Viabilidade econômica de projeto de mecanismo de desenvolvimento limpo em aterro sanitário na cidade de Viçosa-MG

Leandro Gomes Oliveira, Alexandre Bragança Coelho, Caio César Medeiros Costa

Resumo


Diante do contexto das preocupações relacionadas a questão ambiental, ratificou-se em 1997 o protocolo de Kyoto, com o objetivo de os países que assinassem o protocolo deveriam, entre o período de 2008 a 2012, reduzir em média 5,2% das suas emissões de gases do efeito estufa em relação a 1990.De modo a alcançar tais objetivos, foram criados os mecanismos de flexibilização entre eles o mecanismo de desenvolvimento limpo – MDL. Nesse sentido o presente trabalho teve como objetivo fazer o cálculo da viabilidade econômica de se implantar um projeto de MDL no aterro sanitário na cidade de Viçosa. Para investigar a viabilidade econômica deste projeto, foram calculados o Valor Presente Líquido (VPL) e da Taxa Interna de Retorno (TIR). Os cálculos do VPL e TIR mostraram que para que esse projeto seja viável o preço do crédito de carbono teria que ser muito maior do que o comercializado hoje. Por isso, a conclusão foi de que o projeto é inviável economicamente. A principal razão para este fato é que a quantidade de lixo produzida diariamente pela cidade é relativamente pequena (19 toneladas/dia).

Palavras-chave


análise de custos

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235