-Chave:Mercado Imobiliário; Análise de Rentabilidade por Cliente; TDABC; Curva de Rentabilidade Acumulativa.


O CAMPO DE DISCUSSÃO DO ORÇAMENTO EMPRESARIAL: UMA ANÁLISE DAS PUBLICAÇÕES NO BRASIL

Sócrates Dantas LOPES (UFRN) - Brasil
E-mail: sdlcaico@gmail.com

Carlos Alberto DIEHL (Unisinos) - Brasil
E-mail: cd@unisinos.br

Edileia Gonçalves LEITE (UNEMAT) - Brasil
E-mail: edileiagleite@gmail.com

A necessidade de atingir melhores desempenhos faz com que empresas de diferentes portes adotem ferramentas que auxiliem no planejamento, no controle e na avaliação de suas atividades. O orçamento empresarial tem sido apontado pela literatura como uma dessas ferramentas de apoio à gestão; no entanto, os estudos sobre o tema são inconclusivos, com abordagem de novas temáticas e problemas cada vez mais complexos. Diante disso, este trabalho objetiva analisar as publicações científicas sobre orçamento empresarial realizadas no Brasil, utilizando o Google Acadêmico como base de pesquisa e Orçamento Empresarial como palavra-chave para busca de artigos publicados em periódicos nacionais, no Congresso Brasileiro de Custos (CBC) e no Congresso da ANPCONT. A pesquisa identificou 147 artigos publicados entre 1970 e abril de 2020, com uma tendência de aumento no número de estudos sobre o tema orçamento empresarial e ampliação das abordagens discutidas. Entre as abordagens mais adotadas, estão aquelas relacionadas às práticas de elaboração do orçamento e entre as menos adotadas e estão os estudos relacionados aos sistemas de custeio e impactos sobre o orçamento. Embora as pesquisas sobre orçamento empresarial tenham crescido consideravelmente nos últimos anos, é possível verificar que os estudos realizados até o momento são insuficientes para apresentar uma conclusão segura sobre o orçamento empresarial em suas múltiplas funções e abordagens. Uma das razões para isso pode ser a dificuldade de acesso aos dados empresariais para a produção de novas pesquisas.

Palavras-Chave:Orçamento empresarial. Publicações científicas. Bibliometria.


O EFEITO SUNK COST NO PROCESSO DECISÓRIO DOS DISCENTES DE INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR

Marcos Igor DA COSTA SANTOS (UFPB) - Brasil
E-mail: marcos.igor@ig.com.br

Rayane Farias DOS SANTOS (UFPB) - Brasil
E-mail: rayane.farias10@hotmail.com

Antônio André Cunha CALLADO (UFRPE) - Brasil
E-mail: andrecallado@yahoo.com.br

O objetivo deste estudo foi verificar a influência do efeito sunk cost nas decisões, gerenciais e pessoais, tomadas pelos discentes do Curso de Ciências Contábeis das Instituições de Ensino Superior. A pesquisa caracterizou-se como descritiva e de levantamento com abordagem quantitativa. Foram aplicados questionários a discentes de cinco Instituições de Ensino Superior que possuíam o curso Ciências Contábeis, na modalidade presencial. A coleta de dados, realizada nos meses de outubro e novembro de 2019, foi realizada fazendo uso de um questionário, adaptado do modelo de Domingos (2007), Rover et al (2009) e Segantini et al (2011) e, quanto aos dados levantados, utilizou-se a análise descritiva das respostas dos participantes e também se empregou o teste estatístico do qui-quadrado (χ2) para testar a significância entre as respostas obtidas. Os resultados encontrados evidenciaram que o valor do custo irrecuperável pode influenciar na ocorrência do efeito sunk costs. Isto pode ser constatado, pois à medida que diminuía o montante do custo perdido, menor era a disposição dos discentes em prosseguir investindo nos cursos de ação que deveriam ser abandonados. Quando a decisão é voltada para o contexto pessoal, os discentes levaram em consideração a premissa de aversão ao desperdício e senso de responsabilidade.

Palavras-Chave:Efeito Sunk Cost. Processo Decisório. Instituições de Ensino Superior.


O ESFORÇO EM INOVAÇÃO E SUA ASSOCIAÇÃO COM O AMBIENTE COMPETITIVO: UM ESTUDO DAS EMPRESAS LISTADAS NA B3

Marlise DALL AGNOL (Unisinos) - Brasil
E-mail: lisedallagnol@hotmail.com

Carlos Alberto DIEHL (Unisinos) - Brasil
E-mail: cd@unisinos.br

Sandra Belloli de VARGAS (UNISINOS) - Brasil
E-mail: sandrabelloli@terra.com.br

As empresas, para garantirem vantagem competitiva, devem adequar suas estratégias ao seu ambiente competitivo, empregando esforços em inovação para assegurar sua participação no mercado e a sustentabilidade no longo prazo. Nesse contexto, este estudo tem como objetivo analisar a associação entre o esforço em inovação e o ambiente competitivo concorrencial das empresas dos setores da indústria brasileira de capital aberto. Os dados foram coletados nas Notas Explicativas e na Economática® para uma amostra de 96 empresas, compreendendo o período de 2010 a 2018 e a técnica estatística adotada foi a regressão para dados em painel com efeitos aleatórios. O modelo estatístico proposto pela pesquisa, ao abordar uma proxy alternativa para medir o esforço em inovação, sugere que empresas que atuam em mercados mais competitivos investem mais em inovação, corroborando as premissas de Schumpeter (1934) sobre o processo de destruição criativa. Para a variável volatilidade das ações, o modelo sugere um maior investimento em inovação por parte das empresas que aceitam o grau de risco em relação às oscilações de suas cotações de mercado. Ao observar os determinantes internos é possível identificar que empresas maiores investem mais em inovação ao passo que empresas que apresentam maior rentabilidade e maior nível de endividamento (curto e longo prazo) apresentam menos esforços em inovação. Desta forma, o presente trabalho contribui para a literatura ao trazer novas evidências da influência da dinâmica do mercado e dos determinantes internos sobre a decisão das empresas em aplicar seus recursos em esforços em inovação.

Palavras-Chave:Inovação. Ambiente competitivo. Concentração de mercado. Indústria brasileira.


O USO DO MÉTODO ABC PARA O LEVANTAMENTO E ANÁLISE DOS CUSTOS DE DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARES EM UMA EMPRESA DE TECNOLOGIA

Jonas Figuerêdo SILVA (UFPB) - Brasil
E-mail: jonasfigueredo49@gmail.com

Maria Silene Alexandre LEITE (UFPB) - Brasil
E-mail: mariasileneleite@hotmail.com

Devido ao grande destaque dado a internet nos últimos anos, e consequentemente, o aumento do uso de softwares para realização de atividades diversas, empresas de desenvolvimento destes produtos vêm ganhado evidência e mostrando a necessidade de um posicionamento de destaque no mercado competitivo. Para isso, tais empresas precisam otimizar seus processos, diminuir seus custos e planejar suas atividades frente ao desafio de encontrar métodos de gestão para isso, dada a complexidade de seus processos. Sendo assim, o objetivo principal deste artigo foi aplicar o método ABC (Activity Based Costing) como ferramenta de auxílio para o levantamento e análise dos custos de desenvolvimento de softwares em uma empresa de tecnologia. Para isso, foi utilizado o método de custeio ABC, que consegue traduzir a complexidade de processos e ainda gerar informações relevantes a tomada de decisões. Assim, foi possível identificar etapas mais e menos relevantes em termos dos custos e obter oportunidades para otimização das atividades.

