A implementação do sistema de custos proposto pelo governo federal: uma análise sob a ótica institucional

Thiago Bernardo Borges, Poueri do Carmo Mário, Ricardo Carneiro

Resumo


As informações sobre custos no setor público são extremamente importantes para uma análise adequada de eficiência e qualidade do gasto público. Em países identificados como referência na implementação dessa metodologia tal processo correspondeu a parte de um plano de reformas mais abrangente, não focado apenas em questões técnicas. A literatura acadêmica relacionada com a teoria institucional discute justamente a necessidade de que tais transformações no cotidiano dos servidores devem envolver análises e ferramentas de ajustes das normas, valores e práticas em uso nas organizações envolvidas no processo de mudança. O governo federal brasileiro, no intuito de se adequar aos padrões internacionais de contabilidade e de possuir melhores informações para tomada de decisão quanto à alocação de recursos públicos, também se propôs a desenvolver e implantar seu próprio sistema de custo. Neste contexto, é que se insere este trabalho que procurou através da ótica institucional, e de uma comparação com o processo de implementação do sistema de custo australiano, analisar como se desenvolveu no governo federal brasileiro o mesmo processo. Assim, identificou-se diferentemente do que sugere a teoria institucional e experiência internacional, que o governo brasileiro pautou-se no prazo de implantação, em detrimento de uma mobilização institucional e cultural mais ampla.

Palavras-chave


Institucionalismo

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 2358-856X

Associação Brasileira de Custos
Av. Unisinos, 950 - Caixa Postal 275 - CEP: 93022-000 - São Leopoldo - RS - Brasil
Diretoria de Administração de Infraestrutura e Serviços - Telefone: 51 3591 1122 Ramal: 5235