Palavras-Chave:Gestão de custos; desenvolvimento de softwares; método ABC


PARTICULARIDADES DOS CUSTOS PARA SERVIR NA ATIVIDADE INDUSTRIAL: UM CASO NA INDÚSTRIA QUÍMICA

Rafaela Limão PALHARINI (USP) - Brasil
E-mail: rafaela.palharini@gmail.com

Diogo Moreira CARNEIRO (FIPECAFI) - Brasil
E-mail: diogocarneiro@yahoo.com.br

Com a prática usual da análise de custos de produção aplicada em grande parte das indústrias, os valores referentes aos custos de produção já são conhecidos e fortemente controlados em todos os participantes do mercado. Por meio de análise bibliométrica e estudo de caso de natureza qualitativa, a pesquisa de caráter exploratório propõe enunciar as particularidades dos custos para servir na atividade industrial, além de aplicar os conceitos de custo para servir e rentabilidade por clientes no ambiente de uma indústria química, a fim de evidenciar a importância e posterior gerenciamento dos custos presentes na estrutura de atendimento ao cliente escolhida pela empresa. Os dados financeiros foram coletados no ERP da empresa e os direcionadores de custos foram desenvolvidos juntamente às áreas selecionadas, como parte do custo para servir. O resultado da análise comparativa entre três clientes com o mesmo perfil de compras deixa claro o impacto que suas diferentes demandas têm no nível de atendimento que recebem.

Palavras-Chave:Gestão Estratégica de Custos; Custo Para Servir; Rentabilidade por Cliente; Vantagem Competitiva.


PONTO DE FECHAMENTO APLICADO NO CONTEXTO DE BAIXA DEMANDA DECORRENTE DA PANDEMIA DE COVID-19

Rodney WERNKE (Sem vínculo) - Brasil
E-mail: rodney.wernke@unisul.br

Ivone JUNGES (UNISUL) - Brasil
E-mail: ivone.junges@unisul.br

Cleyton de Oliveira RITTA (UFSC) - Brasil
E-mail: cleytonritta@gmail.com

Antonio ZANIN (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: zanin@unochapeco.edu.br

Este estudo objetivou analisar a aplicabilidade do conceito de ponto de fechamento na decisão de manter aberta uma loja de frutas e verduras durante a pandemia de Covid-19. Foi realizada uma pesquisa de cunho intervencionista, com abordagem qualitativa, sendo que após a coleta dos dados necessários nos controles internos da empresa foram calculados o ponto de equilíbrio e o ponto de fechamento. Os resultados oriundos evidenciam que, mesmo operando abaixo do ponto de equilíbrio, seria interessante a empresa permanecer em funcionamento se conseguisse vender mais que 8.580,61 unidades (equivalente ao faturamento mensal de R$ 23.919,70), desde que mantida a mesma proporção nas quantidades vendidas dos produtos do mês de referência. Ou seja, se o faturamento não cair mais que 46,94% em relação ao montante faturado no mês-base do estudo, nos períodos de baixa demanda haveria a geração de recursos (margem de contribuição) para pagar também uma parte dos custos/despesas fixos “não elimináveis” com o encerramento temporário das operações. A contribuição do estudo consistiu em adaptar o conceito de ponto de fechamento para abranger uma empresa real que comercializa vários produtos, o que se diferencia das publicações que mencionaram o ponto de fechamento porque trouxeram exemplos numéricos com apenas um produto.

Palavras-Chave:Análise Custo/Volume/Lucro. Ponto de Fechamento. Pandemia de Covid-19.


POTENCIALIDADES DO MÉTODO DE CUSTEIO UNIDADE DE ESFORÇO DE PRODUÇÃO (UEP) COMO SUPORTE À TOMADA DE DECISÕES GERENCIAIS

GEOVANE DANIELI TAVARES (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: geovane_tavares@hotmail.com

Antonio ZANIN (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: zanin@unochapeco.edu.br

Silvana Dalmutt KRUGER (Unochapecó) - Brasil
E-mail: silvanak@unochapeco.edu.br

O presente estudo tem por objetivo investigar os elementos potencializadores do método de custeio UEP (Unidade de Esforço de Produção) como ferramenta de suporte às decisões gerenciais. A pesquisa se classifica como descritiva, levantamento ou survey, com análise quantitativa. A coleta de dados ocorreu por meio de questionário disponibilizado via GoogleDocs, o qual foi enviado para empresas que utilizam o método UEP. Como principais resultados destaca-se que os métodos de equivalência de produção são amplamente utilizados como suporte a gestão da produção, obtendo média de 4,32 em uma escala de 1 a 5 pontos. Dentre os achados, pode-se destacar também, a relevância para medir a medir a eficiência e a eficácia da capacidade de produção e também gerenciar a capacidade de produção. Os métodos de equivalência de produção permitem avaliar os produtos pela sua complexidade de produção/processo, e também permitem ser base para determinação de modificações nas linhas e mix de produção/processo. O estudo possibilitou identificar a aplicação do método UEP no suporte a tomada de decisão, de modo especial para o custeio dos produtos, definição do preço referencial de venda, gestão da capacidade utilizada e ociosa da produção, e avaliação de desempenho entre outros.

Palavras-Chave:Métodos de Custeio, Unidade de Esforço de Produção, UEP, Custos


PROFUT: UMA ANÁLISE DA ESTRUTURA DE CAPITAL DE TIMES BRASILEIROS

Erika Maia ROCHA (UERN) - Brasil
E-mail: erika_12k@hotmail.com

Francisco Ícaro Silvério DE OLIVEIRA (UERN) - Brasil
E-mail: icarosilverio_@outlook.com

Rosângela Queiroz Souza VALDEVINO (UERN) - Brasil
E-mail: rosangelaqueiroz84@yahoo.com.br

Permeado em diversos contextos sociais, econômicos, e financeiros, o futebol hoje tem se tornado, além de uma forma de entretenimento, um grande negócio, com seus contrapontos e rentabilidades, porém com dificuldades na sua administração. Esta pesquisa procura analisar a relação entre a adesão ao Programa de Modernização da Gestão e Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (PROFUT), de times listados no Ranking Nacional de Clubes (RNC), aplicando-se uma averiguação de pontos da legislação, Por meio de um checklist, e da apresentação de indicadores econômico-financeiros: Endividamento, Liquidez Corrente, Tangibilidade, Tamanho e Retorno sobre o Patrimônio Líquido. Dada à investigação realizada, percebeu-se que os índices de endividamento e o indicador de tamanho representam as maiores médias dentre os índices calculados, o que permite constatar que a adesão ao PROFUT não garante uma melhor estrutura de capital. Ademais, uma gestão eficiente é possível para que determinados casos de endividamento sejam reavaliados e controlados de maneira efetiva.

Palavras-Chave:PROFUT. Indicadores. Endividamento


PROGRAMAÇÃO LINEAR NA OTIMIZAÇÃO DE MIX DE SERVIÇOS: UM ESTUDO DE UMA EMPRESA DE HOTELARIA

Jamille NUNES DOS SANTOS (UFES) - Brasil
E-mail: jamillenunesds573@gmail.com

Carlos Roberto VALLIM (UFES) - Brasil
E-mail: vallim.ufes@gmail.com

A pesquisa objetiva aplicar o mix de serviços utilizando a programação linear para maximizar o resultado de uma empresa do ramo de hotelaria. Afim de identificar as contribuições da utilização conjunta do mix de produtos e programação linear como instrumentos de decisão na gestão empresarial. Para obter respostas ao questionamento, metodologicamente se realizou um estudo de caso, bibliográfico, exploratório e descritivo por meio de relatórios contábeis e internos da empresa, sendo abordagem qualitativa e quantitativa por meio de pesquisa operacional e auxiliada pelo software Microsoft® Office Excel® 2016. Os achados da pesquisa evidenciam que a utilização conjunta da modelagem de mix de produtos e serviços e programação linear ampliam a qualidade das informações geradas, e consequentemente melhora a assertividade dos gestores durante o processo decisório. A pesquisa contribuiu para que os administradores e gerentes do hotel pudessem conhecer, praticar, analisar e utilizar as informações de gestão de custos em conjunto com a programação linear.

Palavras-Chave:Mix de produtos, Programação linear, Margem de contribuição.


RELEVÂNCIA DOS CUSTOS NA ANÁLISE DA SENSIBILIDADE EM NOVO EMPREENDIMENTO

Thays Regina GONÇALVES (UFRGS) - Brasil
E-mail: grsyaht@gmail.com

Kamila Sampaio DE QUADROS (UFRGS) - Brasil
E-mail: sampaio.kami@gmail.com

Leticia de OLIVEIRA (UFRGS) - Brasil
E-mail: leoliveira13@gmail.com

Ângela Rozane Leal DE SOUZA (UFRGS) - Brasil
E-mail: angela.rsl@gmail.com

Luciane ROSA DE OLIVEIRA (UFRGS/ UNIDEAU) - Brasil
E-mail: lucianearh@yahoo.com.br

Para os gestores, além do conhecimento do mercado em que pretendem desenvolver seus empreendimentos, é essencial a realização da análise da viabilidade dos negócios em que pretendem empreender. Sob esse enfoque, este artigo tem o objetivo de analisar a viabilidade em um projeto que visa a criação de uma empresa de prestação de serviços relacionados à hospedagem, educação e entretenimento de cães e gatos na cidade de Porto Alegre/RS. O estudo efetua uma análise descritiva, com dados secundários para as projeções de fluxos de caixa, analisando-se os índices: Taxa Interna de Retorno, Valor Presente Líquido, Payback simples e descontado e Índice de lucratividade. Com base em tais análises, foram criados cenários que demonstram a sensibilidade do empreendimento, tendo como base os cenários: realista, pessimista e otimista. Os resultados demonstram que, em qualquer um dos cenários, o empreendimento estudado demonstrou-se viável.

Palavras-Chave:Análise de viabilidade, TIR, VPL, Payback


UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE O PREÇO DE VENDA COM BASE NO MARK-UP E O PREÇO DE VENDA PRATICADO NO COMÉRCIO ELETRÔNICO

Kariny HOMBRE OLIVEIRA (UFES) - Brasil
E-mail: khombre@hotmail.com

Poliana PAGANINI RIBEIRO (UFES) - Brasil
E-mail: popaganini@yahoo.com.br

Carlos Roberto VALLIM (UFES) - Brasil
E-mail: vallim.ufes@gmail.com

A presente pesquisa objetiva comparar o preço de venda praticado no canal eletrônico e o preço de venda apurado com base no mark-up, afim de identificar as contribuições da gestão de custos e precificação no processo decisório dos gestores. Para obter respostas ao questionamento da pesquisa e atender os objetivos, metodologicamente, de forma exploratória e descritiva, e através de um estudo de caso em empresa única do comércio varejista de produtos comercializados por meio do e-commerce, com abordagem quali-quanti, se pode analisar e explorar a teoria base de formação do preço de venda, elaborar modelagem especifica de precificação para auxiliar a comparação entre o preço com base no mark-up e o preço praticado no mercado e identificar as variações e possíveis causas. Os achados da pesquisa evidenciam que o uso do método mark-up com base nos custos amplia a qualidade das informações, a assertividade dos gestores no processo decisório e permite a prática da gestão de custos ao utilizar modelagem de base teórica consolidada na literatura, permitindo calcular e controlar os custos e antecipadamente alinhar as estratégias do mercado em função das variações da oferta e da demanda, ótica comportamental do consumidor e competição diante da concorrência. Nesse sentido, entende-se que o objetivo proposto foi alcançado por meio do resultado de diversas tabelas e quadros com a apresentação dos dados e análise.

Palavras-Chave:Preço de venda, Mark-up, Comércio eletrônico, E-commerce.


VARIÁVEIS DETERMINANTES PARA A FORMAÇÃO DE PREÇO DE VENDA: UM ESTUDO EM EMPRESAS COMERCIAIS DA CIDADE DE CRUZ DAS ALMAS – BA.

Tainá da Silva DE JESUS (FAMAM) - Brasil
E-mail: taysilva11@hotmail.com

Leonardo SOUZA DE ALMEIDA (UFBA) - Brasil
E-mail: lsalmeida@uefs.br

Marilia ROSA ANDRADE (FAMAM) - Brasil
E-mail: marilia_rosa@uefs.br

Em meio às mudanças constantes no ambiente dos negócios, é indispensável que os gestores sejam amparados no processo de tomada de decisões, em especial naquelas que envolvem a formação do preço, já que esta variável pode alçar a empresa rumo ao sucesso ou levá-la ao fracasso. Decisões sobre o preço a ser cobrado se tornam ainda mais sensíveis em tempo de crises econômicas. Nesse sentido, este estudo teve como objetivo identificar as variáveis determinantes na formação de preço de venda em empresas comerciais da cidade de Cruz das Almas-BA. Trata-se de uma pesquisa descritiva, de abordagem quali-quantitativa, classificada como estudo de levantamento. Foram aplicados questionários em 57 empresas comerciais da cidade de Cruz das Almas-BA identificadas junto à Câmara de Dirigentes dos Lojistas (CDL). O instrumento de coleta foi direcionado aos gestores ou responsáveis pela formação do preço destas entidades. Os resultados evidenciaram que as variáveis mais utilizadas pelas empresas estudadas, quando da formação de preço, estão alinhadas com a literatura correlata. São elas, por ordem: os custos, o mercado e a concorrência. Outras variáveis, ainda que em menor grau, também influenciam os gestores estudados na hora de formar o preço. Conforme a teoria, não há um jeito correto de se estabelecer o preço. Ao contrário, os métodos devem ser complementares. Sugere-se que sejam realizados outros estudos que confrontem empresas de outros ramos, ou ainda, que se utilize de metodologia quantitativa e estudos de hipóteses.

Palavras-Chave:Contabilidade Gerencial. Contabilidade de Custos. Formação de preço.




6. Iniciação científica e custos



ANÁLISE DAS DESPESAS PÚBLICAS COM APOSENTADORIA POR DOENÇA NO BRASIL

Helen Maria da Silva GOMES (UFPI) - Brasil
E-mail: helensgomes@hotmail.com

Anderson Rafael COSTA SOUSA (UFPI) - Brasil
E-mail: rafaelcosta.cic@gmail.com

A acessibilidade dos serviços de saúde é uma questão fundamental na maioria dos países; em todo o mundo, milhões de pessoas são empurradas para a pobreza todos os anos pela necessidade de pagar pelos serviços de saúde. A parcela do gasto total em saúde como porcentagem do PIB é de 7,7% nos países de alta renda, 5,8% nos países de renda média e 4,7% nos países de baixa renda. Visando compreender melhor os gastos previdenciários este estudo tem como objetivo analisar o comportamento das despesas públicas com auxílio doença no Brasil, estimando a prevalência da despesa previdenciária; e a influência de possíveis agravos como Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde - 10ª Revisão – CID 10, o gênero, a idade e a região do trabalhador nesses indicadores. Informações sobre custos de saúde e perdas de produtividade devido a doenças crônicas são úteis para informar os formuladores de políticas e orientar estratégias de prevenção e reabilitação. É importante monitorar e compreender os gastos com saúde a fim de otimizar o uso de recursos escassos e adotar intervenções baseadas em evidências. Isso é essencial como base para o desenvolvimento de futuras estratégias de intervenção econômica. Considerando que o Brasil tem uma boa base legislativa e o país adere aos tratados internacionais da OIT, é recomendado aos órgãos governamentais que a Segurança e Saúde no Trabalho seja monitorada em nível regional e nacional com mais rigor para fazer cumprir as leis e continuar reduzindo o número de contingências.

Palavras-Chave:Previdência Social. Saúde Pública. Ministério da Previdência Social.




7. Metodologias de ensino e pesquisa em custos



ANÁLISE DO EFEITO SUNK COST NA TOMADA DE DECISÃO NA VISÃO DOS DISCENTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

Vinicius Barbosa CAMPOS (UERN) - Brasil
E-mail: vinicius-campos-@hotmail.com

Wênyka Preston Leite Batista da COSTA (UERN) - Brasil
E-mail: wenykapreston@hotmail.com

Jandeson Dantas da Silva () -
E-mail: jandeson.dantas@gmail.com

Luiz Antonio FELIX JÚNIOR (UnP) - Brasil
E-mail: juniorfelixx@hotmail.com

Clóvis Antônio KRONBAUER (Unisinos) - Brasil
E-mail: clovisk@unisinos.br

Sergio Luiz Pedrosa SILVA (UERN) - Brasil
E-mail: sergiopedrosa@uern.br

O presente estudo tem por objetivo identificar se os discentes do curso de ciências contábeis estão susceptíveis ao efeito sunk cost em seus processos decisórios. Em relação aos procedimentos metodológicos, realizou-se uma pesquisa descritiva, levantamento e quantitativa direcionada a uma amostra de 115 discentes por meio da apreciação de cenários empresariais e pessoais com situações distintas, buscando evidenciar o efeito nas tomadas de decisões. Achados do estudo demonstraram que através dos cenários os mesmos foram susceptíveis nos cenários pessoais e empresariais, contribuindo para literatura e futuros trabalhos relacionados a efeito sunk cost bem como a percepção dos discentes frente a situações sobre a temática, evidenciando também a necessidade de uma expansão em relação ao tema uma vez que estará diretamente relacionado ao cotidiano dos profissionais contábeis frente as decisões organizacionais.

Palavras-Chave:Sunk Cost. Tomada de Decisão. Finanças.


CONTABILIDADE GERENCIAL: PERFIL BIBLIOMÉTRICO DA PRODUCÃO CIENTÍFICA DOS PERIÓDICOS LISTADOS NA ANPCONT (ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS GRADUAÇÃO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS), ENTRE 2015 E 2019

Rafael Ramon Fonseca RODRIGUES ((UERN)) - Brasil
E-mail: rafaelrcontador@gmail.com

Saulo Medeiros DINIZ (UERN) - Brasil
E-mail: saulo_diniz@hotmail.com

Gianinni Martins Pereira CIRNE (UFCG e UNISINOS) - Brasil
E-mail: gianinni.martins@gmail.com

Adriana Martins de OLIVEIRA (UERN) - Brasil
E-mail: adrimartinso@gmail.com

José Ribamar Marques de CARVALHO (UFCG e UNISINOS) - Brasil
E-mail: profribamar@gmail.com

Luiz Marcelo MARTINS DO AMARAL CARNEIRO CABRAL (UFPB/Unisinos) - Brasil
E-mail: luizmarcelocb@hotmail.com

O presente estudo visa analisar cinco anos de produção científica sobre a referida temática em produções científicas de Programa de Pós-gradução em Ciências Contábeis nos anos de 2015 a 2019. No tocante aos aspectos metodológicos, quanto ao objetivo da pesquisa, ela é classificada como descritiva, já os procedimentos do presente estudo assumem aspectos documentais, a abordagem do problema é definida como quantitativa. O estudo identificou e analisou 41 estudos em periódicos de contabilidade editados no Brasil listados pela ANPCONT. Observou-se que 36,5% das pesquisas voltadas pra contabilidade gerencial foram realizadas em periódicos com qualis A2. Foi identificado como o periódico com a maior quantidade de publicações a cerca da temática supracitada o Advances in Scientific and Applied Accounting – ASAA, seguido pela Revista Contemporânea de Contabilidade – RCC. Dentre os autores mais citados, destacam-se com os maiores quantitativos Carlos Lavarda e Ilse Beuren. Mediante elaboração da nuvem de palavras, foram identificadas como principais termos por ordem de popularidade: Contabilidade gerencial, artefatos, bibliometria, teoria institucional e práticas de contabilidade gerencial. A região sul tem se destacado como a que mais publica, especialmente a Universidade Federal de Santa Catarina, com 35 publicações. Apesar de sempre apresentar publicações em periódicos relevantes, pesquisas bibliométricas com temáticas sobre contabilidade gerencial nos periódicos brasileiros demonstram que ainda existem gaps a serem desenvolvidas, principalmente em temas emergentes.

Palavras-Chave:Contabilidade gerencial. Bibliometria. ANPCONT


CONTROLES INTERNOS PARA O GERENCIAMENTO DE RISCOS: PERCEPÇÃO DE AUDITORES E GESTORES

Isadora Marques DOS SANTOS (UERN) - Brasil
E-mail: marquesisasantos@gmail.com

Rosângela Queiroz Souza VALDEVINO (UERN) - Brasil
E-mail: rosangelaqueiroz84@yahoo.com.br

Rosilania Silva DE QUEIROZ (UERN) - Brasil
E-mail: rosilania.queiroz@outlook.com

Adriana Martins de OLIVEIRA (UERN) - Brasil
E-mail: adrimartinso@gmail.com

Letícia Jéssica FREITAS DE OLIVEIRA (UERN) - Brasil
E-mail: leticia_jes@hotmail.com

Meskla Gislainy MARQUES (UERN) - Brasil
E-mail: gislainy_palmeiras@hotmail.com

Este trabalho objetiva analisar a percepção dos auditores e gestores em relação aos controles internos como ferramenta de suporte no gerenciamento de riscos nas empresas. A pesquisa configura-se como descritiva, classifica-se como um estudo de caso de cunho qualitativo e transversal. A aplicação constituiu-se por meio de entrevistas estruturadas com dois auditores independentes e gestoras de duas empresas do ramo alimentício da cidade de Mossoró/RN. Após o tratamento dos dados, um ponto comum na visão dos auditores e das gestoras respondentes foi a necessidade das empresas que não possuem sistemas de controles internos passarem a inserir os mesmos dentro de suas organizações, haja vista todos os benefícios que esse setor causa para a entidade. As gestoras respondentes também apontam a relevância do trabalho dos auditores independentes e sua influência nos resultados diários das organizações. Além de afirmarem que os controles internos possuem mais vantagens que desvantagens e em sua opinião sistemas de gestão de riscos são indispensáveis para a promoção de oportunidades e melhorias de tarefas e tomada de decisão.

Palavras-Chave:Auditoria. Controles internos. Gestão de riscos.


ESTRUTURA DOS RESUMOS DOS TRABALHOS PUBLICADOS NO CBC ENTRE 2015 E 2019 E SUA ADERÊNCIA À ABNT NBR 6028: EVIDÊNCIAS METODOLÓGICAS COM O USO DO IRAMUTEQ E DO EXCEL

Ridalvo Medeiros Alves de OLIVEIRA (UFRN) - Brasil
E-mail: ridalvo16@gmail.com

Daniele da Rocha CARVALHO (UFRN) - Brasil
E-mail: drc_rn@yahoo.com.br

A ABNT NBR 6028:2003 orienta a elaboração de resumos. Esse estudo é um levantamento realizado nos resumos de 2015 a 2019 do CBC, para verificar a aderência destes às orientações da NBR. É um estudo exploratório e descritivo quanto aos objetivos, com fontes de dados documentais, e de abordagem quali-quantitativa. Foram utilizadas as técnicas de análise de conteúdo, com o Iramuteq, e da análise descritiva e gráfica com o Excel. Os 796 resumos foram submetidos às análises qualitativas do Iramuteq, e a lematização gerou três clusters: áreas de aplicação, conceitos e métodos. Essa caracterização foi apresentada em dendrograma, diagrama de análise fatorial de correspondências e nuvens de palavras. Em seguida, numa amostra de 108 resumos, verificou-se a aderência às 14 orientações da NBR, utilizando um checklist. Os resultados, dispostos em tabelas e gráficos boxplot, evidenciam que as recomendações para elaboração de resumos fornecidas pelo CBC limitam-se a definir o máximo de palavras que estes devem conter, e que o não atendimento a essa recomendação não implica na rejeição do trabalho. A aderência média verificada foi de 11,8 das 14 recomendações da NBR, mas há resumos que atendem apenas 6 das recomendações, denotando uma alta dispersão. Conclui-se que a omissão das recomendações aos autores compromete a qualidade dos resumos, e sugere-se a adoção integral da NBR nas próximas edições do CBC, ou ampliar as recomendações, fazendo com que os resumos cumpram sua função de informar o conteúdo de um artigo, sem a necessidade da consulta ao documento completo.

Palavras-Chave:Resumo. Anais CBC. NBR 6028. Métodos de pesquisa. Iramuteq.


GESTÃO ESTRATÉGICA DE CUSTOS E SUA DIFUSÃO NOS PRINCIPAIS CENTROS DE ENSINO, PESQUISA E MATERIAIS DIDÁTICOS

Simone Alves da COSTA (Unifesp) - Brasil
E-mail: simone.ac@gmail.com

Ademir Luiz BORTOLATTO JUNIOR (Fecap) - Brasil
E-mail: jrbortolatto@gmail.com

O presente artigo teve como objetivo compreender de que forma os centros de ensino, pesquisa e materiais didáticos tem abordado o assunto Gestão Estratégica de Custos. Para isso, levantou o que os principais cursos de pós-graduação, periódicos e livros, tanto nacionais quanto internacionais, têm dito a respeito do assunto. Ao total foi feita a análise documental de 10 periódicos, 191 artigos sobre o tema, 7 programas de pós-graduação e 16 livros. Como resultados, pode-se notar que as pesquisas científicas abordaram o assunto predominantemente no campo científico da Contabilidade Gerencial, o que pode ser comprovado na relação de periódicos analisados, sendo que os temas Qualidade e Custeio Alvo predominaram em relação aos demais. Já no caso dos cursos de pós-graduação, percebe-se que GEC é um assunto periférico, presente em poucos centros de ensino dentro da análise realizada. E no que tange aos livros, a temática principal está nos artefatos tradicionais de gestão e mensuração de custos, ficando a abordagem estratégica bastante à margem nas menções gerais. O artigo contribui no sentido de trazer à discussão a necessidade de ampliação de meios de pesquisa, ensino e divulgação como forma de fazer com que a GEC se estabeleça enquanto ramo de conhecimento científico a ser aprimorado, desenvolvido e estudado.

Palavras-Chave:Gestão Estratégica de Custos; Análise Documental; Contabilidade Gerencial.


PERFIL DISCENTE E O DESEMPENHO ACADÊMICO DOS CURSOS DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DAS UNIVERSIDADES FEDERAIS BRASILEIRAS

Geison Calyo VARELA DE MELO (UFC) - Brasil
E-mail: geisoncalyo@hotmail.com

Mariza Camila DE MIRANDA (UERN) - Brasil
E-mail: mariza.camila@hotmail.com

Sandra Maria dos SANTOS (UFC) - Brasil
E-mail: smsantos@ufc.br

Ana Maria Fontenelle CATRIB (Unifor) - Brasil
E-mail: catrib@unifor.br

Augusto Cézar Aquino CABRAL (UFC) - Brasil
E-mail: cabral@ufc.br

Nas últimas décadas, as discussões sobre desempenho acadêmico no ensino superior foram acentuadas e cada vez mais, buscou-se analisar as variáveis que exercem influência no processo de avaliação, dentre elas, variáveis ligadas ao perfil discente. Dessa forma, o objetivo da pesquisa é identificar a relação entre o perfil discente e o desempenho acadêmico dos cursos de Ciências Contábeis das Universidades Federais Brasileiras. Para tanto, foi desenvolvido um estudo descritivo, explicativo, quantitativo e documental, com um total de 40 cursos de Ciências Contábeis das Universidades Federais e 11.566 discentes que se submeteram ao ENADE nos últimos três triênios de avaliação, referentes aos anos de 2012, 2015 e 2018. Pelos resultados, foi possível traçar um perfil sociodemográfico (sexo masculino, faixa etária entre 21 e 30 anos, brancos, trabalham integralmente e possuem renda entre 3 a 4,5 salários mínimos) e escolar (estudaram todo o ensino médio em escola pública tradicional, os pais possuem escolaridade de ensino médio e se dedicam entre uma e três horas de estudo fora de sala de aula) dos discentes. Infere-se ainda, que essas variáveis analisadas estão relacionadas significativamente e são consideradas como influenciadoras do desempenho acadêmico dos cursos de Ciências Contábeis das universidades federais brasileiras.

Palavras-Chave:Perfil Discente. Desempenho Acadêmico. Ciências Contábeis.


POLÍTICAS PÚBLICAS E ACESSO AO ENSINO SUPERIOR: ANÁLISE DA RELAÇÃO ENTRE BOLSAS E COTAS COM O DESEMPENHO ACADÊMICO DOS DISCENTES DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DAS IES PRIVADAS BRASILEIRAS

Geison Calyo VARELA DE MELO (UFC) - Brasil
E-mail: geisoncalyo@hotmail.com

Mariza Camila DE MIRANDA (UERN) - Brasil
E-mail: mariza.camila@hotmail.com

Ítalo Carlos SOARES DO NASCIMENTO (UFC) - Brasil
E-mail: italocarlos25@gmail.com

Caritsa Scartaty MOREIRA (UFERSA) - Brasil
E-mail: caritsa_scarlaty@hotmail.com

Annandy Raquel PEREIRA DA SILVA (UFERSA) - Brasil
E-mail: annandyraquel@hotmail.com

O objetivo do estudo consiste em analisar a relação entre as políticas públicas de bolsas e cotas com o desempenho acadêmico dos discentes de Ciências Contábeis das IES privadas brasileiras. Desenvolveu-se uma pesquisa descritiva, quantitativa e documental, com 34.623 discentes que se submeteram ao ENADE nos triênios de 2015 e 2018. Os dados foram coletados mediante os Microdados ENADE e para o tratamento dos dados utilizou-se as técnicas de estatística descritiva e análise de regressão múltipla. Por meio da análise de regressão, constatou-se que quanto mais o discente for beneficiado por alguma política de bolsas de estudo ou financiamento, bem como por algum sistema de cotas, maior será a tendência em possuir um melhor rendimento acadêmico ou vice versa. Destarte, há uma relação positiva entre os constructos analisados, demonstrando, portanto, que as políticas públicas contribuem para o acesso ao ensino superior.

Palavras-Chave:Políticas públicas. Ensino Superior. Ciências Contábeis.


PONTOS E CONTRAPONTOS DAS AULAS DE ORÇAMENTO CORPORATIVO NO ENSINO REMOTO EMERGENCIAL: UM OLHAR REFLEXIVO

Francisco Isidro PEREIRA (UFC) - Brasil
E-mail: fisidro30@hotmail.com

No cenário de educação distanciada que desenrolou com a pandemia da Covid-19 e que de forma abrupta os professores tiveram que se adaptar as emergências escolares, uma pergunta inevitavelmente se impôs: Quais as variáveis intervenientes nos efeitos positivos e negativos no formato do modelo remoto emergencial de Orçamento Corporativo? Dada especificidade e singularidade do objeto de pesquisa trata-se de um estudo de caso único com forte natureza qualitativa. Do ponto de vista metodológico se adotou a observação participante em que o próprio pesquisador é parte do contexto e análise de conteúdo decorrente dos artefatos documentais gerados: o blog de campo e as vídeoaulas gravadas. Os procedimentos analíticos foram baseados nos contrastes teóricos e esquemas. Para validar recorreu-se aos pesquisadores de Educação. A janela temporal contemplou 11 semanas entre junho e agosto de 2020. Pode-se evidenciar as seguintes variáveis indutoras de efeitos positivos: a) ações reflexivas, b) curiosidade instantânea, c) autoavaliação, e d) interação com os pares. Já as negativas salientaram: a) a distância; b) autonomia e c) ressignificação

Palavras-Chave:Aula remota. Orçamento corporativo. Atividades síncronas.




8. Métodos quantitativos aplicados à gestão de custos



“TRADE-OFF” ENTRE QUALIDADE E EFICIÊNCIA TÉCNICA: UM ESTUDO EM HOSPITAIS DA REGIÃO SUL DO BRASIL.

Vitor Hugo GARCIA DE SOUZA (UEM) - Brasil
E-mail: vhsouzamestrado@gmail.com

Lucileide Jacinto RODRIGUES (UEM) - Brasil
E-mail: lucileidejacinto@gmail.com

Katia ABBAS (UEM) - Brasil
E-mail: katia_abbas@yahoo.com.br

Débora Hirata MISSUNAGA (UEM) - Brasil
E-mail: dmissunaga@gmail.com

O objetivo da pesquisa é analisar a associação entre eficiência técnica hospitalar, com a qualidade dos serviços em saúde, a Natureza de Propriedade e a Localização. Caracterizado como estudo descritivo, exploratório e quantitativo, foi considerada uma amostra de 678 unidades hospitalares localizadas na região sul do Brasil. Foi aplicada a técnica da Análise Envoltória de Dados para estabelecer o score de eficiência técnica (variável dependente). A hipótese que previa a relação positiva entre a Taxa Inversa de Mortalidade com a eficiência técnica hospitalar, foi suportada, ou seja, quanto menor o número de óbitos, maior a eficiência técnica hospitalar. Entretanto, a pesquisa não suportou a relação positiva entre a eficiência técnica com a especialização, assim como em relação à natureza de propriedade privada. O estudo contribui para a literatura na compreensão da relação entre a qualidade e a eficiência técnica, bem como a relação com a natureza de propriedade.

Palavras-Chave:Eficiência Técnica. Qualidade. Natureza de propriedade.


ANÁLISE DA CORRELAÇÃO DOS GASTOS TRIBUTÁRIOS E A RECEITA ORGANIZACIONAL DIANTE DAS ALTERAÇÕES PROPOSTAS AO SIMPLES NACIONAL

Rafael Ramon Fonseca RODRIGUES ((UERN)) - Brasil
E-mail: rafaelrcontador@gmail.com

Juliana Rodrigues de Sousa () -
E-mail: Ju-sousa@hotmail.com

Saulo Medeiros DINIZ (UERN) - Brasil
E-mail: saulo_diniz@hotmail.com

Gianinni Martins Pereira CIRNE (UFCG e UNISINOS) - Brasil
E-mail: gianinni.martins@gmail.com

José Ribamar Marques de CARVALHO (UFCG e UNISINOS) - Brasil
E-mail: profribamar@gmail.com

Luiz Marcelo MARTINS DO AMARAL CARNEIRO CABRAL (UFPB/Unisinos) - Brasil
E-mail: luizmarcelocb@hotmail.com

O Simples Nacional foi criado para favorecer as micros e pequenas empresas, com o objetivo de ter uma forma mais justa e unificada para tributar e fazer com que muitas empresas saíssem da informalidade. O objetivo desta pesquisa é analisar a correlação entre a receita organizacional e as mudanças nas tabelas do Simples Nacional ao longo dos 21 anos, fazendo uma análise da onerosidade ocorrida à empresa estudada em cada mudança de tabela do Simples Nacional partindo da Lei 9.317/96, posteriormente com a LC 123/06 e por fim, a Lei 155/16. Levantou-se como hipótese que as mudanças ocorridas na legislação do Simples Nacional interferiram no gasto tributário e no resultado da correlação de Pearson. Para tanto, foi desenvolvida uma pesquisa de caráter descritivo, documental e quantitativa. Os dados foram coletados dos livros diários e razão da empresa estudada. A análise foi realizada através da técnica de correlação de Pearson, onde foi observado e aplicado o estudo em três momentos com a empresa tendo como base as mudanças ocorridas nas tabelas do Simples Nacional. Com os resultados, constatou-se que a hipótese foi aceita, pois, houve aumento no recolhimento dos tributos e variação na correlação de Pearson, conforme a legislação foi sendo alterada.

Palavras-Chave:Gestão Tributária. Simples Nacional. Planejamento Tributário.


EFICIÊNCIA DOS GASTOS PÚBLICOS COM SEGURANÇA NOS MUNICÍPIOS BAIANOS

Manoel Alexandre de LUCENA (URCA) - Brasil
E-mail: manoelalexx123@gmail.com

Wescley De Freitas BARBOSA ((UFC)) - Brasil
E-mail: barbosa.wescley@gmail.com

Eliane Pinheiro de SOUSA (URCA) - Brasil
E-mail: pinheiroeliane@hotmail.com

A criminalidade se tornou um dos maiores problemas sociais brasileiro no período recente, gerando um custo social ao impedir o desenvolvimento de atividades econômicas, como também redução na qualidade de vida advinda pelos danos morais e perdas de vidas. No Nordeste brasileiro e, particularmente, na Bahia, este problema tem sido mais evidente, sendo relevante investigar a alocação dos recursos públicos destinados ao combate da criminalidade. Desta forma, este estudo se propõe analisar a eficiência dos gastos públicos municipais com segurança na Bahia. Para tal, utilizou-se o método de Análise Envoltória de Dados (DEA) sob a orientação produto, cujos produtos foram extraídos da Secretaria de Segurança Pública da Bahia e os insumos obtidos juntos ao Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro, ambos para o ano de 2018. Os resultados indicam que parcela majoritária da amostra de municípios baianos analisados está aplicando o insumo de modo indevido. Constata-se também que não necessariamente os maiores dispêndios realizados com segurança pública promovem melhores níveis de eficiência.

Palavras-Chave:Criminalidade. Gestão em segurança. Alocação dos recursos públicos.


SÉRIES TEMPORAIS DE HOLT-WINTERS NA ANÁLISE PREDITIVA DA ARRECADAÇÃO DO ICMS NO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE

Rafael Ramon Fonseca RODRIGUES ((UERN)) - Brasil
E-mail: rafaelrcontador@gmail.com

Ítalo Robean Praxedes de Aquino () -
E-mail: italopraxedes@hotmail.com

Saulo Medeiros DINIZ (UERN) - Brasil
E-mail: saulo_diniz@hotmail.com

Gianinni Martins Pereira CIRNE (UFCG e UNISINOS) - Brasil
E-mail: gianinni.martins@gmail.com

Luiz Marcelo MARTINS DO AMARAL CARNEIRO CABRAL (UFPB/Unisinos) - Brasil
E-mail: luizmarcelocb@hotmail.com

José Ribamar Marques de CARVALHO (UFCG e UNISINOS) - Brasil
E-mail: profribamar@gmail.com

O ente público tem a função anual de apresentar a lei orçamentária prevendo suas receitas e fixando suas despesas. Assim, o presente estudo objetiva analisar preditivamente a arrecadação do ICMS no estado do Rio Grande do Norte no período Janeiro a dezembro de 2019. Para tanto, o estudo caracteriza-se por descritivo e quantitativo, pois adotou para predição da arrecadação do ICMS séries temporais por meio do modelo de Holt-Winters, após análise o método aditivo do modelo foi o que se aproximou do realizado em arrecadação, alcançando um valor preditivo de R$ 5.985.048.500,00, enquanto que o valor realizado foi de R$ 5.724.288.967,12, evidenciando uma diferença a menor de R$ 260.759.532,88. Já o valor previsto pelo próprio estado foi bem menos eficiente, pois na Lei Orçamentária Anual – LOA o governo previu uma arrecadação de ICMS de R$ 4.919.554.000,00, uma predição a menor na ordem de R$ 804.734.967,12. Assim, conclui-se que o modelo de Holt-Winters é eficiente na previsão do ICMS no estado do Rio Grande do Norte.

Palavras-Chave:Previsão da receita. Séries temporais. ICMS.




9. Sistemas de controle gerencial e custos



ANÁLISE DE VIABILIDADE ECONÔMICA DA IMPLANTAÇÃO DA ROBOTIZAÇÃO DA ORDENHA EM UMA PROPRIEDADE RURAL FAMILIAR

Francieli PACASSA (Unochapeco) - Brasil
E-mail: francipacassa@yahoo.com.br

Antonio ZANIN (UNOCHAPECÓ) - Brasil
E-mail: zanin@unochapeco.edu.br

Leonir VILANI (UTFPR) - Brasil
E-mail: leonirvilani@hotmail.com

José Donizetti DE LIMA (UTFPR) - Brasil
E-mail: donizetti@utfpr.edu.br

Apesar do desenvolvimento de vários e relevantes estudos sobre a análise de viabilidade econômica pela comunidade científica, pouco se tem avançado sobre a avaliação de sistemas de ordenha robotizados. Nessa perspectiva, esta pesquisa objetiva analisar a viabilidade econômica na implantação de sistema robotizado de ordenha da atividade leiteira em uma propriedade rural familiar do Oeste de Santa Catarina. Para tanto, realizou-se uma pesquisa quantitativa, de caráter descritivo, por meio de coleta de dados documental e entrevistas semiestruturadas aos gestores da propriedade. Apesar do alto investimento, a ordenha robotizada apresenta diversos benefícios, os quais estão atrelados a melhora na qualidade de vida, redução nos custos com mão de obra e aumento da produtividade. A partir dos resultados, verifica-se que o investimento é economicamente viável, uma vez que na pior das hipóteses avaliadas, ainda espera-se um lucro considerável. Ademais, a técnica de Simulação de Monte Carlo (SMC), em conjunto com a Metodologia Multi-índice Ampliada (MMIA), proporciona dados confiáveis para subsidiar análises desse tipo de investimento. Como limitações da pesquisa, aponta-se a dificuldade de coleta de dados junto à propriedade em estudo, devido a inexistência de controles de custos e despesas referente ao período em análise. Para pesquisas futuras, sugere-se ampliar o escopo da abordagem, realizando análises dos riscos envolvidos no projeto, além de utilizar a SMC para avaliar a viabilidade econômica em propriedades rurais que ainda não possuam a ordenha robótica instalada.

Palavras-Chave:Ordenha robotizada. Análise sensibilidade. MMIA. SMC. Leite.


CONSTRUÇÃO, INDICADOR E PERFORMANCE: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA PRODUÇÃO CIENTÍFICA INTERNACIONAL SOBRE A ÓTICA ECONÔMICO-FINANCEIRA.

Leonardo de Lima NEVES (UFMS) - Brasil
E-mail: nleoneves4@gmail.com

Sirlei de Andrade MACIEL (UFMS) - Brasil
E-mail: sirlei_a_maciel@hotmail.com

Adriano Marcos Rodrigues FIGUEIREDO (UFMS) - Brasil
E-mail: amrofi@gmail.com

A construção civil é uma importante indústria mundial, ela exerce influências sobre diversos setores da economia, seja através de sua alta taxa de geração de emprego, renda e impostos. Contudo, a medição do desempenho econômico-financeiro no setor construção civil é necessária para fornecer informações que auxiliam no planejamento e controle dos processos gerenciais, analisando assim se objetivos e metas estão sendo atingidos. Acerca disso, o presente estudo teve como objetivo verificar quais são os indicadores financeiros mais evidenciados nos estudos que analisam o setor de construção civil. Portanto, adotou-se a revisão sistemática com a metodologia PRISMA, efetivada na base Science Direct. Portanto, foram definidas as palavras-chaves com recorte temporal de dez anos (2010-2019) e foram encontrados 183 artigos que, após selecionados, resultaram em 10 artigos a serem investigados. A partir disso, foi descrito o perfil das publicações, identificando objetivos, procedimentos metodológicos e principais resultados. Dentre os achados, foi elaborado um rol com 24 indicadores, sendo a lucratividade e fluxo de caixa como métricas mais recorrentes nos estudos. Verificou-se também, que medidas em relação ao lucro líquido, lucro e crescimento de vendas também foram abordados nas pesquisas.

Palavras-Chave:Construção civil. Índice financeiro. Desempenho financeiro. Índice econômico. Desempenho econômico.


CONTROLES INTERNOS NO SETOR PÚBLICO: UMA ANÁLISE À LUZ DA ESTRUTURA DO COSO NO ESTADO DO PIAUÍ

Nelma Lopes DA SILVA (UFPI) - Brasil
E-mail: nelmalopesdasilva@hotmail.com

Iane Rodrigues DE CARVALHO MOURA (UFPI) - Brasil
E-mail: ianercm@yahoo.com.br

Esta pesquisa tem como propósito conhecer o controle interno na administração pública do estado do Piauí, especificamente quanto à aderência ao COSO e a partir do entendimento dos seus gestores. Para isso, utilizou-se de estudo literário para respaldar o conceito de controle interno e COSO, de consulta documental sobre legislação vigente, além de entrevista com os coordenadores dos Núcleos de Controle Interno (NCI) nos órgãos que compõem a gestão pública do estado do Piauí. Assim, contou-se com uma amostra de 66 instituições, sendo 42 da administração direta e 24 da administração indireta. Após a aplicação da metodologia de pesquisas, selecionou-se um corpus composto por 11 entidades da administração direta, que representa 26% da amostra. Os resultados apresentam uma adoção parcial dos elementos preconizados pelo COSO. Verificaram-se falhas na sua observância no que tange, principalmente, a programas de treinamento e aperfeiçoamento. Acerca da avaliação de riscos, registra-se que 72% dos respondentes consideram a existência de potencial para fraude na avaliação dos riscos à realização dos objetivos. Em relação às atividades de controle, foi constatado que a Controladoria Geral do Estado funciona como órgão central do Sistema de Controle Interno e que o item “monitoramento” apresenta vulnerabilidade, especialmente no que diz respeito à realização de avaliações independentes.

Palavras-Chave:Administração Pública, Controle Interno,COSO


DESEMPENHO ECONÔMICO-FINANCEIRO E AS DECISÕES DE INSTAURAÇÃO DE REGIMES ESPECIAIS NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR BRASILEIRO

Tatiele Alves REIS (UFRJ) - Brasil
E-mail: tatiele.reis@hotmail.com

José Augusto Veiga da Costa MARQUES (UFRJ) - Brasil
E-mail: joselaura@uol.com.br

Marcelo Alvaro da Silva MACEDO (PPGCC/UFRJ) - Brasil
E-mail: malvaro.facc.ufrj@gmail.com

O bom desempenho econômico-financeiro das operadoras de planos de saúde é fundamental para garantir o funcionamento adequado do setor de saúde suplementar brasileiro. Quando as operadoras apresentam um desempenho econômico-financeiro abaixo do esperado, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) tende a aplicar medidas que visam corrigir as anormalidades, podendo chegar à instauração dos regimes especiais. Sendo assim, o presente estudo teve como objetivo verificar a capacidade dos fatores formados por indicadores econômico-financeiros em explicar a decisão da ANS de instaurar regimes especiais nas operadoras nos anos de 2017, 2018 e 2019. Para atender aos objetivos propostos foi utilizada a regressão logística com uma amostra equilibrada de 154 operadoras, sendo 77 com instauração de regimes especiais e 77 em condições normais de operação. Após a aplicação da análise fatorial por grupo, para reduzir o número de indicadores, foi estabelecido como variáveis independentes da regressão logística: fator rentabilidade, fator liquidez, fator despesas, indicador margem ebitda, indicador endividamento, indicador despesa médica e indicador de ciclo financeiro. A regressão logística utilizou o processo de reamostragem considerando dois momentos: t-1 e t-2. Os resultados apontam que quanto menor a liquidez, maior o endividamento e menor a folga financeira, maior a probabilidade de instauração dos regimes especiais pela ANS, podendo esta ser prevista até 2 anos antes de sua ocorrência. Foi possível concluir que a situação econômico-financeira das operadoras é fator relevante para a determinação dos regimes especiais de direção fiscal e técnica, principalmente os aspectos de liquidez e de endividamento.

Palavras-Chave:Saúde suplementar, ANS, Regimes especiais, Indicadores financeiros.


DESEMPENHO, GESTÃO DAS PERDAS TÉCNICAS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DO SETOR DE SANEAMENTO

Thamirys de Sousa CORREIA (UFPB) - Brasil
E-mail: thamirys_correia@hotmail.com

Wenner Glaucio Lopes LUCENA (UFPB) - Brasil
E-mail: wdlucena@yahoo.com.br

Paulo Roberto Nóbrega CAVALCANTE (UFPB) - Brasil
E-mail: prncavalcante0907@gmail.com

Este estudo tem como objetivo investigar as relações do desempenho com a gestão das perdas técnicas e eficiência energética da companhia de saneamento da paraíba. Em termos de procedimentos metodológicos, a coleta dos dados se deu pela aplicação de 45 questionários (18 gestores/administrativos e 27 técnicos/operacionais) com funcionários da Diretoria de Operação e Manutenção da CAGEPA, nos meses de junho e julho de 2020. Isso posto, foram selecionados indicadores de qualidade com intuito de representar o desempenho (atendimento da portaria sobre qualidade da água e reclamações e serviços executados). As variáveis de gestão de perdas técnicas e eficiência energética foram subdivididas em seis categorias: fatores administrativos, gerenciais, ambientais, sociais, técnicos e operacionais. O tratamento foi pela matriz de correlação de Spearman, havendo como justificativa o fato de as variáveis correlacionadas apresentarem natureza ordinal. Em termos de resultados e conclusões, constatou-se que há correlação de determinadas variáveis de gestão de perdas técnicas e eficiência energética com indicadores de qualidade. Como exemplo, o desempenho com as estratégias aplicadas para haver redução do número de reclamações ou solicitações de serviços por parte dos clientes é correlacionado com a designação de equipes para atuação na área de gestão de água e energia. Já a otimização do tempo para soluções de serviços solicitados, por exemplo, é correlacionada com a substituição de tubulações antigas, realização de pesquisas de vazamentos e redução do tempo de reparo de vazamentos.

Palavras-Chave:Desempenho. Indicadores de Qualidade. Perdas Técnicas. Eficiência Energética.


SISTEMA DE CONTROLE GERENCIAL NA ECONOMIA COMPARTILHADA: O CASO DA EMPRESA 99 TECNOLOGIA LTDA.

Ewerton Alex AVELAR (UFMG) - Brasil
E-mail: ewertonaavelar@gmail.com

Ricardo Vinícius Dias JORDÃO (Skema) - Brasil
E-mail: jordaoconsultor@yahoo.com.br

Gabriela Maria Couto FERREIRA (UFMG) - Brasil
E-mail: mcouto.gabriela@gmail.com

Ludmila Teixeira RODRIGUES (UFMG) - Brasil
E-mail: ludytr@yahoo.com.br

Beatriz Najela Ekaterina RIBEIRO DA SILVA (UFMG) - Brasil
E-mail: beatriznajela@gmail.com

Este artigo apresenta os resultados da pesquisa que objetivou analisar o sistema de controle gerencial (SCG) da empresa 99 Tecnologia Ltda. (99TL) sob a perspectiva do modelo proposto por Malmi e Brown (2008). Tal pesquisa, qualitativa, exploratória e documental, foi baseada em dados coletados por meio de documentos da 99TL divulgados publicamente e de relatos de motoristas parceiros da empresa. Tais dados foram tratados e analisados por meio da análise de conteúdo, sendo usadas como principais categorias aquelas baseadas nos pacotes de controles dos SCG propostos por Malmi e Brown (2008). Os resultados obtidos demonstram que a 99TL utilizou amplamente ferramentas de todos pacotes de SCG descritos por aqueles autores. Observou-se, ainda, uma forte inter-relação entre as ferramentas dos diferentes pacotes, em especial, aqueles dos controles cibernéticos, de prêmios e compensação, e administrativos. Ressalta-se, ainda, o papel dos algoritmos como suporte ao SCG, destacando-se o uso da gestão por algoritmos na economia compartilhada. Verificou-se que geralmente os motoristas se submetem aos controles estabelecidos pela 99TL, entretanto, foram registrados relatos de críticas a algumas formas de controle. Destaca-se que o estudo descrito neste artigo apresentou diversas contribuições às pesquisas em SCG: (i) demonstrou-se a viabilidade de aplicação do modelo de análise de SCG proposto por Malmi e Brown (2008) em empresas da economia compartilhada; (ii) tratou-se de um raro estudo sobre sua análise nesta nova economia; e (iii) constatou-se o papel dos algoritmos na economia compartilhada, assim como o seu suporte essencial ao SCG para empresas que nela atuam.

Palavras-Chave:Sistemas de controle gerencial; Economia compartilhada; 99 Tecnologia Ltda.


SISTEMAS INTEGRADOS DE GESTÃO EMPRESARIAL: UM ESTUDO DOS FATORES QUE INFLUENCIAM SUA UTILIZAÇÃO EM SERVIÇOS PRESTADOS POR ESCRITÓRIOS DE CONTABILIDADE DE CAMAÇARI-BA.

Gleidiane Araujo CARNEIRO (UNEB) - Brasil
E-mail: gleide.carneiro@hotmail.com

Nayara Batista MOREIRA (UNEB/FAT) - Brasil
E-mail: nmoreira1105@yahoo.com.br

Tania Ferreira dos Santos BOMFIM (UNEB) - Brasil
E-mail: bomfim.tania@gmail.com

Ana Paula Santana do NASCIMENTO (UNEB) - Brasil
E-mail: apnascimento@uneb.br

Tania Ferreira DE JESUS (UNEB/FVC) - Brasil
E-mail: taniafjftc@gmail.com

A contabilidade passou por grandes modificações ao longo dos anos, o advento da internet e da tecnologia da informação transformou a maneira de realização das atividades contábeis, ao mesmo tempo em que, as exigências se tornaram cada vez maiores por parte dos governos e o mercado cada dia mais competitivo. Este trabalho teve como objetivo identificar os fatores que influenciam a utilização dos Sistemas Integrados de Gestão Empresarial em serviços prestados por escritórios de contabilidade do centro de Camaçari, pretendendo identificar a percepção dos profissionais de contabilidade quanto à influência da tecnologia da informação na realização das rotinas diárias de trabalho, vantagens e desvantagens para utilização dos Sistemas Integrados de Gestão Empresarial pelos clientes e as principais dificuldades no processo de implantação dos Sistemas Integrados de Gestão Empresarial. Para isso, elaborou-se uma pesquisa descritiva, de natureza quantitativa, onde a coleta dos dados foi feita por meio de questionário com (30) questões sobre o tema, respondido por (31) profissionais entre eles sócios e gestores dos escritórios de contabilidade do centro da cidade de Camaçari. Após análise concluiu-se que os fatores que influenciam a utilização dos Sistemas Integrados de Gestão Empresarial em serviços prestados por escritórios de contabilidade são a agilidade, confiança, redução dos custos, integração dos departamentos, redução do fluxo de papéis, dentre outros.

Palavras-Chave:Sistemas integrados de gestão empresarial. Escritórios de contabilidade. Custos prestação de serviços.




Trabalhos Convidados



Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235